Papo reto

Ando muito ocupado ultimamente em minhas horas vagas, também um pouco cansado e ainda com várias coisas atrasadas por fazer, sendo assim não me tem sobrado muito tempo para administrar melhor este blog. Assim sendo, optei por colocar vários vídeos youtubescos ultimamente e na verdade não curto muito esse procedimento. Nada contra os vídeos, mas acho que fica fazendo falta mais textos por estes pagos. Em breve pretendo reparar isso. Até mais.

Tsunami

Mesmo que o grande auê na mídia sobre o tsunami no Japão e aquela “caralhada” de imagens já tenha passado em tudo que é noticiário de TV, volta e meia ainda me surpreendo com algumas novas cenas youtubescas desse terrível acontecimento. Com a força da natureza ninguém pode. Veijeim esse vídeo que catei, em questão de pouco minutos está tudo arrasado pela força da água. Incrível!

VH

Um post só para lembrar aos desavisados e os de memória fraca de plantão, de que o Van Halen já foi uma puta banda, talvez até a MELHOR e os manos holandeses “ruleiaram” prá caramaba nos 80’s. O Eddie sem dúvida reinventou a guitarra ali no finalzinho dos 70’s em diante, um verdadeiro garoto prodígio das seis cordas. Antes dele somente ocorreu uma grande revolução assim no universo da guitarra elétrica com o Jimi Hendrix, depois disso tivemos vários fritadores e ligeirinhos, mas sei lá, nada de conteúdo e recado tão significativo assim no contexto rock do tipo “de fazer cair butiás nos bolsos de muita gente em tudo que é canto do mundo. O meu Van Halen é aquele do Davi Lee Roth maluco no palco, do Alex ensandecido na sua bateria gigantesca (antes de tudo ele é um baita baterista, então pode farfalhar assim com um instrumento assim), do Michael com seus backing maneiros e segurando as pontas enquanto o Eddie… bem, o cara simplesmente é muito, muito phoda na guitarra, então nem sei o que dizer mais!

O trabalho deles (VH) está aí firme e forte até hoje, sua influência foi um marco na história do rock mas agora são outros quinhentos… gostaria bastante de vê-los novamente na estrada e quem sabe até ter a esperança de que ainda venham lançar um novo álbum de estúdio, de qualidade, nada como aquelas cacas tipo VH III com o Gary Cherone ou o Balance. Acho que estão devendo ainda um bom trabalho antes de se aposentarem e viveram apenas das glórias. Sabe de uma coisa, eu até curtia a fase com o Sammy Hagar (F.U.C.K. é um excelente álbum) e o dave Lee Roth não é mais o mesmo de outrora. Bem, ninguém é.

Sinais do apocalipse…

Realmente, sou obrigado a me render a ‘Nostradamus’ e suas profecias.

SINAIS DO APOCALIPSE…

– Lázaro Ramos galã.
– Sandy devassa.
– Faustão magro.
– Silvio Santos pobre.
– Dilma fazendo omelete na Ana Maria Braga.
– Tiririca na Comissão de Educação.
– Maluf e Collor na Reforma Política.

……………Não era em 2012 o fim do mundo???

Cool Kol

Vídeo bem legal do Kings of Leon. Curto como o batera coloca o nome da banda na frente do bumbo – KOL, via de regra de um modo tosco e somente com fitas adesivas.

Blackbird

Já que andei falando em Jaco Pastorius, que tal essa versão dele para “Blackbird” – uma das composições mais bonitas dos Beatles (na minha opinião).

*Deixa eu contar uma coisa… Quando guri adolescente, eu era tipo assim “metaleiro” de carteirinha, não podia nem ouvir a palavra Beatles que me dava gana. Não gostava de nada do tal quarteto de Liverpool, talvez porque isso de alguma maneira representava o que era velho e o rock pós AC/DC, Iron Maiden e Van Halen era o que contava para mim, o  resto…bem, era o resto e não importava. O tempo passou (ainda bem) e hoje em dia gosto cada vez mais de BEATLES e de outras tanas bandas e artista que antes execrava. A analogia correta então por consequência, deve ser porque estou ficando velho!? Sei lá. Só sei que agradeço por amadurecer e poder adquirir certos conhec imentos. Compreender os Beatles, sem dúvida foi um desses tantos méritos que o tempo trouxe. Hey, mas o AC/DC ainda ruleia por aqui…rsrsrssr

Um pouco de Jaco

Já que mencionei recentemente o grande Leo Fender, que tal um pouco de música com este, que talvez segundo dizem – ser um dos melhores baixista que o mundo já viu (ouviu) – JACO PASTORIUS (R.I.P.).
*A referência aqui é claro, tem a ver com uma grande característica deste excelente baixista, o seu tradicional Fender Jazz Bass (fretless). Na verdade trata-se de uma ferramenta e tanto, por vezes tão versátil quanto um canivete suíço.

Brincando com a Lua

Fotógrafo profissional e jornalista científico, Laurent Laveder criou a série Moon Games, composta por diversas imagens que mostram pessoas interagindo com a Lua.

Capturando as cenas por um ângulo específico, o artista faz parece que o satélite está realmente ao alcance das mãos dos homens e mulheres que, posando para as lentes do artista, brincam de jogá-lo para cima, ou pousá-lo na xícara de café.

Especializado em fotos do céu, Laveder faz parte do coletivo The World At Night, que reúne 30 dos melhores astrofotógrafos do planeta.

Tio Leo

Na data de 21 de março de 1991, aos 81 anos de idades, faleceu Leo Fender, pai das guitarras Fender e de mais uma série de inventos (instrumentos, amplificadores, etc..), que revolucionaram a música pop até os dias de hoje.

 

 

 

 

 

 

 

Arruaceiro grego

Dia 5 de maio, cerca de 100 mil pessoas foram às ruas da capital grega apoiar uma greve geral em protesto contra o pacote de austeridade do governo grego, que prevê cortes de gastos e aumento de impostos.

A imprensa afirma que os responsáveis pelo manifesto foi um grupo de Jovens, porém uma imagem vale mais que 1000 palavras. O principal arruaceiro está em todas!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bebeco Garcia ainda ruleia

Estes dias fazendo uma geral em meu acervo de músicas do rock gaúcho parei para dar uma atenção especial à discografia do Bebeco Garcia e… putz! O cara era mesmo MUITO phoda, tá fazendo uma falta danada por aqui. Tinha bom gosto para timbres (coisa importantíssima), tocava bem prá caralho e trazia na algibeira sempre o tal do feeling do blues/rock em sua pegada musical. Enfim um cara “top-master-fucker” do rockn’roll.
Em tempo, curto mais a fase de guitarraços dele acompanhado de seu fiel escudeiro e também outro grande músico, Egisto Dal Santo. Essa fase tem um que de power trio a lá Gov’t Mule, Cream e Jimi Hendrix, ou seja, só coisa boa. Descanse em paz Bebeco.

Alles blackation

A Nike lançou uma nova camiseta da seleção Brasileira de Futebol, agora camiseta oficial tem uma nova e inusitada versão totalmente preta. Aviso aos navegantes empolgados de plantão, esta camiseta não será utilizada pelo time de futebol, é apenas uma variação fashion do material esportivo.
Vem cá, até que ficou bacanelson, hein! Eu gostei.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Azar

Puêrra, esta semana tive azar em várias coisas comuns do meu dia a dia em minha casa. O que era prá dar errado, deu! Um somatório que no final das contas só me perturbou. Que maré…putz! Xô azar!!!!!

 

 

 

Foo o que mesmo?

Cara, confesso que já estava começando a ficar cansado de Foo Fighters, aliás, seus últimos álbuns estavam com aquela cara debochada de “mais do mesmismo aperte o play”. Meu chapa, agora tem o seguinte, se este novo vídeo for uma espécie de prenúncio de que algumas coisas vão mudar a partir deste novo trabalho em termos de som dos caras, só tenho a dizer – uhúúú… então!
Pô, olha só! Tem até o Pat Smear numa das guitarras. Beleza!
Qui-jóia-eu-gostei.

Confere aí sem medo.

Ainda resfriado. Então… uma musiquinha schubbi-dabby-dubbas da extinta banda OASIS, da qual eu AINDA gosto muito. Só para aquecer as turbinas. Uma das últimas bandas de rock verdadeiramente malvadeza, no sentido banda fora de controle – ou seja, eles nunca precisaram passar vale de pose “heavy” ou do mal. Apenas mais uma banda com gente um pouco escrota, grossa, arrogante e que falava um monte de merdas… uhúúúú!!! Vem cá, afinal isso é ou não é o rock’n roll? Cartas para o lixo da redação.

Enquanto isso vou de baladinha básica dos caras.

Baixa voltagem

Um repentino resfriado me pegou de surpresa, talvez as coisas por aqui baixem a pressão por um ou dois dias, mas a vida segue, sempre em frente!
Estou um pouco de pilha fraca, mas isso não é nada em relação aos problemas que inúmeras pessoas estão enfrentado com as enxentes aqui do sul e o povo japonês lá, depois do terremoto, tsunami e agora com o vazamento na usina nucelar. Então o que é um simples resfriado perto de tudo isso?? Vamu-qui-vamu.

Rick Griffin

Rick Griffin (1944-1991), foi um artista gráfico e cartunista californiano, ligado a cultura do rock e do surf, teve importante participação no movimento Hippie surgido da cena “Haight-Ashbury”, desenhando posters para manifestações como o “Human Be-in” e posteriormente capas de discos para diferentes bandas como Grateful Dead, Jimi Hendrix, Neil Young, Steppenwolf e The Cult, assim como o logo original para a revista Rolling Stone, desenhou também posters de divulgação para os shows que o coletivo “Family Dog” produziu na famosa Fillmore de Bill Grahan nos anos sessenta.

Após sofrer um acidente de automóvel ao viajar de carona, no qual teve o globo ocular deslocado, passou a colocar em muitas de suas ilustrações um globo ocular como personagem principal, o que se tornou sua marca registrada. Rick Griffin faleceu em consequência dos ferimentos de um acidente dirigindo sua Harley Heritage Softail em 1991.

Site: http://www.rickgriffinink.com

Dobradinha gaúcha em CD instrumental

Está em andamento a gravação de um álbum que reúne dois mestres, Yamandu Costa e Renato Borghetti, ícones da música regional do Rio Grande do Sul, que há tempos levam mundo a fora a alma, a bandeira e a cultura gaúcha. Desde já estou ansioso por escutar este trabalho que deve ser lançado em breve em CD e DVD (todas gravações deste álbum estão sendo todas filmadas com 4 câmeras de alta definição). Fico imaginando o que vão aprontar essa duas feras da música instrumental. Vou guardando uns trocados, porque o troço vai ser bom!

DVD AC/DC na Argentina

Segundo consta, esta é a capa do novo DVD do AC/DC: “Live at River Plate”, que como o próprio nome sugere foi gravado em Buenos Aires (Argentina), no Estádio Monumental de Nuñez, no final de 2009.

Ah! Eu estava lá no primeiro show.
Tôma!

Tracklist:
01. Rock N Roll Train
02. Hell Ain’t A Bad Place To Be
03. Back In Black
04. Big Jack
05. Dirty Deeds Done Dirt Cheap
06. Shot Down In Flames
07. Thunderstruck
08. Black Ice
09. The Jack
10. Hells Bells
11. Shoot To Thrill
12. War Machine
13. Dog Eat Dog
14. You Shook Me All Night Long
15. T.N.T.
16. Whole Lotta Rosie
17. Let There Be Rock
18. Highway To Hell
19. For Those About To Rock (We Salute You)

Bônus:
* The Fan, The Roadie, The Guitar Tech & The Meat
* AC/DC  Tour Animatio

Mais Jimi Hendrix

A Sony anunciou mais três lançamentos do catálogo de Jimi Hendrix em versões atualizadas.

Dia 12 de abril sairá a edição Legacy de “Power Of Soul: A Tribute To Jimi Hendrix”. Lançado em 2004, o disco traz artistas como Eric Clapton (‘Burning Of The Midnight Lamp’), Prince (‘Purple Haze’), Cee-Lo Green (‘Foxy Lady’), Santana (‘Spanish Castle Magic’), Musiq Soulchild (‘Are You Experienced?’), Sting (‘The Wind Cries Mary’) e Lenny Kravitz (‘Have You Ever Been [To Electric Ladyland]’), entre outros. O dinheiro gerado com as vendas serão revertidos para o Fundo Escolar Jimi Hendrix, estabelecido no Fundo Colegial United Negro, em 1993. O projeto custeia os estudos de alunos de escolas tradicionalmente para negros nos Estados Unidos.

No mesmo dia, sai a nova versão de “South Saturn Delta”, coleção de 15 gravações resgatadas de diversos momentos da carreira do guitarrista. Contém gravações alternativas e diferentes takes para clássicos como ‘Little Wing’, ‘Pali Gap’ e ‘All Along the Watchtower’, além de registros anteriormente desconhecidos do grande público, como a faixa-título.

Encerrando, o DVD “Jimi Hendrix: Band Of Gypsys (Live At Fillmore East)”, trazendo a única filmagem oficial da banda. Toda a filmagem em preto e branco do show realizado em 1º de janeiro de 1970 é apresentada em sua seqüência original. O áudio conta com novas opções stereo e 5.1 stereo surround, mixadas por Eddie Kramer. Como bônus, entrevistas com o próprio Hendrix além de seus quatro companheiros de carreira, Mitch Mitchell, Noel Redding, Billy Cox e Buddy Miles. Também contribuem com declarações Vernon Reid (Living Colour), Slash e Lenny Kravitz, além do já citado Eddie Kramer.

*Fonte: Whiplash

Mistério da NASA

Hey, vem cá! Alguém pode me ajudar a explicar isso?
Porque a espaçonave DISCOVERY, do projeto espacial americano (NASA), que está sendo aposentada, apresenta a bandeira americana aplicada invertida no seu lado direito? No lado esquerdo e sob as asas está aplicada corretamente.
Não acredito que tenha sido uma falha na aplicação ou pintura, eles devem conhecer muito bem a sua bandeira para tamanha “gafe” mundial, ou melhor, planetária/espacial. É um trabuco branco, sem logos nem patrocínios, tem lá somente o novo do bólido espacial e a bandeira, não iriam ratiar assim.

Então qual é a explicação para isso?

*Há alguns anos, quando vi uma ambulância pela primeira vez com a palavra escrita invertida na frente, dei muita risada, fiz uma porção de piadinhas até que me explicaram o real motivo daquilo.
Tôma!

Confiram algumas imagens que mostram o que estou falando. Tem a Discovery do lado direito, esquerdo e uma visão da asa. Confira o lado azul d abandeira americana e seu posicionamento.

Olha ae, o cara no funk groove

Por essa eu tenho certeza que você não esperava, o Zakk Wylde mandando bala cantando um funk-rock com direito a naipe de metais e tudo. Trata-se de uma participação especial com a banda C.P.R. (Coven, Pitrelli e Reilly).

*Cara, na boa, isso somente prova mais uma vez que o Zacarias Selvagem é phoda e tem muito mais bala na agulha do que aquilo que apresenta no BLS.

Uma em clima de carnaval

Como nos enganamos!
Pensávamos que era inofensivo.
Que nada!

Estudos europeus revelaram os efeitos do álcool.

Existe a evidência de que:
Vodka + Gelo   =  fode os rins
Rum + Gelo      =  fode o fígado
Whisky + Gelo =  fode o coração
Gin + Gelo        =  fode o cérebro

Conclusão:
Pelo que parece esse filho da puta do gelo é que fode tudo!

Soundgarden – minha banda grunge preferida

Mesmo com o final das atividades do Soundgarden em 1998 ter sido assinalada apenas como uma espécie de apertada no “pause”, a coisa parecia ter sim um “ar” de acabou mesmo! Mas não, até que enfim os caras (Matt, Chris, Thayil e Shepherd) resolveram unir forças novamente, voltaram devagarito, sem alardes, primeiro com o lançamento de uma coletânea e depois com o lançamento de um álbum ao vivo, gravado em 1996 – “Live on 1-5” (que vem a ser o primeiro álbum oficial ao vivo da banda). Mas as notícias não poderiam ser melhores, segundo consta, estão reunidos em estúdio e testando algumas novas composições para um provável novo álbum de inéditas. Mazáh. Daí sim!!!
Das bandas ditas “grunge”, o Soundgarden disparado era a minha preferida, um som pesado que por vezes lembrava Black Sabbath mas sempre misturado/temperando com diversas outras sonoridades que não os limitava a um aspecto de banda heavy metal, o que é muito bom. Que voltem mesmo com um petardo daqueles. Keep on rock, baby!

http://www.soundgardenworld.com

*Com lançamento em 22 de março, “Live On I5” vai ter o seguinte track-listing:

01. Spoonman
02. Searching With My Good Eye Closed
03. Let Me Drown
04. Head Down
05. Outshined
06. Rusty Cage
07. Burden In My Hand
08. Helter Skelter
09. Boot Camp
10. Nothing To Say
11. Slaves And Bulldozers
12. Dusty
13. Fell On Black Days
14. Search And Destroy
15. Ty Cobb
16. Black Hole Sun
17. Jesus Christ Pose