Warren é ô cara

Meu final de semana melhorou muito depois de escutar o novo álbum solo do Warren Haynes, “Man in Motion” (2011), que vem a ser o seu segundo trabalho solo 18 anos depois de seu primeiro álbum “Tales of Ordinary Madness” (1993). Eu diria que é sacanagem querer comparar com o Govt’ Mule, sua banda phodástica, é um tanto diferente, não se trata de mais um coice da mula mas sim de um lado mais intimista soul & blues, claro com os mesmos ingredientes Haynesísticos de sempre nas composições, vocais e sobretudo nas suas maravilhosas seis cordas. A banda conta com Nigel Hall (keyboards/background vocals),Terence Higgins (drums), Ron Holloway (Saxophone) and Ron Johnson (bass).

Sabe aquelas baboseiras de listas de escolhas disso e daquilo, bem, só como referência aos desvisados. nosso amiguinho aqui é considerado o 23 na listinha dos melhores guitarristas domundo, capicce ou quer que eu desenhe!?
Eu curto muito o som do Warren Haynes, acho um excelente guitarrista, tive a oportunidade de assistir ao vivo o show do Govt’ Mule no Salão de Atos da UFRGS em 01/06/1996 (cabe registrar aqui – O MELHOR SHOW DE ROCK DA MINHA VIDA). Mais de 2 horas de muita sonzeira southern rock & blues, power trio invocado e músicas da melhor qualidade (Haynes com Matt Abts na bateria e Allen Woody no baixo). Fazia parte da tour do primeiro álbum da banda. Simplesmente inesquecível!