Subindo a serra até Sobradinho

Como não poderia deixar de ser e até já se tornando meio óbvio por aqui, outro sábado de um belo rolê de moto, desta vez com um sol a pino (esta expressão é verdadeira se estamos agora no horário de verão!?). O menor moto grupo ainda sem nome se ativou logo após o almoço para pegar a estrada. E qual o roteiro? Coisa que decidimos via de regra de última hora, sem grandes planos nem estratégias , salvo algumas exceções. Como se fosse um QB de futebol americano, selecionamos três alvos e no último momento, pimba, escolhemos subir até a cidade de Sobradinho. Na real, depois ainda resolvemos espichar o trajeto até a cidade de Arroio do Tigre, que não é longe dali. Saída tranquila, dia de feriado pelo 15 de novembro, então poucos carros e caminhões em trabalho rodando na estrada, vamos em direção a Candelária, que fica no caminho. Antes uma paradinha básica no posto de pedágio para um pouco de sombra, um gole d’água e assim darmos uma trégua no calor do asfalto de começo da tarde. Em seguida chegamos à Candelária (onde cientistas fazendo escavações, encontraram vestígios de ossadas de dinossauros, sendo consideradas as mais antigas do mundo), uma rápida passagem por dentro da cidade e retomamos ao nosso roteiro. Em pouco tempos o trajeto de subida começa e se mostra desde logo bem interessante, cheio de curvas, mas principalmente pelas belas paisagem do vales que ficam hora de um lado, hora de outro da estrada. Em pouca palavras, um lugar fantástico. Resolvemos dar uma parada e conferir melhor a paisagem. Seguimos em frente, passamos por Passa Sete e depois uma parada básica em um posto de gasolina para abastecimento, vamos primeiro até Arroio do Tigre, onde havia uma exposição de carros antigos. Passamos na frente mas não chegamos, uma questão de logística e tempo de ida e volta nessa empreitada. Daí uma pausa, fotos na praça central e em frente a igreja, depois ainda voltamos até Sobradinho, para então finalmente tomarmos e comermos alguma coisa, afinal, a tarde já avançava e ainda precisávamos fazer todo o trajeto de volta. Pit-stop num café na rua principal de Sobradinho, um tanto de conversa e então era hora de pegar a estrada outra vez para casa. No caminho de volta uma parada para uma foto de um curioso Fusca com rodas de trator, que estava estacionado no pátio de uma revenda de carros usados. Depois de vários quilômetros, uma breve parada só para espichar um pouco as pernas e então seguir no trajeto. Na chegada ainda rolou um chopp gelado com amigos que encontramos sentados em um bar, que aliás, também haviam recém chegado de uma outra trip de moto. Mais uma vez um sábado daqueles, novos lugares, novos caminhos e sempre muitas surpresas interessantes. Muito grato por nada de errado ou ruim nos acontecer nessas nossas andanças. É só alegria e felicidade, não digo cabelos ao vento até porque não tenho como dizer isso, mas a sensação de aventura e liberdade tá lá sim. Ah! E como tá! THANKS por mais essa.

mapa_VAires_ArroioDoTigre_pp

ArrioTigre_15nov2014-03pp                               ArrioTigre_15nov2014-05pp                 ArrioTigre_15nov2014-12pp                               ArrioTigre_15nov2014-09pp                               ArrioTigre_15nov2014-15pp                               ArrioTigre_15nov2014-16pp                 ArrioTigre_15nov2014-21pp                               ArrioTigre_15nov2014-23pp                               ArrioTigre_15nov2014-26pp                               ArrioTigre_15nov2014-28pp                     ArrioTigre_15nov2014-33pp                               ArrioTigre_15nov2014-35pp                               ArrioTigre_15nov2014-36pp                 ArrioTigre_15nov2014-38pp                 ArrioTigre_15nov2014-40pp                 ArrioTigre_15nov2014-41pp                             ArrioTigre_15nov2014-47pp