Não muito longe, mas uma boa volta

Mais um daqueles sábados bom de pegar a estrada de moto. Um rolê sem destino específico, tendo em vista de que a noite de sexta-feira foi de chuva e teve até um pequeno temporal meio agitado com direito a ventania. Assim o que havia sido combinado para hoje no cronograma do Menor Moto Clube Ainda Sem Nome sofreu o efeito chamado de sacanagem climática e teve de ser abortado.
Hoje de manhã, ao descobrir de que o sol deu as caras e de que o dia talvez não fosse de chuva como se imaginava, deu abertura para se pensar num rolê de moto “plano B”, na tarde se o tempo firmasse. Depois do almoço, confirmação de clima, tempo, pluviosidade (SQN)… era só abastecer as motocas e pegar a estrada. Destino incerto e não sabido, só ir em frente, mas para que lado?
Ah, lá para o lado de POA então.
Pegamos a 287 e fomos seguindo em direção a Mariante, depois Taquari e daí Tabaí. Uma parada estratégica na Casa do Mel, então uma mudança nos planos de direção. Dar a volta e agora seguir no sentido capital – Lajeado, pela 386. Como isso ainda não foi suficiente para saciar a vontade de andar de moto, resolvemos ampliar um pouco mais o trajeto com uma entrada até a cidade de Cruzeiro do Sul e depois novamente em Mato Leitão. Tudo no caminho de volta e lugares que há tempos não chegávamos. Foi só isso.

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO

 

 

 

 

 

 

 

 

DCIM100GOPRO