O redesign definitivo: o da Bíblia

Quando Adam Lewis Greene abriu uma campanha no Kickstarter em 2014 para bancar seu ousado e polêmico projeto de redesign da própria Bíblia, não imaginava o sucesso de sua iniciativa. Pediu 37 mil dólares. Conseguiu um milhão e meio.

O redesign não solicitado acabou se transformando em uma prática comum entre designers porque proporciona uma oportunidade de praticar e expor suas habilidades em projetos que não dependam da aprovação de clientes para poder existir. É uma chance de, por exemplo, trabalhar com a Nike. Ou… de redesenhar a Bíblia. Ou melhor, de repensar a experiência de leitura da Bíblia. Deixar mais “reader-friendly”.

É o BIBLIOTHECA.

Ao invés daquele papel fininho, folhas artesanais, com gramatura mais apropriada, criadas por uma gráfica de 437 anos, no interior da Áustria.

Ao invés de um livro condensado, 4 volumes.

Ao invés da diagramação de versículos em tijolinhos, uma proposta mais fluída de numeração e anotações.

Ao invés de um inglês arcáico e muitas vezes perdido em traduções dúbias, uma total revisão com uma equipe dedicada exclusivamente a esta importante e delicada missão de “atualizar” os textos. A versão que está servindo de base tem 505 anos.

Ao invés de letrinhas miúdas, uma fonte especialmente desenhada para ser usada apenas neste projeto, que mantém a tradicional serifa, mas com foco na legibilidade.

A intenção original era um tiragem limitada de 500 exemplares. Hoje são mais de 20.000 Bíblias encomendadas.

VENDENDO MAIS DO QUE UM REDESIGN DA BÍBLIA
Claro que não dá para deixar de mencionar o fato de que Adam Lewis Greene vende muito bem, além de uma Bíblia redesenhada, o próprio projeto. No final das contas estamos falando de um bem sucedido case de uma impressão de 4 livros, com uma verba de um milhão e meio de dólares. O storytelling é bem cuidado, o video é bem produzido e o jovem Adam acabou emplacando um projeto que é mais revolucionário conceitualmente do que na prática, o que não tira de modo nenhum o mérito de sua iniciativa. Pelo contrário, é uma oportunidade de aprendizado de como juntar ideia, exposição, grana e empreendedorismo, tudo muito bem amarradinho.

*Fonte/Texto: Wagner Brenner / Updateordie

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.