Daytona 400 – Nascar Sprint Cup

E deu Brad Keselowski (#2) ontem de noite nas 400 milhas de Daytona da Nascar Sprint Cup. Uhúúúúúúúú!
Ele já estava garantido no chase desse ano, mas isso é só para mostrar que ele tá forte e vem com tudo novamente. E vamu-qui-vamu.

Atenção! Poucos são os pilotos da NASCAR que contam com o apoio oficial  de BOAS ENERGIAS do Banjomanbold, e o Bradão é TOP, é pai,m é quem manda aqui na casa. Go Brad!

Brad_Daytona400_2016

 

 

 

Fenômeno Déjà vu pode ter conexão misteriosa com Universos paralelos

A maioria de nós já viveu a experiência do déjà vu, a sensação estranha de ter tido uma experiência onde o tempo parece se mover em câmera lenta e em que acabamos sempre pensando “eu já tenha experimentado isso antes.”
Por décadas, pesquisadores em diferentes áreas do conhecimento e da ciência têm tentado encontrar uma explicação racional para esse fenômeno, no entanto, ninguém ainda foi capaz de entender como podemos viver esta experiência de déjà vu, pelo menos até agora.

Os fenômenos de déjà vu acontecem ocasionalmente e não existem padrões claros que podem nos dar pistas sobre sua origem. Entre 60% e 80% das pessoas que viveram todo o mundo. É quase sempre experiência transitória e ocorre aleatoriamente.

Muitos pesquisadores têm proposto que este fenômeno resulta de uma memória relacionada e acham que os centros de memória do cérebro são responsáveis por esse fenômeno da experiência déjà vu. Outras pessoas associam o fenômeno com a profecia ou vidência, com memórias de vidas passadas e ainda outros se referem a ele como um sinal místico.

Outros, ainda, associam esse fenômeno com a existência de universos paralelos. Tal é o caso do Dr. Michio Kaku, um futurólogo americano, um físico teórico e escritor de ciência, que acredita que universos paralelos podem explicar o fenômeno misterioso e estados da física quântica podem realmente fornecer os detalhes necessários para sugerir que o ‘déjà vu ‘Pode ser provocado pela sua capacidade de “alternar entre diferentes universos.”

A idéia de que existem outros universos (teoria do multiverso) tem sido apoiada por vários cientistas, incluindo o professor Steve Weinberg, um físico teórico e ganhador do Prêmio Nobel. De acordo com o Professor Weinberg, eles podem coexistir na mesma sala com a gente um número infinito de realidades paralelas.

Embora estes mundos sejam muito semelhantes, cada um tem uma energia diferente. E porque cada mundo é composto de trilhões de trilhões de átomos, isto significa que a diferença de energia pode ser bastante grande.

Uma vez que a frequência destas ondas é proporcional à sua energia (lei de Planck), isto significa que cada ondas do mundo vibram a frequências diferentes e não podem interagir.

Isso significa que seria muito provável que no exato momento em que você experimentar um fenômeno de déjà vu estaria vibrando em uníssono com outros cosmos universo paralelo.

*Fonte: radiovivazen

mahu-fisico

O rolê dos aflitos

O título de hoje pode parecer meio forte ou até nada a ver com a função de um rolê de moto com os amigos, mas acontece que essa semana a coisa foi phoda. Passei mal em função de um problema estomacal, vômito, cólicas, diarreia, noites mal dormidas, febre, falta de apetite, alimentação ruim, falta no trabalho…argh! O que parecia ser uma coisa comum, breve e passageira, durou uma semana inteira e para dizer a verdade, ainda não estou 100%. Esse meu mês de junho não foi fácil em termos de saúde. Resfriado, dor de garganta e agora essa! Se fosse basquete americano eu teria um “triple”aqui.

Incrivelmente nem pensei em moto a semana toda, os dias em que fui trabalhar, só queria era chegar em casa e me deitar. Mas passou. Ufa! No sábado eu ainda tinha dúvidas se teria condição de dar um rolê de moto com a rapaziada, me sentindo ainda um pouco fraco e em processo de recuperação. Mas OK, fez um sábado maravilhoso e nada melhor do que encontrar os amigos para um rolê de moto, tomar um sol, vento na cara, sair da rotina , ir para algum lugar diferente, paisagens diferentes. Foi bom e também ajudou bastante na melhora do ânimo.

E o irônico disso, é que o meu chapa Rafael também estava na mesma situação essa semana, com direito a “soro” no hospital e tudo. Por isso que chamei aqui de rolê dos aflitos.

Resumindo essa ladainha toda, a constatação é de que andar de moto com os amigos realmente faz bem para o corpo e para a alma. Isso posso garantir.

Vamos lá.
Nos encontramos com o Pretto no postinho no começo da tarde, ainda não sabíamos (tanto eu como o Rafa – os dois lesados), se teríamos condições de andar por muito ou pouco tempo de moto nesse sábado e então resolvemos dar uma volta até Herveiras, que é uma trajeto muito bom e tranquilo para um rolê. O Pretto até tinha outros planos mais ousados par ao rolê (fica para a próxima), mas o negócio era pegar a estrada e descobrir se o cansaço iria bater ou não. Mas mais uma vez a mágica do lugar ajudou, foi tudo numa boa e no final deu até vontade de ainda ficar andando mais tempo.

Dessa vez paramos na ponte em sua outra extremidade. Bacana também. Fizemos até uma pequena caminhada na beirada do morro junto a ponte. Bacana. Depois seguimos em frente, subindo em direção a nossa tradicional parada no postinho para um café. Encontramos ali o nosso amigo doggy (não descobri ainda o nome dele, pergunto numa próxima oportunidade), que aliás veio para o meu colo todo faceiro e não percebi, mas me sujou todo de terra. Huahuahauhau. Essas amizades, vou te dizer!

Interessante foi que na volta deu para perceber a brusca diferença de temperatura de ambiente, justamente ali pelo trajeto da ponte (começo da serra).

Abaixo algumas imagens da função e o resto é história e boas lembranças para quem foi.

É isso aí e até a próxima.

 

DSC03884_bbb_pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03877pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03885pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03887pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03888pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03891pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03894pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03892pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03897pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03900pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03901pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03902pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03903pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03904pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03905pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03909pp