Existem 22 níveis de maldade, segundo índice de psiquiatra. Qual deles é o seu?

Existe um índice para a maldade, com o qual podemos avaliar pessoas que são capazes de tirar a vida de outras? O psiquiatra forense norte-americano Michael Stone, da Universidade de Columbia, acredita que sim. Ele criou um “índice da maldade”, classificado em 22 itens, do mais brando ao mais cruel.

O índice do Dr. Stone teve enorme repercussão e inspirou até uma série de sucesso no “Discovery Channel”, intitulada justamente “O Índice da Maldade”.

Confira, de acordo com o índice, como são qualificados os níveis de maldade, que, em níveis mais elevados, podem classificar psicopatas ou assassinos – lembrando que nem todo assassino é psicopata e nem todo psicopata chega a cometer um crime.
Quão ruim é uma pessoa?

 

>> Primeiro grupo: não-psicopatas

Nível 1: Legítima defesa
Pessoas que fazem de tudo em defesa própria, não medindo esforços e podendo eliminar qualquer um do caminho sem pensar duas vezes. Essa pessoa, porém, não apresenta desordens psiquiátricas.

Nível 2: Passional
Pessoas que agem com maldade totalmente motivadas por ciúme. São muito egocêntricas ou imaturas, porém, não apresentam psicopatia.

Nível 3: Cúmplices voluntários
Pessoas que aceitam passivamente se tornar cúmplices de maldades. Têm traços antissociais, não costumam gostar de conviver em grupos e andam muito sozinhas, por isso se apegam a quem se une a elas e aceita facilmente colaborar com atitudes cruéis.

Nível 4: Defesa após provocação
São pessoas que provocam a vítima e só agem depois de uma reação. Parece ter sido legítima defesa, mas foi tudo orquestrado por quem queria exercer a maldade.

Nível 5: Desespero e trauma
Pessoas que cometem maldades motivadas por situação de desespero ou por traumas que sofreram no passado. Apresentam remorso genuíno.

Nível 6: Explosão de raiva
Agem com maldade por impulso, sem premeditar o ato, como numa explosão de raiva.

Nível 7: Narcisistas
Esse nível de crueldade representa pessoas capazes de agir contra quem ameaça seu domínio. Se algo que pertence a essa pessoa esteja ameaçado, ela não mede consequências. Não apresenta sinais de psicopatia.

Nível 8: Mágoas
Pessoas com profundas mágoas guardadas, e que explodem a ponto de se vingarem com requintes de crueldade.

Nível 9: Amantes ciumentos
Pessoas que são capazes de atos terríveis motivadas por ciúme, mas que têm sinais de psicopatia.

 

>> Segundo grupo: psicopatas

Nível 10: Egocêntricos
Faz vítimas entre pessoas que podem atrapalhar seus planos, como testemunhas de algum ato que ele tenha praticado.

Nível 11: Sem escolher
Psicopatas que agem contra quem aparece pelo seu caminho e ameaça revelar sua personalidade. Não escolhem previamente suas vítimas.

Nível 12: Sede de poder
Pessoas capazes de qualquer coisa para chegar ao topo e são capazes de eliminar quem se põe no caminho.

Nível 13: Bizarros
Psicopatas violentos, de personalidade bizarra. Mas que são cruéis apenas em acessos de fúria. Em outros momentos, são aparentemente normais.

Nível 14: Cruéis
Psicopatas autocentrados e calculistas, que planejam seus crimes para se beneficiar. É tudo friamente pensado, nos mínimos detalhes. Age com perfeição em seus atos.

Nível 15: Estragos em série
Psicopatas que promovem uma maldade muito grande para que atinga várias pessoas. Seu foco não é alguém específico, ele só quer causar o estrago na maior proporção possível.

Nível 16: Múltiplos
Já nesse nível, o psicopata quer o maior número de vítimas e faz uma maldade diferente com cada uma. São muitos atos de violência em série.

Nível 17: Sexualmente perversos
Psicopatas que agem por clara motivação sexual e cometem estupros em série, matando as vítimas para não serem descobertos.

Nível 18: Assassino torturador
A motivação desse tipo de psicopata é o assassinato. Mas antes, ele quer torturar suas vítimas.

Nível 19: Torturador e estuprador
Psicopatas que não matam as vítimas. O prazer deles é tortura-las e estuprá-las.

Nível 20: Torturador psicótico
Sentem prazer na tortura, e apenas nela. Gostam de ver o sofrimento, ouvir gritos de dor. Tem fortes acessos psicóticos.

Nível 21: Torturadores sádicos
Torturam as vítimas até o limite, mas não cometem o assassinato de forma alguma. E não porque têm alguma dó, é simplesmente para poder repetir o ato.

Nível 22: Assassinos torturadores
Agem na maioria das vezes por motivação sexual, ainda que de forma inconsciente. Sequestram e torturam as vítimas e depois acabam cometendo assassinato.

…………………………..
*Fonte: vix / Luis Augusto Lima

maldade1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.