Manual do Escoteiro Mirim revive nostalgia dos anos 70 e se transforma em fenômeno de vendas

Em tempos de livros de youtubers, gamers, e onde até o mais prestigioso prêmio de literatura não foi para um autor de livros, outro curioso (e antigo) fenômeno anda agitando a lista de mais vendidos nas livrarias brasileiras. Sucesso nos anos 70 e 80, os Manuais da Disney publicados pela Abril estão ganhando novas edições, e O Manual do Escoteiro Mirim, lançado em maio deste ano, já se transformou em um dos grandes bestsellers de 2016.

“Divulgamos em nossas redes sociais e a reação foi incrível, com uma repercussão muito maior do que imaginávamos”, admite Sérgio Figueiredo, diretor de redação da Abril. O frisson causado nas redes sociais continuou nas livrarias e bancas de jornais. A Abril viu a primeira tiragem de 10 mil exemplares praticamente evaporar. “Em uma semana de circulação, alguns de nossos distribuidores já estavam pedindo reposição. Considerando a situação atual do mercado, isso é muito fora da curva”, comentou Sérgio. Até o momento, 20 mil exemplares já foram vendidos, e a editora já está preparando uma terceira reimpressão. A expectativa é que o Manual do Escoteiro Mirim feche o ano com 32 mil cópias comercializadas.
6 de 11

O livro, antes de existir de verdade, aparecia nas historinhas dos Junior Woodchucks, criadas por Carl Barks nos anos 1950 nos EUA e traduzidas por aqui como Os Escoteiros Mirins. Huey, Dewey e Louie (Huguinho, Zezinho e Luizinho por aqui), usavam o livro como guia para escapar de confusões e situações de risco. Em 1969, a editora italiana Mondadori lançou Il Manuale delle Giovani Marmotte, edição real do livro posteriormente lançado no Brasil dois anos depois.

A edição 2016 do Manual do Escoteiro é fac-símile, ou seja, uma réplica fiel da obra de 71. A única mudança foi a troca de um ingrediente do clássico coquetel dos escoteiros mirins (Em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente, o conhaque foi substituído por leite de coco). Para Sérgio, a decisão é o grande motivo para o sucesso do livro. “Esses manuais funcionam como uma espécie de mini-cápsula do tempo. Eles venderam milhões de exemplares nos anos 70, em uma época onde o mercado era menos pulverizado. Muita gente já teve um exemplar, e agora qualquer um pode reviver a magia de reler as dicas e ensinamentos dos escoteiros”, disse.

O sucesso do Manual do Escoteiro estimulou a Abril a lançar outros livros clássicos da série. O Manual do Professor Pardal, de 1972, foi relançado durante a Bienal Internacional de São Paulo, em setembro. O Manual do Mickey, um guia para detetives e agentes secretos lançado em 1973, também já está disponível. O próximo lançamento é o icônio Manual do Tio Patinhas, que contará com um brinde especial. “Assim que relançamos o Escoteiro, o principal pedido dos leitores era o Manual do Tio Patinhas com a moedinha”, disse Sérgio. A moedinha, no caso, era a moedinha nº 1, primeira moeda que Tio Patinhas ganhou na vida e que vinha como brinde nas edições da Abril de 1972. “Encomendamos um novo layout da moeda para acompanhar o relançamento”.  O Manual da Maga & Nin e o da Vovó Donalda completam a programação de títulos deste ano.

Em 2017, a Abril pretende lançar mais seis livros. Além disso, a editora está aproveitando o sucesso dos títulos para colocar no mercado outras obras clássicas da Disney. Junto com o Manual do Tio Patinhas, será lançado O Segredo do Castelo, conhecida por ser a primeira caça ao tesouro de Donald e seus sobrinhos com o tio Patinhas. No Brasil, a história apareceu no primeiro exemplar da revista O Pato Donald da Editora Abril, em 1950. “É uma oportunidade ótima de para fazer com que uma nova geração possa conhecer esses clássicos. As vendas estão sendo uma grata surpresa para nós, e os leitores podem esperar por mais novidades no ano que vem”, concluiu Sérgio.

*Só para constar: eu tenho a edição de 1972, presente do meu pai para mim e meu irmão. Foi um dos livros importantes de minha infância, depois, quando cresci e aprendi a ler. Muito obrigado meu pai, por esse incrível presente naquela vez.

……………………………..
*Fonte: omelete

manualescoteirom


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: