O dia de nascimento revela seus potenciais

Numerologia aponta possíveis dons e ensina a aproveitá-los:

Você gosta de comemorar seu aniversário ou faz parte do time de pessoas que prefere não receber parabéns?
Independente de qual for sua resposta, você recebeu um presente quando nasceu.
Talvez não se lembre, mas foi a primeira dádiva que ganhou: seus potenciais.

Sim, cada pessoa foi presenteada com um tipo de talento quando nasceu. Quando este potencial é desenvolvido e expressado, poderá proporcionar um prazer e tanto em sua jornada. Para saber qual foi o seu presente, você precisa abrir o papel que o cobre. E a Numerologia pode ajudar você nesta tarefa. No Mapa Numerólógico, o algarismo do dia do seu aniversário representa seu Número de Aprendizado. Essa simbologia revela possíveis dons, além de ensinar como usufruir o que lhe foi ofertado.

Então, deixe-me fazer parte desta festa e lhe mostrar qual é o seu presente. Veja abaixo o significado do dia do seu nascimento.

 

QUEM NASCEU NO DIA 1, 10, 19 OU 28
Essa pessoa foi presenteada com o dom do dinamismo, da originalidade e da criatividade. É possível que tenha uma inquietação fora do comum para se expressar de um jeito único e buscar cada vez mais sua independência. Também pode exercer um papel de liderança ou ser inovador em alguma área. Seu lado rebelde, individualista e competitivo tende a incitar essa pessoa a constantemente crescer, progredir e se destacar.

 

QUEM NASCEU NO DIA 2, 11, 20 OU 29
Você tem o talento de conciliar pontos de vista, conhecimentos, pessoas e ambientes aparentemente divergentes. É uma habilidade conciliadora que lhe propicia apaziguar, confortar, curar e apoiar as pessoas. Ou simplesmente ser um colo reconfortante, que com sua simples presença ampara e oferece segurança emocional aos outros. Além disso, tem uma predisposição a estabelecer parcerias, acordos e alianças que influenciarão sua vida significativamente. Você nasceu para formar duplas e brilhar em conjunto com o outro.

 

QUEM NASCEU NO DIA 3, 12, 21 E 30
Você ganhou de presente da vida a força das palavras. Sua capacidade de se comunicar com versatilidade, encanto e criatividade é notória. E poderá influenciar bastante as pessoas ao se expressar por meio de diversas formas, seja falando, escrevendo, cantando ou pintando. Ou seja, você deve sempre buscar se comunicar e entrar em contato com várias pessoas, pois poderá alcançar um nível impressionante de popularidade. Possivelmente sua voz será ouvida por muitos.

 

QUEM NASCEU NO DIA 4, 13, 22 OU 31
Você nasceu com uma disposição considerável para ser um porto seguro na vida das pessoas. Seu talento para trabalhar, perseverar e assumir muitas responsabilidades é digno de nota. Tanto que tem produtividade suficiente para cuidar simultaneamente de deveres profissionais, familiares e domésticos bem exigentes. As outras pessoas sabem que podem contar com você para o que der e vier. Com um jeito prestativo e dedicado, valoriza a segurança familiar, a credibilidade social e a estabilidade financeira.

QUEM NASCEU NO DIA 5, 14 OU 23
Você recebeu de presente da vida uma curiosidade acima do normal, além de um inconformismo com o tédio e as convenções sociais repressoras, já que gosta de viver experiências diversificadas, seja fazendo vários cursos, viajando bastante ou se interessando por diversas áreas. Na verdade, você tem a aptidão de buscar sempre algo novo, diferente e estimulante. Seus olhos brilham por ter uma disposição jovial, uma mente ávida por conhecimentos e um desejo sincero de gerar mudanças na vida das pessoas.

 

QUEM NASCEU NO DIA 6, 15 OU 24
Você tem o dom de ser fiel às suas amizades e de se dedicar à família, pois sente necessidade de criar vínculos repletos de companheirismo, harmonia e união. E ainda possui o talento de servir e de ser útil, especialmente aos familiares e às pessoas que mais necessitam de ajuda. Quer contribuir de alguma maneira para a comunidade e o bem social. Também gosta de viver cercado pela beleza e pela arte, além de ter uma aptidão toda especial para se reunir com pessoas que possuem os mesmos ideais que os seus. Ao fazer parte de um grupo, terá mais oportunidades de proporcionar melhores condições de vida às pessoas.

 

QUEM NASCEU NO DIA 7, 16 OU 25
Você certamente foi presenteado com o dom da investigação, da pesquisa e da disposição em buscar constantemente conhecimentos especializados. Além disso, tende a se tornar uma autoridade na área que escolher se envolver. Com isso, terá condições de atuar como um expert ou mesmo um professor, ensinando de forma didática e com embasamento teórico o que descobre, percebe e coloca em prática no seu dia a dia. Também é uma pessoa muito seletiva, reflexiva e voltada para a qualidade de vida.

 

QUEM NASCEU NO DIA 8, 17 OU 26
Você nasceu com o dom da perseverança e da praticidade, e é capaz de concretizar metas pessoais e do grupo. Consegue esse feito ao colocar seu talento executivo para ordenar, administrar e reestruturar o que for necessário no processo de realização. Ao mesmo tempo, tem um forte poder de influenciar os outros, caso decida assumir responsabilidades filantrópicas. Nesse caso, poderá se colocar de forma ainda mais útil às pessoas ao assumir seu poder pessoal e desempenhar com justiça uma posição de liderança e autoridade.

 

QUEM NASCEU NO DIA 9, 18 OU 27
Você recebeu de presente um carisma considerável e um desejo de se doar humanitariamente aos outros. Faz parte de sua missão fazer significativos sacrifícios pessoais em prol do bem de poucas ou muitas pessoas. Afinal, o seu dom artístico, professoral ou sua presença sensível tendem a ajudar muita gente. Por meio desses potenciais, você tende a conseguir diminuir o sofrimento dos outros ou inspirá-los de alguma forma a viver a vida com mais intensidade e entrega. E, também, graças ao seu exemplo de autossuperação, poderá ser bastante percebido pelos outros, exercendo naturalmente esse tipo de liderança compassiva.

Agora que sabe – ou relembrou – a dádiva que recebeu da vida, valerá a pena celebrar seu aniversário não apenas em uma data específica do ano, mas sim todos os dias. Aproveite também para compartilhar com as pessoas seus potenciais. Parabéns!

Por: Yubertson Miranda – Via: personare.com.br

………………………..
*Fonte: osegredo

calendario_numerologia1

Consciência pode ser um efeito colateral da “entropia”, dizem pesquisadores

De acordo com uma nova pesquisa da Universidade de Toronto (Canadá) e da Universidade Paris Descartes (França), assim como o universo, o nosso cérebro pode ser programado para maximizar a desordem, um princípio semelhante ao da entropia. Assim, nossa consciência poderia ser simplesmente um efeito colateral disso.

   Cientistas se aproximam da Teoria da Consciência

A nossa capacidade de ser conscientes de nós mesmos e de nosso ambiente é uma parte crucial de ser humano. Apesar disso, os pesquisadores ainda não compreendem verdadeiramente de onde ela vem, e por que a temos.

O estudo apresenta uma nova possibilidade: e se a consciência surge naturalmente como resultado de nossos cérebros maximizando o seu conteúdo informativo? Em outras palavras, e se a consciência for um efeito colateral do nosso cérebro se movendo em direção a um estado de entropia?

 

Entropia

A entropia é, basicamente, o termo usado para descrever a evolução de um sistema de ordem para a desordem. É como um ovo: quando está perfeitamente separado em gema e clara, tem baixa entropia. Quando o cozinhamos, no entanto, ele tem alta entropia – é o mais desordenado que pode ficar.

A segunda lei da termodinâmica afirma que a entropia só pode aumentar em um sistema – é por isso que não podemos, por exemplo, “descozinhar” um ovo.

Muitos físicos acreditam que, após o Big Bang, o universo tem gradualmente se movido de um estado de baixa entropia para um de alta entropia, e isso poderia explicar por que a seta do tempo apenas se move para frente – e como consequência não podemos voltar no tempo.

Os pesquisadores franceses e canadenses decidiram aplicar o mesmo raciocínio para as conexões em nosso cérebro, e investigar se elas mostram algum padrão na forma como se ordenam enquanto estamos conscientes.

 

O estudo

Para descobrir isso, a equipe usou um tipo de teoria da probabilidade chamado de mecânica estatística para modelar as redes de neurônios nos cérebros de nove pessoas, incluindo sete que tinham epilepsia.

Especificamente, eles analisaram a sincronização de neurônios – se eles oscilaram em fase uns com os outros – para descobrir se as células do cérebro estavam ligadas ou não.

Os cientistas observaram dois conjuntos de dados: primeiro, compararam os padrões de conectividade quando os participantes estavam dormindo e acordados. Em seguida, olharam para a diferença quando cinco dos pacientes epilépticos estavam tendo convulsões, e quando seus cérebros estavam em um estado normal, “alerta”.

Em ambas as situações, eles viram a mesma tendência – os cérebros dos participantes apresentaram maior entropia quando em um estado totalmente consciente.

“Nós encontramos um resultado surpreendentemente simples: os estados de vigília normais são caracterizados pelo maior número de configurações possíveis de interações entre as redes cerebrais, o que representa altos valores de entropia”, escreveu a equipe em seu artigo, aceito para publicação na Physical Review E.

 

Ponto de partida

Antes de tirarmos muitas conclusões, porém, vale lembrar que existem algumas grandes limitações neste trabalho, principalmente o pequeno tamanho da amostra. É difícil detectar eventuais tendências a partir de apenas nove pessoas, ainda mais levando em conta que os cérebros de todos os participantes responderam de forma ligeiramente diferente em cada estado.

No geral, o estudo é um bom ponto de partida para futuras pesquisas, apontando para uma possível nova hipótese.

A equipe agora planeja investigar mais a fundo, medindo o estado termodinâmico de diferentes regiões do cérebro para entender se o que está acontecendo é realmente a verdadeira definição de entropia, ou algum outro tipo de organização.

Eles também querem estender suas experiências ao comportamento cognitivo geral – por exemplo, ver como a organização neural muda quando as pessoas estão concentrando-se em uma tarefa e quando estão distraídas. [ScienceAlert]

……………………………………
*Fonte: hypescience

consciencia830

Valeu Chape – #forcachape

Logo pela manhã a primeira mensagem no celular que recebo (notícia ruim sempre anda muito rápido) é de que o avião do time de futebol da Chapecoense havia caído. Uma frase simples, direta assim mesmo e sem maiores detalhes. Claro, como de costume achei que se tratava apenas de uma dessas brincadeiras de mal gosto sobre o futebol e que em seguida viria uma outra mensagem com alguma resposta, imagem, memes ou algo do tipo, tripudiando o Inter ou a decisão com o Grêmio, coisa bem típica aqui do sul.

Na real nem dei muita atenção. Quando chego no trabalho comentam sobre o fato novamente e foi então quando caiu a ficha de que era verdade. O promissor time da Chapecoense em uma escalada maravilhosa como time de futebol de cidade pequena, mas que conta com o apoio de uma torcida local fanática, apresentando um bom nível de jogo e agora rumo a uma decisão de um importante título da América do Sul, termina sua trajetória assim. Muito triste!

Fatos como esse de acidentes trágicos com celebridades televisivas, atores, músicos (artistas em geral) e esportistas, pessoas de grande “visibilidade” e que despertam nossa atenção na mídia, causam essa espécie de transtorno, uma forte comoção de tristeza em grande rede. As notícias e informações chegam aos poucos, em drágeas e parecendo então que prolonga ainda mais o sofrimento também.

De certa forma também me emociono porque gosto de futebol, estava contente com o desempenho e rendimento da “Chape”, inclusive um dos goleiros* do time (3º reserva), é ex-cunhado de um grande amigo. Aliás, conheço-o pessoalmente. Foi melancólico escutá-lo numa entrevista para um canal esportivo hoje ao meio dia (ele não viajou com a equipe, não estava relacionado para este jogo). Outro membro da comissão técnica também é daqui da minha cidade de Venâncio Aires (RS), o “Cadu” – como carinhosamente é conhecido (faleceu no acidente). Além de que vários atletas da Chape que tem ou tiveram já algum vínculo com os dois grandes times gaúchos, o Inter e o Grêmio.

Para morrer, basta estar vivo.

Uma frase bem comum, meio boba até, mas de grande valor. Creio que nos cabe a lição de aproveitarmos bem cada dia dessa vida. Não na porralouquice, no exagero, digo aqui, no sentido de amar e ser amado pelos seus parentes, amigos de verdade, colegas e viver mais de boa aproveitando melhor cada minuto. Não foi somente um time de futebol que eventualmente seria ou não campeão, não importa, tinha também a tripulação e demais passageiros. Uma vida não supera a perda de outra.

Bonitas as tantas homenagens prestadas no mundo todo, até mesmo o reconhecimento do time adversário, o Atlético Nacional (Colômbia), que fez a emocionante declaração: “De nuestra parte, y para siempre, Chapecoense Campeón de la Copa Sudamericana 2016”.

Também os demais times brasileiros e do exterior, que se oferecem de diversas maneiras para ajudarem, desde de se disporem a emprestar jogadores, utilizarem a camisa da Chape em seus próximos jogos, luzes verdes em seus estádios ou até, sugerindo alterarem as regras do Brasileirão do ano que vem, para assim facilitar o prosseguimento do time em suas atividades esportivas. Tudo muito nobre, válido e de bom tom. Fairplay até nessa hora.

Enfim, é muita coisa nesse momento sobre o assunto.  Só me resta dar meus pêsames, prestar solidariedade e desejar que descansem em paz todos aqueles que nos deixaram nessa tragédia. Espero que seus familiares e amigos encontrem conforto e superação neste triste momento.

*Nivaldo M. Constant (goleiro da Chapecoense)- atualmente é o terceiro goleiro, mais por causa de sua idade do que por sua capacidade técnica. É um grande goleiro, está na Chape há anos e ajudou muito nessa trajetória vitoriosa de ascensão do time, das divisões menores até a principal. É um ídolo local e deve permanecer no clube.

 

>> Para SABER MAIS sobre o acidente:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/11/aviao-com-equipe-da-chapecoense-sofre-acidente-na-colombia.html

> http://dc.clicrbs.com.br/sc/esportes/chapecoense/ultimas-noticias/

chape_5

Sobre o triste fato de hoje com o time da Chapecoense na Colômbia

O sonho era trazer uma estrela pra coroar o manto da Chape. Acordamos com o céu cheio de novas estrelas.
Aos que dizem, “é apenas futebol”. “Desliga a TV.” “É apenas futebol, vai se divertir e esquece o resultado.” “É apenas um jogo.”
Não, amigos!
Futebol vai muito além de camisa, de hino, de torcida. É amor e admiração pelo esporte e aqueles que fazem acontecer.
Independente de ser da torcida amiga, meus sentimentos aos familiares dos envolvidos nessa tragédia.
Quanta tristeza!
Não vai rolar final da Copa amanhã, por motivos óbvios, mas cito aqui nosso campeão mundial de 83, Mário Sérgio e devem ser lembrados Anderson Paixão, Mateus Biteco, Denner, Willian Thiego… O Venâncio-airense Cadú Preuss…
Todos.

#forcachape #forcachapecoense #lutonofutebol
Rita C. M. Ellert

………………………….

*Fonte: Texto gentilmente cedido pela autora, quando suas belas palavras também me representam nesse momento triste para a história, o futebol, os esportes em geral, para uma cidade inteira e enfim, para todo nós.

chape2

Uma geração de covarde e traidores

É só olhar para o lado: quantos amigos e amigas você tem que já traíram alguém? Que namoram, no regime de exclusividade, mas de mão única, claro? Você pode muito bem ser um desses casos. Eu conheci uma garota nos seus 23 anos que tinha 2 namorados. Relação séria mesmo, de conhecer os pais de todos. Falava na maior normalidade: era mais fácil ela morrer de tédio por transar com o mesmo cara todo dia do que de algum remorso por enganá-los. Como não tinha jeito pra sair caçando uma noite só na balada, mantinha namorados paralelos em círculo de amigos diferentes.

A traição sempre aconteceu e não é uma exclusividade dos tempos modernos. Mas hoje, e essa é a frase mais triste que eu poderia dizer sobre esse assunto – é normal. É normal brincar com o coração alheio, a traição já virou rotina, aquela uma vez por semana na balada da quinta-feira, quando é mais fácil dar a desculpa sem imaginação do ‘trabalhei até tarde’. Já ouvi de mais de um amigo o conselho – não importa se ele disse que vai almoçar com a mãe, se vai no futebol ou fazer cerão no escritório: se ele não está com você, ele está te traindo.

Isso, meus amigos, é porque somos uma geração de covardes. Trair é almejar um estilo de vida que você não tem colhões para assumir. Não existe nada de errado em comer uma por noite, se é isso o que você quer. A parte cruel, a parte que realmente determina que seu caráter é praticamente inexistente, é manter uma pessoa ali por segurança. É brincar com as expectativas, com os sentimentos daquele único cara que se importou o suficiente para ficar.

Agora me diz: em que ponto da nossa vida nos tornamos completos idiotas sem compaixão? Estúpidos sem qualquer sentimento de identificação e simpatia com o outro a esse grau? É aí que entra o problema de uma geração inteira de homens e mulheres que hoje têm entre 25 e 35 anos. Meu marido costuma dizer uma frase muito bonita, cheio de orgulho quando lembra do pai e da mãe, já falecidos. Ele diz que os dois ‘o criaram para ser um homem de bem’. A maioria de nós fomos criados assim, não? Mas os pais de alguns também nos criaram para ter tudo da vida.

Existem estudos sobre essa geração X (agora já existe até uma Z, mas essa ainda é uma mistério pra mim) que se refletem muito no que eu vejo por aí. São os filhos tratados na base do ‘como você é inteligente!’, ao invés de ‘como você se esforçou pra fazer isso!’. São os predestinados, os que acham que já têm por direito um lugar no mundo, e que não precisam se esforçar para ser ‘um homem/mulher de bem’ para conquistar a vida. Tudo o que precisam fazer é chegar e pegar o que bem entenderem. É uma geração completamente mimada e, por consequência, covarde, que não tem coragem para crescer. Eternos infantilóides desmamados.

Ninguém mais se assume. O mundo está mais me parecendo uma grande sala da mãe, em que as crianças continuam ocupadas em quebrar o vaso preferido dela e esconder debaixo do sofá para que ninguém descubra. Eu tenho uma novidade: sua mãe não manda mais aqui, você está sozinho. Se ela não te disse isso, eu faço as vezes de professora dessa grande creche que se tornou o mudo e digo – você é adulto o suficiente para fazer, seja adulto o suficiente para assumir. Assuma os seus atos. Assuma a sua vida. Tem um problema com alguém? Diga na cara e tenha bolas para se aventurar por esse caminho antes tão natural e hoje tão esquecido, o caminho da honestidade. Não passe a vida evitando ser você. E, por favor, cresça antes que alguém que não fez nada além de te amar seja mais uma grande vítima dessa sua geração covarde.

……………………………
Fonte: casalsemvergonha/ texto: VanaMedeiros

two-face

4 cuidados ao levar o garupa da motocicleta

Andar de moto é, sem dúvida, uma atividade extremamente prazerosa, mas também tem seus riscos. Quem conduz esse veículo deve sempre estar atento a tudo que acontece ao seu redor. Inclusive o garupa da motocicleta, que pode não estar pilotando, mas também deve ficar atento.

A pilotagem requer muita atenção, conhecer a máquina que conduz e também habilidade, principalmente quando se está com alguém na garupa da motocicleta. É preciso entender que levar alguém na garupa é um pouco mais complicado do que realmente parece.

Em um primeiro momento, mesmo quem tem experiência em pilotar sozinho pode ter dificuldades quando alguém está na garupa, sobretudo quando o passageiro também não está acostumado. Nessa situação, é comum a motocicleta ficar instável, o que aumenta o risco de quedas.

Pensando nisso, listamos alguns cuidados que você deve adotar para que o seu passeio seja mais seguro e prazeroso. Continue lendo e confira o que separamos para você!

 

Atente-se para estar em sintonia com o garupa

Em uma pilotagem segura, é essencial que o piloto e o garupa estejam em sintonia para evitar que a moto fique desestabilizada. Para isso, é preciso que o passageiro tente acompanhar o movimento da moto e também o movimento do piloto. Isso faz com que o peso dos ocupantes e o da moto estejam sempre no mesmo sentido.

 

Utilize roupas e equipamentos de segurança adequados

Embora pareça um cuidado óbvio, há muitas pessoas que não tomam esse tipo de precaução. A utilização de roupas e equipamentos de proteção adequados é crucial para uma viagem segura. Então, quando for sair por aí, não se esqueça de colocar uma luva, uma jaqueta, bota ou outro calçado confortável e resistente, uma calça com tecido mais grosso e, claro, não se esqueça do capacete.

É importante lembrar que tanto o piloto quanto o garupa devem estar trajados e equipados adequadamente. Por isso, mulheres, nada de querer passear de moto com salto.

Esteja atento a tudo que acontece, mesmo estando na garupa da moto

É muito comum o garupa achar que só quem está pilotando deve prestar atenção no caminho. O garupa também deve estar atento, tanto para poder auxiliar o piloto, como também para reagir e não ser pego de surpresa em uma situação repentina. Não significa que não pode apreciar a paisagem ou tirar fotos enquanto passeiam. Você pode fazer tudo isso, mas sem perder o foco.

 

Pilote de forma prudente

De nada adianta tomar todas as precauções se, na hora da viagem, a pilotagem for totalmente imprudente. Por isso, não abuse da velocidade e nem faça manobras arriscadas. Evite acelerar e frear bruscamente sem necessidade ou fazer curvas acentuados em alta velocidade. Não se esqueça de que com alguém na garupa da motocicleta o seu comportamento é bem diferente de quando se está sozinho.

Também é importante mencionar que cada estilo de motocicleta tem seu estilo de condução correta, então procure conhecer bem o seu veículo. Caso seja sua primeira viagem com uma moto, dispense o garupa até se habituar.

Tomando esses cuidados básicos, seus passeios e viagens serão mais tranquilos e seguros. Pode apostar!

………………………………
*Fonte: acelera2mt

passageira_moto1234

Yamaha WR 125 2T

Segundo consta, existe um projeto para o lançamento de um modelo Yamaha WR 125 – 2T. Não existe nenhuma informação oficial da famosa montadora sobre o assunto. Mas em todo o caso, seria interessante.
O que você acha?

………………………………..
*Fonte: enduropro

 

yamaha_wr125_2016_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

yamaha_wr125_2016_02

 

 

Artes – cartazes shows de Jimi Hendrix

posterhendrix_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_03

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Royal Albert Hall 1871 Kensington, London, England, UK

posterhendrix_10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jimi Hendrix’s Little Wing – Mark Summer (Turtle Island Quartet)

Até hoje essa é uma das versões para uma música de Jimi Hendrix que mais me emociona. Little Wing já é uma ótima música se for simplesmente assoviada, mas aqui ela é demais. E o que dizer da performance de Mark Summer? De fazer o próprio Hendrix vibrar, tenho certeza disso. Tocada na vibe e o com a gana certa. Poucas pessoas na real conseguem emular Jimi Hendrix, até mesmo seu grande amigo Eric Clapton quando toca algo de Hendrix, o faz com a maior reverência. Outro que chega lá, no ponto “G” dessa tocante questão musical, ao meu ver, é Stevie Ray Vaughan. E a coisa meio que fica por aí.

O segundo vídeo é uma matadora versão de “Hey Joe”. Nem vou comentar mais nada, aumente o som e curte a música. Excelente!!!

*De bônus outra música que estava no repertório de Jimi Hendrix, a excelente “All Along the Watchtower” (Bob Dylan).

 

Jimi Hendrix estaria hoje completando 74 anos

James Marshall “Jimi” Hendrix (nascido Johnny Allen Hendrix; Seattle, 27 de novembro de 1942 / Londres, 18 de setembro de 1970) foi um guitarrista, cantor e compositor norte-americano. Em praticamente todas as listas já publicadas de melhores guitarristas da história, ocupa o primeiro lugar, e um dos mais importantes e influentes músicos de sua era, em diversos gêneros musicais.

Depois de obter sucesso inicial na Europa, conquistou fama nos Estados Unidos depois de seu desempenho em 1967 no Festival Pop de Monterey. Hendrix foi a principal atração, dois anos mais tarde, do icônico Festival de Woodstock e do Festival da Ilha de Wight, em 1969 e 1970 respectivamente. Hendrix dava preferência a amplificadores distorcidos e crus, dando ênfase ao ganho e aos agudos, e ajudou a desenvolver a técnica, até então indesejada, da microfonia. Hendrix foi um dos músicos que popularizaram o pedal wah-wah no rock popular, que ele utilizava frequentemente para dar um timbre exagerado a seus solos, particularmente com o uso de bends e legato baseados na escala pentatônica.

Foi influenciado por artistas de blues como T-Bone Walker, B.B. King, Muddy Waters, Howlin’ Wolf, Albert King e Elmore James, guitarristas de rhythm and blues e soul como Curtis Mayfield, Steve Cropper, assim como de alguns artistas do jazz moderno.

Em 1966, Hendrix, que tocou e gravou com a banda de Little Richard de 1964 a 1965, foi citado como tendo dito: “Quero fazer com minha guitarra o que Little Richard faz com sua voz.”

Como produtor musical, Hendrix também inovou ao usar o estúdio de gravação como uma extensão de suas idéias musicais. Foi um dos primeiros a experimentar com a estereofonia e phasing em gravações de rock.

Hendrix conquistou diversos dos mais prestigiosos prêmios concedidos a artistas de rock durante sua vida, e recebeu diversos outros postumamente, incluindo sua confirmação no Hall da Fama do Rock and Roll americano, em 1992, e no Hall da Fama da Música do Reino Unido, em 2005.

Uma blue plaque (placa azul) foi erguida, com seu nome, diante de sua antiga residência, na Brook Street, de Londres, em setembro de 1997. Uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood (Hollywood Boulevard, 6627) foi-lhe dedicada em 1994.

Em 2006 seu álbum de estréia nos Estados Unidos, Are You Experienced, foi inserido no Registro Nacional de Gravações, e a revista Rolling Stone classificou-o como o melhor guitarrista na sua lista de 100 maiores guitarristas de todos os tempos, em 2003.[16] Hendrix também foi a primeira pessoa a fazer parte do Hall da Fama da Música Nativo-Americana.

>> Se interessar a dica, uma bio mais completa d eJimi Hendrix [ AQUI: http://www.jimihendrix.com.br/biografia.asp ]  

………………………
*Fonte: wikipedia

jimih_2016_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_03_pp

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_12_pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_07_pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_01

Como planejar uma viagem de moto em 5 passos

Todo mundo sabe que um viagem de moto exige bastante planejamento e preparação para que tudo dê certo, não é mesmo? De ônibus, avião ou carro, os cuidados devem levar em conta vários fatores, mas especialmente os motociclistas devem estar atentos aos detalhes.

E se você decidir radicalizar e colocar a sua moto para rodar na estrada? Você sabe exatamente como se preparar e planejar uma viagem de moto? Tomar as rodovias com sua fiel escudeira requer cuidados especiais para nenhum dos dois passar perrengues.

Para te ajudar nessa aventura, fizemos uma lista com 5 passos indispensáveis para quem sonha em viajar sobre duas rodas. Confira e prepare os motores!

 

Passo 1: escolha a melhor rota

Após definir o destino, será necessário traçar a rota que você e sua moto irão percorrer para chegarem até lá. A escolha deve levar em consideração vários fatores, como: tempo de viagem, condições das estradas, se há paradas para abastecer a moto, se existem locais para se alimentar, descansar ou até mesmo dormir.

Além disso, é recomendável também fazer um caminho alternativo, assim você consegue descobrir qual a rota mais vantajosa para chegar à parada final. Por último, não confie apenas no GPS. Leve um ou mais mapas com você e pesquise pontos de referência para garantir que está seguindo a estrada correta.

 

Passo 2: prepare todos os documentos necessários

Tão importante quanto colocar as rodas para acelerar no caminho certo, é levar e estar em dia com todos os documentos (seus e da moto) no dia da viagem. Não se esqueça da carteira de identidade, habilitação, cartão de crédito e até carteirinha de saúde para o caso de imprevistos.

Por falar em contratempos, também é válido anotar o seu endereço, o contato de alguém e guardar no bolso. Se prevenir nunca é demais, principalmente quando a viagem vai ter emoção e adrenalina desde a partida.

 

Passo 3: certifique-se de que a sua moto está em perfeito estado

Com certeza uma viagem de moto será uma experiência incrível e que fará você ter muitas histórias para contar aos amigos. Então, não vacile e leve-a para uma revisão completa, sempre considerando o relevo do seu destino (montanha, planalto, terra, asfalto, etc.).

Tenha certeza de que os pneus, assentos, transmissão, freios e sistema elétrico estejam funcionando perfeitamente antes de dar a partida. Além disso, durante o trajeto e quando chegar ao destino avalie com frequência o estado e as condições da moto. Caso seja necessário, faça os devidos reparos. Afinal, ela precisa estar inteira para te levar de volta pra casa.

Passo 4: faça uma bagagem compacta para viajar de moto

Um dos grandes problemas para quem utiliza moto é o transporte de malas e bagagens, devido ao pouco espaço disponível. Mas isso não significa que a viagem deve ser cancelada. É só saber dosar o que levar, levando em conta a quantidade de dias que ficará fora, o clima da cidade de destino e o que realmente será útil para você.

Uma dica é colocar as roupas mais pesadas dentro do baú da moto. Além disso, você pode pesquisar e comprar mochilas adequadas, além de utilizar redes e ganchos para que fique tudo bem preso e seguro. Bom senso e planejamento serão essenciais para ter uma bagagem compacta e fácil de transportar.

 

Passo 5: escolha trajes adequados no dia da viagem

Finalmente chegou o grande dia e você já está mais do que pronto para subir na moto e ganhar o mundo, exato? Errado! Ainda falta o último passo para que a sua viagem seja um verdadeiro sucesso: a roupa que irá usar no dia.

Quem anda de moto sabe que é necessário se proteger do vento forte, do frio e de eventuais chuvas. Por isso, use botas, luvas e não dispense a clássica jaqueta de couro. Para não errar, confira as condições climáticas do dia. E claro, não deixe de usar o capacete.

Com essas dicas, planejar uma viagem de moto ficou até mais simples que pilotar, não acha? Então, aproveite e conte pra gente nos comentários abaixo para onde você gostaria de viajar com a sua moto. Com certeza você tem um destino incrível em mente para compartilhar!

……………………………….
*Fonte: acelera2mt

viagemdemoto987

Stevie Ray Vaughan – tocando Jimi Hendrix

O mestre Stevie Ray Vaughan, um dos pouquíssimos guitarristas que consegue quase soar como Hendrix e assim faz a sua versão dos fatos. Importante é que aqui não me refiro ao timbre de guitarra ou amp, falo mesmo é na “vibe”, no tal do “feeling” (sentimento), no “mojo” – tive de apelar para estrangeirismo porque não consegui definir isso melhor de outra forma.

*Ô psit! Vem cá, se você não entender mesmo é porque a música de Hendrix não lhe toca a alma e então é melhor mesmo eu nem perder meu tempo “tentando” explicar isso para quem JAMAIS vai entender mesmo. Nem que eu desenhe aqui. Então…

Aliás, não tem coisa mais chata que do esses guitarristas virtuoses fritando músicas do Jimi Hendrix, resumindo a coisa a técnicas modernas usando two-hands, typing e velocidade, como se isso tivesse uma vibe que a música pede. Pura técnica mas zero de sentimento aplicado ao som. Uma lástima!