Arquivo do dia: 18/04/2017

Last check


SÉRIE: Humano, Demasiado Humano – Friedrich Nietzsche: Além do bem e do mal

Documentário
Humano, Demasiado Humano – Friedrich Nietzsche: Além do bem e do mal

A semente do pensamento disseminado por Nietzsche no século 19 prefigurava o piloto do século 20 sobre os conceitos do existencialismo e da psicanálise. Este programa conta com entrevistas de grandes estudiosos do pensamento do Nietzsche sendo eles: Ronald Hayman e Leslie Chamberlain (biógrafos de Nietzsche), Andrea Bollinger (arquivista), Reg Hollingdale (tradutor), Will Self (escritor) e Keith Ansell Pearson (filosofa) que sonda a vida e os escritos de Nietzsche. Além de mostrar também o papel da irmã de Nietzsche na edição das suas obras para o uso como propaganda nazi. Conta também com partes de prosas aforísticas extraídas de obras como a parábola de um louco e assim falou Zaratustra.

………………………………………………………………
*Fonte: revistaprosaversoearte


Warren Haynes e Billy Gibbons – “Workin’ Man Blues” (Merle Haggard Sing Me Back Home Tribute Concert)


O astronauta


A religião possivelmente será extinta nestes 9 países

Um modelo matemático tenta medir a relação entre as pessoas religiosas e os motivos sociais por trás disso. O resultado foi publicado em um encontro da Sociedade Americana de Físicos em Dallas (EUA), e indica que a religião pode simplesmente acabar nesses países.

Os pesquisadores examinaram dados do censo que em alguns casos incluíam informações coletadas por um século. Os países estudados foram: Austrália, Áustria, Canadá, Finlândia, Holanda, Irlanda, Nova Zelândia, República Checa e Suíça.

Para fazer a análise, eles usaram o sistema dinâmico não linear – um método matemático que pode explicar fenômenos complexos que são influenciados por vários fatores. O mesmo sistema foi usado, por exemplo, em uma pesquisa de 2003 que buscou explicar o que motiva o declínio do uso de certas línguas.

Os dois estudos foram comparados por Richard Weiner, da Universidade do Arizona (EUA). “O estudo [sobre línguas] propõe que grupos sociais que têm mais membros vão ser mais atraentes. Também propõe que grupos sociais têm uma utilidade ou status social. Nas linguagens, há uma utilidade ou status maior em falar espanhol ao invés de quechuan no Peru. Similarmente, há um tipo de status ou utilidade em ser membro de uma religião”.

Segundo o pesquisador, em democracias seculares modernas há maior tendência que as pessoas se identifiquem como não pertencentes a nenhuma religião. Na Holanda esse número foi de 40%, enquanto na República Checa foi de 60%.

A conclusão do estudo, levando em conta a relevância social e a utilidade prática em ser membro do grupo “sem religião”, foi que de as religiões podem ser extintas nesses locais.

 

Ajustes

O modelo matemático, porém, precisa ser atualizado levando em conta a rede de contatos das pessoas, já que diferentes contatos têm pesos diferentes. No estudo foi considerado que todas as pessoas são igualmente influenciadas pelas outras.

“Obviamente não acreditamos que essa seja a estrutura da sociedade moderna, mas este resultado é sugestivo. É interessante ver como um modelo simples capta os dados, e que se essas ideias simples forem corretas, ele sugere o que pode estar acontecendo. Obviamente coisas mais complicadas acontecem com um indivíduo, mas talvez muito disso seja compensado pela média”.

 

………………………………………………..
*Fonte: hypescience

 


Streetart – 37

img_5788

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

img_7421

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

street_art_05


Deixa comigo


Jonny Lang – I


Há duas coisas insuportáveis: a mentira e a falsidade

Se há algo verdadeiramente lamentável é a mentira, e também a falsidade. Ambos são capazes de destruir tudo em seu caminho, devastar vilas e florestas e derrubar as torres mais altas.

O mais triste da hipocrisia e do engano é que nunca vêm dos nossos inimigos ou pessoas desconhecidas. Como seria de esperar, tudo isso dói. E muito. Quando nos enganam, o pior não são as mentiras em si, mas o que levam com elas.

 

“Quando um sentimento tão importante como a confiança é quebrado, algo dentro de nós morre. Isso ocorre porque a põe em mentira duvida mil verdades, fazendo-nos questionar até as experiências que pensamos mais verdadeiras.”

 

Uma mentira muda tudo

Tanto a mentira quanto a falsidade são, em grande parte, uma questão de hábito. Há muitas pessoas que são profissionais nessa “arte” e enganem a todos de uma maneira verdadeiramente surpreendente.

Como sabemos, a mentira habitual pode ser um problema psicológico grave. As vezes, a mentira pode ser “justificada” como um erro na acção, não na intenção. É o que chamamos de mentiras brancas, porque acreditamos que a verdade causará mais mal do que a mentira.

Alguns argumentam que qualquer tipo de mentira é baseada em relações de má qualidade, mas o fato é que o ser humano, às vezes, não é bom em avaliar além do branco e preto.

 

Com o tempo, tudo é descoberto

As mentiras e enganos sempre têm data de validade, porque necessitam de muitas circunstâncias para se sustentarem. Isto eventualmente torna-se uma espiral de enormes dimensões que o mentiroso não pode manipular.

“Ou seja: quando uma mentira sai de sua boca, você deixa de controlar grande parte dela.”

No entanto, embora seja muito difícil que uma mentira se sustente ao longo do tempo, é normal que continuemos iludidos. Podemos ter muitos indícios, mas o mais provável é que os laços emocionais que mantemos nos ceguem.

 

Mentira e falsidade, duas feridas profundas na alma

Trair as pessoas que te amam é um dos atos mais destestáveis os seres humanos podem cometer. É difícil superar essa descoberta, porque a própria decepção abriga a capacidade de destruir completamente o nosso mundo.

Uma pessoa traída é mais do que uma pessoa ferida. É alguém que perdeu o norte, que perdeu sua bússola, que não entende, que sente uma confusão angustiante, que não sabe manter seus sentimentos e acredita ser profundamente estúpida.
Alguém tem que começar do zero, reconstruir suas paredes, percorrer um caminho difícil e tapar os buracos. É alguém com feridas de morte e tem que reviver sozinho.

 

Curar as feridas causadas pela traição

Com o passar do tempo é provável que a raiva e impotência que sentimos no início se transformem em uma lástima por tudo o que se foi, quebrou ou murchou. É neste tempo que podemos começar a curar as nossas feridas e valorizar a lealdade com força.

Superar isso leva tempo, mas precisamos perdoar a nós mesmos e parar de torturar-nos pelo o que pensávamos poder evitar. Desta forma podemos fazer a paz com o mundo, e voltar a confiar.

Se em algum momento alguém fizer você se machucar, não puna a si mesmo e nem pense que todos são iguais, isso seria como acreditar que porque você ganhou uma vez na loteria, ganhará em todas as outras vezes que comprar.

“A partir daí, valorize a lealdade e desvalorize a traição. Não se culpe e perdoe, porque a desonestidade é uma oportunidade muito boa para crescer e escolher melhor aqueles que o rodeiam.”

 

………………………………………………….
*Fonte: osegredo

 


Tem gente que enxerga sim!


Motos e mais motos – 267

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Husqvarna FC 450 2017 – Motocross com controle de tração