18 fatos científicos descobertos neste ano que você precisa conhecer

O primeiro semestre de 2017 nem acabou e os especialistas do mundo todo já encontraram novidades suficientes deixar os apaixonados por ciência animados. O site Science Alert fez uma seleção das melhores descobertas:

 

1. Pulmões também servem para produzir sangue. Cientistas da Universidade da Califórnia descobriram que esses órgãos produzem a maior pare das plaquetas do sangue, cerca de 10 milhões por hora.

2. Em artigo publicado no periódico IOPscience, cientistas constataram que é impossível criar uma máquina do tempo — a esperança é encontrar materiais que possam dobrar o espaço-tempo.

3. A Sibéria tem uma cratera enorme chamada “porta para o submundo” e seu pergelissolo (o tipo de solo encontrado no ártico) está derretendo tão rápido que antigas florestas estão surgindo pela primeira vez em 200 mil anos.

4. Os primeiros organismos semi-sintéticos já estão vivendo entre nós: cientistas americanos criaram novas formas de vida usando um código genético expandido.

5. Vantablack é o material mais escuro conhecido pela ciência e agora pode ser encontrada na forma de spray.

6. Os cristais do tempo são um novo estado de matéria e agora temos um plano real para criar esses “objetos impossíveis”.

7. Um novo órgão humano, o mesentério, foi encontrado. Em um estudo, cientistas decobriram que ele une o intestino com a parede do abdômen.

8. Carl Sagan estava certo. Na obra O Mundo Assombrado Pelos Demônios, de 1995, o astrônomo prevê que, em um futuro no qual as pessoas se sentem descrentes em relação à política e os políticos não conseguem representar os desejos da população, a humanidade iria se voltar para as pseudociências. Não deu outra.

9. Um único neurônio, que envolve todo o cérebro dos ratos, foi encontrado e os estudos sugerem que ele está ligado com a consciência dos mamíferos. Pelo menos é isso que defendem os cientistas no Institudo Allen de Ciências Neurológicas de Seattle, nos Estados Unidos.

10. O cachorro mais antigo do mundo não está extinto: o cão-cantor-da-nova-guiné parece estar se multiplicando. Recentemente, especialistas conseguiram fotografar mais de 15 indivíduos da espécie em um local remoto da Nova Guiné.

11. O apêndice pode não ser tão inútil como imaginávamos. Especialistas notaram que, durante a evolução, ele se modificou diversas vezes, o que leva a crer que ele tenha certa importância.

12. Após 130 anos talvez tenhamos que repensar tudo o que sabemos sobre a árvore genealógica dos dinossauros. Isso graças à descoberta de alguns cientistas que foi publicada na Nature. Segundo eles, o fóssil do tamanho de um gato encontrado na Escócia os fez reconsiderar a origem das espécies dos animais pré-históricos.

13. Segundo pesquisas feitas na Austrália, é possível que a síndrome do ovário policístico tenha início no cérebro, não nos ovários. Especialistas provaram que ratos que tinham parte do cérebro removido não desenvolviam mais a doença, enquanto os que perdiam os ovários ainda podiam apresentar a síndrome.

14. A Terra pode ter um novo continente: a Zealândia. O sétimo continente se forma com a junção dos arquipélagos da Nova Zelândia e da Nova Caledônia. Segundos os 11 pesquisadores por trás do estudo, as ilhas seriam parte de um mesmo pedaço de terra com 4,9 milhões de km², que é separado da Austrália.

15. O ser humano causou um impacto tão grande na geologia terrestre que os especialistas estão pedindo para que uma nova “era geológica” seja gerada, a Antropoceno.

16. Os narvais — unicórnios do mar — usam seus chifres para caçar comida como o peixe bacalhau do ártico. Até então não se sabia para que essa parte do corpo dos animais era usada, mas o mistério parece ter sido resolvido em vídeo publicado pela National Geographic.

17. A atividade humana criou uma “bolha” que cerca nosso planeta. As ondas de rádio emitidas criaram a barreira recentemente descoberta.

18. Fazendeiros estão alimentando gado com Skittles (bala) vermelho, por ser uma alternativa mais barata que o milho. Especilistas ainda não entraram em consenso sobre as consequências dessa atitude — que está sendo observada desde 2012.

 

……………………………………………………
*Fonte: revistagalileu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: