De Falla – ao vivo no programa Radar (TVE-RS canal 7)

Anúncios

5 expressões para cortar uma discussão pela raiz

Enquanto alguns consideram que “a discussão é a morte do diálogo”, como é o caso de Emil Ludwig, outros acreditam que não apenas é inevitável, mas que também pode ser positiva. Será verdade? Vamos tentar encontrar as respostas.

O professor Javier Escrivá Ivars, diretor do Mestrado em Casamento e Família da Universidade de Navarra e docente da Universidade de Valencia, na Espanha, considera que discutir é bom, mas brigar é destrutivo. Isto é, na discussão não deveríamos quebrar certas leis, se não quisermos que a troca de opiniões se transforme em algo destrutivo. E para isso, existem frases que podem ser muito úteis.

“Às vezes o confronto é necessário, e eu gosto disso.”
-Louis Bourgeois-

Expressões que podem cortar uma discussão pela raiz

A seguir, apresentamos uma série de expressões que podem cortar uma discussão pela raiz, antes que se transforme em uma briga. Mas, evidentemente, não são varinhas mágicas. Portanto, não se esqueça, se a conversa esquentar, como diz o professor Escrivá Ivars, procure colocar um ponto a mais de humildade e generosidade, e não se esqueça da empatia. São ferramentas indispensáveis se você deseja melhorar a sua vida, seu convívio e suas discussões. Caso contrário, uma conversa inicialmente tranquila pode se transformar em um inferno.

 

“Você tem razão no que diz…”

Esta é uma frase que expressa a capacidade individual de reconhecer pontos em comum com a outra pessoa. Assim, durante uma discussão, no momento em que surgir um conflito, não estaremos potencializando o distanciamento, e sim o acordo.

De qualquer forma, recomendo que você só use esta frase quando realmente estiver de acordo com o que irá destacar a seguir. Como diz Escrivá, não atire feito maluco para ver se você acerta, pois dessa forma não surtirá efeito, ou pelo menos não o efeito desejado. Cheque se você realmente concorda com os argumentos que aponta e aceite humildemente seus erros para encontrar pontos de concordância verdadeiros.

“Me sinto (assim) quando você diz isso…”

A maior parte das discussões que temos em nossas vidas acontece com pessoas próximas. Sendo assim, e pela importância que têm para nós, estes momentos de falta de entendimento produzem inquietude e sentimentos opostos. Por que não dizer isso com toda a sinceridade?

Durante uma discussão é importante dizer para o outro como nos sentimos. Se alguma coisa machuca e dói daquilo que ouvimos, é preciso comunicar isso para conversar de forma positiva e não deixar que o assunto saia de controle.

Esta declaração durante uma discussão nos permite ser responsáveis e conscientes do nosso estado emocional. Contudo, é preciso cuidar para não responsabilizar as outras partes. É possível expressar o mal-estar sem aprofundar naquilo que cria distância.

“Sinto muito se isso o incomodou. Me diga como você se sente para que eu possa compreendê-lo melhor…”

Outra frase que pode ser um ponto de inflexão em uma discussão. Talvez a posição do seu interlocutor lhe pareça absurda, mas se você começar a ridicularizá-lo, por exemplo, fará mais mal do que bem.

Por outro lado, se você tentar criar empatia e racionalizar os sentimentos da pessoa com quem está discutindo, talvez visualize um pano de fundo que antes não enxergava. Assim, você pode analisar a situação com mais profundidade e entender perfeitamente o que está acontecendo, onde surge o mal-estar e como encontrar soluções em comum.

“Lembre-se de que cada discussão tem pelo menos três pontos de vista: o seu, o do outro, e o das outras pessoas.”
-Napoleón Hill-

“Por que não procuramos nos apoiar?”

Outra expressão útil em cenários de discussão. Às vezes é melhor priorizar os pontos em comum e deixar de lado as diferenças. Desta forma, o seu interlocutor percebe que você é uma pessoa sincera que na verdade busca um entendimento, não uma briga.

Neste caso mostra-se bom ânimo por ser positivo e não por insistir nos pontos que separam aqueles que discutem. De fato, esta expressão é muito útil para transformar uma briga verbal em um relacionamento cooperativo.

“Errei e sou muito consciente disso”

Não existe a pessoa perfeita. Assim, como seres imperfeitos que somos, todos erramos. Sem dúvida, uma discussão é o momento ideal para reconhecê-lo, especialmente se temos parte da culpa da situação que se gerou.

Assim, a melhor coisa a fazer é usar a sinceridade e a humildade, não há dúvida de que a outra pessoa agradecerá. Contudo, não é fácil reconhecer os erros, pior ainda em momentos muito fervorosos. Contudo, o resultado fará o esforço valer a pena.

O seu companheiro ou a sua família estão em constante discussão? Você não gosta de discutir ou acha que poderia tornar o relacionamento mais leve? Ouse colocar em prática estas frases, mas faça-o de verdade, com o coração. Certamente, com o tempo e a prática, a sua situação irá melhorar.

 

……………………………………………………………….
*Fonte: amenteemaravilhosa

O tamanho desta ilha de lixo encontrada no Pacífico vai fazer você ter vontade de chorar

Uma enorme quantidade de plástico flutuante descoberta no Pacífico Sul é mais uma série de más notícias na luta contra a poluição plástica oceânica. Esse trecho foi recentemente descoberto pelo capitão Charles Moore, fundador da Algalita Research Foundation, uma entidade sem fins lucrativos dedicada a resolver a questão da poluição plástica marinha.

Moore, que foi o primeiro a descobrir o famoso acúmulo de lixo no Pacífico Norte em 1997, estima que esta zona de poluição poderia ter mais de um milhão de quilômetros quadrados.

A equipe está atualmente processando os dados e medindo a quantidade de plástico para que seja possível identificar exatamente quanto lixo existe nesta área ao largo da costa do Chile e do Peru.

O termo “patch” – ou “remendo”, em português -, utilizado para definir a poluição plástica que gira no oceano, pode não ser o mais adequado. Os pedaços desse material não são necessariamente garrafas flutuantes, sacos e bóias, mas pequenos fragmentos que se assemelham a confetes, tornando a limpeza das águas quase impossível.

Essas partículas microplásticas podem não ser visíveis flutuando na superfície, mas, neste caso, foram detectadas após a coleta de amostras de água na recente expedição de seis meses que Moore realizou na área remota. Ela havia sido explorada para a localização e detecção plástico apenas uma vez, no passado.

Na primeira investigação promovida no Pacífico Sul em 2011, Marcus Eriksen, especialista em plástico marinho e diretor de pesquisa no Instituto 5 Gyres, não detectou grandes quantidades de lixo. Em apenas seis anos, de acordo com os novos dados coletados por Moore, a situação mudou drasticamente.

A Ilha Henderson, localizada nesta região do Pacífico Sul, foi recentemente reconhecida pelo título de ilha mais poluída por plástico em todo o planeta: pesquisadores descobriram que ela está coberta por cerca de 38 milhões de lixo.

O problema da poluição por plástico tem se tornando onipresente nos oceanos, com 90% das aves marinhas a ingeri-lo e mais de três milhões e meio de quilogramas de novos resíduos plásticos que chegam cada vez mais perto das nossas águas. [NationalGeographic]

 

…………………………………………………….
*Fonte: hypescience