7 companheiras de vida que nos prejudicam

Existem certas “companheiras” de vida às quais você deve dizer “adeus”; o problema é que algumas delas estão tão profundamente enraizadas que é muito difícil soltá-las. Por essa razão é tão difícil dar adeus a um companheiro(a) com quem convivemos por quase uma vida inteira, assim como é difícil dar “adeus” a todas as pessoas que já não acrescentam mais nada em nossas vidas.

Aprender a se despedir de todas elas nos ajudará a crescer, a nos libertar de todas as desculpas que nos impedem de seguir em frente por apegar-nos constantemente ao mesmo que nos mantinha prisioneiros. Agora é a hora de se soltar. Agora é o momento de crescer.

Hoje descobriremos algumas coisas das quais devemos nos despedir, porque muitas vezes não é que não saibamos nos soltar, mas sim que não sabemos com certeza do que devemos nos libertar. Mas isso hoje vai mudar, é o momento de seguir em frente!
É o momento de dizer “adeus” a estas companheiras de vida

Nem todo mundo está preparado para dizer “adeus” e são poucos os que conseguem fazê-lo. Trata-se de parar a inércia, de maneira que primeiro é preciso eliminar a velocidade que nos leva no sentido contrário e logo começar a construir o novo. Primeiro é preciso se soltar para que as novas oportunidades possam aparecer.

Com certeza, o fato de termos essas cargas nos ombros tem a ver com o ato de sermos incapazes de identificá-las. É por isso que hoje apresentamos 7 coisas às quais você precisa dizer “adeus” para seguir crescendo. Não se apegue a algo que está machucando-o. É a hora de se libertar.

1 – Adeus à resistência!

Às vezes não nos sentimos “em sintonia” com o que estamos fazendo e isso nos entristece. O grande problema é que existe algo que nos impede de seguir em frente, talvez porque um medo infundado nos proíba de realizar essa mudança de que tanto precisamos.

Pare de se apegar ao que não deixa você ser livre, porque ninguém o obriga a isso, é você que está se limitando! É melhor você deixar de resistir e espantar o medo. Isso a que você se prende tanto não está dando a segurança que você imagina ter.

Encontre o que emprega resistência e solte-se! A resistência irá aprisioná-lo em uma circunstância indesejada que não lhe fará bem. É a hora de mudar e só você tem o poder e a vontade para fazer isso.

2 – Afaste-se das limitações

Nossas crenças nos limitam muito mais do que pensamos. Por exemplo, se pensamos que não gostamos de algo provavelmente nem sequer iremos assumir o risco de prová-lo e descobrir que estamos errados. Por outro lado, quando fazemos isso terminamos por nos distanciar dele ao menor sinal de descontentamento. Não esqueça que nossa mente trabalha tentando confirmar nossas crenças e não tentando prová-las, como faz o método científico.

Imagine que todas essas barreiras que existem ao seu redor foram criadas por você. Nada as colocou ali, são pura criação da sua mente. Por isso, apenas você pode derrubá-las, em suas mãos está o poder de destruir tudo aquilo que o limita. Uma vez que você se distancie de tudo isso que está freando seus sonhos, você se sentirá livre e invencível para alcançar tudo o que você se propuser. Aprenda a identificar as barreiras e comece a destruí-las. Agora você já pode realizar todos os seus sonhos.

3 – As expectativas são irreais

Muitas das expectativas com as quais trabalhamos não são reais. Isso não importaria se não fossem uma fonte de esperanças infundadas que muitas vezes, e sob o próprio peso da realidade, não se cumprem. Ao não serem cumpridas surgem a frustração, a desconfiança e a decepção.

Dizer adeus às expectativas pode ser um verdadeiro desafio porque já levamos muito anos seguindo o caminho que nos marca. O pior lado delas é que na maioria das vezes são criadas por alguém externo a nós, que condiciona nosso comportamento com segundas intenções.

Além disso, imagine as vezes em que você esperou alguma coisa de alguém. Qual foi o resultado? Com certeza se decepcionou. Assim que você aprende a deixar de esperar, também aprende a aceitar. Apenas livrando-se das expectativas você conseguirá ser mais feliz.

4 – Medos, onde?

Os medos são as grandes barreiras que se interpõem entre nós e o que queremos, nos mantendo na nossa zona de conforto. Aprenda a enfrentá-los para superá-los porque eles servem para isso! Os medos lhe ajudarão a crescer, permitirão o seu avanço e o seu aprendizado.

Além disso, se você analisa os seus medos perceberá que eles são criados por você e que muitos são medos infundados que criamos sem saber muito bem o motivo. Medo da solidão, medo ou vergonha de falar em público… São medos reais?

Encare o medo nos olhos, enfrente-o e não o enxergue como uma barreira, mas sim como um impulso que faça você seguir em frente. Apenas enxergue-o desde outra perspectiva, utilize-o a seu favor, mas nunca contra você.

5 – Serei livre, adeus ao apego

Muitas pessoas se apegam a outras porque acreditam que sua felicidade está nas mãos dos outros. Isso é um erro grave e arriscado. Se sua felicidade está nas mãos de outras pessoas, ela está por um fio.

Aprenda a se ver como um ser completo que não precisa de ninguém para ser feliz. Será difícil se despedir do apego mal dirigido, da dependência emocional, da responsabilidade de deixar nossa felicidade nas mãos dos outros. Mas isso é extremamente necessário.

Por isso, aprenda a ser livre, reconcilie-se com a solidão e nunca se apegue a ninguém por medo de não ser suficientemente maduro para tomar as suas próprias decisões. Ser livre será sua melhor opção para sentir-se bem consigo mesmo.

6 – O passado já não importa

Por que você teima em viver no passado? O presente é mais importante e é onde você deve concentrar suas forças se quiser ser feliz e seguir adiante. Aprenda com o seu passado, supere-o, mas viva o agora que é o que verdadeiramente importa.

Muitas pessoas vivem no passado e não conseguem centrar-se no presente. Por isso, é importante que você analise aquilo que ainda o machuca, o que você não superou. Uma vez que o identifique, esse é o momento de deixá-lo ir embora.

Quando você liberar o seu passado, se dará conta de que se desprender dele parecia ser algo muito mais difícil do que é na realidade. Agora você poderá concentrar a suas forças no seu presente e se dirigir ao futuro. Olhar para o passado não é negativo, mas viver no passado sim.

7 – Dê adeus à culpa

Muitas pessoas fazem os outros se sentirem culpados por ações que são sua responsabilidade. Os outros não têm que se sentir responsáveis por ações suas e você também não tem nenhuma responsabilidade nas decisões dos outros.

Aprenda a ser coerente nas suas próprias decisões e a não se sentir culpado por elas. Toda decisão terá um resultado que pode ser uma consequência negativa. Mas sempre é possível absorver algo de positivo delas.

Por isso, aceite suas decisões! Toda decisão que você tomar vai levá-lo por um caminho ou por outro, por esse motivo, arrepender-se dela é uma estupidez. Você pode mudar suas consequências, pode internalizar o que você aprendeu, mas o que você não pode fazer é voltar no tempo e escolher outra opção.

O que custa dizer “adeus”? Você acrescentaria algo mais? Existem muitas situações às quais nos apegamos porque não são fáceis de soltar. Apesar disso é importante colocar todo o nosso empenho em tentar conseguir. Dizer “adeus“ será sua melhor opção.

…………………………………………………
*Fonte: amenteemaravilhosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s