Um Dia Descobrimos Que… – *Por: Mário Quintana

Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável…

Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples…
Um dia saberemos que ser classificado como “bonzinho” não é bom…
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você…
Um dia saberemos a importância da frase: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”

Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso…
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais…
Enfim…

Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmo stodos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito…

O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todasas nossas loucuras…

Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

*Por: Mário Quintana

 

 

 

 

……………………………………………..
*Fonte: osegredo

Os humanos inventaram a agricultura para fazer cerveja

A pré-história europeia escrita por a jornalista científica Karin Bojs (Lundby, Suécia, 1959) começa com um estupro. Um esbarrão sexual entre duas espécies humanas diferentes ocorrido há 55.000 anos na região hoje ocupada por Israel. O caráter consentido ou não da relação pode ser objeto de especulação, mas o sexo entre neandertais e Homo sapiens já foi comprovado cientificamente graças ao trabalho do geneticista sueco Svante Pääbo. Esse pioneiro da análise de DNA antigo conseguiu sequenciar o genoma completo da espécie extinta e agora sabemos que 2% de nossos genes são fruto daquele cruzamento.

Em seu livro Min Europeiska Familj (“minha família europeia”, ainda inédito no Brasil), Bojs reúne a informação mais atualizada sobre a vida dos habitantes do continente antes do surgimento da escrita. Os dados acumulados por diferentes métodos de pesquisa, da arqueologia mais clássica às inovações científicas introduzidas por profissionais como Pääbo, sugerem que os europeus de hoje são fruto de três ondas migratórias. A primeira, pouco depois do encontro com os neandertais no Oriente Médio, trouxe os caçadores e, provavelmente, acarretou a extinção daquela que até então era a espécie humana da Europa. Uma segunda onda trouxe os agricultores do que hoje é Síria e, com eles, seu conhecimento do cultivo das plantas. Por último, há 5.000 anos, partindo do sul do que hoje é a Rússia, chegou um povo de pastores que trouxe consigo as línguas indo-europeias atualmente faladas na Europa, os cavalos e uma sociedade patriarcal e estratificada.
Pergunta. Antes do conhecimento que o sequenciamento do DNA antigo proporcionou, acreditava-se que a agricultura foi inventada em muitos lugares ao mesmo tempo.

“A agricultura foi inventada uma vez e chegou à Europa com os povos que a haviam inventado”

Resposta. Sim, era como uma espécie de dogma. A teoria segundo a qual a agricultura veio da Síria com a migração dos próprios agricultores que a haviam inventado, que agora parece a correta, era chamada de “migracionismo” com um tom pejorativo. Os filhos da geração de 68 viveram uma reação ao nazismo. Antes da Segunda Guerra Mundial, a arqueologia e a história estiveram muito influenciadas pelos nazistas, e, quando chegou a reação, foi um pouco exagerada. Rejeitou-se tudo, negou-se que houvesse influência das migrações ou dos genes, tudo era cultura e sociologia, e afirmavam que os caçadores se reeducaram e decidiram que não queriam mais ser caçadores e passaram a ser agricultores. Se você pratica a agricultura, sabe que é muito difícil. São necessários muitos anos para aprender a cultivar. Havia uma minoria de arqueólogos que queria explicar a aparição da agricultura na Europa através da migração, e o DNA provou que esta minoria estava certa.

P. Mas parece que a agricultura apareceu em muitos lugares separados sem contato aparente, como na América e na Índia.

R. Isso foi um pouco depois, e de fato não podemos ter certeza. O que sim sabemos pelos dados da Europa é que a agricultura chegou acompanhada dos humanos que a conheciam e que migraram com ela através de grandes distâncias.

P. Em seu livro, você também fala da hipótese que propõe que a agricultura foi inventada, entre outras coisas, para produzir bebidas alcoólicas.

R. Arqueólogos alemães encontraram em um lugar chamado Göbekli Tepe, na parte leste da atual Turquia, taças e grandes baldes do tamanho de uma banheira onde viram enzimas que seriam restos da fabricação de cerveja. Eles estão convencidos de que havia um culto neste local erguido por culturas tardias de caçadores. As pessoas vinham de muito longe, até centenas de quilômetros, a fim de se reunir ali para celebrações. Esses arqueólogos acreditam que o consumo de cerveja era uma parte importante dessas celebrações, e isso faz sentido. Não acredito que comer purê fosse um impulso suficientemente importante para começar uma nova cultura e um novo estilo de vida.

“As pessoas vinham de muito longe a fim de se reunir ali para celebrações. Não acredito que comer purê fosse um impulso suficientemente importante para começar novo estilo de vida”

Os grãos já eram parte da dieta durante muitos anos antes da aparição da agricultura. Coletavam trigo e cevada, isso era parte do processo, mas se de repente você precisa de grandes quantidades de grão para produzir cerveja, acredito que seja um incentivo interessante. A agricultura obviamente foi um processo muito complicado, e também tem a ver com a mudança climática. Houve uma mudança climática muito brusca quando acabou a última glaciação e o Oriente Médio se tornou mais úmido e facilitou o cultivo. Se você havia tentado cultivar algumas plantas, estava no lado ganhador quando se produziu essa mudança de condições.

P. Alguns cientistas propõem que adotar a agricultura foi o pior erro da humanidade, que piorou suas condições de vida. Você discorda.

R. Não gosto dessa ideia. Acho que há vários divulgadores científicos que também insistem em que a agricultura foi uma catástrofe e que os caçadores viviam em um estado feliz e natural, e que a agricultura e o gado foram uma catástrofe. Acredito que seja uma forma muito simplista de analisar a mudança. Se você olha para a pré-história, há altos e baixos no nível de vida, no período dos caçadores e nos períodos da agricultura. Como outras invenções, não é algo que surgiu de uma decisão premeditada. Tratava-se de ir resolvendo pequenos problemas na vida daquelas pessoas. Por exemplo, a cerveja pode ter surgido assim. Sabemos que você pode ficar um pouco alterado se ingere uma substância, e os agricultores fizeram isso. E então pensaram em produzir mais disso que gostavam, e para fazê-lo precisavam cultivar. E assim se acumularam muitas soluções para pequenos problemas práticos que acabaram por produzir uma grande transformação.

P. Em seu livro, você considera provável que nossa espécie tivesse um papel importante na extinção dos neandertais, mas fala de uma convivência pacífica entre a primeira onda de caçadores que chegou à Europa e a dos agricultores.

R. Como a arqueologia só nos oferece alguns vestígios, não se pode saber com certeza, mas não há achados que indiquem que havia grandes enfrentamentos. Faz sentido, porque, se você for um caçador, precisa de animais para matar ou de peixes para comer. Se for um agricultor, precisa de um bom solo. Parece que eles conviveram bem. Ao cabo de um tempo, houve uma fusão. Os caçadores e os agricultores se encontraram e tiveram filhos. E isso pode ser visto muito claramente na Espanha.

Na Espanha vivia uma população de caçadores e depois chegaram os agricultores. Chegaram de barco através do Mediterrâneo, há 7.000 anos, e se pode ver que depois de certo tempo se fundem. A população basca da Espanha, e isso se vê também em seu DNA, são ainda os netos desta fusão, da primeira onda, dos caçadores, e da segunda, dos agricultores, mas não da terceira onda, a que trouxe as línguas indo-europeias. Eles falam basco, que não é uma língua indo-europeia. Talvez o basco seja como um vestígio de uma antiga língua dos agricultores.

*Por Daniel Mediavilla

…………………………………………………………
*Fonte: elpais

9 decisões ruins que você toma diariamente sem perceber

1. Começar pelas tarefas mais fáceis
Tudo fica mais fácil quando você está descansado e sua cabeça está limpa, inclusive as tarefas mais difíceis. Algumas pessoas utilizam a técnica de “comer um sapo”, em alusão a uma citação de Mark Twain, escritor americano, que disse “coma um sapo vivo pela manhã, e nada de pior vai acontecer no resto do seu dia”. É melhor iniciar o dia com as coisas mais complicadas, pois você nunca sabe o que aguarda até fim do expediente.

2. Olhar constantemente seu email
Sobe o alerta de uma nova mensagem em sua caixa de email, seu primeiro impulso é clicar e ler a mensagem. Essa atitude pode parecer produtiva, pois suas mensagens não se acumularão, mas estudos mostram que isso só atrapalha sua produtividade. Uma solução simples, sugerida pelo psicólgo Ron Friedam, é silenciar seu telefone e fechar a aba da sua conta de email, definindo horários específicos para conferir o recebimento de novas mensagens.

3. Deixar seu celular na mesa enquanto trabalha
A presença do seu telefone celular enquanto trabalha, não importando se está no modo vibração ou mesmo desligado, pode afetar sua produtividade. Uma pesquisa, publicada no Periódico da Associação para Pesquisa do Consumidor, sugere que a simples presença de seu smartphone pode afetar seu desempenho cognitivo. A melhor solução, segundo o estudo, parece ser deixar o celular em um local longe de sua vista.

4. Ficar sentado o dia todo
Quem trabalha em escritório sabe que não existe muita opção: ficar sentado o dia todo é uma realidade. Apesar disso, muitas pesquisas sugerem que levantar pontualmente durante o dia, em vez de se manter sentado por longos períodos, já é o suficiente para que a condição não afete sua saúde.

5. Olhar para telas por horas continuamente
Olhar para um tela de computador, durante um dia inteiro, pode causar o fenômeno conhecido como “tensão ocular digital”, deixando o globo ocular seco e causando visão embaçada. A dica é a regra 20/20/20, a cada 20 minutos olhe algo distante 20 metros por 20 segundos, segundo contou o oftamologista Rahul Khurana ao Business Insider.

6. Dar uma pausa no trabalho só no fim do dia
Manter o foco em uma única atividade, durante um dia inteiro, pode parecer produtivo, mas pausas são necessárias e ajudam a manter a qualidade do seu trabalho. Um estudo, publicado em 2015, sugere que o horário em que pausas são feitas tem influência na sua eficácia; ou seja, quanto mais você demorar para tomar um café e relaxar por uns minutos, menos vai render ao longo do dia. E se você não gosta de café, sem problemas: utilizar esse tempo para projetos pessoais, que você realmente tenha vontade de fazer, também é efetivo.

7. Escutar música enquanto trabalha
Algumas pessoas têm o costume de ouvir música enquanto trabalham e provavelmente acham que a atitude melhora seu desempenho, mas nem sempre isso é verdade. Em uma entrevista ao Bussines Insider em 2015, o neurocientista e músico Daniel Levitin disse que vários novos estudos chegaram à conclusão de que música não atrapalha atividades repetitivas, como uma linha de produção ou dirigir um carro. Mas ocupações mais intelectuais, em que é necessário ler ou escrever, são afetadas de forma negativa pela música. Nesses casos, Levitin sugere que se ouça algo 10 a 15 minutos antes da tarefa, a fim de melhorar seu humor e o manter relaxado.

8. Olhar redes sociais no automático
Segundo um estudo, feito em 2016, utilizamos as redes sociais de duas formas. Passivamente, quando só consumimos informação, rolando nossa linha do tempo de forma indeterminada, e ativamente, quando postamos algo interessante ou interagimos com a postagem de alguém conhecido. Os resultados apontam que o uso passivo não é saudável, pois assim sentimos inveja das vidas perfeitas que as outras pessoas parecem ter. Se for para usar, o melhor é interagir com pessoas conhecidas, mandando mensagens e comentando fotos.

9. Ficar acordado até tarde
Quem nunca ficou acordado até mais tarde para assistir àquela série empolgante até o final? Ou descobriu algo novo na internet e começou a ler sobre o assunto, adiando a hora de dormir? Isso pode parecer coerente na hora e interessante, mas cientistas identificaram o fenômeno como “procrastinação da hora de dormir”. Isso é algo que não apenas prejudica o dia seguinte, como, segundo esta matéria, também pode ser tão mortal quanto fumar. O melhor a se fazer é determinar um horário, considerando que são necessárias de 7 a 9 horas de sono por noite, e desligar a televisão e o computador sem reclamação. Pode parecer difícil, mas as vantagens são imensas.

……………………………………………………………………
*Fonte: tecmundo

6 dicas básicas para manter sua casa livre de baratas

O que dizer das baratas, esses bichos tão asquerosos e horripilantes que só aparecem para incomodar o sossego das pessoas? Mesmo que alguns cientistas americanos estejam tentando encontrar uma função nobre para esses insetos, a verdade é que a maioria das pessoas não gosta de baratas e apresenta rejeição.

E não é para menos. Quando aparecem, esses bichos, que são sinônimo de sujeira, ficam correndo por todos os lados e contaminando tudo o que tocam. Se você pensar por onde eles podem ter andado antes, então, aí é que a vontade de acabar logo com eles fica maior.

Nós já apresentamos aqui no Mega Curioso uma lista de curiosidades que até mostra que as baratas não são tão desprezíveis, além de publicarmos uma matéria falando como elas também podem ser “ingredientes” da sua barra de chocolate favorita. Mesmo assim, dificilmente você vai desistir de se livrar dessas criaturas quando elas aparecerem, e isso, dependendo da situação, pode ser uma tarefa árdua. Então confira estas seis dicas do site Mother Nature Network para eliminar esses bichos e a sua aflição.

1. Manter a limpeza

Em algumas situações, prevenir é o melhor remédio. Com as baratas, isso pode ser aplicado também, já que, se você mantiver um ambiente sempre limpo, dificilmente elas aparecerão. Na maioria das vezes, elas são atraídas por restos de comida, principalmente gordura; ou seja, evite deixar acúmulo de louça suja, conserve o chão limpo e o fogão em ordem, sem panelas usadas. Essas medidas devem ajudar a deixar as baratas longe de sua casa.

Louças sujas são um prato cheio para atrair baratas

2. Mantenha os buracos tapados

Qualquer rachadura e abertura pode ser uma porta de entrada de baratas e outros insetos. Portanto, certifique-se de que não há fendas em algum lugar da casa e, se houver, promova a manutenção desses locais. Se existir a possibilidade, por meio daqueles que possuem tampas retráteis, tente manter os ralos cobertos também.
3. Conserte os vazamentos

Outra coisa que atrai as baratas é a umidade e a água originadas por vazamentos, pias não muito secas ou excesso em vasos de plantas. Evitando essas situações, você tomará uma medida preventiva eficiente contra esses insetos. Lembre-se: baratas conseguem viver meses sem comida, mas apenas alguns dias sem água, por isso são tão atraídas por esse elemento.

4. Produza suas próprias iscas e armadilhas caseiras

Utilize uma medida de açúcar refinado para três de ácido bórico. O doce do açúcar atrairá as baratas, enquanto o ácido vai matá-las. O composto pode causar algumas irritações, mas não é tóxico para humanos e animais. De qualquer forma, é bom evitar espalhar o pó em locais onde pode haver contato de crianças e pets. Algumas indicações de aplicação são atrás e embaixo de geladeira, fogão, máquina de lavar louças, pia etc.

A terra de diatomácea é um inseticida natural que não prejudica animais e seres humanos

5. Procure uma empresa especializada

Dependendo do tamanho da infestação, você não terá como resolver sozinho, então a recomendação é procurar uma empresa especializada nesse tipo de serviço. Eles saberão como eliminar a grande quantidade de baratas, definindo como, onde e o que aplicar na sua casa. Uma sugestão do site Mother Nature Network é optar por equipes que utilizem “terra de diatomácea”, uma substância utilizada para vários fins, mas que é natural e mata os insetos sem o uso de elementos químicos.

6. Mate-as, simplesmente

Muitas vezes, a saída é pisar sem dó. Aliás, esse deve ser o recurso de muitos para matar baratas, mas há outra alternativa que dispensa a violência e o uso de inseticidas. Uma solução com um pouco de água e sabão para ser borrifada pode ser bem eficiente, já que o sabão vai sufocar as entranhas das baratas que, a exemplo da maioria dos insetos, respira por meio da pele. Essa mistura pode ser utilizada para manter limpos os cantos altos e os lugares mais complicados de se atingir.

 

 

 

 

 

…………………………………………………..
*Fonte: megacurioso

A vida depois dos 30…

Depois dos 30 anos, você meio que liga o botão do cansei para muitas coisas. Não é que a vida esteja um saco e que você já não veja graça em tudo, mas a sua percepção de mundo está diferente. O seu modo de encarar relacionamentos é ainda mais seletivo. E o humor? Bom, o humor varia dependendo da disposição no momento.

Depois dos 30 nem toda sexta-feira é motivo para uma saída. Às vezes você quer apenas ficar na cama, maratonando alguma série e se alimentando das melhores porcarias. E aquele churrasco de sábado? Até sendo tudo liberado você dispensa em algumas oportunidades. O corpo pede mais um dia na piscina, uma praia no fim da tarde ou um continuar na cama para terminar a maratona de sexta. Quanto ao domingo, na maioria das ocasiões, domingo é o dia do sagrado descanso. Em outras palavras, é o dia de vegetar faça chuva ou faça sol. Você só levanta para comer e atender o chamado da mãe natureza.

A vida depois dos 30 também muda para certas atitudes. Alguns mitos são derrubados. O ficar em silêncio quando algo ou alguém te incomoda? Sem chance. Você vira e fala na cara. Não tem mais o joguinho de ficar se guardando para dizer depois. Claro que, dependendo da pessoa e da situação, ou você fala do jeito fofo e empático, ou chega chutando o balde. Porque paciência depois 30 é negócio complicado de praticar. É entoar vários mantras por dia para não perder o controle e dar um chá de sumiço porta afora.

O mesmo vale para os relacionamentos amorosos. Depois que você passa dos 30, o amor não é um sentimento que você ganha e troca quando quer. Leva tempo para que ele encontre aconchego no seu peito, assim como também leva tanto quanto para que ele vá embora. Você sente demais. Para bem e para o mal, o amor é um processo. A maturidade emocional depois dos 30 não comporta amores rasos e muito menos amores com requintes de crueldade. É respeitando o individual que o amor de dois soma.

E o profissional? Esse é o Calcanhar de Aquiles de quem já passou dos 30. Alguns trabalham com o que gostam. Outros não tem essa sorte. Mas, e você não pode discordar, é que depois dos 30 tanto faz se você trabalha ou não com o que gosta. Há dias em que é uma bosta ter que levantar da cama para pagar os boletos no final do mês. Você até quer sentir vontade de ir e mostrar serviço, mas tem hora que pensa – Ah, se eu ganhasse na Mega…!

A verdade é que a vida depois 30 anos é uma ciranda de perdas e ganhos. É um ciclo de fins e começos. Não tem uma resposta certa além daquilo que você sente dentro do coração. Cansa e muitas vezes dá vontade de sentar no chão e chorar. Mas você segue. Você continua. Porque, depois dos 30, você já apanhou tanto da vida que qualquer instante de paz e harmonia é um lembrete de gratidão por ter chegado nessa fase.

E você vai levando…

*Por Guilherme Moreira Jr

 

…………………………………………………………………
*Fonte: resilienciamag

Tenda vazia mas um dia cheio

Se tem uma coisa que se pode dizer com toda tranquilidade e com aquele baita sorriso estampado no rosto, é de que hoje foi um excelente dia para andar de moto. Esses últimos dias da semana já prometiam, um pouco de neblina pela manhã e depois um belo sol. E foi nessa mesma vibe que o sabadão começou. Combinei com o Pretto já cedo na manhã um rolê até a Tenda do Umbú, um famoso local de encontro de motociclistas na BR 116, sendo que fazia um bom tempo que não íamos até lá.

Saímos ainda pela manhã e sem pressa alguma com horário para nada. Assim é melhor. Rodar de moto e curtir a viagem numa boa. Resolvemos parar para um suco no caminho (parada previamente planejada) aliás, meio que já virou uma regra chegarmos ali ou então na casa do Mel, fica a dica! Seguimos então em direção à Montenegro e depois Novo Hamburgo pela BR 116 (uma parada para abastecer) e tocar em frente. Gosto dessa viagem, acho bonito o trajeto ainda mais depois que se passa por Novo Hamburgo e começa a subida da serra gaúcha (bem, esse é apenas “um” dos tantos belos caminhos da nossa serra). Esse trajeto é bacanudo por causa daquelas árvores nos dois lados da estrada, dá um clima muito bom para a viagem.

Hoje também fizemos uma breve parada no Belvedere de Morro Reuter, coisa que não havíamos feito até então apesar de já termos passado inúmeras vezes pelo local anteriormente.

Foi tudo tranquilo até o destino planejado, apenas achei estranho quando chegamos na Tenda do Umbú, de que havia bem pouca gente lá. Pouca gente mesmo! Sempre é um atrolho de gente e motos por lá. Talvez seja por causa do feriado de terça, acredito que muitos devem ter feito feriadão. Mas enfim, isso pouco importa, para mim o que vale mesmo é a viagem, a pareceria e a trip de moto. E vou te dizer… hoje o dia estava mesmo fantástico para andar de moto.

Como uma das coisas interessantes ao se visitar esse tradicional paradouro de motociclistas é justamente dar uma conferida nas motos estacionadas, mas hoje não foi um bom dia para isso…rsrsrsrs. De diferente mesmo, só o fato de encontrarmos uma moto Amazonas – coisa típica de nossa engenhosa indústria brasileira dos 80’s. Mais por um fato de curiosidade mesmo do que por apego – nunca curti essa moto. Mas OK, eram outros tempos, entendo, faz parta de história e tal.

Enfim, a viagem foi normal, tanto na ida como na volta, um ou outro imbecil fazendo alguma merda no trânsito (sempre tem), mas nada que nos importunasse. Na tardinha já estávamos de volta e com certeza satisfeitos com mais esse dia muito bem aproveitado numa viagem de moto.

*Abaixo algumas imgs do ride de moto hoje. Valeu!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para aqueles que uma vez sonharam com seus entes queridos falecidos…

Perder um ente querido é uma das situações mais difíceis da vida, mas infelizmente estamos todos sujeitos ao mesmo destino. Embora não se saiba ao certo se, de fato, depois de morrer, há outra dimensão ou outra vida, muitos asseguram que seus parentes se apresentaram a eles em seus sonhos. No entanto, muitas vezes esses sonhos significam coisas diferentes e a mente produz esse tipo de “filme” em nosso cérebro com aquelas pessoas dentro dele. Neste artigo, vamos dizer-lhe o que este tipo de sonhos que você tem quando você dorme pode significar. Não perca, temos certeza que você vai adorar ler sobre isso!

Os sonhos fazem parte do nosso cérebro e são uma sucessão de imagens, idéias, emoções e sensações que geralmente ocorrem involuntariamente durante certas fases do sono. A verdade é que o conteúdo ou propósito dessas representações ainda não foi totalmente compreendido pelos cientistas. No entanto, essas visões têm sido objeto de discussão em ciência, filosofia e religião por muitos anos.
Em muitas ocasiões, essas idéias podem ser abstratas e outras muito realistas. Estes sonhos ocorrem principalmente no estágio do sono REM, que é quando a atividade cerebral é alta e se assemelha a estar acordado. Às vezes, essas imagens acontecem durante outros estágios do sono, mas tendem a ser menos vivas ou memoráveis. Acredita-se que através desses sonhos, sentindo sensações ou apenas ouvindo uma música significativa no rádio enquanto temos um dia estressante, entes queridos falecidos tentam se conectar com as pessoas depois de terem morrido.

Há muitas razões pelas quais o falecido pode voltar a visitar e não é necessário procurar um médium. Isso é algo muito comum, e é ainda mais fácil quando essa pessoa acaba de morrer. Dizem que a alma permanece neste mundo por um tempo como uma despedida de seus entes mais queridos. Esse método de comunicação é direto e poderia acontecer a qualquer momento, um sinal poderia aparecer, estar juntos em sonhos ou algo que representasse seu relacionamento com algum sinal que o lembrasse da pessoa que se foi.

Quando um ente querido falecido visita seus sonhos, eles geralmente são diferentes dos normais e você pode testemunhar seu parente falecido ou seu “espírito guia”. Neste tipo de sonhos é muito comum o membro da família ir com um tipo de luz em torno dele. Esses indivíduos podem falar com você diretamente ou pedir que você envie uma mensagem para outras pessoas, mas eles geralmente tentam dar-lhe conforto de que estão bem, em paz e que conseguiram chegar ao seu destino sem problemas.

Algumas das maneiras pelas quais o indivíduo que sonha é afetado são as seguintes: “Parecia muito real”. Isso é comum, já que essas visitas geralmente fazem as imagens parecerem mais vivas, intensas e cinestésicas do que os sonhos comuns. A sensação permanecerá na mente da pessoa por meses ou até anos e parecerá algo recente. “Para ver o falecido muito saudável e vibrante”, na verdade, eles poderiam parecer mais jovens e isso nos dará uma sensação de segurança que eles estão felizes.

“Eles transmitem segurança, amor e alegria”, eles podem ser tanto que o falecido está bem, como o que está sonhando está. Normalmente, quando você está muito estressado por um determinado assunto, o subconsciente fará com que essa imagem apareça e ajude a pessoa a se acalmar. Embora não saibamos se são realmente eles que nos visitam em sonhos, vê-los mais uma vez nos faz sentir calmos e com muita paz. Abraçá-los novamente tornou-se um dos nossos maiores anseios, pois sentir falta de alguém que você não pode mais ver é simplesmente um dos sentimentos mais devastadores e tristes que existem.

A melhor coisa que você pode fazer quando sente falta dessas pessoas é simplesmente pensar nas coisas boas que vocês dois passaram na vida. Pois as lembranças são a única coisa que nos fará sentir próximos novamente, eles mudaram para outro tipo de dimensão que não seremos capazes de entender até chegarmos lá, quando for nossa hora. Ao sonhar com eles, isso pode significar que eles estão oferecendo sua proteção e orientação, e adoram nos informar que estão bem e que você deve parar de refletir sobre eles e se preocupar, porque eles estão em um lugar melhor.

……………………………………………………………..
*Fonte: paraoscuriosos

10 Sintomas do esgotamento emocional

O esgotamento emocional é um grande vilão que se não for tratado com seriedade pode se transformar em depressão.
Tudo começa de forma discreta e você não dá importância, acha que é apenas cansaço e assim que tiver um tempo tira uma folga para relaxar e tudo ficará bem.

O problema é que essa folga vai sendo adiada constantemente por problemas cotidianos e alguns sintomas começam a aparecer. Quando são sintomas físicos você procura um médico.O médico por sua vez diz que não é nada grave e prescreve um calmante natural junto com o remédio para tratar o problema físico.

Você segue o tratamento, os sintomas físicos (geralmente ligados ao aparelho digestivo) melhoram e você segue bem por um curto período, até aparecer outro problema.

O esgotamento emocional aparece geralmente após um período conturbado que ficou para trás, ou junto com um problema que você está lutando para resolver mas não consegue.

Aqui seguem alguns sintomas típicos que você deve ficar atento para não deixá-los sem a devida atenção.

1 – O sono não é reparador
Você já acorda cansado, mesmo tendo dormido a noite toda. Precisa de uma boa dose de café para sair de casa e começar seus afazeres diários. O cansaço só vai piorando durante o dia.

2 – Queda de rendimento no trabalho.
Você não é mais tão rápido para fazer tudo o que sempre fez com disposição. Tem dias que parece que está ligado no modo automático no trabalho e em reuniões para organização de novos projetos você não tem ideias e acaba seguindo e apoiando as ideias dos outros pois está cansado demais para se empenhar em algo novo e ser criativo.

3 – Memória fraca
A agenda agora é sua amiga, pois sem o aviso no celular você esquece mesmo e nem se dá conta, por isso até coisas que você costumava nunca esquecer estão sendo colocadas para apitar no telefone.

4 – Há algum tempo sair de casa para festas e ficar com os amigos já não te dão entusiasmo.
Antes era bom sair, conversar com amigos, mas agora existe sempre uma boa desculpa para ficar de pijama em casa. Assistir um filme debaixo das cobertas é muito mais satisfatório do que ir ao cinema. Ás vezes você até sai, conversa, mas tem sempre uma preocupação te impedindo de curtir inteiramente um momento de descontração. Você prefere não ficar muito tempo fora de casa, precisa de mais tempo de descanso.

5- Azia, dores de estômago e intestino que não funciona como deveria.
Nosso aparelho digestivo é sempre o primeiro a dar sinais de que suas emoções não estão bem. Pessoas esgotadas emocionalmente sempre sofrem com algum tipo de problema no aparelho digestivo. Você marca consulta com o gastro, toma os remédios e muda a dieta, como o médico sugere. Mas o problema insiste em voltar e você não entende o porquê.

6- Dores de cabeça
Por não ser insuportável, basta tomar um analgésico e tudo fica bem, mas ela marca presença pelo menos três vezes ao mês, ou até mais. É claro que você deve ir ao médico investigar sintomas físicos, seguir recomendações médicas é fundamental, mas nesse caso, os exames não identificam nada e você acaba com uma frustração e uma receita de calmante leve e natural para melhorar.

7- Vontade de chorar sem explicação aparente
Sua sensibilidade está muito maior e coisas pequenas como perder o ônibus e chegar atrasado a um compromisso ou uma despesa inesperada que irá te deixar mais apertado financeiramente durante o mês já são suficientes para um choro compulsivo e reclamações exageradas. Depois do desabafo você melhora e segue o resto do dia quieto até a hora de dormir. No outro dia você sente vergonha por ter sido tão sensível e procura seguir como se nada tivesse acontecido.

8- Dificuldades para ler e assimilar novos conteúdos
Ler um livro e conseguir prestar atenção ficou mais difícil. No meio da página você começa a pensar em outras coisas e quando volta para a realidade se dá conta que esqueceu o que acabou de ler e volta para a página anterior. Aprender algo novo está mais complicado, sua paciência em aulas e palestras já não é a mesma de antes. Não vê a hora de ir embora fazer outras coisas, pois prestar atenção está difícil.

9 – Pensamentos negativos mais frequentes
No geral você é uma pessoa otimista, compartilha mensagens bonitas de motivação em redes sociais, mas ás vezes lá no fundo você sente vontade de explodir, não faz orações ou frequenta sua religião com o mesmo entusiasmo e para de buscar novas soluções para os problemas, pois acredita que as coisas podem piorar se você tentar algo novo. Sente mais o lado negativo, e se existe uma chance das coisas darem errado elas agora recebem mais atenção da sua parte, pois você está cansado de se machucar e esperar demais de tudo e de todos.

10 – Engolir sapos para evitar discussões
Pra você certas pessoas são do jeito que são e não vão mudar. Elas te irritam, tratam mal, mas você prefere não confrontar porque seria perda de tempo, principalmente no trabalho. É uma boa linha de raciocínio, desde que não te afete emocionalmente. É preciso impor limites ás vezes, mesmo que seja educadamente. Se for possível cortar da sua vida para ter paz e saúde, não pense duas vezes. Da mesma forma que ninguém está disposto a ficar doente por você, você também não pode tolerar comportamentos abusivos para não causar atritos. Liberte-se!

Como tratar?

Os sintomas físicos devem sempre receber atenção de um médico e o tratamento deve ser seguido, mas tudo que for de fundo emocional não vai parar de se manifestar.
Pare de adiar seu descanso, faça algo por você! Procure ajuda, terapia convencional ou holística. Liberte-se de relacionamentos destrutivos que não te levarão a felicidade nunca. Atue a seu favor, não tente absorver problemas que não são seus. Não faça pelos outros mais do que faz por você. Coloque-se em primeiro lugar, nada deve ser feito no modo automático. Você deve sentir a vida e não apenas seguir o fluxo. Que Deus te abençoe sempre!

…………………………………………………………….
*Fonte: osegredo