Guia do eleitor desiludido: um campo de joio com algum trigo

Nós brasileiros estamos, sim, com complexo de vira-lata. Claro que há luz no fim do túnel e recentemente a esperança aumentou, mas daí a acreditar que vamos mudar profundamente a política já é um passo largo demais… Mais do que nunca o eleitor desiludido se sente desarmado para usar seu voto para transformar os rumos do nosso país.

Convenhamos que esta é a primeira vez que estamos à beira de uma eleição decisiva e você nem sabe direito quem é candidato; imagina, então, saber quem deveria ganhar? Por outro lado, também é a primeira vez que você se deu conta da importância de acertar na escolha de quem vai decidir nosso destino nos próximos anos. E não estamos falando de destino de forma genérica e sim se você continuará a ter emprego, se sua empresa continuará a existir, se haverá um hospital para atender uma emergência ou se o tráfico de drogas continuará a dar cartas…

Você agora sabe o que custa entregar seu dinheiro e seu futuro nas mãos de qualquer um que contrate uma boa campanha de marketing.

Outro dia você foi ao supermercado. Era uma comprinha de nada e custou R$ 41,12. No finalzinho da nota viu que mais de um terço da conta é puro imposto. Para onde vai esse dinheiro todo? Para a saúde, educação e segurança é que não é mesmo! Isso dá uma raiva danada!

E pensar que você também assinou o cheque em branco para esses governantes fazerem escolhas em seu nome, inclusive a de arrancar mais dinheiro do seu bolso! Você se sente traído de todas as formas. Não só uma vez, mas inúmeras vezes. Traído pelo Lula e pelo Aécio… Traído pelo Congresso que deu aval para tudo…

Às vezes a gente esquece que os deputados e senadores tem procuração nossa para criarem regras de conduta, autorizar orçamento e gastos em nosso nome. O pior é que você nem lembra mais quem nem por que você escolheu para deputado e senador.

A verdade é que a gente dá muita importância à escolha do Presidente e do Governador e pouca ou nenhuma para a escolha do legislativo. O Congresso deixou de ser o local de debate de ideias que refletem o pensamento da sociedade e passou a ser o palco do toma-lá-dá-cá para o Executivo aprovar o que bem entende, sempre em troca de cargos, poder e dinheiro. A triste conclusão é que demos carta branca para verdadeiros lobos em pele de cordeiro!

E agora, como separar o joio do trigo?

Houve um tempo em que, no campo de trigo, havia algum joio misturado. Hoje, há um campo de joio, onde você tem que procurar muito para encontrar algum trigo que ainda resiste… Este ano há um novo risco do Legislativo piorar.

No ano passado o TSE já havia alertado para a necessidade de se monitorar a atuação do crime organizado nas eleições, pois os bandidos dispõem de dinheiro ilícito e podem facilmente comprar votos para conquistar vagas de deputados. O Rio de Janeiro é um exemplo do risco grave que isso representa. A cidade que é o cartão de visitas do País permitiu a criação de um governo paralelo que penetrou as instituições e levou o crime para o coração do Estado.

Perto de um milhão de pessoas ali vivem em 850 comunidades sob o controle do tráfico, com o apoio e cobertura de uma parcela dos poderes executivo, legislativo e até do judiciário. O fuzilamento da vereadora Marielle é um exemplo de como o crime organizado e as milícias dominam a sociedade carioca, tornando o Rio de Janeiro a versão atual da cidade de Medellín, na Colômbia.

E como mudar essa rota com destino certo para o desastre? Separando o joio do trigo, porque ainda há trigo a ser salvo!

Você talvez não saiba como um deputado é eleito. Na maioria dos casos ele ganha um mandato muito menos pelo que ele pensa e muito mais pelo dinheiro que ele tem para comprar votos por meio dos cabos eleitorais e da venda de facilidades.

O momento mais crítico na escolha de candidatos é a última semana das eleições. O melhor é você tomar distância de quem oferece favores, emprego e principalmente dinheiro. Saiba identificar os cabos eleitorais que falam em nome do candidato. Muitas vezes são inocentes úteis que sequer sabem para quem estão trabalhando. Hoje o Google é um grande aliado do eleitor.

— Mas é só isso?

Você, eu e Brasil inteiro estamos em busca de pessoas que nos inspirem confiança e tragam um fio de esperança de que nosso país tem solução, ainda que esteja tão difícil encontrar o trigo nesse campo tomado pelo joio.

*Por Helenir Queiroz

………………………………………………………………………
*Fonte: revistabula

Enzo Lopes no AMA Mx 2018

Ontem em Hanghtown foi a estréia do jovem piloto gaúcho Enzo Lopes, no competitivo e milionário campeonato Americano de Motocross (AMA MX). Enzo Lopes vem trilhando há anos essa vaga com inúmeros títulos gaúchos e brasileiros desde as categorias inferiores, bem como também, participando anualmente de campeonatos para menores nos EUA e o reflexo disso foi a sua contratação pela equipe de fábrica da Suzuki (JGR) – para participar do AMA MX 2018, na categoria profissional de 250cc.

Enzo portanto é uma aposta no futuro do esporte e da poderosa equipe JGR. E é claro que aos poucos vai ganhar mais experiência e precisará ainda de tempo para entrar no ritmo dos grandes pilotos americanos. Mas talento tem de sobra para isso e o Banjomanblod estará com certeza na sua torcida pelo sucesso no esporte e na categoria.

Ah! só para constar, Enzo em sua primeira prova obteve a 15ª colocação (entre 41 pilotos na prova) – resultado da média nas colocações nas 2 baterias da prova.
Força ae Enzo!