Novo robô da Boston Dynamics veio para deixar a humanidade irrelevante

Boston Dynamics, empresa do Google (quero dizer, Alphabet), acaba de publicar um vídeo apresentando seu robô Atlas da próxima geração. Em um passeio pela floresta coberta por neve e gelo, ele mostra que consegue recuperar o equilíbrio quando escorrega e que consegue desviar de obstáculos.

Já a segunda parte da demonstração deixou qualquer pessoa que assistiu a filmes como “Inteligência Artificial” ou “Eu, Robô” com um leve gosto amargo na boca. Enquanto Atlas tenta levantar caixas de papelão com cerca de 5kg dentro, um dos engenheiros derruba a caixa repetidamente, e a empurra para longe dele. Depois dá um belo empurrão nas costas de Atlas, que cai de cara no chão. Tudo isso para demonstrar como o robô consegue refazer os cálculos e se recuperar rapidamente, claro – mas que parece bullying, parece.

Atlas leva um empurrão de um dos cientistas e cai de “cara” no chão

A nova versão de Atlas tem 1,80m e pesa 81kg, um pouco mais baixo e com quase a metade do peso da versão de 2014. Assim como o robô apresentado em 2015, ele continua wireless, usando a energia de uma bateria de íon-lítio.

Para provar que a equipe por trás do desenvolvimento de Atlas tem senso de humor, o vídeo termina com o robô humanoide vítima de bullying escapando do prédio da empresa sem ser visto por ninguém. Os engenheiros envolvidos no projeto que se cuidem. [The Verge, Engadget]

*Por Juliana Blume

 

………………………………………………………………….
*Fonte: hypescience

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.