Viver com menos

Ter menos coisas requer coragem e perseverança, lembre-se que você está tentando fazer algo que não é a norma

Quando se resolve viver com menos, o grande problema que a maioria das pessoas se deparam é a transição para essa vida mais enxuta. Costumo dizer que 10% do conceito equivale ao espaço, porém 90% equivale a atitude das pessoas em relação a essa diminuição. Acredito que temos necessidades diferentes para cada momento de nossa vida, e nossos ambientes podem e devem acompanhar esses movimentos de mudança a fim de contribuir para a busca de nossos objetivos.

Diminuir é um processo trabalhoso que não acontece do dia para noite. Ele precisa começar bem antes de você querer se estabelecer em uma vida mais minimalista. Portanto se preparar para esta transição é essencial. Mas por onde começar?

Livrar-se de tudo que não faz mais sentido ao seu propósito pode ser um bom ponto de partida. Claro que não conseguimos nos livrar de tudo de uma hora para outra, mas pense que para se viver 50% menor, você terá de se livrar pelo menos de 50% de suas coisas.

Porém o objetivo aqui, não é sacrificar as coisas que te dão prazer, mas sim observar que a transição ditará o que é realmente importante manter. Não há sentido em sabotar sua vida, bem como seus espaços permanecendo com as mesmas coisas. Entenda que esta transformação não está tirando algo de você, mas inversamente dando algo para você, significa se livrar das coisas que desviam sua atenção em relação ao seu objetivo. Lembre-se que algumas coisas precisam sair porque estão ocupando o lugar de outras, e isso faz uma grande diferença quando estamos determinados nesta transição.

Ter menos coisas requer coragem

Minimizar nossa casa, nos faz entender o que sentimos por ela em relação ao nosso desejo de viver com menos, além de otimizar o número de itens acumulados a fim de melhorar nossa qualidade de vida trazendo mais liberdade, e vivendo de maneira significativa. Não precisamos ficar achando mais espaço para nossos pertences, precisamos de menos coisas competindo pela nossa atenção. E é bem provável que este acúmulo excessivo de coisas esteja afastando você de sua transição com o propósito de viver com menos.

Como e por que precisamos fazer isso, só dependerá de nós mesmos e da intenção de vida que queremos levar. Todos temos objetivos semelhantes em relação aos nossos espaços. Queremos um lugar que exija menos tempo, dinheiro e estresse para ser mantido, portanto prepare-se! Caminhar nesta direção pode não ser muito fácil, talvez você se sinta desencorajado e com vontade de desistir, porém lembrar dos motivos que te levaram a se permitir ter essa experiência de viver com menos será mais importante neste processo.

Ter menos coisas requer coragem e perseverança, lembre-se que você está tentando fazer algo que não é a norma. Siga seu coração e permita-se a trabalhar nesta transição injetando propósito e potencial com a intenção de viver com menos. Mesmo acompanhado de escolhas difíceis, o desenvolvimento dessa nova habilidade de minimizar se transforma em uma ferramenta que te ajudará a ganhar mais consciência e percepção do que é realmente necessário para se viver.

Reduzimos a casa para ampliar nossos horizontes.

*POR: Clô Azevedo é arquiteta e acredita que a casa é uma extensão das vidas que a habitam. Desenvolve projetos de design de interiores afetivos para conectar pessoas com suas histórias, inspirando a reinventar seu próprio espaço, morar bem e viver melhor. Seu site é designafetivo.com.

……………………………………………………………………..
*Fonte: vidasimples

O mistério dos números 6174 e 495 que intriga matemáticos há 70 anos

O número 6174 parece a princípio não ter nada de especial, mas ele intriga matemáticos e entusiastas da teoria dos números desde 1949. Por quê?

Bem, para entender, faça o seguinte:

1. Escolha qualquer número de quatro dígitos que seja composto por pelo menos dois dígitos diferentes, incluindo zero, por exemplo, 1234.

2. Organize os dígitos em ordem decrescente, que em nosso exemplo seria 4321.

3. Agora, organize os números em ordem crescente: 1234
Pule Talvez também te interesse e continue lendo

4. Subtraia o menor número do maior número: 4321 – 1234 = 3087

5. E agora repita os últimos três passos

Vamos lá:

Primeiro, organizamos os dígitos em ordem decrescente: 8730. Depois, em ordem crescente: 0378. E subtraímos o menor do maior: 8730 – 0378 = 8352.

Novamente, reorganizamos os dígitos e os subtraímos: 8532 – 2358 = 6174.

Uma vez mais, reordenamos os dígitos e subtraímos: 7641 – 1467 = 6174.

De agora em diante, não vale a pena prosseguir, já que repetiríamos a mesma operação.

A curiosa origem dos símbolos matemáticos +, – e =
Como a Índia revolucionou a matemática séculos antes do Ocidente
Clique para assinar o canal da BBC News Brasil no YouTube

Vamos testar outro número. Que tal 2005?

5200 – 0025 = 5175
7551 – 1557 = 5994
9954 – 4599 = 5355
5553 – 3555 = 1998
9981 – 1899 = 8082
8820 – 0288 = 8532
8532 – 2358 = 6174
7641 – 1467 = 6174

Assim, não importa com que número começamos, sempre se chegará a 6174.

Um viciado em números

Isto é conhecido como a Constante Kaprekar, batizada em homenagem àquele que descobriu a misteriosa beleza do número 6174 e a apresentou na Conferência Matemática de Madras em 1949, Dattatreya Ramchandra Kaprekar (1905-1986), um viciado confesso na teoria dos números.

“Um bêbado quer continuar bebendo vinho para se manter naquele estado agradável. O mesmo vale para mim quando se trata de números”, ele costumava dizer.

Kaprekar era um professor de uma pequena população indiana chamada devlali ou deolali e era frequentemente convidado a falar em outras escolas sobre seus métodos únicos e observações numéricas fascinantes. No entanto, vários matemáticos indianos riam de suas ideias, chamando-as de triviais.

Talvez sejam: é fato que, apesar de a Constante de Kaprekar ser surpreendente e nos levar a suspeitar por trás dela esteja um grande teorema, pelo menos até agora nunca revelou nada.

Aquele que ri por último…

Mas nem tudo tem que ser útil para ser divertido e interessante. Kaprekar se tornou conhecido dentro e fora da Índia, porque muitos outros matemáticos acharam as ideias intrigantes. E, como ele, continuaram brincando com os números.

Yutaka Nishiyama, da Universidade de Economia de Osaka, no Japão, por exemplo, diz na revista +plus que usou um computador para ver se havia um número limitado de etapas para alcançar 6174.

Ele estabeleceu assim que o número máximo de passos é 7, ou seja, se você não alcançar 6174 após usar a operação sete vezes, você terá cometido um erro nos seus cálculos e deverá tentar novamente.

O número 495 também é considerado especial

Em outras investigações, descobriu-se que o mesmo fenômeno ocorre quando, em vez de começar com quatro dígitos, começa com três.

Vamos tentar com o número 574?

754 – 457 = 297
972 – 279 = 693
963 – 369 = 594
954 – 459 = 495
954 – 459 = 495

Como se pode ver, o “número mágico” neste caso é 495.

E não, isso não acontece em outros casos: somente com números de três ou quatro dígitos (pelo menos de 2 a 10 dígitos, que é o que foi testado).
Para estimular os estudantes

Atualmente, a empresa sem fins lucrativos Scigram Technologies Foundation desenvolve na Índia uma plataforma de ensino em computadores especialmente para escolas rurais e tribais. A empresa transformou o número 6174 na tabela colorida que ilustra esta reportagem.

O cofundador Girish Arabale explica que sempre buscam inspirar e motivar aquelas crianças em idade escolar que costumam odiar matemática. “A Constante de Kaprekar 6174 é um desses belos números, e os passos que levam à sua descoberta criam um momento ‘aha!’, desses que fazem falta nos currículos tradicionais de matemática.”

Eles atribuíram, como se pode ver abaixo, uma cor a cada número de etapas necessárias para atingir 6174 (lembre-se que há um máximo de 7 etapas).
colores con números

Foi escrito então um código que pode ser facilmente recriado em um Raspberry Pi, computador barato muito usado para ensinar a linguagem Wolfram, disponível gratuitamente no Raspberry Pi. Um programa criou assim padrões com os passos que levam ao número 6174 para cada um dos 10 mil números de 4 dígitos que existem, criando a tabela abaixo com as diferentes cores.

Matemática recreativa

A Constante de Kaprekar não foi o único fruto da paixão do indiano por números. Entre sua coleção de idéias, também está o Número de Kaprekar.

É um número com a interessante propriedade de que, se for elevado ao quadrado e somadas as duas partes iguais do resultado, se chegará ao número original. Para esclarecer, um exemplo:

297² = 88.209
88 + 209 = 297

Outros casos exemplos de Números de Kaprekar são: 9, 45, 55, 703, 17.344, 538.461… teste e confira!

Mas lembre-se: ao dividir o número cujas partes você vai adicionar, deixe a parte mais longa à direita (no exemplo, ao dividir em dois 88.209, formam-se dois grupos: um com dois dígitos e outro com três, portanto, seguindo as indicações, quando separadas, ficam como 88 e 209 e não 882 e 09).

*Por Dalia Ventura

……………………………………………………………….
*Fonte: bbc