Quino, desenhista criador da incrível Mafalda, morre aos 88 anos

Quino, o genial desenhista que criou a personagem Mafalda, morreu aos 88 anos de idade, segundo a publicação argentina La Nación.

Nascido em Mendoza em 1932, Joaquín Salvador Lavado Tejón desenhou a personagem durante nove anos, entre 1964 e 1973. Ela surgiu pouco depois do seu primeiro livro, Mundo Quino, que chegou ao mundo em 1963 e logo se estabeleceu como marca registrada do cara.

Depois dela, como relembra o jornal do país vizinho ao Brasil, ele nunca mais teve outro personagem fixo e continuava mantendo um carinho enorme pela Mafalda, que foi inicialmente publicada nas páginas do jornal Primera Plana.

Quino e Mafalda

Ainda segundo a La Nación, o quadrinho de Quino é o mais vendido do planeta entre as produções da América Latina, já tendo mais de cinco décadas de duração e uma importância gigante para a história brasileira também.

Até mesmo nos comentários à notícia do falecimento do desenhista podemos ver diversos brasileiros agradecendo pelo trabalho do cara, que foi usado em diversas escolas pelo Brasil e conquistou uma legião de fãs e admiradores em todo seu período de existência.

A aparência infantil de Mafalda contrastava com seus posicionamentos bastante críticos e contestadores, fazendo com que as tiras de Quino falassem, há muitas décadas, sobre questões como o papel da mulher na sociedade, capitalismo, desigualdade e muito mais, tudo de forma muito inteligente.

Que descanse em paz.

*Por Felipe Ernani

…………………………………………………………………..
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.