Em 2100, o verão durará 6 meses no hemisfério Norte

Os pesquisadores estão preocupados com uma perturbação climática das estações terrestres que não estamos acostumados. Eles alertam que em 2100 o verão provavelmente durará 6 meses no hemisfério Norte e teria repercussões catastróficas no equilíbrio dos ecossistemas, colocando a humanidade em perigo.

Ou seja, será prejudicial aos ecossistemas que são finamente equilibrados em termos de estações e temperaturas. Portanto, ondas de calor prolongadas, incêndios florestais mais frequentes, mudanças nos padrões de migração (afetando a cadeia alimentar) e mais uma lista exaustiva de instabilidades virão.

Aquecimento global e verão mais prolongado

O estudo relata que, se o aquecimento global continuar no ritmo atual, os riscos para a humanidade só irão piorar com o tempo. A previsão é baseada em 60 anos de dados.

Assim, os pesquisadores analisaram dados climáticos diários históricos de 1952 a 2011, marcando os dias com 25% das temperaturas mais quentes nesses anos como os meses de verão e aqueles com temperaturas mais quentes.

Dessa forma, a análise descobriu que o verão aumentou em média de 78 dias para 95 dias nesse período e o inverno diminuiu de 76 dias para 73 dias. A primavera e o outono também diminuíram, em 9 dias e 5 dias, respectivamente.

Enquanto a primavera e o verão começaram gradualmente mais cedo, o outono e o inverno começaram mais tarde. Os resultados foram publicados na revista Geophysical Research Letters.

Enfim, o estudo conclui que o hemisfério Norte chegará a um verão de 6 meses em 2100, começando mais cedo. Isso porque a equipe se voltou para modelos climáticos futuros para prever como essas tendências poderiam continuar até a virada do século. De acordo com as simulações, o inverno vai durar apenas 2 meses.

Este é um desenvolvimento potencialmente perigoso por várias razões, significando maior exposição aos pólens no ar e disseminação de mosquitos tropicais que transmitem doenças, por exemplo.

*Por Amanda dos Santos

…………………………………………………………………………………………
*Fonte: socientifica

Jovem toca clássicos do Rock em bateria improvisada, chama atenção e ganha instrumento de ícone do gênero

Um rapaz da Indonésia vai poder aprimorar ainda mais suas técnicas na percussão graças ao baterista Mike Portnoy.

Isso porque no ano passado foi lançada uma vaquinha online para arrecadar dinheiro para comprar um kit de bateria para Deden Noy, um baterista indonésio que toca versões incríveis de bandas de Rock como Rush, Guns N’ Roses, Nirvana, System Of a Down e Dream Theater utilizando um kit caseiro feito por garrafões de plástico cobertos de fita adesiva, baldes e pedaços de metal.

A campanha foi criada por Renan Sanchez que ficou impressionado com o talento do jovem ao assistir um vídeo dele no Facebook. Na descrição ele explicou os motivos para realizar a arrecadação (via Loudersound):

Como músico e grande fã do Dream Theater, fiquei completamente maravilhado com a perseverança e as habilidades de Deden. Ele é a prova de que o ser humano é capaz de coisas bonitas mesmo quando a situação não é a mais favorável.

No vídeo , ele toca “Dance Of Eternity”, que é indiscutivelmente uma das músicas mais difíceis de tocar, considerando as mudanças de técnica e de compasso.

Deden mora no oeste da Indonésia e a loja de música mais próxima fica a 20 horas de carro de Jacarta. Conseguimos arranjar alguém para levá-lo lá, mas eu realmente quero dar a ele uma bateria incrível.

Apesar da ótima iniciativa, a campanha não conseguiu atingir a meta financeira estabelecida para comprar o instrumento e foi assim que o ex-baterista do Dream Theater, Mike Portnoy surgiu com uma solução.

Ajuda de Mike Portnoy

Após vídeos de Deden Noy serem enviados ao músico, que atualmente é membro do supergrupo Liquid Tension Experiment, Portnoy utilizou sua conta do Twitter para avisar que em breve uma nova bateria estará chegando na casa do indonésio.

Recebi recentemente centenas de mensagens com links para Deden Noy tocando as minhas canções num kit caseiro. Os seus talentos são de fato incríveis e irei conseguir uma nova bateria e pratos com o incrível apoio da Tama e da Sabian.

O músico foi elogiado por diversos seguidores que enalteceram sua ação dizendo que o jovem pode ter um “futuro brilhante” na música depois de receber o instrumento. Mike agradeceu os comentários mas pediu para que não lhe enviem mais vídeos do rapaz.

Embora eu aprecie todos os comentários positivos, o mesmo crédito deve ser dado às excelentes pessoas da Tama e da Sabian [os patrocinadores de Portnoy] por apoiarem a minha ideia… na verdade, são eles que terão que lidar com o ‘trabalho pesado’. E agora todos podem deixar de me enviar também os links!

Enquanto Deden Noy não recebe o novo instrumento, confira abaixo os vídeos feitos por ele tocando com a bateria improvisada.

*Por Lara Teixeira

……………………………………………………………………….
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos