Marca lança cerveja com “gosto” de mudanças climáticas

Cientistas alertam que secas mais frequentes e ondas de calor extremas vão afetar a produção global de alimentos e bebidas – a cerveja está incluída no aviso. Aliás, eventos climáticos já estão transformando o planeta, mas às vezes é difícil entender as consequências disso na prática. Nos Estados Unidos, a marca New Belgium Brewing está fabricando uma desagradável cerveja para conscientizar seus clientes.

Batizada de Torched Earth Ale, a cerveja é feita com ingredientes disponíveis aos cervejeiros em um futuro devastado pelo clima.

A cerveja escura com aroma de fumaça e “notas” de emergência climática não é saborosa, mas a intenção não é agradar e sim destacar, aos amantes de cerveja, que é preciso lutarmos para frear e reverter o colapso.

Todo o processo de fabricação, da composição ao rótulo, foi bem pensado pela New Belgium para dar a dimensão do problema. A Torched Earth foi feita com malte defumado para imitar o impacto que os incêndios florestais terão no abastecimento de água, depois adicionaram grãos resistentes à seca, como milho e trigo sarraceno, que são mais tolerantes às zonas agrícolas mutantes. Para o amargor, foi adicionado o dente-de-leão – que cresce em qualquer lugar – e, por fim, foi usado extrato de lúpulo estável, muito diferente do lúpulo fresco e com muito menos aroma.

Já a arte do rótulo foi produzido por Kelly Malka, uma artista de Los Angeles e imigrante marroquina, que experimentou, em sua própria comunidade, os devastadores impactos diretos das mudanças climáticas, incluindo o agravamento dos incêndios florestais e da poluição do ar.

Cerveja e clima

Nesta iniciativa, a New Belgium destaca que a indústria cervejeira não sairá ilesa das mudanças climáticas. “Ingredientes tradicionais como a cevada seriam muito mais caros, pois as regiões de cultivo encolhem devido ao aumento das temperaturas. Eventos climáticos extremos e secas constantes causariam a perda de anos inteiros de safra, tornando raros os ingredientes perecíveis, como lúpulo e malte, na melhor das hipóteses (más notícias se você gosta do IPA). E todos os tipos de ingredientes ficariam perpetuamente contaminados pela fumaça dos incêndios florestais, que rapidamente se tornaram mais quentes e perigosos nos últimos anos”, afirma a companhia em comunicado à imprensa.

Faz parte da ação também uma campanha em que a empresa pede aos clientes que pressionem suas marcas favoritas a adotarem planos climáticos até 2030. O “Última Chamada para o Clima” possui uma uma ferramenta online que permite aos usuários ver quais empresas norte-americanas já têm planos e quais não têm. “Se você não tem um plano climático, não tem um plano de negócios”, afirma Steve Fechheimer, CEO da New Belgium.

A marca também planeja ajudar outras cervejarias a zerar suas emissões poluentes. Para tanto, lançará um projeto detalhado como modelo para a indústria. A ideia é que qualquer companhia do setor possa medir sua pegada de carbono e tomar medidas para se tornar neutra em carbono. “Uma ampla variedade de estudos e análises mostra claramente que o investimento em soluções climáticas é uma parte vital do sucesso futuro dos negócios”, alerta a empresa.

A versão de cerveja apocalíptica da New Belgium foi lançada no Dia da Terra, celebrado em 22 de abril, e tem edição limitada. O principal rótulo da marca, a cerveja Fat Tire, possui certificação neutra em carbono e os planos são atingir emissões zero em toda a empresa até 2030.

*Por Marcia Sousa

………………………………………………………………………………………
*Fonte: ciclovivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.