Por que quanto mais envelhecemos, mais difícil é suportar as pessoas? Um estudo parece ter a resposta

As amizades são uns dos bens mais preciosos que podemos conseguir, no entanto, elas estão sempre se transformando, bem como a nossa relação com os amigos.

Quando somos mais novos, queremos passar cada minuto do dia ao lado dos nossos amigos. Sentimos que a vida não é a mesma sem eles, e amamos aproveitar todos os instantes ao seu lado, mesmo que não tenhamos nada para fazer. É nesse período que começam as “noites do pijama” nas casas e os fins de semana juntos, que aproveitamos bastante.

Crescendo um pouco e assumindo novas responsabilidades, como trabalho e faculdade, nosso tempo para estar com os amigos diminui bastante, mas ainda assim fazemos questão de os encontrar toda semana, aproveitando os dias de descanso ao seu lado, seja para ficar em casa ou em eventos.

As coisas começam a mudar mesmo quando ficamos um pouco mais velhos, criamos nossa própria família e passamos a nos desconectar um pouco mais das redes sociais, preferindo o conforto de nossa casa a noites em claro na rua.
Você sente que já está vivendo essa última fase? Se sim, saiba que isso é algo bastante normal, e não significa que ficou “chato”, apenas que está aproveitando a sua vida de uma maneira diferente.

As mudanças em nossas amizades com o passar do tempo também são algo que intriga os cientistas, e levou alguns deles a conduzir um estudo bastante interessante sobre o tema.

Para esse estudo, cientistas da Universidade de Aalto (Finlândia) e da Universidade de Oxford (Inglaterra) se uniram. Uma matéria do The Independent resumiu os pontos mais interessantes da pesquisa que analisou as ligações de homens e mulheres em determinado período.

O estudo mostrou que homens e mulheres continuam fazendo novos amigos até os 25 anos, e que a partir dessa idade, a quantidade de amigos diminui rapidamente e continua a decrescer pelo resto da vida.

Os pesquisadores pontuaram que um homem com idade média de 25 anos procura em média 19 pessoas diferentes pelo celular a cada mês, e as mulheres, na mesma idade, em média 17,5 pessoas.

Esses números despencam bastante quando eles atingem 39 anos, em que as procuras por telefone se mantêm em 12 pessoas para homens e 15 para mulheres. Aos 80 anos, essas médias são de oito para homens e seis para mulheres.

Os pesquisadores acreditam que essa queda ocorre porque as pessoas mais velhas provavelmente mantêm um contato maior com os filhos e netos crescidos do que com os amigos, com quem nem sempre têm o mesmo relacionamento de antigamente.

O estudo também defende que a razão pela qual começamos a perder amigos é que durante a juventude conhecemos muita gente e experimentamos muitas coisas, antes de nos tornar adultos de fato.

“Os indivíduos exploram a gama de oportunidades (tanto para amizades quanto para parceiros reprodutivos) disponíveis para eles antes de finalmente se estabelecer com aqueles considerados ideais ou mais valiosos”, explica.
Esse estudo é bastante interessante para compreendermos que nossas relações vão se transformando com o tempo porque escolhemos permanecer apenas com as pessoas com quem temos uma conexão real, o que indiretamente sugere que deixamos de “suportar” todos que estão ao nosso redor, sendo muito mais seletivos nas amizades.

Se você chegou à fase mencionada pelos pesquisadores, com certeza entendeu que, quando se trata de amizades, qualidade é muito melhor do que quantidade, e hoje mantém um curto círculo social, mas com quem realmente sabe que pode contar.

*Por Luiza Fletcher
………………………………………………………………………..
*Fonte: osegredo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.