Se ajudássemos uns aos outros, seríamos uma sociedade menos mesquinha

Se ajudássemos uns aos outros, seríamos uma sociedade menos mesquinha

Hoje para você amanhã para mim. Se todos aplicássemos o altruísmo recíproco, certamente seríamos uma sociedade mais comprometida. Porque cuidando do bem-estar do outro, contribuímos para o bem-estar comum.

O altruísmo recíproco define aquele sacrifício que fazemos por alguém, esperando que em algum momento esse favor nos seja devolvido. Se pensarmos bem, é uma prática que todos nós realizamos.

Pode ser, por exemplo, que em nossa infância mentimos para encobrir a brincadeira de um irmão, supondo que ele também mentiria para nós no futuro.

Isso nos mostra que existem vários tipos de altruísmo e que um deles é claramente interesseiro.

Longe de ser egoísta, cumpre um fim em nosso equilíbrio social e biológico como espécie. De fato, no mundo animal esse tipo de reciprocidade é mais comum do que pensamos. Vemos isso com frequência entre criaturas como morcegos.

Há uma espécie de morcego que, ao ver que um de seus companheiros não comeu o suficiente, regurgita o que contém no estômago para alimentá-lo. Eles sabem que se a mesma coisa acontecer com eles, eles serão ajudados da mesma forma. De fato, se há indivíduos na colônia que não oferecem essas “doações” altruístas, eles são expulsos do grupo.

A maioria de nós humanos e animais entende que para sobreviver é necessário contribuir de tempos em tempos com o cuidado dos outros. Se esses pequenos sacrifícios nos são devolvidos, então alcançamos uma harmonia essencial que conquista a todos.

O altruísmo sempre foi um enigma para as perspectivas darwinianas que assumiam apenas a sobrevivência do mais apto.

O “hoje para você e amanhã para mim” favorece e cuida das nossas relações sociais.

Características do altruísmo recíproco

Vamos admitir, esse tipo de altruísmo altruísta que age sem precisar ou buscar nada em troca é muito bom. De fato, há muitas pessoas que se movem sob esse princípio ético, emocional e moral. No entanto, do ponto de vista biológico e até social, precisamos que todos os esforços feitos em benefício dos outros nos sejam devolvidos quando precisarmos.

De fato, os relacionamentos mais significativos e satisfatórios são aqueles definidos pela reciprocidade real. O “hoje para você e amanhã para mim” nos permite enfrentar as adversidades com maior equilíbrio . Sabemos que quando precisarmos, teremos uma mão amiga, com um suporte para deitarmos mágoas, medos e necessidades. Isso é realmente valioso.

No entanto, o altruísmo recíproco vai um pouco mais longe. É também uma estratégia comportamental em que uma pessoa “sacrifica” ou realiza um ato de coragem por um estranho. Ele faz isso esperando que o comportamento deixe uma marca positiva. Deseja-se que tal deferência seja suficientemente inspiradora para que o comportamento de ajuda se repita.

Investimentos cooperativos e seus benefícios

O altruísmo cooperativo é uma forma de investimento corporativo. Na verdade, é um comportamento social tão complexo e fascinante que biólogos e psicólogos o estudam há anos. É verdade que houve um tempo em que esse tipo de altruísmo colidiu com os esquemas evolutivos darwinianos.

Se a evolução começa com a sobrevivência do mais apto, por que os animais mostram comportamento altruísta? Além disso, essa forma de comportamento aparece mesmo entre diferentes tipos de espécies. Há golfinhos, por exemplo, que ajudaram muitas pessoas que estavam se afogando. Eles foram detidos e levados para a costa. Que sentido têm atos desse tipo?

Além da inteligência do próprio animal, há outro elemento-chave. Foi o Dr. Robert Trivers quem cunhou este termo em 1971 após a publicação de um estudo. O que ele mostrou com sua teoria é que os animais entendem que o custo de ajudar pode ser recompensado. Vale a pena arriscar por outro ser, pois em algum momento você poderá ajudá-lo quando precisar.

Um exemplo de altruísmo recíproco é visto em macacos quando eles se limpam. Quando se realiza esse comportamento, sabe-se que mais tarde os papéis serão invertidos. Da mesma forma, também sabemos que os lobos trazem comida para outros membros após a caça e que os suricatos se revezam entre si para observar a possível chegada de predadores.

Altruísmo recíproco nas sociedades humanas

Sabemos que este tipo de altruísmo está muito presente no mundo animal. Às vezes, vemos até como alguns animais chegam a amamentar outros animais que não são de sua espécie. Há algo de nobre neles, algo que nos emociona e nos inspira. No entanto , o que acontece nas sociedades humanas? Aplicamos esse tipo de reciprocidade da mesma forma?

A verdade é que sim, e isso é algo que tentamos transmitir de geração em geração, com maior ou menor sucesso. Cícero destacou que não há dever mais importante do que retribuir atos de bondade . Porque aquele que esquece o que uma vez foi feito por ele, nunca será confiável.

Com isso, queremos insistir novamente em uma ideia. Esperar por esse esforço e deferência que tivemos para que alguém nos seja devolvido não é um ato de egoísmo. É um ato instintivo, vestígio daquela programação cerebral que favorece a sobrevivência do grupo. É assim que se constrói uma sociedade forte e saudável, na qual seus membros se preocupam uns com os outros.

Os egoístas abundam em excesso

O altruísmo recíproco é um exercício que muitas pessoas não entendem ou praticam. Não podemos dizer que há algo “defeituoso” neles. No entanto, seu comportamento gera desafeto. Portanto, é lícito desconfiar de quem não se esforça para retribuir o que é oferecido, para se importar com o outro, para ser gentil de forma natural e instintiva.

A MESQUINHEZ É ALGO QUE, INFELIZMENTE, MUITAS VEZES VEMOS NO NOSSO DIA A DIA. A NOSSA SOCIEDADE PRECISA ENTENDER A IMPORTÂNCIA DO ALTRUÍSMO.

Enquanto no mundo animal o indivíduo egoísta é expulso do grupo, em nossa sociedade, às vezes, quem menos se importa com os outros é quem tem mais poder. Vamos refletir sobre isso.

…………………………………………………………….
*Fonte: seuamigoguru

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.