A lei do Karma: Aquele que desejar o fracasso dos outros, fracassará

A lei do Karma: Aquele que desejar o fracasso dos outros, fracassará

Entenda como funciona a Lei do Karma antes de sair desejando que os outros fracassem!

Quando devo desejar o mal dos outros? Bem, a resposta é: nunca.

Se você fizer isso, você estará, na verdade, convidando essa energia ruim de volta para sua vida de uma forma multiplicada.

A LEI DO KARMA DIZ QUE VOCÊ COLHE, O QUE VOCÊ PLANTA. SEMPRE.

Na verdade, existem várias pessoas que fazem trabalhos espirituais com invocações de danos a outra pessoa.

Toda vez que eu ouço isso – eu estremeço. (Sério, fico em choque!)

Felizmente, meu primeiro contato com a compreensão dessa verdade simples veio de meu avô Reikiano, que me ensinou uma lição muito simples: você nunca deve impor sua vontade a ninguém. Fazer isso é praticar magia negra, e ela sempre voltará a você. Sempre.

Aprendi isso na primeira semana estudando Reiki e começando a descobrir meus próprios dons, mas milênios de história em outras tradições ensinam a mesma mensagem, mais comumente:

FAÇA AOS OUTROS O QUE GOSTARIA QUE FIZESSEM A VOCÊ.

Se você não quer que alguém deseje mal a você, não deseje o mal aos outros. É realmente tão simples.

Talvez, seja mais prático hoje pensar assim:

VOCÊ NÃO PODE LANÇAR UMA REDE NEGATIVA E ESPERAR PEGAR ALGO POSITIVO.

Nada de bom vem de semear ou vomitar veneno ou toxicidade no mundo.

Mesmo que você se sinta bem momentaneamente fazendo isso, acabará por causar mais problemas a longo prazo.

É claro que, a longo prazo você se deparará com uma colheita negativa.

Como dizem, o tempo é o senhor, e o tempo não perdoa quem faz o mal ou deseja o fracasso dos outros.

Você pode sim desabafar, chorar, ficar com raiva e experimentar todas as emoções possíveis caso alguém tenha te feito algum mal, mas revidar não é o melhor a fazer.

Ao desejar que o outro se prejudique você estará desejando isso a si mesmo e não se sentirá melhor pois está enviando a mesma toxicidade a situação.

Ou, como outro grande professor ensinou certa vez: dê a outra face.

O que pode ser traduzido como:

1) permitir-se ser atingido novamente, ou

2) (como eu prefiro) virar e ir embora, afastando-se do drama da outra pessoa e permanecendo fiel a quem você é.

Não há vergonha em se desconectar. A única perda real é quando você escolhe se envolver em algo destrutivo e negativo de um lugar de mágoa ou medo. Isso perpetua o ciclo de dano – um ciclo no qual você está exatamente no meio.

Deixe o mal ir embora, assim como ele veio, e se livre da lei do Karma. Caso você não entenda esse bilhete, você colherá resultados negativos logo mais.

………………………………………………………..
*Fonte: seuamigoguru

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.