As pessoas pareciam mesmo mais velhas no passado?

Se você já parou para olhar algumas fotos de seus pais ou avós quando eles tinham aproximadamente 18 anos, provavelmente notou algo curioso: por que os adolescentes de antigamente pareciam ser muito mais velhos do que os jovens dos dias atuais? É culpa da alimentação e estilo de vida, ou seria apenas impressão nossa?

Não é nada incomum que pensemos que os jovens pareciam ser mais velhos antigamente do que eles se parecem agora. Sendo assim, podemos chamar esse fenômeno de “envelhecimento retrospectivo”. Ficou curioso para saber mais sobre esse assunto? Veja só o que nós sabemos a respeito disso até agora!

Entendendo o envelhecimento

Quando olhamos para o passado para realizar comparações, precisamos frisar que as pessoas nunca envelheceram e provavelmente nunca envelhecerão da mesma forma. Inclusive, basta darmos uma rápida olhada pela internet para encontrarmos comentários opostos a teoria proposta por esse texto, onde as pessoas afirmam que os “jovens de hoje em dia estão crescendo rápido demais”.

Logo, como explicar a impressão de que nossos antepassados simplesmente pareciam mais velhos do que nós na mesma faixa etária? Conforme explica o youtuber e cientista Michael Stevens, do canal Vsauce, essa teoria reúne uma ilusão mental de exemplos selecionados com fatos reais.

Segundo o pesquisador, os humanos de hoje em dia realmente estão envelhecendo mais devagar do que antigamente — sobretudo por conta das mudanças no estilo de vida, nutrição, acesso à saúde e por aí vai. Inclusive, estudos feitos pela Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostram que possuir 56 anos hoje em dia é compatível com ter 60 anos entre os anos 1990 e 2000.

Fatores determinantes

Embora a vida tenha mudado muito de alguns anos para cá, é importante ressaltar que grupos diferentes não possuem os mesmos tipos de benefício. Logo, todos os fatores que fazem uma determinada pessoa parecer mais jovem no século XXI podem não ser aplicados para diferentes grupos sociais divididos com base na renda.

Segundo o estudo de Yale, homens jovens também perceberam maior grau de mudança por idade do que as mulheres. O motivo? Provavelmente, a explicação mais plausível é de que a mortalidade na idade adulta diminuiu mais para os homens do que para as mulheres, algo que contribuiu para que houvesse um estreitamento na diferença de mortalidade entre os sexos.

O documento indica que estilo de vida, como o tabagismo, teve grande influência nesse processo. Ao passo que os homens começaram a fumar menos e novos medicamentos surgiram nos sistemas de saúde, aconteceu uma estabilização no número de mortes. Embora esses sejam fatores que influenciam bastante na nossa percepção da passagem de idade no passado, essa não pode ser vista como a história completa.

Visão selecionada

De tudo que foi dito até agora, uma questão importante sobre o assunto não pode ser deixada de lado: os nossos preconceitos sobre a forma como as pessoas viviam antigamente. Segundo Michael Stevens, as pessoas atualmente possuem uma visão negativa sobre a moda usada no passado e associam à velhice.

Logo, ao vermos um modelo de camisa que eram comum nos anos 1970, logo presumimos que essa pessoa deveria ter no mínimo 50 anos, mesmo se essa pessoa estivesse usando essa vestimenta no auge dos seus 18 anos. Portanto, todas as informações sobre estilo de vida e cuidados com a saúde são deixadas de lado para que o nosso julgamento atue.

Portanto, a resposta final é: sim e não. Nossos antepassados até poderiam parecer um pouco mais velho por não disporem dos mesmos benefícios que nós, mas muitas vezes imaginamos que eles pareciam ser mais velhos simplesmente por não ter vivido aquela época.

*Por Pedro Freitas
……………………………………………………………
*Fonte: megacurioso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.