Conferência de Pesos e Medidas decreta o fim do ‘segundo bissexto’: mas o que é isso?

Foi animada a última Conferência Geral de Pesos e Medidas (CGPM), ocorrida na França no último dia 18 de novembro: além de estabelecer novos prefixos para nomear medidas imensas ou minúsculas, a organização criada para gerir o Sistema Internacional de Unidades (SI) decretou o fim do segundo bissexto. A medida sugere que a suspensão comece a valer a partir do ano 2035: mas o que é e para o que serve o segundo bissexto? O que o seu fim pode representar?

Apesar de o tempo do relógio ser baseado na posição da Terra em sua rotação e relação com o Sol, tais movimentos são irregulares e não se dão de forma tão exata quanto o tempo contado nos relógios. Assim, a duração de um dia solar não é constante, e acaba criando uma diferença entre o chamado Tempo Astronômico e o Tempo Universal Coordenado (UTC), escala de tempo fixa que determina as Horas Legais em todo o mundo: é para compensar essa diferença que o segundo bissexto foi criado.

Basicamente, o segundo bissexto é utilizado para manter o Tempo Astronômico sincronizado com o Tempo Universal Coordenado: a adição desse segundo eventual acontece para impedir que a diferença entre esses dois relógios seja maior que 0,9 segundo. A dificuldade vinha se dando pelo fato de diferentes organizações e mesmo empresas incluírem o segundo bissexto de formas diferentes, criando possíveis ambiguidades entre fontes de tempo diversas.

Segundo Elizabeth Donley, líder da divisão de Tempo e Frequência do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia, em Colorado, nos EUA, a diferença chega a meio segundo entre as fontes, um hiato que, segundo a especialista, “é enorme”. A proposta da Conferência é que o segundo bissexto deixe de ser aplicado por ao menos um século, mudança que poderá causar uma diferença de aproximadamente um minuto entre as duas medidas de tempo.

O decreto ainda será debatido com outras organizações internacionais, e sua aplicação efetiva deve ser decidida até 2026. A Conferência Geral de Pesos e Medidas (CGPM) se reúne a cada quatro ou seis anos, com delegados de 64 países, e funciona nos termos da Convenção do Metro, de 1875. Em encontros anteriores, protocolos determinaram padrões como a medida exata do quilograma, do litro, do quilate, bem como o valor de unidades elétricas, como ampère, newton, volt e watt, e de temperatura, como kelvin e celsius.

*Por Vitor Paiva
……………………………………………………………
*Fonte: hypeness

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.