Trey Canard anuncia aposentadoria (#41)

Após 10 anos de carreira profissional no supercross e motocross – onde conquistou um título na categoria 250 costa Leste do AMA Supercross em 2008, um título do AMA Motocross na categoria 250 em 2010, além de ter feito parte da equipe dos EUA campeã do Motocross Das Nações, também em 2010 e ter conquistado várias vitórias no AMA Supercross e Motocross nas categorias 250 e 450, Trey Canard anunciou neste sábado (22) sua aposentadoria aos 26 anos de idade.

“Tive muitas lesões ao longo da minha carreira e sempre fiz o meu melhor para me curar e me recuperar. No entanto, sinto que não sou capaz de subir para o nível que preciso para ser competitivo nas corridas de nível mais alto. Estou triste em dizer adeus, mas também extremamente grato pelos últimos 10 anos da minha vida”.

Ao longo dos 10 anos de sua carreira, Canard travou disputas com alguns dos melhores piloto do esporte, como Ryan Villopoto, James Stewart, Chad Reed e Ryan Dungey e será sempre lembrado por seu estilo incrivelmente agressivo, além do bom humor e o sorriso que ele parecia ter sempre colado no rosto.

 

………………………………………………..
*Fonte: crossclubebrasil

 

Anúncios

Ryan Dungey anuncia sua aposentadoria aos 27 anos

Ryan Dungey anunciou sua aposentadoria da carreira de piloto profissional na tarde desta terça-feira, 16. Aos 27 anos (completa 28 em dezembro deste ano), o atleta da Red Bull KTM falou ao vivo na página de Facebook do Supercrossonline em um evento da KTM. Sua última corrida como profissional foi a final do AMA SX, em Las Vegas, no dia 6 de maio, quando conquistou o quarto título da 450 nesta competição.

No discurso, Dungey fez um resumo da sua carreira – que tem quatro títulos de AMA Supercross na 450 e três de AMA Motocross na 450 – e agradeceu patrocinadores, equipe, treinador, mecânico, família, imprensa e todos que fizeram parte da jornada de mais de 20 anos de piloto.

– A verdade é que nosso esporte é difícil, a temporada é longa e requer um bocado de sacrifício, trabalho duro e disciplina para se manter no topo. Por fim, agradeço a Deus por ter me guiado na direção correta. Esta temporada foi difícil. Me sinto no melhor momento da minha vida, fisicamente. Mas confesso que neste ano lutei muito mentalmente. Eu poderia apenas pegar o dinheiro e correr, mas não é o do jeito que eu sou. Se manter saudável e focado é difícil. Disse que este campeonato foi o mais difícil da minha carreira, não somente pela disputa dentro da pista, mas porque tive que lutar muito mentalmente – falou sobre a temporada.

– Estou pronto para seguir adiante. Apesar de me afastar das corridas, quero continuar envolvido com o esporte, onde fiz muito amigos e aprendi muito. Quero ver o que o próximo capítulo vai me trazer. Espero que eu tenha contribuído para o esporte, e quero continuar contribuindo – complementou.

Dungey deixou claro que vai tirar um período de férias e que ainda não sabe que tipo de cargo almeja para seu futuro no esporte. Falou que não tem a pretensão de ser chefe de equipe pois respeita muito Roger DeCoster e não se sente tão capacitado quanto seu mentor.

 

RYAN DUNGEY  – HIGHTLIGHTS (de sua carreira)
2009 AMA 250 West SX Champion…Ryan Dungey (Suz)
2009 AMA 250 National Champion…Ryan Dungey (Suz)
2010 AMA 450 National Champion…Ryan Dungey (Suz)
2010 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (Suz)
2012 AMA 450 National Champion…Ryan Dungey (KTM)
2015 AMA 450 National Champion…Ryan Dungey (KTM)
2015 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (KTM)
2016 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (KTM)
2017 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (KTM)
450 AMA National wins..46
450 AMA Supercross wins…34
Total AMA National/Supercross wins…80
AMA Rookie of the year…2007
Motocross des Nations winner…2009-2010-2011

…………………………………………………….
*Fonte: brmx

 

Banjomanbold:

Valeu Ryan Dungey!
Mesmo não sendo o preferido aqui da casa dentre os pilotos do AMA Mx e Sx, o que importa é que você é um grande campeão, um grande piloto e acima de tudo, um grande adversário. E essa sua aposentadoria precoce pegou a todos nós de surpresa, ainda mais depois de ter ganho recentemente (mais um) título de campeão. Mas com o dizem por aí, as pessoas sabem de seus motivos e suas escolhas.
Merecida essa sua aposentadoria de qualquer modo, cedo ou tarde, tanto faz. Talvez melhor assim mesmo, os grandes saem das luzes do palco em grande forma. Todo meu respeito. \m/
Thanks man!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dale Earnhardt Jr. anuncia aposentadoria da NASCAR ao fim de 2017

Considerado o piloto mais popular da NASCAR na atualidade, Dale Earnhardt Jr deixará a categoria ao término da temporada de 2017, anunciou sua equipe, a Hendrick Motorsports, na manhã desta terça-feira (25).

Earnhardt, que completará 43 anos em outubro, afirmou no início da temporada que gostaria de esperar por alguns meses para decidir se renovaria seu contrato ou não.

Ele perdeu a segunda metade da temporada de 2016 enquanto se recuperava de sintomas de concussão. Em sua 18ª temporada na divisão principal da NASCAR, ele completou 600 largadas em março, na etapa de Fontana.

Dale Jr fará sua última prova na Cup no dia 19 de novembro, no encerramento da temporada, em Homestead, em Miami. Em comunicado, a Hendrick Motorsports afirmou que anunciará seus pilotos para 2018, incluindo o substituto de Earnhardt, em uma data posterior.

Nascido em Kannapolis, na Carolina do Norte, Dale Jr conquistou 26 vitórias na principal divisão da NASCAR, incluindo duas conquistas nas 500 Milhas de Daytona, em 2004 e 2014. Ele também possui 13 pole positions e oito vitórias em provas que não contabilizam pontos para o campeonato.

Earnhardt conquistou o prêmio de “piloto mais popular da NASCAR” por 14 temporadas consecutivas. Ele nunca venceu o título da série principal, mas foi duas vezes campeão da categoria que hoje é conhecida como Xfinity Series. Desde a criação dos playoffs, Dale Jr se classificou por oito vezes.

O piloto seguiu o caminho de seu lendário pai, Dale Earnhardt, que conquistou sete títulos e venceu 76 corridas, e de seu avô, Ralph Earnhardt – ambos os pilotos foram incluídos na lista de 50 maiores pilotos da história da NASCAR.

 

…………………………………………………………….
*Fonte: brmotorsport

 

Trabalhador terá que contribuir 49 anos para receber 100% da aposentadoria

Para receber 100% do valor da aposentadoria, o trabalhador brasileiro terá, na prática, que contribuir para o INSS por 49 anos, segundo a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo.

A proposta do governo estabelece o mínimo de 65 anos de idade e 25 anos de contribuição para poder se aposentar. Porém, esses 25 anos de contribuição dariam direito a só 76% do valor da aposentadoria.

Esse percentual subiria gradativamente: a cada ano a mais de contribuição, o trabalhador teria direito a um ponto percentual a mais. Como a diferença de 76% para 100% é de 24 pontos percentuais, são necessários 24 anos de contribuição. Somando os 25 obrigatórios aos 24 adicionais, são 49 anos de contribuição.

Para que uma pessoa pudesse se aposentar aos 65 anos recebendo 100% do valor, por exemplo, teria que ter começado a contribuir para o INSS aos 16 –que é, justamente, a idade mínima para contribuição.

Os pontos da reforma da Previdência foram explicados pelo secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, nesta terça-feira (6). A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata do tema foi protocolada na noite de ontem no Congresso e publicada hoje no Diário Oficial da União.

O valor mínimo da aposentadoria continuaria sendo o salário mínimo em vigor, segundo a proposta. O mesmo não vale para pensão: poderá ser menor do que o mínimo.

 

Mínimo de 65 anos para todos

O governo propõe igualar a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres, segurados do INSS e servidores públicos, trabalhadores rurais e urbanos e também para políticos e detentores de cargos eletivos.

A exceção será para deficientes físicos e trabalhadores em condições insalubres, que continuarão com regras especiais.

Militares ficaram de fora da reforma –mudanças para as Forças Armadas devem ser propostas depois, em um projeto de lei, segundo o governo.

 

Mínimo de 67 anos até 2060

Essa idade mínima de 65 anos não será fixa: deve subir pelo menos duas vezes até 2060, chegando a 67 anos, propõe o governo.

A ideia é acompanhar o aumento da expectativa de vida dos brasileiros ao chegar à aposentadoria.

 

Para quem valerão as novas regras?

A proposta ainda precisa ser aprovada pelo Congresso e pode sofrer mudanças. Até lá, as regras atuais continuam valendo. Depois de aprovadas, aí sim as novas regras entram em vigor. Veja quem é afetado:

As novas regras valem para homens com até 49 anos, inclusive, e para mulheres com até 44 anos, inclusive, na data em que a proposta entrar em vigor;
Para homens com 50 anos ou mais e para mulheres com 45 anos ou mais haverá uma regra de transição;
Para quem já está aposentado nada muda;
Nada muda também para quem estiver em condições de se aposentar quando a reforma entrar em vigor, mesmo que não tenha dado entrada no pedido de aposentadoria.

Não pode acumular pensão por morte e aposentadoria

Pela proposta, não pode acumular pensão e aposentadoria, é preciso escolher um dos dois. Ela pode ser menor do que o salário mínimo.

A pensão deve ser de 50% da aposentadoria do morto, mais 10% por dependente. Mesmo que não tenha filho, o cônjuge vivo conta como dependente, ou seja, no mínimo, a pensão de 60%. O máximo é 100%.

Quando o filho ficar maior de idade, os 10% dele param de ser recebidos. Por exemplo: se o morto deixou uma viúva e um filho, eles recebem 70% até esse filho ficar maior de idade. Quando isso acontecer, a viúva passa a receber 60%.

PRINCIPAIS PONTOS DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Idade mínima para se aposentar: 65 anos
Tempo mínimo de contribuição: 25 anos (na prática, 49 anos para chegar aos 100% do valor)
Regra igual para homens e mulheres
Vale para trabalhadores de empresas privadas, servidores públicos e políticos. Militares ficam fora
Homens com 50 anos ou mais e mulheres com 45 anos ou mais terão regra de transição: só terão de trabalhar 50% a mais do que falta hoje para sua aposentadoria (se faltarem dois anos, trabalham três)
Nada muda para quem já tem tempo de aposentadoria pelas regras atuais
Pensão por morte não pode ser acumulada com aposentadoria e será de 50% da aposentadoria do falecido, mais 10% por dependente
O Congresso ainda vai analisar o projeto, que só vai valer em 2017

………………………….
*Fonte: enconomiauol

aposentadoria

Beast mode off

A recente notícia de que Marshawn Lynch, RB (#24) do Seattle Seahawks  se aposentou é um tanto ingrata. Gostava muito de assistir aos jogos do SEA justamente por causa do Bestmode e também da Legion of Boom (que perdeu força esse ano). Tudo bem, ele ano passado já deu pintas de que iria se aposentar em breve, teve lesão, depois uma cirurgia e esse ano novamente, daí o fato dessa surpresa não ser algo assim tão inesperado na verdade. Mas insisto, uma pena. Uma grande perda para o futebol americano como esporte, sua história e mais um de seus ícones que larga fora das telinhas aos domingos.

Mas a vida é dele e também dele as suas escolhas, quem somos nós para julgá-lo. Vai lá Marshaw Lynch, sua “besta”, as corridas do SEA não serão intensas, o jogo vai perder um pouco da graça e nem os tais terremotos de Seattle serão mais os mesmos, com certeza. Valeu meu chapa. Muito obrigado. Por sua causa e de mais alguns grandes jogadores eu virei um grande fan desse esporte.

Thanks man!

 

Marshawn-Lynch_09

 

 

 

 

 

 

 

Marshawn-Lynch_07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Marshawn-Lynch_03

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Marshawn-Lynch_04

 

 

 

 

 

 

Marshawn-Lynch_10

 

 

 

 

 

 

 

Marshawn-Lynch_01

 

 

 

 

 

 

 

 

.

Tchau Marshaw, valeu cara!

.