Gustavo Telles & Os Escolhidos – “Mesmo assim estamos juntos”

Agora sim! É com alegria que compartilho essa nova canção, que nasceu durante a pandemia. Pois desejo que, de alguma forma, essa música possa fazer bem a quem ouví-la!
“Mesmo assim estamos juntos” é uma parceria com o querido e talentoso amigo Luciano Albo! Além do Albo, outros dois grandes e talentosos parceiros também participam dessa gravação: Murilo Moura e Maurício Nader! Rodrigo Marroni assina a foto e a arte. E Carlos Hahn é o responsável pelo lyric vídeo!.
Espero que gostem!

Gustavo Telles

Hoje faleceu Alan Parker, diretor de Pink Floyd The Wall, entre outros filmes famosos

O cinegrafista britânico Alan Parker, faleceu hoje aos 76 anos. Diretor conhecido por filmes como Expresso da Meia Noite, The Wall, Evita, Bugsy Malone, Fama e Mississippi em Chamas. De acordo com a Associated Press, Parker faleceu após lutar contra uma “longa doença”.

 

 

 

 

 

Em sua carreira, o diretor ganhou 10 Oscars, 10 British Academy Film Awards e foi nomeado “Sir” pela rainha Elizabeth II em 2002.

Alan Parker deixa a esposa Lisa Moran-Parker, os filhos Lucy, Alexander, Jake, Nathan e Henry e sete netos.

 

Buddy Guy – aniversário de 84 anos

Um dos últimos grandes nomes da primeira geração de sucesso da história da guitarra elétrica no blues americano, Buddy Guy, uma verdadeira lenda, hoje completa 84 anos. Saca só:

Buddy Guy (nascido George Guy, em 30 de julho de 1936 em Lettsworth, Louisiana) é um guitarrista e cantor norte-americano de blues e rock. Conhecido por servir de inspiração para Jimi Hendrix e outras lendas dos anos 60, Guy é considerado um importante expoente do chamado Chicago blues, tornado famoso por Muddy Waters e Howlin’ Wolf. Foi considerado o 23º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.

Parabéns mestre Buddy Guy, muita saúde e ainda muitos anos de bom blues pela frente!

Egisto Dal Santo & Trouble Makers

Muito bom ver hoje uma “repostagem ” no Facebook do grande músico e produtor do rock gaúcho, Egisto Dal Santo, mostrando algumas das coletâneas do rock gaúcho por ele produzidas. E a Trouble Makers, antiga banda da qual fiz parte, esteve presente com algumas músicas nesse material. Bons tempos.

Muito grato mestre Egisto!

Renato Barros, líder do Renato e Seus Blue Caps, morre aos 76 anos

Vocalista e guitarristas era um dos primeiros ícones do Rock brasileiro

Outro grande nome da história da música popular brasileira nos deixou ontem. Renato Barros, líder do Renato e seus Blue Caps, aos 76 anos, devido a uma infecção pulmonar. Ele deixa duas filhas, Érika e Renata, e duas netas, Juliana e Fernanda.

A banda Renato e Seus Blue Caps está entre as grandes pioneiras para a chegada do Rock no Brasil, sendo colocada como uma das mais importantes da Jovem Guarda que conquistou os anos 60 por aqui.

Eles ficaram mais famosos pelas versões brasileiras de músicas em inglês, como “Menina Linda” (“I Should Have Known Better”, dos Beatles), “Não Te Esquecerei” (“California Dreaming”, do The Mamas & The Papas) e tantas outras. Por alguns anos, Erasmo Carlos fez parte do conjunto.

Renato é ainda coautor de “Devolva-me”, escrita em parceria com Lílian Knapp e um sucesso na voz de Adriana Calcanhotto.

Que descanse em paz.

*Por Felipe Ernani

 

…………………………………………………………………………
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos

 

Rolling Stones: Mick Jagger fala sobre próximas inéditas que banda deve lançar

O vocalista Mick Jagger comentou, em entrevista ao Zoe Ball Breakfast Show, sobre o andamento das próximas músicas inéditas que os Rolling Stones devem lançar. Ao que tudo indica, o material pode ser agrupado em um novo álbum de estúdio, mas ainda não há previsão para sair. As declarações foram transcritas pelo NME.

“Não sei… não prenda a respiração esperando por isso!”, brincou Mick, inicialmente, ao ser perguntado sobre as canções inéditas que podem chegar por aí. Em seguida, ele deu uma resposta mais concreta: “Gravamos algumas faixas quando fizemos ‘Living in a Ghost Town’, estou concluindo alguns vocais e outros instrumentos, além de mixagens”.

O cantor pontuou que está trabalhando nessas músicas da forma como pode, já que não é possível encontrar com os demais integrantes dos Stones durante a pandemia. “Temos que nos reunir e fazer algumas sessões a mais. Não podemos fazer isso agora, mas já estão soando boas… o que fizemos até agora soa bem legal para mim”, disse.

A inédita “Living in a Ghost Town”, produzida já em tempos de pandemia, foi lançada como single no último mês de abril.

No fim de 2019, o guitarrista Ronnie Wood havia revelado, em entrevista ao The Sun, que os Rolling Stones planejavam lançar um novo álbum e fazer uma turnê em 2020. Os planos, é claro, foram interrompidos pela pandemia.

“O novo álbum é como um quebra-cabeças. Ainda precisamos colocar as peças que faltam. Esperamos lançá-lo em 2020 e dar sequência à nossa turnê mundial”, disse Wood, na ocasião.

Relançamento de Goats Head Soup

Além de novas canções, os Stones abriram o baú e resolveram divulgar três faixas antigas, porém mantidas como inéditas até então, no relançamento do álbum “Goats Head Soup” (1973), que chega a público no próximo dia 4 de setembro em CD e vinil. São elas: “Criss Cross”, “Scarlet” (com Jimmy Page, do Led Zeppelin, e Rick Grech, do Blind Faith) e “All the Rage”.

As duas primeiras já foram liberadas para o público. Confira “Criss Cross”:

 

O relançamento de “Goats Head Soup” terá as seguintes versões: CD simples e duplo, edições em vinil e box set com 4 CDs. Além da gravação original em uma mixagem nova em estéreo, o relançamento oferece raridades e mixagens alternativas, o áudio integral do show em Bruxelas (Bélgica) de outubro de 1973 e as três faixas inéditas em questão.

Abaixo, está a tracklist completa da versão em box set do relançamento de “Goats Head Soup”:

CD 1 – álbum original com mixagem em estéreo de 2020

1. Dancing With Mr. D
2. 100 Years Ago
3. Coming Down Again
4. Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbreaker)
5. Angie
6. Silver Train
7. Hide Your Love
8. Winter
9. Can You Hear the Music
10. Star Star

CD 2 – raridades e mixagens alternativas

1. Scarlet
2. All The Rage
3. Criss Cross
4. 100 Years Ago (Piano Demo)
5. Dancing With Mr. D (Instrumental)
6. Heartbreaker (Instrumental)
7. Hide Your Love (Alternative Mix)
8. Dancing With Mr. D (Glyn Johns 1973 Mix)
9. Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbreaker) – (Glyn Johns 1973 Mix)
10. Silver Train (Glyn Johns 1973 Mix)

CD 3 – ao vivo ‘Brussels Affair’

1. Brown Sugar
2. Gimme Shelter
3. Happy
4. Tumbling Dice
5. Star Star
6. Dancing With Mr. D
7. Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbreaker)
8. Angie
9. You Can’t Always Get What You Want
10. Midnight Rambler
11. Honky Tonk Women
12. All Down the Line
13. Rip This Joint
14. Jumpin’ Jack Flash
15. Street Fighting Man

CD 4 (Blu-Ray)

1. Dancing With Mr. D
2. 100 Years Ago
3. Coming Down Again
4. Doo Doo Doo Doo Doo (Heartbreaker)
5. Angie
6. Silver Train
7. Hide Your Love
8. Winter
9. Can You Hear the Music
10. Star Star

+ clipes de “Angie”, “Dancing With Mr. D” e “Silver Train”.

…………………………………………………………….
Por Igor Miranda | *Fonte: whiplash

Biografia de Chris Cornell será lançada na próxima semana

O saudoso Chris Cornell ganhará uma biografia, chamada Total F * cking Godhead: The Biography of Chris Cornell. O lançamento nos Estados Unidos está previsto para o próximo dia 28 de julho (terça), pela Post Hill Press. Para garantir na pré-venda, acesse este link.

O livro com 384 páginas, assinado pelo jornalista Corbin Reiff, promete reviver a trajetória de Cornell com o Soundgarden, que dominou o movimento grunge ao lado do Pearl Jam, Nirvana e Alice in Chains. A obra também terá capítulos sobre projetos como Audioslave, Temple of the Dog e a carreira solo de Cornell.

Reiff entrevistou o lendário produtor de Seattle Jack Endino, além do crítico musical Dawn Anderson. No entanto, não foi possível reunir depoimentos da família de Cornell e dos antigos parceiros de Soundgarden.

O autor também buscou mostrar o lado bem humorado do artista pouco conhecido. “Ele adorava tirar sarro das coisas. Eu queria ter certeza de que, quando as pessoas leem o livro, ficam com uma imagem tão completa de quem ele era”, declarou Reiff à Variety.

Cornell foi encontrado morto em um quarto de hotel em Detroit aos 52 anos em 18 de maio de 2017, logo após uma apresentação com o Soundgarden. O laudo médico confirmou o suicídio por enforcamento.

*Por Marcos Chapeleta

……………………………………………………………
*Fonte: ligadoamusica