A nossa primeira trip de moto do ano

Aproveitando o período de vários dias seguidos com um belo sol de verão, resolvemos (eu , Pretto e o Morch), darmos uma bela volta do moto na região. A ideia era “cruzarmos a nova ponte do Guaíba” (Porto Alegre / RS) – simples assim. Para isso resolvemos sair bem cedo na manhã, tipo 6h, para termos mais tempo na estrada e aproveitarmos bem esse sábado. Deu tudo certo!

No horário combinado já estávamos prontos para sair. Seguimos então para a direção de Vale Verde, depois General Câmara, onde fizemos uma parada para um café. De última hora uma mudança de planos. Inicialmente iríamos para a Tenda do Umbú depois de cruzarmos a ponte, resolvemos tomar uma outra direção, subir a serra até Carlos Barbosa (roteiro: Charqueadas / Eldorado do Sul / POA – Rodovia do Parque BR 448 / São Leopoldo / Portão / São Sebastião do Caí / Bom Princípio / São Vendelino), almoçar por lá e depois seguirmos de volta mas não pela Rota do Sol. O que seria o caminho óbvio. Resolvemos incrementar a coisa. Tínhamos tempo, lembra!? Descer por Barão / Montenegro, para então seguirmos para casa.

Tudo fluiu normalmente, nenhum perrengue na estrada, tudo certo com as motos, enfim uma viagem tranquila. Paramos toda vez que alguém queria ver ou fazer alguma coisa, até descansamos na sombra de uma árvore, com direito a uma palestra do mestre Morsch sobre cerveja industrializada (pós e contras).
No caminho ainda passamos por Salvador do Sul, para visitar o local do túnel da linha ferroviária que ligava  Montenegro/Caxias do Sul, que foi construído em 1906.

Um sábado e tanto. Chegamos no final da tarde e as metas alcançadas, cruzar a bela nova ponte do Guaíba (e que vista se tem de lá… báh!) e almoçar em Carlos Barbosa. Tudo num ritmo de trip sem estresse algum, só pilotando e curtindo com as motos, sempre em frente!

*Abaixo alguns retratos da empreitada de hoje:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Harley’s Day em Carlos Barbosa (RS)

Então finalmente chegou o dia do esperado Harley’s Day (ao menos para mim), em Carlos Barbosa / RS. O evento já era para ter acontecido há duas semanas atrás, mas teve de ser transferido para a data de hoje em função de uma “chuvarada” que ocorreu naquela vez. Creio que foi mesmo melhor assim, afinal o cara fica aguardando esse baita evento que acontece apenas uma vez por ano, então tem mesmo que ser realizado em um dia viável, sem chuva ao menos.

E por falar nisso, hoje foi um belo dia. Apesar de ter amanhecido com um tímido solzinho e somente depois até tomou ares do que poderia ser um belo dia de sol sem chuva. Uma breve conferida no clima/tempo do celular e – nah! Nada de marcar chuva para hoje. Eu e o Pretto já havíamos combinado de sair por volta das 10h da manhã, foi uma viagem tranquila pela Rota do Sol até Carlos Barbosa. Ah! Teve bocaberta num caminhão, perto de Lajeado, que propositalmente nos cortou a frente por duas vezes, mas OK (não vou aqui entrar em detalhes desse perrengue), relevamos essa palhaçada e seguimos de boa, sempre em frente.

Chegamos cedo no evento, por volta das 11h e cada vez mais gente ia chegando de moto. Tudo que é tipo de HD. Uma incrível festa.

Sou suspeito em comentar isso, mas curto bastante esse evento do Harley’s Day em Carlos Barbosa – essa foi a 4ª edição e a minha terceira participação (não pude comparecer na primeira edição). Como de costume, trata-se de um evento muito bem organizado pelos “gringos” locais. Estão de parabéns!!! E sem dúvida me parece que está cada vez melhor. O local é sensacional, tem um belo e grande espaço na praça central da cidade, que é muito bem aproveitado pelo o público. Conta com um boa estrutura, várias tendas de alimentação e também de outras coisas relacionadas ao mundo HD e das motos custom. Tem um gramado bacanudo e boas bandas de rock tocando o tempo todo e o melhor, muita mulher bonita!
Tá…. Também tem motos Harley Davidson bonitaças (é claro), em um grande estacionamento ao redor da praça, o que sem dúvida alguma rende um belo e demorado passeio de observação – para quem curte motos.

Não tenho muito mais o que comentar, é sempre um dia muito bem aproveitado, é de encher os olhos com tantas coisas boas e bonitas. Vale a viagem.

*Abaixo algumas imgs da empreitada de hoje

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Carlos Barbosa / Banidos do Inferno M.C. – 3 anos

Hoje foi dia de subir a serra gaúcha junto com o Pretto até Carlos Barbosa (RS), para o evento de comemoração de 3 anos dos Banidos do Inferno M.C.. O mesmo esquema de sempre, V. Aires até Lajeado, depois a Rota do sol até Carlos Barbosa (Desvio Machado) e pimba! Viagem tranquila, saímos ainda pela manhã, dia bonito de sol mas com um vento bem bacana, só para dizer que o verão e o calorão ainda não se estabeleceram de vez. Boa, melhor assim.

Chegamos no local (um bom lugar para um encontro de motociclistas) e o evento já estava em andamento, prá falar a verdade já era quase hora do almoço. E o que posso dizer é que tinha bastante moto custom, a maioria eram HD’s e também muita gente supimpa, show de rock e um excelente almoço com galeto e churrasco. E uma coisa é certa, o pessoal de lá sabe fazer uma boa festa! Sendo que também rola por lá o já famoso evento anual “Harley’s Day”, que é organizado pelo mesmo pessoal. Parabéns!

Na volta tudo tranquilo e ainda resolvemos mudar o roteiro, passamos pelo caminho de Imigrantes e Colinas, que aliás, é um trajeto fantástico (fica a dica). E na chegada ainda teve a tradicional resenha com  os amigos.

Mais um sábado daqueles. Valeu.
Já pelo ano que vem na comemoração dos 4 anos.
\m/

*Ah! Em tempo. Curti bastante o setlist de músicas que estava rolando na festa, coisa bem diferente dos habituais “Creedence e AC/DC” que rola em tudo que é encontro. Nada contra essas bandas, sou fan também, mas não precisa ser sempre a mesma coisa! Muito bom isso. Ainda bem.

*Confira algumas fotos do rolê de hoje:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rolê até Carlos Barbosa – 3º Harley’s Day

Hoje foi dia de subir a serra (ao menos para nós e a nossa direção) até Carlos Barbosa (RS), no 3º Harley’s Day. Evento anual que cada vez mais está maior e melhor e creio que ainda vai crescer mais. Anote aí… Acredito que seja um dos encontros mais legais aqui do estado. Mas enfim, isso é apenas a minha opinião.

Saimos cedo, eu e o Pretto, ainda pela manhã e com a ideia de almoçarmos por lá mesmo. Já havíamos marcado com o Vladi e a Fabi de nos encontrarmos no evento. Ainda no posto de gasolina, quando fui abastecer a moto encontrei o Thiago N., que também estava indo ao mesmo lugar, aguardei ele também abastecer e seguimos em frente. Fomos até Lajeado, depois pegamos a Rota do Sol e daí era somente rodar em frente. Sempre em frente! No trajeto o Thiago ficou um tanto para trás da gente, ele ainda é novato mas é guerreiro. Acabamos fazendo uma parada no posto do pedágio para aguardá-lo e nisso chega um casal de Roca Sales, numa HD zero km e pedem para se juntar ao nosso grupo e seguirmos juntos até Carlos Barbosa. Isso é justamente uma das coisas legais  desse universo da motocicleta – o constante ato de se fazer “novas amizades” na estrada. O Thiago não demorou a se juntar ao grupo, que agora com a mandada toda reunida, seguiu viagem.

Uma viagem boa e tranquila. Aliás, dia bonito fez hoje! Tudo bem, fez um calor e tanto mas na real não atrapalhou em nada. O evento foi tão bom quanto o do ano passado. Muita gente, muita Harley Davidson na prça central da cidade, que aliás, cada vez parece menor para receber tanta gente/moto. E bonito ver tantas HDs reunidas assim, estacionadas uma ao lado da outra. E olha, não contei, mas são centenas…

Assim que chegamos encontramos o pessoal, daí aquela chalaça de sempre quando se encontra com os amigos de longa data. Demos uma boa volta por todo o lugar, curtimos as bandas que se apresentaram ao longo do dia – muito rock (boas bandas!), almoçamos lá mesmo (haviam várias tendas de alimentação), conseguimos uma boa sombra na grama para ser o nosso QG e o resto foi curtição. Também havia um estande da HD – IESA, algumas tendas vendendo camisetas, capacetes, jaquetas e outros tantos acessórios para moto e piloto. Até fica difícil dizer de alguma moto que achei a mais bonita, eram tantas, de encher os olhos para quem curte uma Harley Davidson. Muitos modelos customizados, outras antigas bem cuidadas e até modelos da nova geração de motores 2018. Muito bom.

O dia assim nessa toada passou rápido e lá pelas tantas já era hora de voltarmos. É claro que também encontramos ainda outros amigos e conhecidos. Nos despedimos do Vladi e da Fabi (sempre uma bela parceria), eles iriam seguir para POA, já o Thiago (o novato), ficou por lá mesmo, já tinha saído de casa com o equipamento p/ camping na bagagem. A volta foi tranquila, é trajeto que conhecemos muito bem, então foi normal. Fizemos ainda uma clássica breve parada no posto predileto do caminho (não vou aqui fazer propaganda), e tudo blz.

Taí mais um bom dia bem aproveitado com os amigos e a moto na estrada.

*Confira abaixo algumas imgs de nossa trip e do evento:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cara, sensacional o dia de hoje! Sei lá o que houve,mas com certeza os deuses conspiraram para ser um dia tão bom para se pegar a estrada de moto nesse sábado. A nossa empreitada dessa vez começou cedo. As 10h30  já estávamos no posto enchendo o tanque para partirmos para mais um rolê de moto, eu, Pretto, Rafa e o Luís Carlos. O roteiro da vez era subirmos até Carlos Barbosa via Montenegro e depois voltarmos pela Rota do Sol.

Como o previsto saímos mesmo no horário combinado, tomamos o rumo da RS 287 em direção a Montenegro/RS. Essa viagem é um tanto sem graça porque andamos por ela muito seguido e vou aproveitar e dizer uma coisa – “que estrada ruim”. Não curto andar por aqui. Mas é caminho. Tudo tranquilo nesse trajeto, até fizemos uma rápida parada para um suco natural em uma tradicional tenda do caminho. Sim, tem de curtir o todo da coisa, não é só andar de moto.

Depois seguimos até o trevo para Montenegro, seguimos em frente até chegarmos na rotatória para Barão/RS. Daí sim a coisa começa a ficar legal de verdade, a paisagem muda, o roteiro vira para um visual muito mais agradável e até o asfalto passa a ter uma qualidade melhor, inclusive o tráfego também dá uma diminuída. Mas aqui cuidado, é um dos trechos da região com a maior quantidade de curvas que conheço e nesse sentido em que estávamos seguindo, é em ritmo de subida. E como é bom andar de moto em um lugar assim…báh!

No caminho ainda paramos para dar uma conferida no túnel de Salvador do Sul/RS (sim, esses tempos mesmo estivemos lá junto com o Vladi, Fabi e o Paulão), desse vez era a hora de mostrarmos então o lugar para os nossos outros amigos. Então ali rola aquela coisa de aventura turística local, a gente se saí do asfalto (numa curva bem perigosa – eu diria – muito cuidado aí, hein!), em frente a um casaão antigo (vermelho e branco). Tem placas na beira da estrada indicando o local como parte da “Rota Colonial de Linha Stein” – em Salvador do Sul. Se liga nisso. O cara sai da estrada, pega essa estradinha de chão lateral, depois anda por um pequeno trecho de estrada pavimentada (tem um descida bem inclinada), mais um pouco de estrada de chão por entre paredes de pedra e daí se chega no tal túnel. Aliás, muito bacana de passar, é uma escuridão total, o que salva é a luz da moto. O túnel é antigo e não tem iluminação alguma. Muito legal. Já do outro lado tem uma cascatinha e algumas placas de informação. Dessa vez não descemos na cascatinha e nem nos embrenhamos caminhando pelo mato ao redor. Mas taí um lugar bem interessante de se conhecer, fica a dica!

Depois disso voltamos para o roteiro original, pegamos novamente o caminho na estrada 470 e seguimos em subindo em frente, passando então pela cidade de Barão, rumo até Carlos Barbosa/RS. Não entramos na cidade, apenas passamos ao largo já em direção ao trevo de Garibaldi/RS, onde pegamos a direção no sentido de volta (descida da serra), na Rota do Sol. O objetivo aqui era descermos até um posto de gasolina que tem uma lancheria incrível e lá travarmos uma batalha contra um delicioso e delicioso gigante sanduíche de pão colonial (de copa ou salame) – coisa de gringo, é muito bom. Hey! Outra dica grátis aqui do blog para esse roteiro……huahuahaua.

Depois desse farto almoço – a essa altura já era tipo 14h30, quando almoçamos. Começamos o trajeto de volta para casa. Mas dessa vez havia um porém, o rafa avisou de que haveria um encontro de “Harleyros” (Harley Davidson) na cervejaria da Salva, em Bom Retiro do Sul/RS. Ok, resolvemos passar por lá então! Tudo tranquilo, bastou continuarmos descendo em nosso caminho normal e quando chegamos em Teutônia/RS, mudamos a direção no trevo do acesso da cidade no sentido de Fazendo Vilanova, pela RS-128, para chegarmos então na 386. Aí era seguir em frente até perto da entrada de Bom Retiro do Sul, onde fica a cervejaria da Salva, local de onde estava acontecendo o encontro de motociclistas. Isso só acrescentou mais pontos bons nessa tarde sensacional de sábado. O que já estava sensacional, ficou melhor ainda.

Chegando lá encontramos vários outros amigos de Venâncio Aires que andam junto com a gente de vez em quando (Professor, Bolinha, etc…). Muito bom. Várias motos legais, pena que chegamos um pouco depois que a banda Mother Sin havia tocado (também são meus amigos os músicos). Nessa hora o sol já estava ardendo na cabeça e ficar ali de bobeira com a galera no calorão bem em frente a uma fábrica de cerveja, tendo que pegar a estrada para casa logo mais, não era uma boa ideia no momento. Putz! Que droga. E a tentação era grande de ficar ali mais um tempo e tomar de boas vários copos de cerva bem gelada. O clima estava perfeito e ainda tem mais essa, é muito boa essa cerveja….

Mas tudo bem, não dava. Vamos respeitar a lei a dirigir são! Ninguém da galera bebeu, voltamos para a estrada e seguimos o caminho de casa. Assim que chegamos em V.Aires, fomos direto para uma choperia. Daí sim. Agora vai…

Claro que teve muito mais coisa nessa tarde incrível, mas o saldo foi imensamente positivo, recheado de belíssimas paisagens por onde passamos, ronco da moto como sinfonia nos ouvidos, a pareceria legal e o melhor – tudo sem nenhum perrengue ou entrevero e todo mundo faceiro, são e salvo, de volta em casa.

Valeu e muito satisfeito por mais um dia de aventura para a vida!

 

*Abaixo, a sei lá quem interessar possa, algumas imagens desse rolê de hoje:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontro Harley Davidson em Carlos Barbosa

Conforme já era previsto e anunciado o sábado deu as caras com um belo sol e de brinde uma temperatura ideal para se andar de moto. Não tão quente como de outros finais de semana e nem tão frio. Assim nos encontramos no postinho, eu, o Professor Jeferson e o Bolinha para darmos a partida em nosso rolê até o 2º Carlos Barbosa Harley’s Day. Não fui ano passado, mas já haviam me contado de que era bem legal e estava bastante interessado nesse evento.

Eu não curto muito essa história de encontro de motociclistas, ainda mais depois do sucesso televisivo do seriado “Sons of Anarchy”, algumas coisas passaram a serem muito valorizadas e daí uma parte da galera tem deixado de lado aquele lance do espírito, do prazer de gostar e curtir andar de moto. “Muita pose e pouca pilotagem”.

Mas ok, tenho de reconsiderar. Esse realmente encontro foi diferente de todos outros que já fui, um outro nível e sem dúvida muito bom.

Um pessoal legal, inclusive com muita mulher bonita (boa!), uma ótima comida e aqui cabe também ressaltar – diferente dos outros eventos do tipo, com diversas tendas de alimentação (inclusive tinha até sushi). Ah! E a música nos PA’s do evento também era boa. Gostei mesmo. E o mais interessante realmente foram as motos. O centro da festa. Báh….. quanta moto bonita (ao menos para o meu ponto de vista) e surpreendeu, tinha muita moto. Muitas mesmo!

Quanto ao nosso rolê até lá, foi tudo de boas. Dia bonito, saímos um pouco antes do meio dia, pegamos uma estrada tranquila por causa do horário. Fizemos uma paradinha no pedágio para surrupiarmos um café preto e pormos um pouco da conversa sobre motos em dia. E a volta também foi tudo OK. Até rolou um pequeno entrevero de desencontro entre a gente, mas foi até engraçado.

Um dia incrível, com pessoas legais e um lugar muito bonito também. Mais um ponto positivo no caderninho da vida.
Valeu!

 

*Abaixo algumas imagens da nossa trip e do evento