Lições Para Toda Vida (Seconhand Lions) – trailer

Taí um daqueles filmes que nunca me canso de assistir outra vez. Um clássico para mim.
E uma grata surpresa, já no primeiro dia do novo ano, tá lá ele passando na TV por assinatura. É claro que embarco mais uma vez nessa viagem.

*Tentei encontrar um trailer dublado ou ao menos com legendas em português para postar, mas no way. De qualquer forma fica a dica.  Não é difícil encontrá-lo “full” na web. Mas já aviso, é um filme somente para pessoas de alma leve e sonhadores…. huahauaha.

David Bowie – The Actor (compilation)

*Compilation, edited by Christian Ryder.

David Bowie (1947 – ∞ )
The Image (1969) – short film
The Man Who Fell to Earth (1976) – feature film
Just a Gigolo (1978) – feature film
The Elephant Man (1980-1981) – theatre
Christiane F. (1981) – feature film
The Snowman (1982) – tv
Baal (1982) – tv
Yellowbeard (1983) – feature film
Merry Christmas, Mr. Lawrence (1983) – feature film
The Hunger (1983) – feature film
Jazzin’ for Blue Jean (1984) – short film
Into the Night (1985) – feature film
Absolute Beginners (1986) – feature film
Labyrinth (1986) – feature film
The Last Temptation of Christ (1988) – feature film
The Linguini Incident (1991) – feature film
Twin Peaks: Fire Walk with Me (1992) – feature film
Full Stretch (1993) – tv series, ep.1 “Ivory Tower”
Basquiat (1996) – feature film
Il Mio West (1998) – feature film
Everybody Loves Sunshine (1999) – feature film
The Hunger (1999-2000) – tv series, season 2, multiple episodes
Mr. Rice’s Secret (2000) – feature film
Zoolander (2001) – feature film
The Prestige (2006) – feature film
Extras (2006) – tv series, episode 2, “David Bowie”
August (2008) – feature film
Bandslam (2009) – feature film

………………………………………………………………………………
*Fonte: davidbowienews

‘The Beatles: Get Back’

Peter Jackson lança uma prévia exclusiva de seu próximo documentário “The Beatles: Get Back” para os fãs dos Beatles em todo o mundo.

Hora de deixar os Orcs de lado e apresentar uma das maiores bandas do planeta para uma nova geração, “The Beatles: Get Back” do aclamado cineasta Peter Jackson é uma experiência cinematográfica que quer levar o público de volta ao tempo às sessões de gravação íntimas dos Beatles durante um momento crucial na história da música.

Filmado em janeiro de 1969 e compilado a partir de mais de 60 horas de imagens inéditas e mais de 150 horas de áudio inédito, tudo restaurado de forma brilhante, “The Beatles: Get Back” é a história de como John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr planejam seu primeiro show ao vivo em mais de dois anos e ensaiam 14 novas canções, originalmente destinadas ao lançamento em um álbum ao vivo que o acompanha.

O filme apresenta – pela primeira vez na íntegra – a última apresentação ao vivo dos Beatles como um grupo, o inesquecível concerto no telhado em Savile Row de Londres, bem como outras canções e composições clássicas apresentadas nos dois álbuns finais da banda, “Abbey Road” e “Let Be”.

O doc “The Beatles: Get Back”, é apresentada pela Walt Disney Studios, Apple Corps Ltd. e WingNut Films Productions Ltd., é dirigido por Jackson, produzido por Jackson, Clare Olssen e Jonathan Clyde, com Ken Kamins e Jeff Jones da Apple Corps atuando como produtores executivos. Jabez Olssen é o editor do filme, e a música é mixada por Giles Martin e Sam Okell.

*Por Julio Moraes

………………………………………………………………………………………………………
*Fonte: updateordie

6 cinebiografias musicais que você precisa conhecer

Não é só de Bohemian Rhapsody que vivem essas produções

Em 2018, a cinebiografia musical Bohemian Rhapsody, dirigida por Bryan Singer e estrelada por Rami Malek, foi um grande sucesso, com direito a milhões de dólares na bilheteria mundial e até mesmo vitória em Oscar. No entanto, existem outras ótimas cinebiografias imperdíveis.

Inclusive, o Brasil possui diversas cinebiografias músicais espetaculares, que fizeram enorme sucesso nacionalmente. Além disso, boa parte dessas produções motram a contribuição desses artistas à música e a importância deles ao cenário.

………………………………………………………………………

Somos Tão Jovens

“Em 1973, o jovem Renato se muda com a família para a Brasília. Aos poucos, passa a se interessar por música e começa a se envolver com o cenário musical, formando com amigos a banda Aborto Elétrico. Em 1982, apesar da rejeição a suas novas canções, consegue despertar a atenção em outros círculos e retoma seu sonho de criar uma grande banda, convidando Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos para formar a Legião Urbana, iniciando a trajetória que a tornaria umas das maiores bandas do rock brasileiro.”

Rocketman

“Extremamente talentoso mas muito tímido, o pianista prodígio Reginald Dwight muda seu nome para Elton John e torna-se uma estrela da música de renome internacional durante os anos 1970.”

Tim Maia

“A vida problemática e a trajetória musical do cantor e compositor Tim Maia, da infância no Rio de Janeiro até a morte prematura, aos 55 anos.”

Legalize Já: Amizade Nunca Morre

“Skunk é um músico revoltado com a opressão e o preconceito diários sofrido pelas comunidades de baixa renda, que busca expor sua insatisfação através da música. Um dia, ao fugir da polícia, ele esbarra em Marcelo, um vendedor de camisas de bandas de heavy metal. O gosto pelo mesmo estilo musical os aproxima, assim como a habilidade de Marcelo em compor letras de forte cunho social e questionador. Impulsionado por Skunk, ele adentra o universo da música e, juntos, formam a banda Planet Hemp.”

Straight Outta Compton: A História do N.W.A.

“Em 1988, um novo grupo revoluciona a música e a cultura pop, transformando e influenciando o hip hop para sempre. O primeiro álbum do N.W.A, Straight Outta Compton, causa polêmica com sua bruta honestidade sobre a vida no sul de Los Angeles. Guiados pelo empresário veterano Jerry Heller, os integrantes do grupo, Ice Cube, Dr. Dre, Eazy-E, DJ Yella e MC Ren, navegam pela indústria da música, conquistam fama, fortuna e um lugar na história.”

Cazuza: O Tempo Não Para

“A trajetória profissional e pessoal de Cazuza, do início da carreira, em 1981, até a morte em 1990, aos 32 anos. O sucesso com o Barão Vermelho, a carreira solo, as músicas que falavam dos anseios de uma geração, o comportamento transgressor e a coragem de continuar a carreira mesmo debilitado pela AIDS.”

………………………………………………………………………………..
*Fonte: rollingstone

Sean Connery (R.I.P.)

A notícia triste no mundo do cinema de hoje fica por conta do falecimento do ator escocês Sean Connery (90anos). Um de meus ídolos do cinema. E para lhes dizer a verdade, talvez nem era tanto pelos seus icônicos filmes como o espião 007 (sim, todos muito bons tbém), mas por outros filmes dele que me fascinaram, tipo: Assassinato no Expresso Oriente, Homem Que Queria Ser Rei, Uma Ponte Longe Demais, O nome da Rosa, Os Intocáveis e a Liga Extraordionária (só para citar alguns que curto prá caramba).


Gracias meu amigo, muito obrigado pelas suas atuações nas telas que me acompanharam pela vida!

Descanse em Paz Sean Connery.

Filmografia:

– 1956: “No Road Back”, de Montgomery Tully.
– 1957: “A Brutal Aventura”, de Terence Young, com Martine Carol.
– 1957: “Na Rota do Inferno”, de Cy Enfield.
– 1957: “Vítima de uma Paixão” de Lewis Allen, com Lana Turner.
– 1959: “A Lenda dos Anões Mágicos”, de Robert Stevenson.
– 1959: “A Maior Aventura de Tarzan”, de John Guillermin
– 1961: “Até o Último Gangster”, de John Lemont.
– 1961: “Operação Conquista”, de Cyril Frankel.
– 1962: “007 contra o Satânico Dr. No”, de Terence Young, com Ursula Andress.
– 1962: “O Mais Longo dos Dias” de Ken Annakin, Andrew Morton e Bernhard Wicky com John Wayne, Robert Mitchum, Henry Fonda.
– 1963: “Moscou contra 007”, de Terence Young.
– 1964: “A Mulher de Palha” de Basil Dearden, com Gina Lollobrigida.
– 1964: “Marnie” de Alfred Hitchcock, com Tippi Hedren.
– 1964: “007 contra Goldfinger” de Guy Hamilton, com Honor Blackman.
– 1965: “A Colina dos Homens Perdidos)” de Sidney Lumet.
– 1965: “007 contra a Chantagem Atômica)” de Terence Young, com Claudine Auger.
– 1966: “Sublime Loucura”, de Irvin Kershner, com Joanne Woodward y Jean Seberg.
– 1967: “Com 007 Só Se Vive Duas Vezes” de Lewis Gilbert, com Donald Pleasence.
– 1968: “Shalako” de Edward Dmytryk, com Brigitte Bardot.
– 1969: “Ver-te-ei no Inferno”, de Martin Ritt.
– 1969: “A Tenda Vermelha” de Mikhail Kalatosov, com Peter Finch e Claudia Cardinale
– 1971: “007 Os Diamantes são Eternos” de Guy Hamilton, com Jill St John.
– 1971: “O Golpe de John Anderson”, de Sidney Lumet.
– 1972: “Até os Deuses Erram” de Sidney Lumet.
– 1973: “Zardoz” de John Boorman, com Charlotte Rampling.
– 1974: “Tensão no Aeroporto” de Casper Wrede.
– 1974: “Assassinato no Expresso Oriente” de Sidney Lumet com Albert Finney, Ingrid Bergman, Lauren Bacall.
– 1975: ” Homem Que Queria Ser Rei” de John Huston, com Michael Caine.
– 1975: “O Vento e o Leão” de John Milius, com Candice Bergen.
– 1976: “Robin e Marian” de Richard Lester, com Audrey Hepburn e Robert Shaw.
– 1977: “Uma Ponte Longe Demais” de Richard Attenborough, con Dirk Bogarde, Michael Caine e Robert Redford.
– 1978: “O Primeiro Assalto de Trem” de Michael Crichton, com Donald Sutherland e Lesley Anne Down.
– 1979: “Meteoro” de Ronald Neame, com Natalie Wood e Karl Malden.
– 1981: “Os Bandidos do Tempo” de Terry Gilliam, com John Cleese.
– 1982: “O Homem com a Lente Mortal” de Richard Brooks, com Robert Conrad.
– 1982: “Cinco Dias Num Verão” de Fred Zinneman, com Lambert Wilson.
– 1983: “007 – Nunca Mais Outra Vez” de Irvin Kershner, com Kim Basinger e Barbara Carrera.
– 1984: “A Espada do Valente” de Stephen Weeks.
– 1985: “Highlander, o Guerreiro Imortal” de Russell Mulcahy, com Christophe Lambert.
– 1986: “O Nome da Rosa” de Jean Jacques Annaud, com Christian Slater e Michael Lonsdale.
– 1987: “Os Intocáveis” de Brian de Palma, com Kevin Costner e Robert de Niro.
– 1988: “Mais Forte Que o Ódio” de Peter Hyams, com Meg Ryan y Mark Harmon.
– 1989: “Indiana Jones e a Última cruzada” de Steven Spielberg, con Harrison Ford.
– 1989: “Negócios de Família” de Sidney Lumet, com Dustin Hoffman e Matthew Broderick.
– 1990: “A Caçada ao Outubro Vermelho” de John McTiernan, com Alec Baldwin e Scott Glenn.
– 1990: “A Casa da Rússia” de Fred Schepisi, com Michelle Pfeiffer e Roy Scheider.
– 1991: “Highlander II – A Ressurreição” de Russell Mulcahy, com Christophe Lambert.
– 1991: “Robin Hood, o Príncipe dos Ladrões” de Kevin Reynolds, com Kevin Costner e Morgan Freeman.
– 1992: “O Curandeiro da Selva” de John McTiernan.
– 1993: “Sol Nascente” de Philip Kaufman, com Harvey Keitel e Wesley Snipes.
– 1994: “Jogos de Conexão” de Bruce Beresford.
– 1994: ” Lancelot – O Primeiro Cavaleiro” de Jerry Zucker com Richard Gere e Julia Ormond.
– 1995: “A Rocha” de Michael Bay, com Nicholas Cage e Ed Harris.
– 1998: “Os Vingadores” de Jeremiah Chechik, com Ralph Fiennes e Uma Thurman.
– 1999: “Armadilha” de Jon Amiel, com Catehrine Zeta Jones.
– 1999: “Corações Apaixonados” de Willard Carroll com Gena Rowlands e Dennis Quaid.
– 2000: “Encontrando Forrester” de Gus van Sant.
– 2003: “A Liga Extraordinária” de Stephen Norrington.

Trailer de Stardust, cinebiografia de David Bowie, mostra o drama da vida do astro; assista

A vida, carreira e todas as esquisitices espaciais de David Bowie vão virar filme. A cinebiografia Stardust acabou de receber o primeiro trailer nesta quarta-feira (28).

O drama histórico é dirigido por Gabriel Range sobre a vida do ícone pop é estrelado pelo ator de Emma (2020) ​​Johnny Flynn, que surge como uma versão de Bowie aos 24 anos de idade, antes de se tornar um dos músicos mais famosos da história do Rock.

A narrativa começa em 1971, quando o jovem Bowie embarca em uma viagem para os Estados Unidos para se encontrar com o publicitário da Mercury Records, Rob Oberman (Marc Maron).

O filme promete dar ênfase as dificuldades enfrentadas por Bowie no início da carreira, visto que a visão alternativa dele sobre a sexualidade masculina e as práticas excêntricas na hora de se apresentar ainda não eram aceitas pelo público. Claro, isso tudo viria a mudar depois de Ziggy Stardust, tanto o disco quanto a persona artística criada pelo Starman.

“Não existe um Eu autêntico. Existe apenas medo”, diz Bowie no trailer. “Eu quero levar minhas fantasias ao palco comigo.” Stardust chega aos cinemas em 25 de novembro – o mesmo dia em que chega ao video on demand e demais serviços digitais. Assista ao trailer abaixo:

………………………………………………………………………….
*Fonte: rollingstone

B.B. King ganhará filme biográfico com Wendell Pierce no papel principal

O ator Wendell Pierce revelou que irá viver o lendário B.B. King em um filme que vem sendo produzido sobre o maior nome do Blues mundial.

The Thrill Is On, que faz referência à clássica faixa “The Thrill Is Gone” (1969), contará a história da vida de King e terá produção de Michael Zanetis, que também será co-autor do roteiro ao lado de Melora Donoghue.

Pierce é conhecido principalmente pelos papéis do Detetive Bunk Moreland em The Wire (no Brasil, A Escuta) e mais recentemente como James Greer em Jack Ryan, série exclusiva do Amazon Prime Video. O próprio ator anunciou a novidade em um Tweet, onde escreveu:

Nós somos oficiais. Preparação começou em um filme onde eu terei a honra de viver o grande, B.B. King. Sinto-me muito honrado. Eu prometi ao B.B. King antes dele morrer, eu o honrarei e honrarei o seu gênio criativo. Um Ícone Americano.

Vale lembrar que B.B. King faleceu aos 89 anos de idade em 2015, mas nos deixou com 40 discos de estúdio e uma contribuição imensurável à música reconhecida pelo Hall da Fama do Rock and Roll em 1987.

Ainda não há informações sobre uma data de lançamento para The Thrill Is On.

*Por: Felipe Ernani

……………………………………………………………………………………
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos