Peter Grant quase virou filme produzido por Malcolm McLaren

Peter Grant (1935-1995), empresário do Led Zeppelin, costumava ser comparado (quem lembra isso é o jornalista Mick Wall no livro Led Zeppelin – Quando os gigantes caminhavam sobre a Terra) com o cara que cuidava com mãos de ferro da carreira de Elvis Presley, o coronel Tom Parker. Não era bem assim, como o próprio Wall recorda no livro. “G preferiria cortar o próprio braço a jogar seus artistas no rio do lixo comercial em que o coronel vivia colocando Elvis”, escreveu.

Grant foi um cara que nunca teve um núcleo familiar forte, passou por vários problemas na infância, e criou uma “família” ao priorizar o Led Zeppelin e defender a banda de todas as formas. De todas as formas mesmo: Peter Grant mostrava as garras para empresários, jornalistas, radialistas e qualquer pessoa que tratasse o grupo de maneira atravessada. Entrava em lojas de discos e pegava LPs piratas do Led Zeppelin na mão grande – quando não quebrava na frente do vendedor. Após o fim da banda, acumulou problemas de saúde, mas levava uma vida relativamente tranquila, longe dos holofotes e do universo dos shows.

Nos últimos anos de Grant, um projeto que estava para vir à tona era um filme baseado em sua vida, produzido por ninguém menos que Malcolm McLaren, empresário dos Sex Pistols. Olha aí Grant e Malcolm tentando explicar a história numa entrevista de 1994, durante a Canadian Music Week.

O papo abre com o repórter perguntando sobre o lado agressivo de Grant, um sujeito que, em bons dias, era gentil, educado e falava baixo. “Parece mesmo que fiz essas coisas? Bom, o método não importa se dá resultados no final”, explica o empresário.

No vídeo acima, um entediado Malcolm explica a importância de Grant ter transformado o rock num negócio. Só que Grant ouve do entrevistador que o empresário dos Pistols quer fazer o livro baseado na malfadada biografia Hammer of the gods, de Stephen Davis, que entregava toda devassidão e a decadência que cercava o Led – além de altas porradarias envolvendo Grant.

“Não, nada a ver, eu não o deixaria fazer o filme caso fosse associado ao livro”, conta, ouvindo que a ideia do colega era a de que o que acontecia no backstage era mais interessante do que o que rolava no palco. Grant diz que o mais importante é a música.

(aliás, temos episódios do nosso podcast Pop Fantasma Documento sobre Led Zeppelin e sobre Sex Pistols)
O tal filme de McLaren, na verdade, passou por várias idas e vindas até que (diz o livro Bring it on home: Peter Grant, Led Zeppelin, and beyond, de Mark Blake) McLaren resolvesse que a faceta mais hedonista e (vá lá) desagradável do Led e de seu empresário era mais interessante. Uma sinopse do filme (que, no começo, tinha o working title de O poderoso chefão do rock’n roll) circulou por várias produtoras. E surgiu a ideia de que Daniel Day Lewis poderia interpretar Grant (“vamos engordá-lo como fizeram com Robert de Niro em Touro indomável”, dizia McLaren).

A história acabou dando problema justamente por causa da opção de centrar o script original no lado truculento de Grant e de Richard Cole, ex-gerente de turnê do Led. A filha de Grant achou o roteiro “sensacionalista”. McLaren fez uma última tentativa: juntou-se ao diretor do policial Ligações sujas, Mike Figgis, e a Jeremy Thomas, co-produtor de seu filme sobre os Sex Pistols, The great rock´n roll swindle.

Os dois, junto com McLaren (morto, você sabe, em 2010), passaram horas e horas a fio entrevistando Grant na suíte de um hotel. O novo script, baseado nas entrevistas com Grant, acabou tendo que se descartado por um motivo básico: cheio de revelações bizarras, o roteiro acabaria impedindo até que a turma conseguisse liberação para usar músicas do Led Zeppelin no filme. Seja como for, pelo menos o projeto fez com que todo mundo voltasse a procurar Grant para entrevistas. E ele acabou convidado para a semana de música do Canadá – que acabou sendo sua última aparição pública.

Se tiver tempo, segue aí a palestra inteira de Grant na Canadian Music Week. Mais de uma hora de histórias.

E isso aí é Grant alguns anos antes (1988), deixando claro que não gostava de uma das tendências da época: a de empresários que se unem às gravadoras e esquecem de seus contratados. No final, deixa a lição para empresários novos. “Acreditem em seus artistas”, contou o saudoso Grant.

Agora, para se aprofundar mesmo em Peter Grant, pega aí o doc Mr. Rock´n roll, da BBC4 (tem abaixo no YouTube e em outro link, aqui).

*Por Ricardo Schott
………………………………………………….
*Fonte: popfantasma

Rob Zombie divulga primeiro teaser do reboot de ‘The Munsters’

O cantor e cineasta Rob Zombie divulgou, nesta quarta-feira (08), o primeiro teaser do reboot de The Munsters, clássica série de TV dos anos 1960. A prévia apresenta os personagens Herman Munster (Jeff Daniel Phillips), Lily Munster (Sheri Moon Zombie) e Vovô Munster (Daniel Roebuck). Confira abaixo.

Zombie disse à EW que a produção é mais familiar do que os filmes anteriores. “Sim, é 100 por cento no espírito do show”, disse ele. “Eu não queria que fosse diferente. Eu queria manter totalmente a vibe que tinha nos anos 60”.

Com produção da 1440 Entertainment, da Universal Studios, a nova versão de The Munsters está prevista para sair este ano ainda.

A sitcom clássica era sobre uma família de monstros amigáveis ​​que se mudaram da Transilvânia para um subúrbio americano. A produção teve duas temporadas entre 1964 e 1966.

……………………………………………………….
*Por Marcos Chapeleta / Fonte: ligadoamusica

Beavis and Butt-Head embarcam em aventura espacial em novo filme

A dupla Beavis and Butt-Head está oficialmente de volta. A Paramount+ divulgou o trailer de seu próximo filme animado, intitulado Beavis and Butt-Head Do The Universe.

O divertido vídeo mostra os personagens embarcando em um ônibus espacial em 1998. Eles então são sugados para um buraco negro, no qual ressurgem em nosso tempo, no ano de 2022. Confira abaixo.

Beavis and Butt-Head Do The Universe será lançado já neste mês, em 23 de junho no Paramount+ dos Estados Unido. O longa ainda não tem uma data de estreia no Brasil.

O segundo filme da insana dupla chega 26 anos depois de Beavis and Butt-Head Detonam a América, e 11 anos após o revival da série.

Mike Judge, o criador da série Beavis and Butt-head, retorna como diretor, roteirista e dublador.

*Por Marcos Chapeleta
…………………………………………………………
*Fonte: ligadoamusica

‘Elvis’, cinebiografia de Elvis Presley, ganha novo trailer

A aguardada cinebiografia Elvis ganhou um novo trailer divulgado pela Warner Bros. Pictures. O vídeo mostra o cantor se descobrindo no palco com seu gingado revolucionário que conquistou as garotas logo no início da carreira na década de 1950. Confira abaixo.

Protagonizado por Austin Butler (Elvis Presley) e Tom Hanks (Coronel Tom Parker), a história investiga a complexa dinâmica entre Presley e Parker ao longo de 20 anos, desde a ascensão de Elvis à fama até seu estrelato sem precedentes.

Elvis foi dirigido por Baz Luhrmann, e conta com roteiro de Baz Luhrmann, Sam Bromell, Craig Pearce e Jeremy Doner. O longa tem estreia prevista nos cinemas brasileiros para 14 de julho.

O drama musical já foi visto por Priscilla Presley, ex-esposa do astro, que em suas redes sociais declarou ter assistido ao filme e também visto o trailer diversas vezes. “As palavras que ouvi da minha filha sobre o quanto ela amou o filme e que Riley também vai amar quando o vir me deixou em lágrimas. Revivi cada momento deste filme e levei alguns dias para superar as emoções, como aconteceu com Lisa. Lindamente feito Baz, Tom, Austin e Olivia”, escreveu Priscilla.

*Por Marcos Chapeleta
…………………………………………………………….
*Fonte: ligadoamusica

Por que o Star Wars Day é celebrado no dia 4 de maio?

O 4 de maio pode parecer apenas mais um dia comum na vida de qualquer pessoa, mas não se você é fã da saga Star Wars. A franquia, criada por George Lucas, chegou ao cinema em 1977, mas já virou desenho animado, boneco de ação, jogo eletrônico e, enfim, quase um culto entre os seus adeptos.

A vivência desse mundo de Guerra nas Estrelas é tão grande que os fãs celebram o dia 4 de maio como uma espécie de feriado não oficial. O dia é marcado por celebrações e se você tem perfis em redes sociais, é bem provável que já tenha visto algum amigo comemorando o Dia de Star Wars.

E por que 4 de maio?
Uma das citações mais famosas da franquia, que se repete em vários filmes, é “Que a Força esteja com você”. Em inglês, idioma original da obra de George Lucas, a citação fica assim: “May the Force be with you”. Assim, era muito comum que os fãs da série fizessem um trocadilho com esta frase, dizendo “May the Fourth be with you” — traduzindo: Que o 4 de maio esteja com você.

Apesar da tradução para o português tirar o sentido da frase, é claro que os fãs brasileiros de Star Wars não deixariam de celebrar esta data que surgiu entre os adeptos de Chewbacca, Obi-Wan Kenobi, Han Solo, Luke Skywalker, Princesa Leia e Darth Vader. Oficialmente, a primeira celebração do 4 de maio como Star Wars Day aconteceu em 2011, por meio de um encontro organizado por fãs da cidade de Toronto, no Canadá. A moda pegou e, desde então, isso vem se repetindo a cada ano.

Star Wars
O apelo da data se tornou tão grande que a própria Lucasfilms — e, agora, a Disney, atual detentora dos direitos sobre a franquia — possui um hotsite especial em sua página apenas com material relacionado ao Dia de Star Wars. Textos, vídeos e fotos ensinam a celebrar a data, seja com a roupa certa ou com a comida ideal. A Disney também realiza atividades especiais de Star Wars em seus parques desde 2013, embora este ano isso não vá acontecer devido à pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Star Wars Day em 2022
Mesmo depois de dois anos sem um evento específico voltado ao Star Wars Day devido à pandemia da covid-19, em 2022 a Disney mais uma vez optou por não fazer algo dedicado à data. Apesar da decisão, isso não significa que não teremos nada de Star Wars neste dia e neste mês de maio — pelo contrário.

Talvez a grande novidade em celebração ao May the 4th seja o lançamento de Obi-Wan Kenobi no catálogo do Disney+. A série chega para expandir ainda mais o universo da saga, juntando-se a The Mandalorian e a O Livro de Boba Fett, se passando logo depois dos acontecimentos de Star Wars: A Vingança dos Sith e mostrando como o Mestre Jedi lida com a derrocada de Anakin Skywalker para o lado sombrio da força.

Para além disso, neste dia 4 de maio de 2022 o catálogo do Disney+ recebe Disney Gallery: O Livro de Boba Fett, série original que mostra os bastidores e produção de O Livro de Boba Fett. Já quem é fã de animações, pode assistir à vasta oferta de produções do tipo no serviço de streaming, que conta com Star Wars: The Bad Batch, Star Wars: A Guerra dos Clones e a mais recente Star Wars: Visions.

Onde assistir aos filmes
Todo Star Wars Day é o momento ideal para iniciar aquela maratona de filmes da saga e compartilhar novas percepções com amigos que estão espalhados por diversas galáxias. Pensando nisso, o Canaltech preparou uma matéria especial para você que quer aproveitar a data e assistir a todos os Star Wars e fazer uma maratona daquelas.

Star Wars Day | Onde assistir a todos os filmes neste 4 de maio

Que a Força esteja com você em mais um 4 de maio!

*Colaboração de Jones Oliveira com Douglas Ciriaco.
……………………………………………………………….
*Fonte: canaltech

Cinema ou streaming? Pesquisa indica qual a preferência dos espectadores

Diferente de antigamente, quando precisávamos esperar meses – ou anos – para um filme recém-lançado no cinema chegar à TV, hoje temos o streaming, que devido as parcerias (e impulso pela situação de pandemia da Covid-19) consegue que um novo filme tenha sua estreia diretamente nas plataformas ou esteja ao menos disponível em 45 dias – como é o caso de “The Batman” na HBO Max. No entanto, fica a pergunta; o que os espectadores preferem? Assistir ao filme no cinema ou no conforto de sua casa?

Uma pesquisa realizada pela Fandango, empresa americana de ingressos de cinema, indicou que os espectadores acreditam que os filmes do cinema possuem maior qualidade de exibição – e melhor experiência – quando comparados aos que são lançados nas plataformas de streamings.

O estudo questionou 6 mil pessoas e apontou que 93% dos entrevistados planejam ver filmes direto no cinema em 2022. Quanto à experiência geral nos cinemas, 85% afirmaram que os formatos IMAX e Dolby tornaram a exibição cinematográfica muito mais agradável.

Isso é uma ótima notícia para a indústria do cinema, que passou por maus bocados durante a pandemia da Covid-19, que viu salas fechadas e rendimento baixo dos filmes devido aos atrasos e distribuição das produções no streaming – uma opção estratégica para manter as estreias. De acordo com o Collider, os resultados da pesquisa podem indicar uma recuperação financeira para o setor, principalmente pelos diversos e esperados lançamentos deste ano – que inclui, por exemplo, “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”, que já alcançou um recorde na pré-venda de ingressos.

Os resultados do estudo também incluem quais outros fatores influenciam os espectadores a irem aos cinemas. Os dados constataram que 95% vão aos cinemas para assistir seus gêneros favoritos; 93% escolhem filmes assistindo a trailers; 91% vão ao cinema com base em recomendações de amigos e familiares; 90% vão assistir suas celebridades favoritas; 90% querem se manter atualizados com suas franquias de filmes favoritas e 88% vão ver um filme com base em quão boas são as críticas.

Além de “Doutor Estranho 2”, outros filmes esperados para este ano são; “Top Gun: Maverick”, para 26 de maio, “Thor: Amor e Trovão”, em 7 de julho, “Jurassic World Dominion”, em 10 de junho, e “Minions 2: A Origem de Gru” e “Lightyear”, ambos também para o mês de junho.

*Por Tamires Ferreira
………………………………………………………….
*Fonte: olhardigital

Hot Wheels ganhará filme live-action produzido por JJ Abrams

Uma das marcas de brinquedos mais famosa do mundo, a Hot Wheels ganhará um filme live-action produzido pela Bad Robot, de JJ Abrams, e a Warner Bros. O longa ainda não tem nenhum nome atrelado, mas, segundo a Bad Robot, o objetivo da produção é honrar a “imaginação, paixão e espírito destemido” de Elliot Handler, criador da marca de carrinhos (via Variety).

“Antes de Hot Wheels se tornar o nome familiar global que é hoje, era o sonho de Elliot Handler, que estava inventando e construindo carros de brinquedo em casa em sua garagem no sul da Califórnia”, declarou a produtora de Abrams ao anunciar o filme.

A Mattel, dona da Hot Wheels, afirmou em comunicado que os carrinhos “têm despertado o espírito desafiador em entusiastas de automóveis por gerações”. De acordo com a marca, Abrams, a Bad Robot e a Warner contarão uma “história emocionante para as telonas” com a nova produção.

Por enquanto, nenhum diretor ou roteirista foi confirmado no projeto.

*Por Nico Garofalo
………………………………………………
*Fonte: omelete

BMG anuncia primeiro filme de David Bowie aprovado por sua família – Moonage Daydream

A BMG anunciou nesta quinta-feira (14), através de seu site oficial, que lançará em breve Moonage Daydream, um novo e definitivo filme sobre David Bowie com direção de Brett Morgen, o mesmo de Cobain: Montage Of Heck. Trata-se da primeira produção cinematográfica a ser oficialmente sancionada pela família de Bowie.

Segundo a gravadora, Moonage Daydream incluirá “imagens inéditas, performances e música” e será “guiado exclusivamente pela narração de Bowie”. O filme apresentará 47 faixas musicais, mixadas a partir de suas versões originais. Tony Visconti, colaborador de longa data de Bowie, é o produtor musical dessa produção.

O filme, incluindo sua faixa-título, se baseia extensivamente no catálogo de músicas de Bowie de 1970 a 1977, no qual a BMG tem uma participação de 25%. As canções incluem “Changes”, “Starman”, “Ziggy Stardust”, “The Jean Genie”, “All The Young Dudes”, “Life On Mars”, “Rebel Rebel”, “Fame”, “Young Americans” e “Golden Years”.

Falando do filme, Fred Casimir, EVP de repertório global da BMG, disse: “Este foi um trabalho de cinco anos de amor para honrar um dos maiores catálogos de músicas da história da música. A BMG tem orgulho de construir nosso relacionamento de longo prazo com a propriedade de David Bowie trabalhando lado a lado com nossos parceiros Live Nation Productions para trazer a visão de Brett Morgen para as telonas”.

Moonage Daydream é o primeiro filme de um acordo de várias produções entre Brett Morgen e a BMG para produções IMAX. Projetado a partir da concepção como uma experiência cinematográfica única, o filme será lançado em data a ser revelada em breve em mercados selecionados.

………………………………………………………………….
*Fonte: aradiorock