Sarah Illenberger – Food Art

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Michael Jackson | Como o ícone do pop quase comprou a Marvel

Michael Jackson foi um dos maiores artistas da história. Idolatrado por sua música, dança e originalidade, o cantor também era muito conhecido por suas… peculiaridades. Fã de histórias de fantasia, ele tentou comprar nada menos que a Marvel nos anos 90 e quase interpretou alguns heróis clássicos da Casa de Ideias no início dos anos 2000.

O sucesso aconteceu muito rápido para Jackson. No começo dos anos 70, quando tinha apenas 14 anos, ele lançou seu primeiro disco ao lado do grupo que tinha com seus irmãos, o Jackson 5. Vocalista principal e estrela desde o princípio, o garoto se desenvolveu em um dos maiores astros do pop em pouco tempo e dominou as paradas de sucesso dos anos 80 graças ao clássico Thriller, um dos álbuns mais vendidos da história.

O cantor rapidamente arrecadou uma grande quantia em dinheiro e isso o ajudou em duas coisas que marcaram sua vida. A primeira foi a liberdade de explorar sua criatividade como artista. Jackson revolucionou os clipes musicais com verdadeiros curta-metragens – com destaque para Thriller e Bad (que foi dirigido por ninguém menos que Martin Scorsese) – e até se arriscou em projetos cinematográficos como Moonwalker.

Além disso, se destacou pelas excentricidades. Michael comprou uma casa chamada Neverland em homenagem a Peter Pan, montou um zoológico particular, instalou um trem que rodava o local e a recheou de brinquedos que sempre quis em comprar, como estátuas em tamanho real do Batman e do Homem-Aranha – um dos seus heróis favoritos. Fã de quadrinhos, ele sonhava em ver os personagens da Marvel nos cinemas e estava disposto a fazer de tudo para tentar se tornar um deles.

A editora passava por um momento de dificuldades em meados dos anos 90. Os quadrinhos estavam em baixa e filmes baseados nos personagens da Casa de Ideias não emplacavam nos cinemas. Com isso, o artista decidiu entrar em contato com Stan Lee para ver a possibilidade de adquirir os direitos cinematográficos do Homem-Aranha.

“Ele queria ser o Homem-Aranha. Ele queria comprar os direitos do herói e acredito que ele queria viver o Peter Parker. Ele nunca disse, mas eu tinha certeza disso”, afirmou Lee em entrevista à AP.

O criador do personagem tentou ser o mais sincero possível e afirmou que, provavelmente, a empresa não negociaria com ele os direitos. Então, Michael decidiu tomar uma atitude extrema. “Ele disse: ‘Muito bem, então eu vou comprar a Marvel’. Eu não sei o que aconteceu. Obviamente ele não conseguiu, mas ele queria muito’”, completou o autor.

O negócio acabou não indo para frente, mas mesmo assim Jackson estava disposto a participar de um filme da empresa. Quando a Fox anunciou que faria um longa baseado em X-Men, Jackson tentou mais uma vez se envolver com o projeto. “Os produtores revelaram que ele tentou de todas as maneiras interpretar o Professor X. Eu nem sabia que ele queria ser o Xavier. Eu o conhecia muito bem e ele nunca havia discutido qualquer coisa dos X-Men comigo”, disse Lee em entrevista ao Moviefone.

Jackson acabou nunca aparecendo em um filme da Marvel, mas os contatos com Lee continuaram. O cantor chegou a visitar os estúdios da Casa de Ideias – com tour guiado pelo próprio Lee – e os dois acabaram como grandes amigos. “Nos encontramos diversas vezes. Na verdade, ele chegou a visitar minha casa uma vez com o filho e minha esposa tomou conta do garoto enquanto eu e Michael conversávamos”, afirmou Lee ao The Telegraph.

Jackson, que completaria neste dia 29 de agosto 59 anos, era acima de tudo um fã. E como qualquer fã, o simples fato de estar perto do ídolo, para ele, já era especial. “Ele [Lee] é um dos maiores criadores dos quadrinhos. Diferente dos outros, ele sempre foi muito produtivo. Cresci lendo seus quadrinhos e fico feliz de estarmos falando, trabalhando e pensando em fazer algo juntos”, disse Michael em uma de suas visitas ao estúdio Marvel.

Infelizmente, a parceria nunca aconteceu. Porém, Lee relembra da amizade com carinho até os dias de hoje. “Eu lembro que uma vez ele me chamou para uma gravação. Ele estava gravando em Jersey em um aeroporto abandonado. Tinha umas 300 pessoas ali. Eu cheguei pela porta dos fundos e ele estava no palco. De repente, ele diz, ‘Parem. Stan, Stan, vem aqui’. Eu me senti a pessoa mais importante do mundo! Michael Jackson parou o que ele estava fazendo e disse, ‘Stan, vem aqui’. Eu nunca vou esquecer isso’”, finalizou ao THR.

 

……………………………………………………..
*Fonte: omelete

Adeus Bond! – Roger Moore (89 anos) R.I.P.

O ator Sir Roger Moore morreu aos 89 anos, nesta terça-feira (23), em sua casa na Suíça. A triste notícia foi confirmada por sua família em comunicado divulgado no Twitter.

O ator morreu em decorrência de um câncer.

    “Com o coração pesado nós anunciados que nosso amado pai, Sir Roger Moore, faleceu hoje na Suíça após uma curta, mas brava, batalha contra câncer. O amor com que ele foi cercado em seus dias finais foi tão grande que não pode ser quantificado em apenas palavras”, escreveram seus três filhos: Deborah, Geoffrey e Cristian.

O astro ficou eternizado por viver James Bond na franquia ‘007’, depois que Sean Connery abandonou o manto do agente secreto.

 

Filmografia:
Here Comes Peter Cottontail: The movie (2005)
Folley & McColl: This Way up (TV) (2005)
The Fly Who Loved Me (voz) (curta-metragem)(2004)
Boat Trip (2003)…. Lloyd Faversham
Spice World (1997) …. Chefe
The Quest (1996) …. Lord Edgar Dobbs
Bed & Breakfast (1992) …. Adam
Bullseye! (1990) …. Garald Bradley-Smith/Sir John Bevistock
Feuer, Eis & Dynamit (1990) …. Sir George
A View to a Kill (1985) …. James Bond
The Naked Face (1984) …. Dr. Judd Stevens
Curse of the Pink Panther (1983) (as Turk Thrust II) …. Chief Inspector Jacques Clouseau
Octopussy (1983) …. James Bond
For Your Eyes Only (1981) …. James Bond
The Cannonball Run (1981) …. Seymour Goldfarb, Jr.
Sunday Lovers (1980) …. Harry Lindon (segment “An Englishman’s Home”)
The Sea Wolves (1980) …. Capt. Gavin Stewart
Moonraker (1979) …. James Bond
North Sea Hijack (1979) …. Rufus Excalibur Folkes
Escape to Athena (1979) …. Major Otto Hecht
The Wild Geese (1978) …. Lt. Shawn Fynn
The Spy Who Loved Me (1977) …. James Bond
Shout at the Devil (1976) …. Sebastian Oldsmith
Gli Esecutori (1976) …. Ulysses
London Conspiracy (1976) …. Lord Brett Sinclair
Sporting Chance (1976) (TV) …. Lord Brett Sinclair
That Lucky Touch (1975) …. Michael Scott
The Man with the Golden Gun (1974) …. James Bond
Gold (1974) …. Rod Slater
Mission: Monte Carlo (1974) …. Lord Brett Sinclair
Live and Let Die (1973) …. James Bond
The Persuaders! …. Lord Brett Sinclair
The Man Who Haunted Himself (1970) …. Harold Pelham
Vendetta for the Saint (1969) …. Simon Templar
Crossplot (1969) …. Gary Fenn
The Fiction Makers (1968) …. Simon Templar
Un Branco di vigliacchi (1962) …. Enzo Prati
Il Ratto delle sabine (1961) …. Romulus
Gold of the Seven Saints (1961) …. Shaun Garrett
The Sins of Rachel Cade (1961) …. Paul Wilton
The Miracle (1959) …. Capt. Michael Stuart
This Happy Breed (1956) (TV) …. Billy
Diane (1956) …. Prince Henri
The King’s Thief (1955) …. Jack
Interrupted Melody (1955) …. Cyril Lawrence
The Last Time I Saw Paris (1954) …. Paul Lane (tennis pro)
One Wild Oat (1951) (não-creditado) …. Bit part
Due mogli sono troppe (1950) …. Ornithologist on a train
Trottie True (1949) (não-creditado) …. Stage Door Johnny
Paper Orchid (1949) …. Bit Part
Piccadilly Incident (1946) (não-creditado) …. Bit Part
Gaiety George (1946) (não-creditado) …. Member of the Audience
Caesar and Cleopatra (1945) (não-creditado) …. Roman Soldier
Perfect Strangers (1945) (não-creditado) …. Soldier

 

Descanse em Sir Bond (Roger Moore).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Adeus Kid Vinil – 62 anos (R.I.P.)

Hoje também foi dia de mais uma nota triste de falecimento, dessa vez de uma personalidade muito bacana aqui do cenário musical brasileiro – Kid Vinil, aos 62 anos, em São Paulo. Já se encontrava em estado debilitado, internado em coma induzido em um hospital em Sâo Paulo, já há quase um mês. Kid era diabético e sofreu uma parada cardíaca em 16 de abril, quando passou mal depois de um show em Conselheiro Lafaite (MG).

Até acho que mais importante do que a sua fase na carreira como cantor banda de rock Magazine, foi a sua extensa participação na mídia, ora escrevendo para revistas e jornais especializados, bem como suas aparições em programas de rádio e televisão, ou ainda então, como comentarista em festivais de rock. Uma pessoa de grande personalidade e carisma, com um vasto conhecimento sobre a música e a cultura pop/rock em geral.
Uma grande perda. E pensar que o Kid tava lá, sempre pronto para comentários sagazes, tiradinhas geniais e o seu bom humor. Puxa! Era muito legal vê-lo comentando assuntos de rock sob o mais variados temas. Se você duvida, confira algum dos tantos vídeos com ele no Youtube!

Outra grande perda dessa semana meio que maldita, hein! Que droga.
Descanse em Paz professor Kid Vinil.
E muito grato por cada momento em que compartilhou seus conhecimentos com a gente.

Thanks man!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Rastro de Maldade” – (Bone Tomahawk)

Taí um filme bem interessante e até certo ponto diferentão dos tantos outros tradicionais filmes de cowboy. Uma boa dica para quem curte filmes que tratem de assuntos do velho oeste americano, mas querem ver algo “um pouco” fora do esperado.
Assisti esta semana e confesso que até me deu “um ruim” (algumas cenas de violência), que não vou aqui comentar nem muito menos dar spoilers, mas esperava uma coisa e o filme acabou sendo bem outra. Uma grata surpresa em termos de roteiro, direção e atuações bacanudas de atores de peso, que até na maneira como se mostram/revelam os personagens ao desenrolar do filme, foi muito interessante.
Mas Ok! Pode até não ser nenhum grande clássico do cinema, mas no mínimo um filme instigante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A filosofia real por trás das lições de 10 mestres da cultura pop

Estes gurus da ficção lutam, protegem e, acima de tudo, ensinam. O que você não sabia é que estes ensinamentos têm base em correntes de pensamento do mundo real. Vista seu uniforme de gafanhoto e descubra de onde vêm as ideias que guiam os heróis

 

MESTRE YODA (Star Wars)

Frase: “O medo é o caminho para o lado sombrio. O medo leva à raiva, a raiva leva ao ódio, o ódio leva ao sofrimento”

Corrente filosófica: Estoicismo. Assim como Yoda, o pensador Sêneca defendia que uma ira desmedida acaba em loucura. Por isso, a ira deve ser evitada para conservar não apenas o autodomínio mas também a própria saúde. Em resumo, a reflexão de Yoda ensina a ter paciência e coragem para aceitar que não temos o controle sobre todas as coisas

Frase: “Muitas das verdades que temos dependem do nosso ponto de vista”

Corrente filosófica: Relativismo.É uma questão de interpretação, sugere o mestre Jedi. Segundo o filósofo Immanuel Kant, a realidade não é o que realmente é, mas como nós a enxergamos. Ou seja, a lição dessa concepção, que encara os fatos como sendo discutíveis, é que ninguém pode ser dono da razão

Frase: “Que a Força esteja com você”

Corrente filosófica: Taoísmo. Mencionada desde o primeiro Star Wars, a Força é um poder metafísico que envolve e liga todas as coisas vivas, é a energia pura. Seu conceito é semelhante ao princípio yin e yang, de polos opostos que equilibram o Universo – nos filmes, os lados claro e escuro. A Força auxiliou a ambos, os bons e os maus, enquanto competiam por poder. Obs.: para o cristianismo, é inconcebível pensar que essa força seja Deus. A Bíblia diz que Nele “não há mudança nem sombra” (Tiago 1:17)

 

MESTRE SPLINTER (Tartarugas Ninja)

Frase: “Não existe um monstro mais perigoso do que a falta de compaixão”

Corrente filosófica: Budismo. Máxima do Dalai Lama (saiba mais na página 41), o senso de preocupação com os outros beneficiaria a nós mesmos, pois segundo sua doutrina, ao ajudar alguém, a mente se amplia e os próprios problemas perdem a capacidade de afligir. A anulação desse sentimento, por outro lado, destruiria o caráter humano

Frase: “A morte vem para todos nós, mas muito pior é morrer sem honra”

Correntes filosóficas: Confucionismo e budismo. Para Splinter, assim como para os samurais seguidores do bushido (o código de ética desses guerreiros para viver com virtude), a honra era tudo, mesmo após a morte. A falta dela implicaria na traição aos princípios da justiça e da lealdade e o único jeito de recuperá-la seria se o desonrado cometesse suicídio. Em japonês, o termo haraquiri significa “cortar a barriga” e é a expressão mais nobre para esse tipo de suicídio

 

MESTRE DOS MAGOS (Caverna do Dragão)

Frase: “A resposta não está no poder de alguém, ela está no íntimo de cada um de vocês”

Corrente filosófica: Hegelianismo. O baixinho poderia ser o avatar do filósofo alemão Hegel, que afirmou que não é seu cargo ou posição que dá poder a você, mas sim a sua autonomia. Ou seja, é da sua capacidade de escolha que vem a possibilidade de agir. Portanto, é preciso ter valores sólidos para que a decisão seja bem tomada. Quanto mais bem resolvido por dentro, mais poderoso você é

Frase: “O lar é o reflexo do coração”

Corrente filosófica: Taoísmo.A casa mostra como está o astral de quem vive nela. É o que prega a arte milenar chinesa Feng Shui, que busca o equilíbrio emocional das pessoas com o mundo físico. No livro Zang Shu, do mestre taoísta Guo Pu, a mente e os sentimentos provocam estímulos externos que determinam a maneira de viver

 

PROFESSOR ALVO DUMBLEDORE (Harry Potter)

Frase: “Claro que está acontecendo em sua mente, mas porque isso significa que não é real?”

Corrente filosófica: Platonismo.Nesse diálogo com Harry Potter, fica claro que a noção de realidade do diretor de Hogwarts é a mesma que existia na Grécia antiga, na obra de Platão. Para esse filósofo, o que se capta pelos sentidos é apenas uma fração da própria realidade, que consiste na imaginação. Assim, o mundo real deveria ser interpretado como uma representação

Frase: “Não vale a pena mergulhar nos sonhos e se esquecer de viver”

Corrente filosófica: Mobilismo.Segundo o filósofo grego Heráclito, sonhos só seriam relevantes quando capazes de colocar o inconsciente em estado de vigília, isto é, em sintonia com a própria realidade. Sonhar serviria, portanto, para treinar o cérebro humano a reagir, quando acordado, a situações atípicas

Frase: “Não tenha pena dos mortos, Harry. Tenha pena dos vivos, e acima de tudo daqueles que vivem sem amor”

Correntes filosóficas:Platonismo e epicurismo.Dumbledore só poderia ser grego! Assim como ele, o filósofo ateniense Epicuro enxergava a morte sem drama. Para ele, a vida seria um conjunto de átomos que se dissolveriam para, mais tarde, se reunir e criar novos seres. Já Platão considerava a vida sem amor uma existência vazia e sem plenitude de espírito.

 

PROFESSOR CHARLES XAVIER (X-Men)

Frase: “A humanidade não é ruim, está apenas desinformada”

Corrente filosófica: Iluminismo.Xavier acredita que os seres humanos têm medo dos mutantes e até os odeiam por preconceito e superstição. O filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau sempre defendeu que o homem é bom em essência, mas que a vida civilizada o induz à maldade por meio de normas que o afastam de sentir a liberdade e questionar suas infinitas formas de expressão

Frase: “Por pior que pareça, essa dor te deixará mais forte”

Corrente filosófica: Existencialismo.Coincidência ou não, a reflexão de Xavier corresponde à famosa frase”O que não causa a minha morte me deixa mais forte”, do filósofo alemão Friedrich Nietzsche. Contrário à opinião de que o sofrimento é ruim, Nietzsche defendia que sem dor não haveria como treinar a resistência para alcançar o sucesso

 

RAFIKI (O Rei Leão)

Frase: “O passado pode doer, mas, do jeito que eu vejo, você pode fugir dele ou aprender com ele”

Corrente filosófica: Existencialismo.Pois não é que o macaco tem razão? Para o filósofo Nietzsche, por mais que se queira planejar o futuro, é impossível modificar o passado. Com isso, ensina-se que, quando não se aceita a passagem do tempo, ele é capaz de nos “aprisionar”

Frase: “Para conseguir o que quer, você deve olhar além do que você vê”

Corrente filosófica: Platonismo.Em O Rei Leão 3, foi a vez de o suricate Timão se consultar com o símio. Para ele, o conselho veio da filosofia de Platão, que buscou mostrar que, para enxergar a realidade material, é necessário ultrapassar os próprios sentidos e encarar o visível com com a percepção mental

 

GANDALF (O Senhor dos Anéis, O Hobbit)

Frase: “Você pode encontrar as coisas que perdeu, mas nunca as que abandonou”

Corrente filosófica: Platonismo.A frase do mago eremita caberia na fábula Os Viajantes e o Urso, do escritor da Grécia antiga Esopo. Nela, o abandono é retratado como uma prova para se testar a sinceridade e a amizade. O motivo? Para ele, quando alguém que está junto se perde pelo caminho, a solidão é superável, mas, quando uns aos outros se abandonam, na verdade abandonam a si mesmos. Quem age com indiferença não deve se surpreender se os outros o esquecem

Frase: “Para os olhos tortos, a realidade pode ter um rosto desvirtuado”

Corrente filosófica: Idealismo.O filósofo irlandês George Berkeley desenvolveu uma reflexão que afirma que todo conhecimento provém dos sentidos. Assim, a existência das coisas nada mais é do que a percepção que se tem dessa existência. Então toda a realidade material restringe-se à ideia que se faz das coisas, sejam elas boas ou más

Frase: “A jornada não acaba aqui. A morte é apenas um outro caminho”

Corrente filosófica: Agostinismo.Segundo o papa Francisco, seguidor da filosofia de Santo Agostinho, se a morte for entendida como o fim de tudo, transforma-se em ameaça. Afeta qualquer sonho, qualquer perspectiva. Portanto, para ele, a morte é como uma porta que deve ser atravessada com fé e amor numa continuidade feliz e sem fim

 

SENHOR MIYAGI (Karatê Kid)

Frase: “Não existe mau aluno, só mau professor. Professor diz, aluno faz”

Corrente filosófica: Antropocentrismo.”Um mestre inspira e anima ideias”, diria o filósofo holandês Erasmo de Roterdã. Desse ponto de vista, ser um bom professor seria elevar a condição coletiva. É por isso que não se deve confundir ensinar com regrar. Regras estariam ligadas à hierarquia, diferentemente de ensino, que teria como base a admiração e o respeito

Frase: “Para uma pessoa sem perdão no coração, viver é pior que morrer”

Corrente filosófica: Existencialismo.Revide o inimigo de outra maneira! Segundo o filósofo Jean-Paul Sartre, perdoar é cessar de odiar, em vez de anular ou apagar a ofensa cometida. Sendo assim, o perdão emerge como a possibilidade de romper o processo da mágoa. Sem ele, o ofendido jamais conseguirá prosseguir em paz

 

MORPHEUS (Matrix)

Frase: “Há uma grande diferença entre conhecer o caminho e trilhar o caminho”

Corrente filosófica: Taoísmo.Um ajuda a ganhar a vida, o outro a construí-la. O filósofo chinês Lin Yutang afirmava que o conhecimento está ligado diretamente à percepção, pois se trata de tudo aquilo que recebemos do mundo exterior para dentro de nós. Já o “trilhar” seria a sabedoria, ou seja, o conhecimento que foi posto em prática e assimilado

Frase: “Não pense que é capaz. Saiba que é”

Corrente filosófica: Aristotelismo.Para poder ilustrar a mensagem de Morpheus, vale recorrer à filosofia de Aristóteles, que defendia que, quando se duvida da própria capacidade, demonstra-se insegurança e incerteza. Com isso, o resultado tende a dar errado, fica incerto. Já quando estamos 100% seguros, o resultado sai como queremos.

 

SEU MADRUGA (Chaves)

Frase:“Não existe trabalho ruim. Ruim é ter de trabalhar”

Corrente filosófica:Pluralismo. O filósofo grego Demócrito diria a mesma coisa. Sobrecarregar a agenda equivaleria a sobrecarregar o espírito de angústia. Eliminar as tarefas penosas que nos impomos é vital para ter “euthymia” – grego para “paz de espírito”

Frase:“A vingança nunca é plena. Mata a alma e a envenena”

Corrente filosófica:Estoicismo. Entre todos os pensadores, o que melhor refletiu sobre a vingança foi o neoestoico Lúcio Sêneca. Para ele, dar o troco é um ato condenável, pois, além de fazer com que a injúria sofrida se estenda para causar mais dor, provoca desejos perversos e uma falsa sensação de consolo no vingador

…………………………………….

 

ioda

 

 

 

 

 

*Fonte: munsdoestranho
FONTES Livros Super-Heróis e a Filosofia, de Matt Morris e Tom Morris, A Arte da Guerra, de Sun Tzu, Entre Quatro Paredes e O Ser e o Nada, de Jean-Paul Sartre, O Poder dos Quietos, de Susan Cain, The Optimism Bias, de Tali Sharot, Manual de Limpeza de um Monge Budista, de Keisuke Matsumoto; site Diário do Centro do Mundo; e programa Academia CBN, da rádio CBN, com o filósofo Mario Sergio Cortella
CONSULTORIA Luciana Félix, professora de filosofia e mitologia greco-romana da Escola Superior de Direito Constitucional

Adolescentes rebeldes ameaçam gigantes de roupas nos EUA

Nova York – Há dois anos, o CEO da Aéropostale, Julian Geiger, compartilhou sua visão sobre o cliente adolescente.

“Hoje o adolescente quer se encaixar”, disse ele aos analistas. “Eles querem se encaixar usando roupas que fazem com que eles se sintam seguros. Se a marca Aéropostale promete algo, é que o adolescente pode usar nossas roupas, ir à escola e não ser alvo de provocações por sua aparência.”

No fim das contas, ele estava errado. Após décadas de batalhas com as rivais Abercrombie & Fitch e American Eagle, marcas que perceberam que a normalidade já não vendia mais e tentaram se reposicionar, a Aéropostale redobrou sua aposta e acabou sendo a principal derrotada na guerra da moda adolescente.

De modo mais amplo, a queda desse gigante americano serve de advertência para outras lojas, como Gap e sua unidade Banana Republic: hoje em dia, não só os adolescentes do país gostam de se destacar — os pais também.

Em 2011, a Aéropostale era um sucesso. As vendas anuais atingiram o pico de US$ 2,4 bilhões e a companhia era rentável. De repente, tudo desmoronou.

Adolescentes inconstantes não queriam ser propagandas ambulantes dos logotipos das marcas. Eles convergiram para lojas mais modernas, como Forever 21 e H&M, para comprar roupas com mais personalidade.

Ninguém quer ser alvo de gozação, obviamente. Mas isso não venderá roupas se os adolescentes acharem que é pior ser ignorado.

A Aéropostale ficou presa em uma armadilha. Os adolescentes não queriam mais usar logotipos, mas a Aéropostale perdeu sua identidade sem seu logotipo.

Justina Sharp, blogueira de moda de 19 anos, disse que quando os logotipos saíram da moda, não havia nada de único na Aéropostale que atraísse os adolescentes.

“A Aéropostale parece o lugar onde sua mãe te leva para fazer compras antes de voltar às aulas”, disse Sharp. Um porta-voz da Aéropostale não fez comentários imediatamente.

‘Nós mudamos’

Em 2014, Geiger, ex-presidente da loja de cupcakes Crumbs, foi nomeado para salvar a Aéropostale.

Ele tentou encontrar um ponto intermediário positivo, com a venda de roupas da moda e também de moletons e camisetas básicas que caracterizaram a Aéropostale nos dez anos anteriores.

Ele mudou o nome da loja para Aéro, com propagandas que prometiam aos adolescentes que “nós mudamos”. Os executivos disseram que estavam tentando atrair a “menina moleque paqueradora”, uma garota de 14 a 17 anos.

Em uma teleconferência de divulgação de resultados no começo do ano passado, Geiger estava cheio de otimismo.

“A volta às aulas será um período fundamental em que todos nós veremos quão longe chegamos no ressurgimento de uma das grandes marcas dos EUA para os jovens”, disse ele.

A volta às aulas foi um desastre. A Aéropostale pediu recuperação judicial antes das férias de verão do Hemisfério Norte.

Jamie Salter, CEO da Authentic Brands Group, empresa de administração de marcas responsável por ressuscitar a Aéropostale, disse que buscará “expandir a marca Aéropostale em uma escala global”.

Como isso acontecerá é a grande pergunta, e não apenas para a Aéropostale. As maiores marcas de roupas dos EUA também estão tentando descobrir como fazer isso.

……………………….
*Fonte: exame

aeropostale

Miniaturas pop de Game of Thrones

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_16

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_09