Como ser feliz? Os 11 conselhos de Aristóteles

Quando se trata de alcançar a felicidade, a maioria das pessoas se pergunta: “O que devo fazer?” Não é estranho, imbuído como estamos na cultura do fazer e da plena ocupação do tempo até que não haja mais um minuto. Os grandes filósofos, no entanto, se perguntavam: “Que tipo de pessoa devo ser?”

O segredo está no equilíbrio

Muitos grandes pensadores costumavam recorrer à ética da virtude em busca de respostas. Aristóteles, um dos filósofos mais influentes de todos os tempos, desenvolveu um sistema integral de virtude que podemos perfeitamente pôr em prática nos tempos modernos para alcançar um estado de equilíbrio emocional e paz interior no qual a felicidade naturalmente floresce.

De fato, seu sistema de ética da virtude é especialmente projetado para nos ajudar a alcançar a “eudaimonia”, uma palavra muito interessante que geralmente é traduzida como “felicidade” ou “bem-estar”, mas que na verdade significa “floração humana”.

Isso significa que Artistóteles pensava que a felicidade é o resultado de um modo de vida e um modo de ser, que surge quando somos capazes de desenvolver nosso potencial como pessoa e construir um sólido “eu”. O que é esse modo de viver?

Aristóteles pensava que o segredo estava em equilíbrio, uma ideia relacionada a outros sistemas filosóficos como o budismo. Este filósofo pensava que uma vida de abstinência, privação e repressão não leva à felicidade ou a um “eu” completo. Mas uma vida hedonista também não é o caminho, uma vez que os excessos geralmente geram uma forma de escravidão ao prazer, gerando no final um vazio existencial.

“A virtude é uma posição intermediária entre dois vícios, um por excesso e o outro por padrão”, escreveu ele. E para desenvolver a virtude, devemos simplesmente aproveitar todas as oportunidades que surgem, uma vez que não se trata de conceitos teóricos, mas de atitudes, decisões e comportamentos que devem guiar nossas vidas.

As 10 virtudes aristotélicas para alcançar eudaimonia

Em Nicomachean Ethics, o livro mais conhecido de Aristóteles escrito no século IV aC. C., elenca as virtudes que devemos desenvolver para alcançar eudaimonia:

1. Elegibilidade.
É a capacidade de controlar nosso temperamento e as primeiras reações. A pessoa paciente não fica muito zangada, mas também não pára de ficar com raiva quando tem razões para isso.

2. Força.
É o ponto intermediário entre a covardia e a imprudência. A pessoa forte é aquela que enfrenta perigos por estar ciente dos riscos e tomar as precauções necessárias. Trata-se de não correr riscos desnecessários, mas também de evitar os riscos necessários para crescer.

3. Tolerância.
É o equilíbrio entre o excesso de indulgência e intransigência. Aristóteles pensava que é importante perdoar, mas sem cair no extremo de passar tudo, deixando que os outros atropelem nossos direitos ou deliberadamente nos machuquem sem responder. Tão negativo é ser extremamente tolerante como extremamente intolerante.

4. Generosidade.
É o ponto intermediário entre a mesquinhez e a prodigalidade, trata-se de ajudar os outros, mas não de nos dar tanto que nosso “eu” seja diluído.

5. Modéstia.
É a virtude que está no ponto intermediário entre não se dar crédito suficiente pelas conquistas feitas devido à baixa auto-estima e ter um ego excessivo que nos faz pensar que somos o centro do universo. Trata-se de reconhecer nossos erros e virtudes, assumindo as responsabilidades que nos correspondem, nem mais nem menos.

6. Veracidade.
É a virtude da honestidade, que Aristóteles coloca em um ponto justo entre a mentira habitual e a falta de tato para dizer a verdade, para que a pessoa se torne um camicaze da verdade. Trata-se de avaliar o alcance de nossas palavras e dizer o que é necessário, nem mais nem menos.

7. Graça.
É o ponto médio entre ser um palhaço e ser tão hostil que somos rudes. É um saber ser, para que outros gostem da nossa empresa.

8. Sociabilidade.
Muito antes de os neurocientistas descobrirem que temos que escolher nossos amigos com cuidado, pois nossos cérebros acabarão se assemelhando aos seus, Aristóteles já nos advertiu do perigo de sermos sociáveis demais com muitas pessoas, bem como da incapacidade de fazer amigos. O filósofo acreditava que deveríamos escolher nossos amigos com cuidado, mas também cultivar esses relacionamentos.

9. Decoro.
É o ponto médio entre ser muito tímido e ser sem vergonha. Uma pessoa decente respeita a si mesma e não tem medo de cometer erros, mas não cai em insolência ou impertinência tentando passar sobre os outros. Ele está ciente de que todos merecem ser tratados com respeito e exigem o mesmo respeito por si mesmos.

10. Justiça.
É a virtude de lidar de forma justa com os outros, a meio caminho entre o egoísmo e o total desinteresse. Consiste em levar em conta tanto as necessidades dos outros quanto as próprias, para encontrar o meio termo que nos permita tomar decisões mais justas para todos.

A coisa mais interessante sobre a proposta de Aristóteles é que há espaço para erro, para cometer erros, aprender e melhorar sem sentir que somos pessoas más ou que não conseguiremos alcançá-lo. O que você acha?

………………………………………………………………………….
*Fonte: pensarcontemporaneo

Os reais benefícios de consumir cafeína regularmente

A cafeína faz parte da vida cotidiana moderna ao redor do mundo. Sua principal fonte é, claro, o café, mas alimentos como chocolates, chás e bebidas energéticas também possuem quantidades significativas dessa molécula. Nesse sentido, por muito tempo especialistas consideraram a cafeína como uma molécula que acabava prejudicando a saúde se consumida frequentemente. Contudo, não é isso que estudos recentes vêm demonstrando.

Inúmeras pesquisas demonstraram que o consumo regular de cafeína, principalmente pelo café ou chás, pode trazer muito mais vantages do que riscos para a saúde de uma pessoa. Para falar brevemente, estudos mostraram que esse consumo pode reduzir o risco de suicídio em até 45% e de doenças neurodegenerativas em até 60%. Ainda há efeitos colaterais pelo consumo em excesso, mas primeiro é preciso entender o que a cafeína faz no seu corpo.

O que é a cafeína e como ela funciona

Falando quimicamente, a cafeína é composta por 8 átomos de carbono, 10 de hidrogênio, 4 de nitrogênio e 2 de oxigênio. É possível encontrar esse composto principalmente em plantas, como a erva-mate, o cacau e o próprio cafeeiro. Em geral, essas plantas produzem a molécula para evitar infestações de lagartas e outras pragas. Contudo, há registros de que os humanos começaram a consumir frutos de café há mais ou menos 1.500 anos, na Etiópia – de onde a planta é nativa.

Basicamente o que a cafeína faz no organismo é competir com a adenosina. Essa última é um neuromodulador que quando ativo faz com que haja a sensação de sono e cansaço no nosso corpo. Para isso a adenosina precisa se ligar a receptores no cérebro, e assim você fica com sono. A cafeína, por sua vez se liga nos mesmos receptores da adenosina, evitando que ela faça seu papel de causar sono e cansaço. Ao longo de vários dias, contudo, o cérebro cria novos receptores e a adenosina pode se ligar novamente. Nesse ponto, é preciso consumir uma quantidade maior de cafeína para ter o mesmo efeito.

Um estudo de 2008 também mostrou que o consumo de cafeína pode aumentar a produção de adrenalina no corpo, bem como dopamina e noradrenalina.

*Por Mateus Marchetto

………………………………………………………..
*Fonte: SoCientífica

Ano novo: 7 dicas para você mudar a sua vida

Mais um ano chega ao fim e, nesta época, é comum analisarmos tudo o que queríamos ter feito – e o que de fato aconteceu. Quando os objetivos traçados estão longe das metas conquistadas, é comum nos sentirmos tristes e angustiados. Contudo, independentemente de não ter sido como você planejou (afinal, a vida é uma caixinha de surpresas!), os sentimentos negativos não devem predominar. É preciso se olhar com carinho, amor e ter a consciência de que sempre é possível mudar a sua vida e dar uma nova guinada em sua história.

A coach pela Sociedade Brasileira de Coaching, Silvia Donati, preparou sete dicas para mudar a sua vida e fazer com que você acredite mais no seu potencial e consiga transformar, seja no profissional ou no pessoal, aquilo que lhe incomoda.

Valorize a sua trajetória
Quais são as suas qualidades? Olhe para você e reconheça o que tem de bom. Elevar a sua autoestima e deixar a necessidade de aprovação dos outros de lado é essencial. “Com sua experiência e história de vida, é possível conquistar tudo”, explica Silvia.

Tenha um propósito
“Ao tomar consciência de que você é responsável por suas escolhas e de que a vida é a somatória dessas decisões, consegue identificar qual é a direção dos seus propósitos e sonhos – e a partir daí realizá-los”, ressalta a especialista.

Comprometa-se com você
Coloque-se como prioridade. Quando você se enxerga como indivíduo único e se respeita, adquire as ferramentas para vencer o medo, a frustração e a insegurança. Longe desses sentimentos e determinado e disciplinado a conquistar o que se comprometeu, você tem grandes chances de sucesso.

Alinhe as expectativas
É precisa ser realista com seus sonhos para minimizar as frustrações. Para traçar o tempo de conquistar cada objetivo, olhe para sua história. Assim fica mais fácil identificar se suas metas serão alcançadas em prazos curto, médio ou longo.

Foque no resultado
O que você precisa para conquistar o que quer? Depois de estabelecer os prazos, faça uma ação diária para que você se aproxime de conquistar o que almeja. Por exemplo: se a ideia é comprar um novo automóvel, poupe um pouquinho a cada dia.

Busque a felicidade
Nessa jornada, aproveite para se conhecer melhor – assim, você também consegue enxergar quais os seus verdadeiros sonhos. E lembre-se de se cuidar e de se agradar – dê a você prioridade.
Pratique o amor próprio

De acordo com a coach, amor próprio é fundamental para avançar, já que tal sentimento atrai coragem para vencer medos e limitações. Com a autoestima elevada e crenças fortalecidas, qualquer pessoa passa a confiar mais na própria capacidade e sentir-se mais segura. “Acredite que você é especial e merece o melhor. Faça todo dia algo que traga felicidade para você – e pode ser a coisa mais simples do mundo, como cantar no chuveiro, ler, ouvir música ou dormir, por exemplo”, revela Silvia.

*Por Lucas Vasconcellos

………………………………………………………………………….
*Fonte: vidasimples

Quanto mais água você bebe, mais feliz você fica, diz estudo

A hidratação pode ser a receita para a felicidade: esta pesquisa reflete os benefícios de beber bastante água todos os dias.

Estar devidamente hidratado pode ter um efeito transcendente em nossas vidas? De acordo com uma nova pesquisa, beber água pode ser a receita da felicidade.

A nova pesquisa com 2.000 americanos dividiu os entrevistados por quantos copos bebem por dia, e descobriu que aqueles que bebem mais água por dia tendem a ser mais otimistas, enérgicos e bem-sucedidos.

Aqueles que bebem seis ou mais copos de água por dia são os mais propensos a concordar totalmente que estão “muito felizes” (41%). O estudo comparou os dados e apenas 12% daqueles que disseram beber pouca água concordam totalmente com a mesma afirmação.

A pesquisa, conduzida pela OnePoll em nome dos eletrodomésticos Bosch, explorou o papel que a hidratação desempenha em nossas vidas e os benefícios de nos sentirmos potencialmente mais felizes.

A água também podem ser a chave para acordar sentindo-se revigorado.

O estudo constatou que quem bebe seis ou mais copos por dia acorda sentindo-se exausto menos vezes por semana (2,59) em comparação com quem bebe menos de um copo de água por dia (3,14).

Os entrevistados que bebem seis ou mais copos de água por dia também são os mais propensos a se descreverem como bem-sucedidos, e também são os menos propensos a se atrasar para o trabalho.

Como a temperatura influencia no quanto de líquido ingerimos diariamente?

Bem, a conclusão chegada é que a água à temperatura ambiente não é a escolha de bebida mais refrescante para a pessoa média e os resultados confirmaram que isso é verdade.

O estudo revela que não ter bebidas em nossa temperatura preferida afeta o quanto a bebemos e, portanto, nossa energia geral, felicidade e otimismo.

E agora? Que tal ir beber um copo de água na temperatura preferida?

Uma dica: Coloque o seu celular para despertar de hora em hora com a palavra ÁGUA. Assim, você não esquece de beber e se mantem sempre otimista e bem-sucedido, o que acha? Uma recompensa bem interessante.

……………………………………………………………………………………
*Fonte: resilienciamag

Cinco dicas para aumentar seu foco

A sensação de que estamos mais dispersos e com dificuldade de prestar atenção em algo por muito tempo é resultado de uma época de hiperestímulos. Descubra como aumentar seu foco

Focar em uma única atividade tem sido cada vez mais difícil: estamos conversando com um amigo e, ao mesmo tempo, de olho nas notificações que não param de chegar no celular. Sentamos para assistir a uma série e, simultaneamente, checamos as redes sociais. Vamos para a cozinha preparar uma refeição deliciosa, mas a televisão está ligada com as notícias do dia. Abrimos um livro, mas é um desafio sustentar a leitura por muitas páginas. A boa notícia é que estamos todos no mesmo barco.

Chris Bailey, canadense especialista em produtividade e autor de Hiperfoco: Como Trabalhar Menos e Render Mais (Benvirá), acredita que não se trata de nosso cérebro estar distraído – a distração é, na verdade, sintoma de algo ainda maior. O grande problema está no excesso de estímulos aos quais somos expostos todos os dias.

Engajado nos estudos sobre o tema desde 2013, Chris descobriu que, quando trabalhamos em frente a tela de um computador, especialmente se o celular também estiver ao lado, conseguimos manter o foco no que estamos fazendo por 40 segundos até sermos interrompidos por uma notificação qualquer ou nos distrairmos com uma olhadinha nas redes sociais ou no e-mail. E pior: para retomar a concentração na atividade inicial, levamos, em média, 26 minutos.

Aqui vão cinco sugestões propostas por Bailey para lidarmos melhor com a atenção que colocamos no que realizamos – e, ainda, ajudar a restabelecer o funcionamento saudável do cérebro.

Pare de associar produtividade à trabalho
O canadense acredita que ser produtivo é cumprir o que você se propôs a fazer – e isso não necessariamente está ligado à uma atividade profissional. Se seu objetivo é maratonar uma série durante um dia inteiro e assim o faz, colocando toda sua intenção e atenção naquilo, você foi produtivo. O mesmo vale se sua meta é exercitar-se todas as manhãs, por exemplo. O especialista também é adepto do conceito de realizar as tarefas no menor tempo possível. Assim, sobram momentos para o que realmente importa para você, aquilo que você ama fazer, como seus hobbies. De forma alguma é para abrir espaço no calendário para acrescentar mais obrigações. “A gente já faz coisas demais. Temos que aprender a ficar sem produzir nada”, afirma.

Não tente fugir do tédio
Domingo à tarde e todas as pendências estão em dia. Ao invés de ceder seu tempo às telas digitais, busque viver o tédio. Contemple os tons de verde das plantas e os diferentes sons do ambiente. Conte quantos azulejos existem na parede da cozinha. Brinque de encontrar desenhos nas nuvens do céu. Chris diz que, quando aprendemos a conviver com esse estado tedioso, fica mais fácil nos sentirmos presentes em todos os aspectos da nossas vidas, da reunião no trabalho ao almoço com a família no fim de semana.

Deixe a mente vaguear
Durante uma apresentação no TEDxManchester, Bailey compartilhou uma de suas citações favoritas. Trata-se de uma fala de do escritor J. R. R. Tolkien, que diz que “nem todos os que vagueiam estão perdidos”. Deixar a mente vaguear significa dar liberdade à nossa atenção, de modo que ela visite lugares diversos, sem repreendê-la por isso. São nessas oportunidades que as ideias surgem com mais frequência, como quando estamos tomando banho, andando de metrô ou limpando a casa. Dificilmente você encontrará respostas em frente ao computador.

Faça atividades manuais
Pintar, bordar, costurar, desenhar, esculpir, cozinhar… O importante é colocar a mão na massa. Além de nos ajudarem com a concentração, porque demandam nossa completa atenção, essas práticas também são um campo rico para a criatividade e um bom recurso contra o estresse. aumentar seu foco

Experimente um detox digital
O objetivo é fornecer menos estímulos para o cérebro. Estabeleça um período de tempo para ficar longe do celular e, especialmente, das redes sociais. Pode ser de forma gradativa: algumas horas por dia, depois um dia todo, um fim de semana, uma semana inteira. Vale começar desativando as notificações e criando uma rotina de desconexão, como guardar o aparelho duas horas antes de dormir. Você perceberá que, aos poucos, a capacidade de se concentrar em algo vai aumentando. Chris diz que isso mostra que o que nossa mente precisa é de mais espaço. Se você tira o excesso de informação, sobra lugar para que a atenção se instale.

*Por Nara Siqueira
…………………………………………………………………………………………
*Fonte: vidasimples

Beber refrigerante envelhece tanto quanto fumar, aponta estudo

Se na mesa das suas refeições nunca falta uma garrafa de refrigerante, vale prestar atenção aos resultados de um estudo realizado por cientistas da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA); eles apontam que o consumo diário de refrigerantes ricos em açúcar pode acelerar o envelhecimento tanto quanto fumar.

Se na mesa das suas refeições nunca falta uma garrafa de refrigerante, vale prestar atenção aos resultados de um estudo realizado por cientistas da Universidade da Califórnia, em São Francisco (EUA); eles apontam que o consumo diário de refrigerantes ricos em açúcar pode acelerar o envelhecimento tanto quanto fumar.

Este tipo de bebida, de acordo com o estudo publicado no American Journal of Public Health, aumenta a velocidade com a qual as células envelhecem. A pesquisa revelou que pessoas que bebiam o equivalente a duas latas de refrigerante de cola por dia tiveram mudanças no DNA que tornaram as células 4,6 anos mais velhas do que realmente eram.
A análise de milhares de amostras de DNA mostrou que pessoas que ingerem a bebida regularmente apresentam telômeros mais curtos do que as que não têm esse hábito. Essas estruturas, encontradas nas extremidades dos cromossomos, protegem o material genético e são um indicador de saúde. Telômeros mais curtos do que a média são vistos como um sinal de doenças e morte prematura.

Segundo informações divulgadas originalmente na revista Time e no jornal Daily Mail, à medida que o envelhecimento avança, os telômeros ficam cada vez mais curtos, o que danifica o DNA e eleva as chances de doenças relacionadas à idade, como Alzheimer, diabetes e doenças cardíacas.

Não há necessidade de abolir de vez o refrigerante da sua casa, mas, dadas as informações, vale reavaliar a frequência do consumo, não acha?

…………………………………………………………………………..
*Fonte: contioutra

Como alcançar seu potencial máximo no trabalho, segundo Warren Buffett

A sabedoria de Warren Buffett continua ensinando muita gente. Com quase 90 anos, o CEO da Berkshire Hathaway contribuiu para o senso comum mundial e compartilhou as regras de vida que mais funcionaram para ele.

Uma das regras de Buffett é bastante direta: livre-se dos maus comportamentos. A maioria de nós sabe quais são os obstáculos que impedem que alcancemos todo o potencial que temos – e ele não mede esforços para explicar o que traz à tona o pior de cada um. “Eu vejo pessoas com esses padrões de comportamento autodestrutivos. Eles realmente são presos nisso”, comenta.

A solução para esse problema é simples. O CEO da Berkshire Hathaway aconselhou ex-alunos da Universidade da Flórida a aprender e adotar os bons hábitos desde cedo, antes que seja tarde demais. Segundo ele, “você pode se livrar [de um mau comportamento] muito mais facilmente na sua idade do que na minha, porque a maioria dos nossos comportamentos é habitual. As cadeias de hábitos são leves demais para serem sentidas até serem pesadas demais para serem quebradas”.

Realmente é muito mais fácil livrar-se dos maus hábitos aos 20 anos do que aos 50 ou 60 anos. Mas, independentemente da sua idade, livrar-se dos seus padrões autodestrutivos é crucial para obter sucesso.

Quais são esses comportamentos?

Durante a infância, nossos pais nos mandavam parar de falar com a boca cheia, não arrotar em público e parar de importunar nossos irmãos, por exemplo. Reflita: algo mudou hoje? A resposta é: dificilmente.

Muitas vezes trazemos hábitos que temos desde crianças para o ambiente empresarial – e eles se tornaram comuns. O portal Inc. reuniu cinco comportamentos dos quais você deve se livrar agora mesmo:

1. Fofoca nos locais de trabalho

A fofoca é uma prática corrosiva e muitos profissionais não ficam cientes quando isso acontece, ainda que sejam os responsáveis por criar algum rumor. Em sua pior e mais sombria explicação, as fofocas são usadas pelas pessoas para promover suas próprias reputações e interesses à custa de seus colegas. Sabemos que, naturalmente, é difícil se afastar de uma história interessante e, para os que são viciados em fofocas, mantê-las para si mesmos é ainda mais complicado.

Por isso, quando a fofoca chega em um nível que torna o ambiente de trabalho um local hostil, as consequências podem ser enxergadas com facilidade. Nota-se um declínio na confiança entre os colaboradores, há um drama emocional que atrapalha a produtividade, ansiedade e tensão aumentam, os times ficam mais divididos, uma vez que as pessoas começam a tomar partidos. Além disso, pode haver uma rotatividade inesperada e a perda de bons talentos.

2. Gestão baseada no medo

Se você deseja promover uma equipe ou organização confiável e de alto desempenho, deixe de lado as práticas autoritárias e pare de gerar medo entre os membros. Como líder, isso significa dar a liberdade para que todos experimentem coisas novas, colaborem com ideias, cometam erros e até mesmo que liderem a si mesmos. Essa atitude pode desencadear esforços surpreendentes e seu time entregará ótimos resultados.

Quando um modelo de liderança é menos baseado no controle e mais no incentivo à autonomia e à sabedoria coletiva, o saldo é sempre positivo. E o melhor: desencadeia o crescimento financeiro.

3. Incapacidade de ouvir atentamente

Comunicação eficaz diz respeito apenas a saber falar. Grandes comunicadores ouvem histórias de terceiros de maneira intuitiva, fazendo perguntas em busca de mais profundidade, entendimento e significado. Fazer isso requer a habilidade de estar presente no momento. Isso significa que você deixa de conversar com outras pessoas só para entender o seu ponto de vista e buscar agregar o que funciona para todos.

Quando você ouve atentamente, você escuta as objeções, ansiedades e medos alheios, bem como a solução para diversos problemas.

4. Mentir

A mentira é um enigma psicológico fascinante. Geralmente, existem duas razões pelas quais as pessoas mentem: por conta de algo que diz respeito a elas mesmas, e porque há algo nos outros que elas querem fazer igual. Geralmente, nossas piores qualidades são as responsáveis pelas mentiras.
saiba mais
Conheça a lição de sucesso que Bill Gates aprendeu com Warren Buffett

Em um artigo da National Geographic, intitulado “Por que mentimos: a ciência por trás de nossas maneiras enganosas”, há um trecho que diz: “mentir, ao que parece, é algo em que muitos de nós somos muito hábeis”.

Então, se mentir é humano, você pode apostar que isso está acontecendo com frequência na sua empresa. Para combater o problema da mentira, é preciso estar ciente das razões pelas quais as pessoas estão agindo dessa maneira.

5. Falta de integridade

Infelizmente, a integridade está muitas vezes ausente. Em uma de suas cartas anuais aos acionistas da Berkshire Hathaway, Warren Buffett escreveu: “São necessários 20 anos para construir uma reputação e cinco minutos para arruiná-la. Se você pensar sobre isso, fará as coisas de maneira diferente”.

A pergunta é: como você pode arruinar sua reputação em cinco minutos? Não assumindo a responsabilidade por suas ações. A reputação, a carreira ou o sucesso de qualquer pessoa podem cair rapidamente como um castelo de cartas, não importa o quão esforçada ou elogiada ela tenha sido ao longo dos anos.

O CEO quer dizer que, sem a integridade presente como um valor real, você acabará fracassando. Ele tem tanta certeza de que a integridade é a força vital rumo à influência e sucesso, que afirmou que, se você contrata e promove funcionários com inteligência e energia, mas sem integridade, você “realmente quer que elas sejam burras e preguiçosas”.

………………………………………………………………………..
*Fonte: revistapegn

10 efeitos da falta e excesso de sol na nossa saúde

O sol é a estrela central do nosso Sistema Solar. E todos os outros corpos desse sistema, como por exemplo planetas, planetas anões, asteroides e cometas giram em torno dele. Ele é a estrela mais próxima da Terra e pertence à classe espectral G. Essa estrela é mediana em relação às outras.

Nossa vida só é possível graças à luz que vem do sol. Além de nos manter aquecidos, existem várias vantagens relacionadas com a exposição dos raios solares. Contudo, mesmo nos dando vários benefícios, ficar no sol, por muito tempo sem proteção, pode acarretar problemas.

Mostramos aqui alguns dos efeitos que a falta e o excesso de sol podem causar na vida e saúde.

1 – Vitamina D
A luz solar é a principal fonte dessa vitamina. Quando nossa pele é exposta ao sol, ela produz vitamina D a partir do colesterol. Essa vitamina vinda do sol tem várias funções para o corpo e é essencial para a saúde.

2 – Cálcio e fosfato
A vitamina D também ajuda a regular os níveis de cálcio e fosfato no organismo. Esses nutrientes são extremamente importantes para manter os ossos e os músculos saudáveis.

3 – Humor
Se expor aos raios solares também tem outro ponto positivo que é a melhora do humor. Os raios do sol dão calor e luz, e isso estimula a sensação geral de bem-estar. Além disso, a luz do sol também pode estimular a circulação do sangue e isso aumenta os níveis de energia no corpo.

4 – Ciclo sono-vigília
A exposição ao sol também está relacionada com o momento de síntese de melatonina. Ela é um hormônio que regula esse ciclo sono-vigília. Além dele, a luz do sol também é responsável pela manutenção dos ritmos circadianos normais e robustos.

5 – Prevenir obesidade
O UV presente na luz solar não dá apenas vitamina D ao corpo. Ele também é uma fonte vital de óxido nítrico, que é essencial para o corpo e funciona como uma ferramenta para regular importantes processos fisiológicos. Como por exemplo a circulação sanguínea e o metabolismo.

E uma exposição adequada ao óxido nítrico do sol vai ajudar a manter o metabolismo funcionando sem nenhum problema.

6 – Cegueira da neve
A luz do sol pode acabar induzindo a chamada cegueira da neve ou fotoceratite. Essa é uma condição ocular bem dolorosa, que é causada pela exposição dos olhos, que não foram bem protegidos, aos raios UV. E o reflexo da neve e do gelo aumentam a intensidade desses raios.

7 – Doença cardíaca
Segundo pesquisas, a deficiência de vitamina D nos homens faz com que eles fiquem duas vezes mais propensos a desenvolverem doenças cardíacas.

8 – Não existe bronzeamento saudável
Não importa em que grau, bronzeamento saudável não existe. A pele vai produzindo pigmento de cor escura, a melanina, como uma forma de escudo contra os danos causados pela radiação UV.

Contundo, não existe uma defesa contra os danos UV a longo prazo. Como por exemplo, o câncer de pele.

9 – Câncer de pele
A exposição prolongada ao sol está relacionada a vários problemas de saúde. Mais de 90% dos casos de câncer de pele são causados pela exposição à radiação UV do sol.

10 – Envelhecimento da pele
Ficar muito exposto ao sol também está relacionado com o envelhecimento da pele. Esse processo é chamado de fotoenvelhecimento. Os primeiros sintomas incluem o aparecimento de rugas em volta dos olhos, boca e testa. Além da perda da cor e preenchimento dos lábios.

…………………………………………………………………………………
*Fonte: vidaemequilibrio

Essa é a melhor planta para afastar as energias negativas!

Você é um amante de plantas? Então não pode deixar de ter esse espécime em sua casa. Descubra qual é!

As plantas são imprescindíveis na casa de muitas pessoas. Elas trazem mais leveza e pureza a cada ambiente, permitem-nos estar mais perto da natureza e também podem contribuir para o nosso bem-estar e felicidade.

No entanto, os benefícios das plantas podem ir além disso. Se você é uma pessoa mística e que acredita em energias, precisa conhecer uma planta muito especial, que ajuda a tornar o seu lar uma fonte inesgotável de positividade, eliminando tudo aquilo que não contribui positivamente para a sua vida.

Certamente, você já ouviu falar desta planta, mas não conhecia os seus incríveis segredos até agora. O nome dela é Dieffenbachia sp. ou, como conhecemos aqui no Brasil, “comigo ninguém pode”.

Essa é uma planta que carrega consigo muitos segredos e perigos, e precisa ser tratada com muita cautela dentro de nossas casas, mantida longe de crianças e animais.

A Dieffenbachia possui uma substância chamada cristais de oxalato de cálcio, que pode causar intoxicação e alergias na pele e nos olhos, caso ingeridas. Ela também é capaz de provocar inchaços na boca, língua e garganta, até mesmo paralisando as cordas vocais e inibindo a voz.
No entanto, nem tudo é negativo. De fato, essa é uma das plantas mais poderosas contra as energias negativas dentro de casa, e pode nos trazer grandes benefícios espirituais.

A “comigo ninguém pode” é conhecida por seu poderoso efeito contra a inveja, mau-olhado e azar, e é muito recomendada para proteger os nossos lares de todas as energias e intenções negativas. Acredita-se que ela possa até mesmo afastar visitas indesejadas.

Por todos esses benefícios, ela ajuda a atrair boas energias para as nossas casas, que acabam sendo transmitidos para nós também. Essa planta é considerada ideal para aqueles que desejam cultivar coisas boas em suas casas, libertando-se de impulsos negativos.

O ideal é que a planta decorativa fique localizada na porta da frente ou até mesmo no quintal ou jardim, para que combata a negatividade antes mesmo que ela entre em nossas casas.

Essa planta sobrevive melhor em ambientes onde a luminosidade não é alta, por isso mantenha-a longe da incidência direta do sol. Ela não se adapta muito bem ao frio e precisa ser cultivada em um solo rico em nitrogênio. Plante o seu caule em vasos para que cresça da maneira certa e evite regar com muita frequência, apenas quando estiver quase seca.
A “comigo ninguém pode” é uma grande aliada para combater a negatividade em nossas casas, e deve ser aproveitada das melhores maneiras possíveis.

Siga as recomendações antes de levar uma delas para casa, tome cuidado com a exposição exagerada à planta e aproveite todos os seus incríveis benefícios espirituais!

*Por Luiza Fletcher

……………………………………………………………………
*Fonte: osegredo

13 atitudes que contribuem para um trânsito mais seguro

Confira boas práticas indicadas pela campanha Trânsito+gentil, da Porto Seguro, para que qualquer pessoa possa contribuir para a transformação das cidades

Não existe trânsito seguro sem que motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres tenham uma mudança de comportamento e passem a considerar pequenas gentilezas como práticas comuns de nosso dia a dia.

É isso o que prega a campanha Trânsito+gentil da Porto Seguro, que aproveita a Semana Nacional do Trânsito, entre os dias 18 e 25 de setembro, para trazer ainda mais destaque sobre a importância deste tema.

Nós da Catraca Livre também nos sentimos parte deste movimento pela gentileza no trânsito e para provar que essa transformação é possível a partir de pequenos gestos, listamos abaixo 13 dicas para você colocar em prática agora mesmo.

Pedestres

Mesmo sendo um dos mais vulneráveis, o pedestre tem papel importante na segurança do trânsito e na transformação dele em um ambiente mais gentil. Algumas mudanças de postura que podem contribuir para que isso aconteça incluem:

1 – Fazer contato visual com o motorista mesmo quando for atravessar na faixa de segurança. É de extrema importância que você tenha certeza que ele está te vendo;

2- Andar com atenção nas calçadas de postos de gasolina. Nesses lugares existe uma intensa movimentação de veículos e motocicletas e é comum que pequenos acidentes, facilmente evitáveis, aconteçam;

3 – Respeitar a ciclovia. Afinal, ela foi feita para os ciclistas pedalarem com segurança e não para você caminhar;

O volume de ciclistas tem aumentado de maneira exponencial nas grandes cidades. Essa tendência seguirá forte no pós-isolamento, como comprova uma recente pesquisa sobre o crescimento de 50% na venda de bicicletas no Brasil, entre os meses de maio e junho.

Com todo esse volume de novos ciclistas surge a necessidade de que atitudes de gentileza sejam tão importantes quanto achar uma ciclovia perto de você. Algumas práticas que podem ser tranquilamente adicionadas durante as pedaladas incluem:

4 – Ficar atento no que acontece à sua frente e evitar ao máximo olhar para trás. Isso pode te ajudar a se livrar de algo que possa vir a dar errado no seu caminho;

5 – Sinalizar com antecedência caso você precise entrar em alguma rua ou sair da sua faixa. Os outros veículos precisam diminuir a velocidade e isso contribui para evitar sustos desnecessários;

6 – Nada de competir com as motos. Você não tem um motor e ainda por cima não possui quase nenhum tipo de proteção;

Motociclistas
Catraca Livre dá dicas de gentileza para tornar o trânsito mais seguroCrédito: Banco de Imagens/BigstockMotociclistas devem ter atenção para evitar os pontos cegos dos carros, ônibus e caminhões

Uma das maiores frotas no trânsito das cidades, as motos fazem parte deste intenso microcosmo urbano que tem na intensa relação dos motociclistas com outros veículos, uma de suas principais características.

É por conta disso que se faz mais do que necessário cuidado redobrado na hora de circular nas vias. Entre as dicas para tornar mais gentil o dia a dia do motociclista, podemos destacar:

7 – O uso do farol aceso de noite e de dia. Pode parecer exagero, mas não é. Motoristas te veem muito melhor com o farol ligado;

8 – A atenção para evitar os pontos cegos dos carros, ônibus e caminhões. Quanto maior o veículo, maior esses pontos;

9 – Respeitar as ciclovias e ciclofaixas como lugares exclusivos para os ciclistas. Evitando acidentes desta forma;

Motoristas
Catraca Livre dá dicas de gentileza para tornar o trânsito mais seguroCrédito: Banco de Imagens/BigstockQuando um motorista te der passagem, sorria e agradeça

E pra fechar essa lista não poderia faltar, é claro, dicas para os motoristas. São as pessoas atrás dos volantes que tornam a segurança no trânsito possível e se você se atentar para estas quatro dicas, vai perceber o quanto é fácil promover essa mudança:

10 – Quando um motorista te der passagem, sorria e agradeça. O mesmo pode acontecer com você quando for a sua vez de retribuir essa gentileza;

11 – Dar passagem aos ciclistas não custa nada. Eles são ágeis e passam rapidinho! Isso não vai te atrasar;

12 – Sempre que possível, deixe espaço entre o seu e outros carros, para que os motociclistas possam mudar de faixa com mais agilidade;

13 – Não se esqueça das setas. Elas servem de sinal às pessoas que estão atravessando uma via sem semáforo para pedestres;

Agora que você já conhece algumas destas gentilezas, chegou a sua hora de colocá-las em prática. E se quiser conhecer muitas outras acesse o site www.transitomaisgentil.com.br.

…………………………………………………………………….
*Fonte: catracalivre

Os cinco melhores exercícios físicos segundo Harvard (e nenhum deles é correr)

Se você acha que correr uma maratona é a maneira mais simples de ficar sempre em forma, está enganado. Pelo menos é o que dizem os estudiosos de Harvard, segundo os quais, para perder peso, aumentar a massa muscular, proteger o coração e o cérebro e fortalecer os ossos, há atividades físicas melhores do que essa. I-Min Lee, professora de Medicina e Epidemiologia da Faculdade de Medicina de Harvard (EUA), afirma que correr longas distâncias não faz bem para as articulações nem para o sistema digestivo. Sua proposta de atividades esportivas inclui outros cinco exercícios que trazem benefícios que vão desde a perda de peso até o ganho de músculos, proteção do coração e fortalecimento dos ossos.
tai chi

1. Tai chi
Uma arte marcial chinesa que combina uma série de movimentos delicados e fluidos para criar uma espécie de meditação em movimento. O exercício é praticado lenta e suavemente com um alto grau de concentração e dá especial atenção para a respiração em profundidade. Como são os praticantes que definem o seu próprio ritmo, ele é acessível para uma variedade muito ampla de pessoas, independentemente da idade ou da condição física. “É especialmente bom para os mais velhos, pois o equilíbrio é um componente importante da condição física e algo que perdermos com o avançar da idade”, diz Lee. Para Marta Rosado, com efeito, ele “melhora o equilíbrio, a coordenação e a flexibilidade. Previne o surgimento de dores lombares e problemas na coluna vertebral. A prendemos a respirar e a canalizar nossa energia. Melhora o sono e relaxa física e mentalmente. Qualquer um pode realizá-lo, pois ele não provoca nenhum tipo de impacto. Eu o recomendaria sobretudo a partir dos 50 anos”.

Vários estudos sugerem que caminhar durante pelo menos 30 minutos, mesmo sendo em ritmo moderado ou pausado, pode trazer benefícios para a mente e para o corpo. Em pessoas com depressão severa, esse exercício pode contribuir para uma redução clinicamente importante e estatisticamente significativa da mesma. ”É uma atividade que melhora o sistema cardiovascular, pode ajudar a fortalecer a parte inferior do corpo nas pessoas mais velhas e naquelas que têm pouca condição física”, afirma Ángel Merchán. “Diminui os níveis de colesterol, é essencial para diabéticos, reforça o sistema imunológico, melhora a circulação e oxigena o corpo”, diz a personal trainer Marta Rosado, para quem essa atividade não constitui, porém de um “treinamento”.

2. Caminhar
Vários estudos sugerem que caminhar durante pelo menos 30 minutos, mesmo sendo em ritmo moderado ou pausado, pode trazer benefícios para a mente e para o corpo. Em pessoas com depressão severa, esse exercício pode contribuir para uma redução clinicamente importante e estatisticamente significativa da mesma. ”É uma atividade que melhora o sistema cardiovascular, pode ajudar a fortalecer a parte inferior do corpo nas pessoas mais velhas e naquelas que têm pouca condição física”, afirma Ángel Merchán. “Diminui os níveis de colesterol, é essencial para diabéticos, reforça o sistema imunológico, melhora a circulação e oxigena o corpo”, diz a personal trainer Marta Rosado, para quem essa atividade não constitui, porém de um “treinamento”.

Importantes para homens e mulheres, eles ajudam a fortalecer a região pélvica. À medida que envelhecemos, essa região, que inclui o útero, a bexiga, o intestino delgado e o reto, se fragiliza. Manter esse conjunto com resistência traz benefícios como o de evitar vazamentos da bexiga. A forma correta de fazê-los, segundo Harvard, é comprimir os músculos usados para segurar a urina ou os gases durante dois ou três segundos, soltar e repetir 10 vezes –e isso, de quatro a cinco vezes por dia. Marta Rosado alerta, porém, para o fato de que “a realização de uma quantidade excessiva desses exercícios pode levar a um enfraquecimento dos músculos da região pélvica e provocar uma nova redução da capacidade de controlar a bexiga”.

3. Exercícios de Kegel
Importantes para homens e mulheres, eles ajudam a fortalecer a região pélvica. À medida que envelhecemos, essa região, que inclui o útero, a bexiga, o intestino delgado e o reto, se fragiliza. Manter esse conjunto com resistência traz benefícios como o de evitar vazamentos da bexiga. A forma correta de fazê-los, segundo Harvard, é comprimir os músculos usados para segurar a urina ou os gases durante dois ou três segundos, soltar e repetir 10 vezes –e isso, de quatro a cinco vezes por dia. Marta Rosado alerta, porém, para o fato de que “a realização de uma quantidade excessiva desses exercícios pode levar a um enfraquecimento dos músculos da região pélvica e provocar uma nova redução da capacidade de controlar a bexiga”.

Trata-se do “exercício perfeito”, segundo os autores do boletim de saúde de Harvard Healthbeat. Além de trabalhar quase todos os músculos do corpo, a natação eleva a frequência cardíaca e pode melhorar a saúde do coração e proteger o cérebro da deterioração relacionada à idade. Nadar regularmente entre 30 e 45 minutos é um exercício aeróbico que ajuda a combater a depressão, a elevar o estado de ânimo e a diminuir o estresse, entre outros benefícios. “Nada é bom para pessoas com atrite”, afirma Lee no boletim. Embora o considere bastante completo, Ángel Merchán, diretor da empresa de treinamento pessoal Homewellness, não acredita na existência de um “treinamento perfeito baseado em apenas uma modalidade. É preciso uma abordagem incluindo diversas práticas. Os impactos e as cargas são também necessários, por exemplo, para a prevenção da osteoporose e para o estímulo dos tendões. A natação deve ser combinada com um trabalho de força –com pesos, por exemplo—e de impacto (corrida, por exemplo), adaptados para cada pessoa”.

4. Natação
Trata-se do “exercício perfeito”, segundo os autores do boletim de saúde de Harvard Healthbeat. Além de trabalhar quase todos os músculos do corpo, a natação eleva a frequência cardíaca e pode melhorar a saúde do coração e proteger o cérebro da deterioração relacionada à idade. Nadar regularmente entre 30 e 45 minutos é um exercício aeróbico que ajuda a combater a depressão, a elevar o estado de ânimo e a diminuir o estresse, entre outros benefícios. “Nada é bom para pessoas com atrite”, afirma Lee no boletim. Embora o considere bastante completo, Ángel Merchán, diretor da empresa de treinamento pessoal Homewellness, não acredita na existência de um “treinamento perfeito baseado em apenas uma modalidade. É preciso uma abordagem incluindo diversas práticas. Os impactos e as cargas são também necessários, por exemplo, para a prevenção da osteoporose e para o estímulo dos tendões. A natação deve ser combinada com um trabalho de força –com pesos, por exemplo—e de impacto (corrida, por exemplo), adaptados para cada pessoa”.

Requer o uso do peso para criar resistência contra a gravidade. Pode ser o próprio corpo, pesos com ou sem alça, tiras elásticas… Para Ángel Merchán, trata-se de um exercício “fundamental em qualquer tipo de treinamento. Melhora a força muscular, previne lesões, ativa o metabolismo. Todo mundo pode e deve fazê-lo, obviamente de forma adaptada caso a caso: na terceira idade, ele ajuda no combate a vários problemas comuns, como dores nas costas e nos joelhos, osteoporose e sobrepeso”. Marta Rosado concorda. “É essencial para manter o peso que se perdeu. Protege ossos e músculos, melhora a mecânica do corpo e nos torna mais conscientes de cada movimento. Aumenta os níveis de energia e melhora o estado de ânimo”.

5. Treinamento de força
Requer o uso do peso para criar resistência contra a gravidade. Pode ser o próprio corpo, pesos com ou sem alça, tiras elásticas… Para Ángel Merchán, trata-se de um exercício “fundamental em qualquer tipo de treinamento. Melhora a força muscular, previne lesões, ativa o metabolismo. Todo mundo pode e deve fazê-lo, obviamente de forma adaptada caso a caso: na terceira idade, ele ajuda no combate a vários problemas comuns, como dores nas costas e nos joelhos, osteoporose e sobrepeso”. Marta Rosado concorda. “É essencial para manter o peso que se perdeu. Protege ossos e músculos, melhora a mecânica do corpo e nos torna mais conscientes de cada movimento. Aumenta os níveis de energia e melhora o estado de ânimo”.

………………………………………………………………….
*Fonte: elpais

Estes alimentos e bebidas te ajudam a dormir melhor

Ter uma boa noite de sono é essencial para que consigamos desenvolver bem as atividades do dia a dia. No entanto, para que isso seja possível, existem algumas fontes saudáveis de comidas e bebidas que promovem uma melhor qualidade de vida e ajudam você a dormir melhor.

Durante os últimos anos, pesquisadores estão se empenhando para conseguir comprovações científicas acerca de alguns alimentos populares que são tidos como uma fonte para quem quer ter uma noite de sono duradoura.
5 alimentos e bebidas que fazem você dormir melhor

Arroz branco
Trata-se de um dos grãos mais consumidos ao redor do mundo. Rico em nutrientes, vitaminas, minerais, carboidratos e antioxidantes. No entanto, deve ser ingerido em pequenas porções, uma vez que, a baixa quantidade de fibras, contribui para uma elevação no Índice Glicêmico (IG), revela estudo.

De acordo com uma pesquisa, para que esse alimento te ajude a dormir melhor, é necessário que sua ingestão seja feita em média 1 hora antes do seu horário de adormecer. Um estudo de 2014 revelou que, dentre o pão, macarrão e arroz, esse último grão é a melhor opção para quem busca dormir bem.

Amêndoas
Apesar de conter um alto teor de gordura, as amêndoas são excelentes fontes nutritivas, mas desde que sejam ingerido com moderação. Segundo estudos, esse tipo de nozes possui substâncias antioxidantes, na qual atuam como protetora das células, que podem levar a doenças crônicas.
Amêndoas fornecem inúmeros benefícios a saúde. (Imagem: Pixabay)

Até o momento, poucos estudos foram feitos utilizando amêndoas em humanos. No entanto, alguns pesquisadores acreditam que a associação entre essas nozes e o sono seja devido a presença de magnésio. Esse elemento ajuda a reduzir o hormônio cortisol, responsável por interromper o sono.

Chá de maracujá
Os chás são elementos repassados ao longo de gerações, utilizando os benefícios das plantas medicinais. Assim, pesquisas comprovam que os chás ajudam a combater inúmeras doenças. Em específico, o chá de maracujá promove a redução da inflamação, uma vez que possui substâncias antioxidantes em sua composição.

Além disso, esse chá é uma excelente fonte de nutrientes, pois ajuda a fortalecer o sistema imunológico, ao mesmo tempo em que reduz as chances de doenças cardíacas, diz estudo. O ideal é tomar o chá de maracujá um pouco antes de dormir. Assim, seus constituintes irão fazer o efeito desejado, lhe causando sonolência, fazendo com que você consiga dormir tranquilamente.

Kiwi
Além de ser uma excelente opção para quem busca emagrecer, devido ao seu baixo índice calórico, o kiwi é altamente nutritivo. De acordo com uma pesquisa, comer 1 ou 2 kiwis antes de deitar faz com que o indivíduo venha a adormecer mais rapidamente.

Assim, ficou comprovado que as pessoas conseguem dormir a noite inteira, sem perder o sono na madrugada. As hipóteses testadas em alguns estudos demonstram que essa melhora pode estar atrelada a produção de serotonina. No entanto, uma outra pesquisa revelou que a melhora no sono pode ser influenciada, parcialmente, pela presença da vitamina C e pelos carotenoides.

Peixe
Peixes que contenham bastante gordura, como é o caso do salmão, truta e atum, possuem um excelente valor nutricional, principalmente como fonte de vitamina D. São ricos em ácidos graxos ômega-3, e por isso ajudam no combate a doenças cardíacas, além de aperfeiçoar a saúde do cérebro, revelam estudos.

Quando combinados, os ácidos graxos ômega-3 com a vitamina D presente nos peixes com alto teor de gordura, a tendência é que uma pessoa venha a dormir melhor. Uma vez que, segundo pesquisas, foi descoberto que essa junção faz com que a serotonina seja produzida em maior quantidade, promovendo uma boa noite de sono.

*Por Ruth Rodrigues

…………………………………………………………………………….
*Fonte: socientifica

Os 5 melhores alimentos para evitar perda de memória!

Descubra quais são estes alimentos tão poderosos e acrescente-os à sua dieta para manter a sua memória sempre em dia!

Nosso cérebro é, sem dúvidas, uma das áreas de nosso corpo que mais precisam de nossa atenção e cuidado. Ele é o centro de controle do organismo, responsável por manter os pulmões e o coração funcionando, além de controlar os nossos movimentos, sentimentos e pensamentos.

A memória também é cuidada e mantida por ele e, ainda que tenha a tendência de se perder, com o passar dos anos, quando cuidamos bem de nosso cérebro, conseguimos melhorar tarefas mentais que envolvem a memória e a concentração, o que melhora a nossa qualidade de vida significativamente.

10 alimentos que deixam você mais esperto:

Cérebro pode ser treinado para curar doenças, diz estudo

Hormônio produzido durante exercícios recupera a memória de pessoas com alzheimer

Abaixo listamos alguns alimentos que ajudam a estimular o cérebro e a combater a perda de memória. Descubra quais são e incorpore-os à sua rotina hoje mesmo!

1. Peixes gordurosos
Um estudo descobriu que pessoas que consumiam peixe assado ou grelhado regularmente tinham mais massa cinzenta em seus cérebros. A massa cinzenta contém a maioria das células nervosas que controlam a tomada de decisões, memória e emoção.

Além disso, peixes como salmão, truta e sardinha são fontes ricas em ácidos graxos ômega-3, que são usados pelo cérebro para construir células cerebrais e nervosas, e possuem um importante papel no aprendizado e na memória, segundo pesquisa.

2. Ovos
Apesar de não haver muitas informações científicas sobre a ligação entre comer ovos e a saúde do cérebro, existem pesquisas que apoiam os benefícios dos nutrientes encontrados nos ovos nesse órgão.

Por exemplo, um estudo mostrou que a colina, um dos nutrientes encontrados nos ovos, ao lado das vitaminas B6 e B12, e folato, é associada à melhor memória e função mental de uma pessoa.

3. Café
Um estudo de 2016 mostrou que o consumo de café ao longo da vida é associado à prevenção do declínio cognitivo e de menor risco de desenvolver as doenças de Parkinson e Alzheimer, além de minimizar as possibilidades de um acidente vascular cerebral.

4. Brócolis
O brócolis, que é muito apreciado, também tem seu papel na preservação da memória. O vegetal é rico em vitamina K, que foi relacionada à menor incidência de perda de memória em adultos mais velhos, em um estudo.

5. Couve
Um estudo publicado na Revista Neurology mostrou que folhas verde-escuras, entre as quais a couve, podem ajudar a retardar ou prevenir o declínio cognitivo.

*Por Luiza Fletcher

………………………………………………………………….
*Fonte: osegredo

Beber uma taça de vinho por dia é capaz de ‘limpar a mente’, aponta estudo

A moderação parece ser mesmo a chave para a maioria das coisas da vida – inclusive aquelas que supostamente nos fazem mal. Pesquisas recentes concluíram algo que deixou até mesmo os cientistas impactados: ingerir um pouco de álcool pode fazer bem para o combate ao Alzheimer e outros tipos de demência – que quem não bebe nada corre mais riscos de desenvolver tais males do que quem bebe um pouco.

O impressionante resultado se deu por conta do sistema glinfático, uma espécie de sistema de autolimpeza do cérebro, que remove toxinas e ajuda a combater as doenças citadas. O primeiro resultado da pesquisa já era esperado, e sublinha a importância do sono: além de fixar o que aprendemos e melhorar todo o funcionamento do corpo, é durante um bom sono que o sistema glinfático “limpa” o nosso cérebro.

Acontece que a pesquisa também apontou indícios de que o consumo de quantidades baixas de álcool também aumentam as atividades desse sistema. Não adianta, no entanto, encher a cara diariamente para prevenir qualquer demência: segundo as pesquisas, realizadas somente com ratos, a ingestão benéfica equivale a uma taça diária de vinho, capaz de aumentar o funcionamento do sistema glinfático em até 40%.

…………………………………………………………….
*Fonte: hypeness

Como limpar e organizar corretamente a geladeira

Guardar os alimentos na geladeira já se tornou algo tão automático que, frequentemente, não damos ao eletrodoméstico a devida atenção. Com uma função tão orgânica, limpar a geladeira semanalmente é essencial para afastar bactérias e odores desagradáveis. Além disso, a forma de colocá-la em ordem influencia, diretamente, na redução do desperdício, uma necessidade cada vez mais presente no nosso dia a dia. Confira a seguir um passo a passo!

1. Analise o que precisa ser descartado
Antes de mais nada, é preciso verificar o que pode ir para o lixo e o que continua na geladeira. “Tudo o que for voltar para o eletrodoméstico deve ser limpo de maneira adequada, com um pano úmido, ou, em casos de potes com sujeiras incrustadas, por exemplo, deve-se levá-los para a pia e lavar com esponja e lava-louça, de preferência, um que tenha ação antibacteriana”, ensina a influencer de limpeza Mônica Loureiro, parceira da Bettanin.

2. Higienize a parte interna da sua geladeira
Desligue a sua geladeira da tomada e coloque os alimentos em recipientes que preservem sua temperatura. As peças soltas devem ser higienizadas primeiro. “O ideal é lavá-las na pia, com o uso de uma esponja, do lado não abrasivo, para não riscar as peças, e com um lava louça que tenha o poder de eliminar as bactérias”, afirma Mônica. Depois, basta enxaguar as peças e deixá-las escorrendo enquanto é feita a limpeza da parte interna do eletrodoméstico.

Para isso, separe uma mistura de 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio e 1 litro de água quente. Lave com pano úmido e seque bem com outra flanela. Isso ajudará a eliminar os odores indesejáveis da sua geladeira. “Mas atenção: não use sabão ou detergente, pois eles podem deixar cheiro e, posteriormente, esse odor pode ser absorvido pelos alimentos”, aconselha a apresentadora americana e especialista quando o assunto é casa, Martha Stweart.

3. Limpe assim que algo derramar dentro da geladeira
O importante é limpar logo que algum líquido, especialmente, seja derramado dentro da geladeira. Isso porque, caso ele seque, fica muito mais difícil removê-lo. Outra dica é garantir que tudo esteja bem embalado ao ser armazenado no eletrodoméstico. Além disso, Martha sugere reforçar a limpeza das bordas de potes no geral, como os de geleia, frascos e recipientes de catchup, antes de guardá-los.

4. Mantenha a limpeza da parte externa em dia
A sugestão é dividir essa etapa da limpeza em duas categorias: semanal e sazonal. A primeira engloba a higiene das portas e bordas do eletrodoméstico. Para isso, use um pano umedecido com detergente neutro e água. Preste atenção nas áreas ao redor das alças, que podem abrigar impressões digitais pegajosas. Já nas higinizações sazonais, opte por dar mais atenção às vedações da porta, utilizando água quente e detergente neutro. Seque bem com um pano limpo. Verifique se as vedações encaixam corretamente.

5. Mantenha cada coisa em seu lugar
Cada coisa no seu lugar: para ter uma geladeira organizada é preciso aproveitar o espaço da melhor maneira possível (Foto: Pinterest/ Reprodução)

Com tudo limpo, é hora de começar a organização. As geladeiras mais novas são projetadas para que cada tipo de alimento seja guardado no local adequado. Isso porque, vários estudos mostram que, assim, preserva-se a comida por mais tempo, evitando que ela estrague antes da hora. Na porta da geladeira, por exemplo, priorize os produtos que tombam e são menos sensíveis à temperatura, como condimentos, molhos, refrigerantes e sucos.

6. Na prateleira mais alta
Essa é a área mais fria da geladeira, por isso, priorize ali alimentos que sofrem mais com a mudança de temperatura. “Dê preferência aos produtos que você usa com mais frequência e também às carnes e aos laticínios. E lembre-se, deixe os produtos mais altos ao fundo e os mais baixos à frente, ou aquele potinho pequeno não vai ser visto e vai acabar sendo esquecido”, alerta a personal organizer Carol Rosa.

7. Nas outras prateleiras
Já na segunda e na terceira prateleira, coloque os produtos industrializados ou prontos, como legumes cozidos e as sobras de refeições. “Nunca guarde os alimentos na panela em que foram preparados. O ideal é armazená-los em potes com tampa, o que economizará espaço dentro do eletrodoméstico”, sugere Mônica. Dê preferência a recipientes transparentes ou de vidro, assim, você sabe exatamente o que tem dentro e a quantidade.

8. Nas gavetas
As gavetas devem ser reservadas para verduras, frutas e legumes. Uma dica importante é sempre higienizá-los antes de colocá-los no refrigerador. “Depois de lavar as hortaliças, passe pela centrífuga e guarde-as em sacos bem fechados. Isso ajuda na conservação por mais tempo. As frutas, após higienizadas, também podem ser colocadas em potes plásticos com tampa ou vasilhas de inox cobertas com papel filme”, explica Carol.

9. Cheque sempre para ver se não há comida estragada
Alimentos que passam da data de validade exalam odores desagradáveis e ainda podem contaminar os que estão em bom estado. Por isso, crie o hábito de verificar se há alguma comida estragada na geladeira. E, caso você precise descongelar alimentos, use um prato em baixo dele, para que o líquido eliminado não suje a sua geladeira.

*Por Aline Melo

…………………………………………………………………….
*Fonte: casaejardim

8 dicas para manter a cozinha limpa e organizada o dia todo

Com a quarentena e todas as pessoas em casa, fazendo as refeições o dia inteiro, é difícil deixar a pia vazia, mas com estas dicas você vai conseguir!

Com todo mundo em casa o dia inteiro, devido à quarentena, preparando e comendo todas as refeições, além dos lanchinhos durante a tarde, surgiu um problema: a cozinha fica suja o tempo todo. A louça nunca termina e, assim que você finaliza a limpeza após uma refeição, já aparecem mais pratos e copos esperando para serem lavados. Se você precisa de uma cozinha relativamente limpa e organizada para se sentir melhor, veja as dicas abaixo para criar hábitos ajustados com a nova realidade dentro de casa, com a ajuda do site Apartment Therapy e da especialista Rafa Oliveira, criadora do canal Organize Sem Frescuras.

1. Esvazie a pia após cada refeição
Se você estava acostumado a um simples café da manhã antes de sair para o trabalho e, depois, nada consumia em casa até o jantar, não tinha problema deixar uma tigela, uma caneca e uma panela de molho até o final do dia. Mas agora, deixar a louça suja na pia ganha uma proporção muito maior. Mesmo se for apenas uma pessoa largando a louça suja “para mais tarde”, a quantidade no final do dia pode ser esmagadora. Suas pilhas de panelas e de pratos, lanches e sucos do meio do dia, tornarão um desafio o preparo da comida e, definitivamente, será mais difícil manter a rotina de “pia vazia” depois do jantar.

Para cuidar de sua futura limpeza, tente lavar a louça de cada sessão imediatamente. Um pouco de cada vez, mesmo que isso signifique limpar com mais frequência. É menos doloroso do que adiar um trabalho acumulado para o final do dia. Não deixe de discutir o novo plano com outros membros da família e peça que eles subam a bordo nessa missão dividindo as tarefas.

2. Coloque a máquina de lavar louça na mesma hora, todos os dias
Se as suas semanas costumavam ser pontuadas por refeições fora ou com convidados regularmente para compartilhar o jantar, você estava acostumado a um horário flutuante de lava-louças e podia ligá-la quando estava cheia. Agora, no entanto, o ritmo da vida em casa não é tão fluido. Se você tem uma máquina de lavar louça, a tendência é que ela fique cheia rapidamente e regularmente.

Em vez de arriscar um gargalo de louça suja enquanto a máquina estiver funcionando em um horário inconveniente, crie o hábito de ligá-la no mesmo horário todos os dias, por exemplo, à noite após o jantar. Da mesma forma, defina um tempo na sua rotina para esvaziá-la – preferencialmente, logo após terminar todo o ciclo. Assim, o equipamento estará sempre pronto para receber os pratos sujos. Ter um lugar para “guardar” a louça à espera de ser lavada mantém a cozinha arrumada.
Algumas dicas na hora de lavar louças irão prolongar a durabilidade das suas panelas antiaderentes.

Lavar as panelas em primeiro lugar abre espaço ao redor da pia para trabalhar melhor o resto das louças.

3. Lave as panelas e as frigideiras primeiro
Ao mudar o script um pouco e lavar primeiro as panelas e as frigideiras resistentes, você está tirando-as literalmente do caminho – abrindo espaço ao redor da pia para trabalhar no resto da louça. Você também garante que elas estejam sempre limpas e prontas para a próxima vez que precisar fritar um ovo ou refogar algumas verduras.

4. Esvazie o escorredor antes de lavar a louça
Você, provavelmente, está acostumado a empilhar a louça no escorredor até, praticamente, transbordar. Mas agora que está lavando a louça várias vezes ao dia, é mais provável que esteja empilhando pratos molhados sobre os quase secos – o que pode se tornar um ciclo interminável de pingos nas louças e diminuição do espaço. Em vez de guardar a louça seca quando o escorredor estiver cheio no final do dia ou na manhã seguinte, como você poderia fazer antes, mude o hábito para o início de cada refeição ou faça dele o primeiro passo da limpeza.

5. Armazena a louça em uma caixa e dê a si um pouco de folga
O mantra “limpeza gera limpeza” é perfeito quando se trata de manter uma pia sempre em ordem. Mas quando você fica em casa o dia todo e tenta cumprir todas as suas responsabilidades sem o benefício de uma separação física entre a vida doméstica e tudo mais, nem sempre é possível parar e lavar a louça.

Aceite isso e faça uma provisão para esses momentos. Adicione uma bacia ou uma caixa de plástico a sua cozinha, onde houver espaço, e peça a todos que ponham seus pratos, utensílios e copos dentro dela. Essa atitude dobra o espaço da pia e o apetrecho pode ser facilmente movido para fora do caminho quando for necessário começar a cozinhar sua próxima refeição em uma cozinha com uma pia vazia.
Um pouco maior, um pouco menor, você é quem manda: montar um porta-utensílios com peças de Lego é um jeito divertido de injetar uma dose de cor e humor à cozinha. Para deixar tudo mais organizado, coloque potes baixos dentro do porta-trecos. Ou faça divis

Um porta-utensílios sobre a bancada ajuda a organizar e a ganhar tempo na hora de cozinhar. Este é com peças de Lego, um jeito divertido de injetar uma dose de cor e humor à cozinha.

6. Use bandejas e porta-utensílios
Na bancada, coloque uma bandeja com os itens usados para cozinhar, como o azeite, o sal, a pimenta e outros temperos. Copos ou baldinhos podem armazenar a colher de pau, a escumadeira, a espátula e outros utensílios de manusear a comida. Essencialmente, isso organiza o espaço e você ganha tempo na hora das preparações.

7. O menos é mais na bancada
Mantenha na bancada apenas os itens e equipamentos usados com mais frequência, como a torradeira ou a cafeteira. Colocar muita coisa dá a impressão de que está bagunçada, além de “roubar” espaço na bancada na hora de cozinhar.

8. Troque o pano de prato diariamente
O pano de prato é um companheiro na cozinha. Ele serve para enxugar a louça, as mãos, a pia e funciona também como item de décor. Porém, é um objeto muito propício a proliferação de bactérias. Para evitar isso, eles devem ser trocados diariamente ou em dias alternados e lavados com água quente e sanitária. É importante também que você tenha sempre três tipos em uso: um para enxugar as mãos, um para a louça e o outro para cozinha em geral, assim não há contaminação cruzada.

………………………………………………………………..
*Fonte: casaejardim

6 dicas para uma Road Trip perfeita

Quem não gosta de uma road trip? Juntar alguns amigos, ou família, e seguir pela estrada, conhecendo lugares e pessoas que nos inspiram? Confira algumas dicas para que sua viagem seja inesquecível!

Já todos sabemos que viajar é uma das mais ricas experiências que podemos ter. No entanto, não é preciso ir muito longe, muito menos de avião. É preciso sim, coragem, entusiasmo, um bom roteiro e, sobretudo, um carro em bom estado. Sim, carro. Porque uma viagem de carro pode ser infinitamente mais confortável, além de nos dar a oportunidade de fazer nosso próprio roteiro, em nosso próprio tempo, sem depender de horários, estações, aeroportos, check-ins e check-outs. Porque uma road trip é o jeito mais íntimo de experienciar uma viagem inesquecível. Seguindo estas dicas, você pode ter uma das mais incríveis jornadas sobre quatro rodas. Prepare as malas porque a estrada é toda sua!

1. Companhia
O escritor Ernest Hemingway já alertava: “jamais vá a uma viagem com alguém que você não ame”. O que ele quis dizer é muito simples: viajar com alguém significa estar ao lado desta pessoa quase 100% do tempo. Significa compartilhar com esta pessoa experiências únicas, as quais serão memórias únicas. Significa abrir mão de algumas de nossas vontades em nome da política da boa vizinhança em fazer concessões para que ambas as partes sintam-se satisfeitas. Ao escolhermos uma companhia para viajar, temos que ter em mente que vamos compartilhar todos os momentos, portanto, esta pessoa precisa ser alguém com a qual nos damos bem, nos identificamos e, também, com a qual somos tolerantes e pacientes. Viajar com alguém, enfim, é deixar a individualidade de lado e abrir espaço para a vontade e experiências do outro. É puro amor.

2. Roteiro
Por mais que a idéia de uma Road Trip nos lembre do primo cool das viagens, do rebelde sem causa, do carro maneiro na estrada, da velocidade e liberdade experienciada, da espontaneidade, é preciso de muita organização. Planejamento é a palavra. Nada de sair pela estrada sem eira nem beira. Uma viagem sem uma mínima programação somente servirá como fonte de estresse e preocupação se algo der errado. Portanto, seja organizado.
Pegue o mapa e veja a rota que será feita na ida e na volta. Também verifique todas as paradas que serão feitas para descanso, em hotéis, pousadas ou em acampamentos.

3. Orçamento
Uma road trip precisa de planejamento financeiro, um fator essencial para que sua viagem não vire uma grande trapalhada cheia de estresse. Anote a quantia necessária para todos os dias de sua road trip, o quanto você gastará com comida, hospedagem, gasolina e quaisquer outras despesas extras que podem ocorrer. Viajar com uma grana a mais é sempre sábio e isso pode ser dividido entre você e sua(s) companhia(s). Porém, o mais importante é conversar antes sobre a responsabilidade financeira de cada um, com quanto cada um pode colaborar e etc. Isso evitará qualquer discussão futura ou estresse por causa de dinheiro, o que é muito comum em viagens em grupo.

4. Comida
Uma road trip deve ter muitos snacks! Isso mesmo! Não há nada pior do que uma longa viagem de carro sem alguma coisa para petiscar. Até porque, alguns pacotes de petiscos farão uma grande diferença na hora de economizar dinheiro na estrada. Mas tenha bom senso, isso não significa que você deve comer junk food ou toda a sorte de comida fast-food, ou quilos de bolachas e biscoitos e salgadinhos. Não. Se você fizer isso, além de comprometer sua saúde, também compromete sua viagem, já que uma indigestão ou – o que é pior – uma dor de barriga é certeira com uma dieta pobre destas. Portanto, seja esperto e planeje com antecedência! Os snacks devem ser fáceis de carregar e com pacotes práticos mas, essencialmente, devem ser saudáveis!

5. Bagagem
Seja sensato. Uma road trip não exige uma bagagem pesada, portanto, viaje o mais leve possível, até porque você não quer ter sobrepeso no carro. O ideal é uma mala pequena para cada pessoa. Praticidade é a palavra. Não perca tempo carregando bagagens desnecessárias, saiba desapegar-se de coisas materiais.
Uma das mais importantes experiências ao embarcar numa road trip é descobrir nossos limites, portanto, permita-se arriscar alguns dias somente com o mínimo necessário. Tenha certeza de que isso será um aprendizado valioso!

6. Check-up no carro e GPS
Eis aqui dois fatores essenciais. Verificar se o carro está em perfeita condição para seguir uma viagem longa e pegar estradas nas mais diferentes condições é vital. Um check-up no carro é o que de mais óbvio se precisa fazer antes de embarcar numa road trip, é uma questão de segurança, e não é opcional.
Um GPS é altamente recomendável pela sua praticidade, uma vez que isso assegura que não se perca tempo dando voltas desnecessárias em lugares desconhecidos. Por mais que uma road trip significa um pouco de aventura, é sempre bom ter um guia na manga.

Essas dicas facilitam toda a preparação de uma road trip perfeita, mas o mais importante em tudo isto é o entusiasmo e o peito aberto para novas experiências, afinal, viajar é a única coisa com a qual gastamos dinheiro que nos faz mais ricos. Não é?

Boa viagem!

………………………………………………………………………….
*Fonte: obviousmag

6 alimentos para consumir no inverno

Dar preferência aos produtos típicos de uma estação pode ser um caminho para uma vida mais saudável e sustentável

A ida a uma feira orgânica ou de pequenos agricultores, em comparação com as gôndolas de supermercados, mostra, além de tantas outras, uma diferença marcante em relação a limitação na variedade de produtos. É porque nessas feiras, os produtores respeitam o ciclo da natureza – e os produtos surgem de acordo com a estação vigente no ano.

O respeito ao ciclo natural de amadurecimento dos alimentos, nas condições climáticas ideais, faz com sejam mais saborosos, aromáticos e tenham mais valor nutricional. Isso acontece porque o uso de fertilizantes durante o processo de produção, que permite a presença constante de alimentos fora de suas estações tradicionais, aumentam o teor de água, reduzindo os nutrientes.

Os produtos químicos também estão ligados ao empobrecimento do solo a longo prazo, já que essas plantações necessitam cada vez mais de adubação e de agrotóxicos para se desenvolver. Para o consumidor final, os produtos da estação ainda apresentam o benefício do baixo custo, devido a alta oferta, explica Giovanna Oliveira, nutricionista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca.

Abaixo, listamos alguns produtos típicos do inverno para você acrescentar no seu dia a dia. Mas lembre-se: a quantidade e como fazer isso deve ser acordada com um profissional de saúde de confiança.

Lista de alimentos para o inverno

Brócolis

Uma substância presente nesta verdura, chamada glicosinolato, atenua o acúmulo de gordura no fígado e inflamação – fatores presentes na obesidade e síndrome metabólica. O brócolis também conta com vitamina C – antioxidante natural e aliado na produção de colágeno, o que ajuda a evitar o envelhecimento precoce da pele.

Fonte de vitamina A e K, magnésio e zinco, auxilia na manutenção de ossos saudáveis e, por causa disso, é importante para combater a osteoporose.

Laranja e mexerica

As frutas cítricas, em especial nessa estação mexerica e laranja, contém vitamina C, flavonoides e ácido cítrico. Ou seja, uma combinação capaz de agir contra radicais livres, e de estimular o sistema imunológico. São também antioxidantes e anti-inflamatórios no organismo.

Abóbora, mamão e cenoura

A carotenoide, substância química presente na abóbora, no mamão e na cenoura, é responsável pela coloração desses alimentos. Apresenta potente efeito antioxidante, sendo capaz de reduzir os danos causados pelo estresse oxidativo nas células. O carotenoide é igualmente capaz de promover a melhora da resposta imunológica e reduzir o risco de infecções.

*Por Lucas Vasconcellos

…………………………………………………………………………..
*Fonte: vidasimples

Estudo revela: beber meio litro de cerveja por semana ajuda na memória

De acordo com pesquisadores dos EUA e da China, o consumo moderado de cerveja ajudaria a melhorar nossas propriedades cognitivas, que seriam ainda maiores do que as de quem não bebe. E agora? Como faz?

Desde tempos muito antigos foi nos passado de que o consumo da cerveja pode ser prejudicial, que beber é algo muito ruim e que a ressaca no dia seguinte não faz valer a pena… todas essas coisas podem ser verdade mas, no entanto, a cerveja ainda parece ser a bebida predileta de grande parte do mundo.

E embora todos saibamos que a cerveja dá aquela animada nas festas, também já foi mostrado por vários estudos que ela traz vários benefícios para o nosso corpo.

No mais recente, um grupo de pesquisadores dos EUA e da China apontou, através de um documento publicado no site da Jama Network, que consumir meio litro de cerveja por semana ajuda a melhorar as funções cognitivas relacionadas à memória. Ou seja, ela te ajuda a preservar uma boa memória.

Com base no HRS – um estudo com cerca de 20.000 pessoas de meia-idade e idosos nos Estados Unidos -, concluiu-se que o consumo MODERADO de álcool estava associado a uma melhor função cognitiva geral e também no nível individual em termos de memória das palavras, estado mental e até vocabulário.

Além disso, em comparação às pessoas que não bebiam semanalmente ou bebedores de ocasião, houve menos declínio cognitivo em todos os domínios estudados, o que está de acordo com estudos anteriores realizados sobre o assunto.

Obviamente, devemos levar em conta um detalhe importante: estamos falando de beber moderadamente, e não de pessoas que bebem sem filtro.

É muito importante que este estudo seja interpretado e entendido da maneira correta e saudável – e lembrando que apenas um estudo, então pesquise mais sobre o assunto.

De qualquer forma, um pequeno copo de cerveja antes do almoço ajuda a pensar melhor. Pelo menos é o que diz numa certa música que ouvi outra dia, e agora o estudo corrobora essa vontade!

………………………………………………………………………………
*Fonte: asomadetodososafetos

Privação de sono está relacionada à maior consumo calórico diário, mostra estudo

Dormir pouco atrapalha o corpo como um todo: aumenta doenças cardiovasculares, traz mais dores, enfraquece o sistema imunológico e ainda traz danos quando o assunto é emagrecimento! Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia concluíram que pessoas que sofrem provação de sono chegam a consumir até 550 calorias a mais no dia. Os resultados desse estudo foram publicados na edição de Julho do jornal Sleep.

Para chegar a essas conclusões os estudiosos recrutaram 225 adultos com idade entre 22 e 50 anos, que ficaram por cinco dias no laboratório do sono da universidade, dormindo apenas das 4 às 8 horas da manhã. Eles podiam comer o que quisessem nesse período, enquanto os monitores do laboratório mantinham um registro dessa alimentação. Enquanto isso, um grupo de controle também foi colocado com a mesma disponibilidade de alimentos, só que dormindo o quanto quisessem.

No fim do período estipulado, eles perceberam que no tempo em que normalmente estariam dormindo, as pessoas consumiam cerca de 550 calorias a mais e davam preferência a alimentos bem mais gordurosos, o que resultou em um maior ganho de peso nesse período.

A conclusão a que eles chegaram é que a culpa está na desregulagem dos hormônios grelina e leptina, responsáveis respectivamente pela fome e pela saciedade, um fato já conhecido. Eles acreditam, inclusive, que fora do laboratório o ganho de peso deve ser maior, já que os voluntários estão expostos a comida de hospital e no dia a dia é mais fácil ter acesso a itens mais calóricos.

Confira os outros prejuízos

Se o emagrecimento não é argumento suficiente para você tentar dormir melhor, confira que outros problemas a privação de sono provoca.

Afeta o emagrecimento

Durante o sono nosso organismo produz a leptina, um hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade ao longo do dia. Por isso, pessoas que dormem pouco produzem menores quantidades desse hormônio. Além disso, quem tem o sono restrito produz mais quantidade do hormônio grelina, que provoca fome e reduz o gasto de energia. “A consequência é a ingestão exagerada de calorias durante o dia, pois o corpo não se sente satisfeito”, explica a endocrinologista Alessandra Rasovski, da Sociedade Brasileira e Endocrinologia e Metabologia. Segundo um estudo feito na Universidade de Chicago, pessoas que dormem de seis a oito horas por dia queimam mais gorduras do que aquelas que dormem pouco ou tem o sono fragmentado. A pesquisa afirma que a falta de sono reduz em 55% a queima de gordura.

Impede a conservação da memória

“O sono é uma etapa crucial para o cérebro transformar a memória de curto prazo relevante em memória de longo prazo”, afirma o neurologista André Felicio, da Academia Brasileira de Neurologia. O especialista explica que, durante a noite, o cérebro faz uma varredura entre as informações acumuladas, guardando aquilo que considera primordial, descartando o supérfluo e fixando lições que aprendemos ao longo do dia. “Por esse motivo, quem dorme mal costuma sofrer para se lembrar de eventos simples, como episódios do dia anterior ou nomes de pessoas próximas”, diz.

Enfraquece a imunidade

É durante o sono que acontecem diversos processos em nosso organismo, dentre elas a produção de anticorpos. De acordo com um estudo da Universidade de Chicago (EUA), dormir pouco reduz a função imune e o número de leucócitos, células responsáveis por combater corpos estranhos em nosso organismo. Segundo a pesquisa, quem dormia quatro horas por noite por uma semana tinham os anticorpos reduzidos pela metade, quando comparados aqueles que dormiram até oito horas.

Altera o funcionamento do metabolismo

As mudanças no ciclo do sono podem atrapalhar a síntese dos hormônios de crescimento e do cortisol, já que ambos são produzidos enquanto dormimos. “Os maiores efeitos dessa deficiência são despertar cansado, a dificuldade de raciocínio e a ansiedade, que podem interferir na realização de tarefas do cotidiano, levando a problemas como déficit de atenção, acidentes de trânsito, indisposição física, irritabilidade e sonolência”, diz a endocrinologista Alessandra.

Leva ao envelhecimento precoce

Durante o sono, produzimos hormônios “rejuvenescedores”, como a melatonina e o hormônio do crescimento. “Esses hormônios exercem funções reparadoras e calmantes para a pele, e a falta de sono impede que o corpo descanse adequadamente”, afirma a endocrinologista Alessandra. Os maiores resultados disso são uma pele sem viço e com olheiras. O estresse provocado pela falta de sono também favorece o aparecimento de rugas.

Interfere na produção de insulina

Pessoas com diabetes que tem um sono insuficiente desenvolvem uma maior resistência insulínica, tornando o controle da doença mais difícil. É o que afirma um estudo feito pela Northwestern University, dos Estados Unidos. Os pesquisadores concluíram que portadores de diabetes que dormem mal tinham 82% mais resistência à insulina que os portadores com sono de qualidade. Além disso, a falta de sono adequado pode favorecer o aparecimento de diabetes tipo 2 em quem não tem a doença. “É durante o sono que o corpo estabiliza os índices glicêmicos, por isso quem não tem um sono de qualidade sofre com o descontrole do nível de glicose, podendo desenvolver diabetes”, explica a endocrinologista Alessandra.

Desregula a pressão arterial

A neurologista Rosa Hasan, responsável pelo Laboratório do Sono do Hospital São Luiz, explica que a dificuldade em descansar durante a noite é equivalente a um estado de estresse, aumentando a atividade da adrenalina no corpo. “Uma noite mal dormida deixa o organismo em estado de alerta, aumentando a pressão sanguínea durante a noite”, explica a especialista. Ela afirma que com o tempo essa alteração na pressão sanguínea se torna permanente, gerando a hipertensão.

Afeta o desempenho físico

“Um sono incompleto é uma das principais causas de fadiga ou baixo desempenho motor”, afirma o neurologista André. Quando dormimos profundamente e sem interrupções, nosso corpo começa a produzir o hormônio GH, responsável pelo nosso crescimento, e que começa a ser sintetizado só 30 minutos depois de começarmos a dormir. “O hormônio do crescimento tem como funções ajudar a manter o tônus muscular, evitar o acúmulo de gorduras, melhorar o desempenho físico e combater a osteoporose”, explica a endocrinologista Alessandra.

Prejudica o humor

“A falta de sono faz com que o cérebro não descanse plenamente, prejudicando a comunicação entre os neurônios”, explica o neurologista André. E os neurônios são os responsáveis por produzir os neurônios relacionados ao nosso bem-estar, como a serotonina. “Por isso que um sono deficiente impacta o nosso bom-humor de forma direta, podendo até favorecer quadros de depressão.”

 

……………………………………………………………..
*Fonte: minhavida

3 hábitos que aumentam o risco de depressão

A depressão é um transtorno grave que requer a máxima atenção. Infelizmente, muitas pessoas acreditam que é uma condição que deve ser ignorada, pensando que aqueles que estão deprimidos são fracos e que não se esforçam o suficiente para ficar bem. Dizem que isso é um capricho ou uma extravagância como muitas outras. No entanto, o risco de depressão existe para todos.

A depressão não se “cura sozinha”. Pelo contrário: quando os seus efeitos não são tratados no tempo devido, podem levar a um desgaste progressivo e outras doenças mais sérias, tanto física como mentalmente.

O estilo de vida é um fator decisivo para nutrir ou superar os estados depressivos. Os hábitos diários influenciam positivamente ou negativamente essa condição. Alguns hábitos fazem com que você se sinta deprimido com mais facilidade, enquanto outros permitem que os sintomas sejam reduzidos e melhoram o seu humor. Neste artigo falaremos sobre três desses hábitos que aumentam o risco de depressão.

“A depressão é alimentada pelas feridas não cicatrizadas”.
– Penélope Sweet –

Hábitos que contribuem para aumentar o risco de depressão

1. Má utilização do tempo livre

A rotina, especialmente se você vive em uma grande cidade, pode causar um grande desgaste emocional. Todos os dias você está exposto a centenas de estímulos, muitos dos quais são agressivos. Nas grandes cidades existe uma atmosfera de estresse generalizado. Você raramente encontra um rosto amigável e tudo acontece rapidamente.

O tempo livre não é apenas um momento de pausa, mas também um tempo determinante para manter a sua boa saúde mental. O problema é que o mesmo ritmo agitado do dia a dia geralmente nos leva a não saber o que fazer no nosso tempo livre. Muitas vezes, simplesmente buscamos quietude e solidão. É verdade que isso contribui para o descanso, mas também nutre a depressão.

O ideal é que o tempo livre seja utilizado para oxigenar o corpo e a mente. Devemos fazer atividades divertidas e agradáveis; isso renova a nossa energia física e mental, traz vitalidade e melhora o humor. É aconselhável cultivar algum hobby, fazer atividades ao ar livre, praticar esportes.

2. Dormir mal

Nada compensa um sono reparador. Enquanto dormimos, o cérebro dispõe de um tempo para se reorganizar e filtrar as informações. Dormir bem faz parte da higiene mental, mas também da boa saúde. O descanso é fundamental para o corpo e a mente.

Passar a noite “em claro” ou dormir mal afeta o nosso humor. Uma das primeiras manifestações é uma hipersensibilidade, que facilmente se transforma em depressão. Ela se expressa através do desânimo, irritabilidade e falta de energia.

Muitas vezes as dificuldades para dormir são causadas pelos problemas que não foram resolvidos e que se manifestam como ansiedade. Ao mesmo tempo, não descansar adequadamente nos torna mais vulneráveis ​​e torna mais difícil a concentração para resolução dos problemas. Isso forma um círculo vicioso que nos leva à depressão.

3. Descuidar da aparência pessoal

Uma das primeiras manifestações da depressão é o descuido com a aparência pessoal. Isto é um sinal de indiferença consigo si mesmo e com o mundo. Às vezes, são episódios pontuais que se resolvem de forma relativamente rápida. Outras vezes, no entanto, se transformam em uma atitude constante.

É claro que não precisamos nos preocupar exageradamente com o tipo de roupa ou o penteado que usamos. Tomar banho, usar roupas limpas e parecer basicamente arrumado faz parte de uma vida saudável. Isso também se estende ao ambiente, ou seja, dentro da aparência pessoal também se encaixa o cuidado com o espaço onde nos movemos e os objetos que nos rodeiam.

Quando há depressão, tanto a aparência como a ordem do lugar onde vivemos ou trabalhamos passa para um “segundo plano”. As pessoas deixam de lado as suas rotinas básicas de higiene. Da mesma forma, os seus objetos pessoais e móveis são completamente negligenciados. O inverso também é verdadeiro. Cuidar de nós mesmos e organizar o espaço onde vivemos são fatores que melhoram o nosso humor.

A vida nunca está livre de tristezas e dificuldades. Muitas vezes perdemos o interesse em viver e ficamos doentes. Por isso, é importante se cuidar e se proteger, para não permitir que em alguns momentos da vida os sentimentos negativos nos invadam e nos afetem emocionalmente. Adotar hábitos saudáveis e descartar hábitos nocivos é sempre o melhor escudo contra o risco de depressão.

………………………………………………………..
*Fonte: amenteemaravilhosa

Como acordar cedo todos os dias sem sofrimento?

Uma ótima noite de sono, sem dúvidas, é o primeiro passo para quem quer começar bem o dia com disposição.

No entanto, antes de aprendermos como acordar cedo sem sofrimento, temos que ter consciência de que não é fácil para ninguém no início, isso é um desafio para muitas pessoas.

São inúmeras as explicações dadas por pessoas que não conseguem acordar cedo, desde a preguiça de levantar da cama até a noite mal dormida.

Levando em conta tudo isso, preparamos um material excelente para guiar você, que quer acordar cedo com tranquilidade e iniciar bem o dia.

 

1 – Sinta-se bem pela manhã
Faz parte da rotina de muitas pessoas acordar cedo, e que nem sempre é uma escolha, mas sim uma necessidade.

Talvez seja isso o motivo de muita gente ter dificuldade de acordar pela manhã, às vezes gerando desconforto e estresse perdurando durante o resto do dia.

Apesar disso, algumas pessoas enfrentam o acordar cedo, como uma tarefa leve e inclusive gostam desse momento.

Por isso é importante, antes de querer acordar cedo, se sentir bem, ser otimista e manter o autocontrole.

Não tem como procrastinar, se você quer acordar cedo, faça do jeito certo, sendo assim toda manhã será um momento prazeroso, garantindo que seu dia seja produtivo e feliz.

2 – Tenha uma rotina para dormir e acordar
Primeiramente, devemos entender que para qualquer mudança de rotina que queiramos desenvolver, nosso corpo deve ser treinado, e isso é trabalhado através de hábitos.

Nós temos um relógio interno no corpo, e estabelecer uma rotina de horário para dormir e acordar é fundamental para manter tudo em ordem.

Portanto, é interessante deixar algo bem claro: para acordar cedo, é necessário que você vá dormir mais cedo.

Crie para você uma rotina diária para ir dormir e acordar toda manhã, assim, desenvolverá bons hábitos para seu corpo. Veja como criar um hábito:

Defina seus objetivos. No seu caso, acordar cedo;
Estabeleça início e fim. Faça um teste de 21 dias;
Registre suas conquistas, faça anotações;
Mantenha o controle e a motivação;
Sempre busque ser melhor que o dia anterior.

 

3 – Respeite o seu limite
Certamente você já tenha ouvido que o ser humano precisa dormir uma certa quantidade de horas por noite para que o corpo descanse o suficiente.

Pois bem, isso é verdade, visto que os especialistas recomendam que as pessoas não devam dormir menos que 7 horas por noite. Considerando que a quantidade ideal de horas variam com a idade.

Portanto, é aconselhável:

Crianças dormirem entre 9 e 11 horas por dia;
Adolescente, em torno de 10 horas por dia;
Adultos, de 7 a 9 horas por dia.

 

4 – Aprenda não ser refém do botão soneca
Infelizmente, muitas pessoas acabam apertando o botão soneca no despertador do celular. E isso pode ser prejudicial para a saúde mental.

Após acordar várias vezes com aquele barulho indesejável, você pode acabar acordando estressado ou até perder a hora, utilizando a função soneca.

Veja a seguir como você pode deixar de utilizar a função soneca:

Deixar o despertador ou celular do outro lado do quarto;
Configure vários despertadores. Faça com intervalos de 10 minutos cada;

5 – Abra a janela ao acordar
Uma ótima dica para fazer ao se levantar da cama, é abrir a janela do quarto, e sentir a luz sol. Assim, você vai acordando gradativamente e sem estresse.

Além do mais, fazendo isso você terá a oportunidade de manter seu controle emocional e consequentemente um dia tranquilo, sem sofrer ao se levar da cama.

6 – Faça um planejamento do dia seguinte
Ficar pensando em problemas ao deitar para dormir, consequentemente você irá dormir tarde e pouco, levando para o dia seguinte cansaço e estresse.

É importante evitar preocupações ao dormir, por isso é essencial organizar o próximo dia, assim, ao acordar, você terá tudo em ordem.


7 – Desconecte-se de tudo ao redo
r
Evite estar em contato com aparelhos eletrônicos antes de ir dormir. Alguns aparelhos como, computadores e celulares, emitem luzes que prejudicam no processo do sono.

Se você gosta de ler antes de dormir, ótimo, é uma excelente atividade relaxante. Leia um livro, revista ou qualquer outra coisa que não seja eletrônico que emita luz.

8 – Faça exercício e alongamento ao acordar pela manhã
A prática da atividade física é essencial para uma boa saúde do corpo, além de beneficiar na qualidade do sono todos os dias.

Contudo, não é recomendado praticar essas atividades antes de ir dormir, devido a produção de adrenalina no corpo, deixando-o agitado.

Todavia, a prática de alongamento e exercício físico no período da manhã ao acordar, é recomendado, pois ajuda no despertamento do corpo.

Veja alguns exercícios que podem te ajudar:

Agachamento;
Yoga;
Abdominal;
Corrida;
Levantamento de peso.

9 – Tome banho ao acordar
Só o simples fato de você tomar banho pela manhã, faz com que seu corpo elimine a sonolência, assim evitando voltar a dormir.

Faça isso, ao acordar, corra para o banheiro e tome um banho, isso é uma ótima estratégia para despertar. Não precisa ser necessariamente um banho gelado que irá te acordar, apesar de ser mais eficiente.

*Por Cláudio Bernardo

……………………………………………………………………..
*Fonte: awebic

Fazer caminhada emagrece mais do que ir a academia, se estas 4 regras forem seguidas

Se você ainda está tentando decidir entre caminhar todos os dias e visitar uma academia regularmente, é preciso considerar os benefícios e as desvantagens de cada um deles.

Andar a pé é conveniente e gratuito, mas pode não ser a opção mais eficaz se você tiver objetivos sérios de condicionamento físico. Por outro lado, as academias oferecem muitas opções de exercícios, mas elas custam dinheiro.

Academia

A principal vantagem de ir ao ginásio em vez de andar é que você pode escolher entre uma variedade de exercícios.

Se você quer desenvolver músculo, você pode levantar pesos livres ou usar máquinas de resistência. Se andar ao ar livre é difícil ou desagradável devido ao mau tempo, você pode andar em uma esteira ou usar uma máquina elíptica ou stepper da escada.

Se você está cansado de se exercitar sozinho, faça uma aula de exercícios em grupo. As aulas típicas incluem aeróbica baseada em dança, aeróbica de alto impacto e kickboxing.

Andando

A vantagem de caminhar é que você não precisa pagar taxas caras ou viajar para uma academia distante. Em vez disso, você só precisa de uma área aberta e sapatos de qualidade.

Andar em um local cênico lhe dá a chance de experimentar o ar livre. Se você possui uma esteira, nem precisa sair de casa para andar. Se você configurar sua esteira perto de seus dispositivos de entretenimento favoritos, isso pode ajudar a motivá-lo a andar com mais frequência e por períodos mais longos.

Considerações

A desvantagem de andar é que existem exercícios mais eficazes. Caminhar é prazeroso, mas suas metas de condicionamento físico podem exigir uma atividade mais intensa que queima mais calorias.

Uma pessoa que anda a 2 km, um ritmo casual, por uma hora só queima 118 calorias, de acordo com o Conselho Americano de Exercício.

Uma maneira de lidar com esse problema é intensificar ainda mais sua caminhada. Essa mesma pessoa queimaria 295 calorias andando por uma hora a 4 mph, um ritmo muito rápido.

Alcançando seus objetivos

Para tomar a decisão certa para você, você terá que avaliar as vantagens e desvantagens de cada uma delas, levando em consideração o tipo de programa de exercícios que você precisa.

Por exemplo, se você quiser um tônus ​​muscular geral, precisará realizar exercícios de resistência. Embora você possa realizar muitos desses exercícios em casa, o extenso equipamento disponível em uma academia típica facilita a tarefa.

Além disso, os ginásios costumam ter instrutores profissionais disponíveis para ajudar a adaptar seu programa de exercícios aos seus objetivos de condicionamento físico.

Percepção de especialista

Se ingressar em uma academia não for viável, caminhar 30 minutos por dia é uma maneira eficaz de manter um nível básico de condicionamento físico.

O Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra recomenda caminhar 30 minutos por dia ao ingressar em uma academia.

A organização argumenta que caminhar é mais fácil de integrar em uma rotina diária do que ir a uma academia, mas ainda oferece muitos benefícios para a saúde, como reduzir o risco de doenças cardíacas, obesidade, diabetes e outras condições médicas sérias.

Agora vamos te dar 4 dicas para seu emagrecimento e caminhada seje eficaz:

– Fazer uma reeducação alimentar
– Aumentar o consumo de legumes e verduras
– Diminuir o consumo de açúcar
– Evitar o máximo possível de frituras

……………………………………………………………………………………………
*Fonte: felizsaude

O papel da vitamina D na redução do risco e da letalidade do coronavírus

Nova pesquisa COVID-19 encontra relação em dados de 20 países europeus.

Um novo estudo encontrou uma associação entre baixos níveis médios de vitamina D e altos números de casos de COVID-19 e taxas de mortalidade em 20 países europeus.

A pesquisa, liderada pelo Dr. Lee Smith, da Universidade Anglia Ruskin (ARU), e por Petre Cristian Ilie, urologista principal do Lynn NHS Foundation Trust do Queen Elizabeth Hospital King, é publicada na revista Aging Clinical and Experimental Research .

Estudos observacionais anteriores relataram uma associação entre baixos níveis de vitamina D e suscetibilidade a infecções agudas do trato respiratório. A vitamina D modula a resposta dos glóbulos brancos, impedindo-os de liberar muitas citocinas inflamatórias. Sabe-se que o vírus COVID-19 causa excesso de citocinas pró-inflamatórias.

Itália e Espanha experimentaram altas taxas de mortalidade por COVID-19, e o novo estudo mostra que ambos os países têm níveis médios mais baixos de vitamina D do que a maioria dos países do norte da Europa. Isso ocorre em parte porque as pessoas no sul da Europa, principalmente os idosos, evitam sol forte, enquanto a pigmentação da pele também reduz a síntese natural de vitamina D.

Os níveis médios mais altos de vitamina D são encontrados no norte da Europa, devido ao consumo de óleo de fígado de bacalhau e suplementos de vitamina D e, possivelmente, menos evitação solar. Os países escandinavos estão entre os países com o menor número de casos de COVID-19 e taxas de mortalidade por cabeça de população na Europa.

O Dr. Lee Smith, Leitor de Atividade Física e Saúde Pública da Universidade Anglia Ruskin, disse: “Encontramos uma relação bruta significativa entre os níveis médios de vitamina D e o número de casos de COVID-19 e, principalmente, as taxas de mortalidade de COVID-19, por cabeça de população nos 20 países europeus.

“Foi demonstrado que a vitamina D protege contra infecções respiratórias agudas, e os adultos mais velhos, o grupo mais deficiente em vitamina D, também são os mais seriamente afetados pelo COVID-19.

“Um estudo anterior constatou que 75% das pessoas em instituições, como hospitais e casas de repouso, eram severamente deficientes em vitamina D. Sugerimos que seria aconselhável realizar estudos dedicados analisando os níveis de vitamina D em pacientes com COVID-19 em diferentes graus gravidade da doença. ”

O Sr. Petre Cristian Ilie, urologista chefe do Lynn NHS Foundation Trust do Hospital Queen Elizabeth, disse: “Nosso estudo tem limitações, no entanto, principalmente porque o número de casos em cada país é afetado pelo número de testes realizados, bem como as diferentes medidas tomadas por cada país para impedir a propagação da infecção. Finalmente, e importante, é preciso lembrar que correlação não significa necessariamente causalidade. ”

…………………………………………………………..
*Fonte:

Por que não devemos beber café em copo de plástico?

Copos plásticos podem ser muito práticos e higiênicos, mas seu uso indiscriminado acaba gerando uma quantidade de resíduos que poderia facilmente ser evitada, ainda mais em escritórios, onde pessoas passam grande parte do dia.

Como se a questão dos resíduos não fosse o suficiente para uma escolha ecológica, saiba que os recipientes também podem liberar substâncias tóxicas quando submetidos a altas temperaturas.
Cafezinho do mal

O plástico é fabricado com diferentes materiais, conforme sua aplicação, mas tanto copos quanto canudos são feitos com uma variedade que utiliza Bisfenol A (BPA) em sua composição.

Segundo o Omilights, testes mostram que 95% das pessoas que consumiram bebidas quentes em copos plásticos apresentaram altas concentrações de BPA em análises de urina.

Você provavelmente já tomou algo quente em um copo plástico, mas talvez fosse a hora de rever esse comportamento, caso ele seja frequente.

Afinal, o Bisfenol A está associado a uma infinidade de problemas, como diminuição da imunidade, obesidade, infertilidade e desequilíbrios hormonais.
Identificação do Plástico

Plástico

Para identificar o tipo de plástico utilizado na confecção de determinado objeto, existe uma marcação por códigos que é identificada facilmente.

 

 

 

 

 

 

As setas em forma de triângulo mostram que ele é reciclável, com o número presente no interior do símbolo indicando o tipo de material utilizado na fabricação.

Cada um possui características específicas, mas, como estamos falando sobre temperatura e liberação de elementos tóxicos, é bom lembrar que a marcação com o número 5 ou ”PP” significa que foi utilizado o polipropileno, material que pode ser levado ao micro-ondas sem riscos, pois libera uma quantidade ínfima de compostos químicos quando aquecido.

Já o uso do policarbonato, que utiliza o BPA em sua composição, é indicado pelo número 7. Quando não submetido a altas temperaturas, o material é seguro; por outro lado, ao ser exposto ao calor, libera compostos químicos que podem ser prejudiciais à nossa saúde.

Agora, você já sabe: quando for tomar um cafezinho fora de casa, sempre confira o tipo de copo, pelo bem da sua saúde.

*Por Davson Filipe

………………………………………………………………………..
*Fonte: realidadesimulada

12 segredos do médico japonês que viveu 105 anos para uma vida longa

Em 2009, o médico Shigeaki Hinohara concedeu uma entrevista reveladora ao jornal Japan Times. Na época, ele tinha 97 anos de idade e era reconhecido por sua excelente saúde física e mental. Na época, ele ainda trabalhava ativamente como médico e educador.

Mais do que um profissional da saúde, Shigeaki Hinohara foi um exemplo vivo de uma vida longa, saudável e feliz – um dos motivos pelos quais seus conselhos merecem atenção especial

Shigeaki viveu até os 105 anos de idade e compartilhou alguns ensinamentos, que dividimos com você:

Coma bem
“Todas as pessoas que vivem muito – independentemente da nacionalidade, raça ou gênero – compartilham uma coisa em comum: nenhuma tem excesso de peso. Para o café da manhã eu bebo café, um copo de leite e um pouco de suco de laranja com uma colher de azeite de oliva. O azeite é ótimo para as artérias e mantém minha pele saudável. O almoço é leite e alguns biscoitos, ou nada quando estou muito ocupado para comer. Nunca fico com fome porque me concentro no meu trabalho. No jantar, um pouco de peixe e arroz e, duas vezes por semana, 100 gramas de carne magra”.

Não pegue atalhos
“Para se manter saudável, vá sempre pelas escadas e leve suas próprias coisas. Eu pego duas escadas por vez, para mover meus músculos”.

Redescubra sua energia juvenil
“A energia vem de sentir-se bem, não de comer ou dormir muito. Todos nos lembramos que quando nos divertíamos na infância, muitas vezes, esquecíamos de comer ou dormir. Eu acredito que podemos manter essa atitude como adultos também. É melhor não cansar o corpo com muitas regras, como o almoço e a hora de dormir”.

Se mantenha ocupado
“Sempre planeje com antecedência. O meu livro de agendamento já está cheio até 2014 [cinco anos à frente no momento da entrevista], com palestras e meu trabalho hospitalar habitual. Em 2016, me divertirei muito: planejo assistir às Olimpíadas de Tóquio!”

Construa uma ética de trabalho
“Não há necessidade de se aposentar, mas, se necessário, deve se fazer após os 65. A idade atual de aposentadoria foi fixada em 65 anos há meio século atrás, quando a expectativa de vida média no Japão era de 68 anos. Hoje, as mulheres japonesas vivem em torno de 86 e os homens 80, e temos 36 mil centenários em nosso país. Em 20 anos, teremos cerca de 50 mil pessoas com mais de 100 anos. “

Contribua com a sociedade
“É maravilhoso viver muito tempo. Até os 60 anos é fácil trabalhar para a família e alcançar os objetivos. Mas em nossos últimos anos, devemos nos esforçar para contribuir com a sociedade. Desde os 65 anos, trabalho como voluntário. Eu ainda adiciono 18 horas em sete dias por semana e amo cada minuto disso”.

Compartilhe seu conhecimento
“Compartilhe o que você conhece. Dou 150 palestras por ano, algumas para 100 crianças da escola primária, outras para 4.500 pessoas de negócios. Eu geralmente falo por 60 a 90 minutos, em pé, para ficar forte”.

Entenda o valor dos conhecimentos
“A ciência sozinha não pode curar ou ajudar as pessoas. A ciência nos agrupa, mas a doença é individual. Cada pessoa é única, e as doenças estão conectadas aos seus corações. Para conhecer a doença e ajudar as pessoas, precisamos de artes visuais e não apenas médicas”.

Confie no GUT
GUT é uma sigla para Gravidade, Urgência e Tendência. “Quando um médico recomenda que você faça um teste ou alguma cirurgia, pergunte a ele se quer que o cônjuge ou as crianças passem por esse procedimento. Ao contrário do que muitos acreditam, os médicos não podem curar a todos. Então, por que causar dor desnecessária com a cirurgia? Eu acho que música e terapia animal podem ajudar mais do que a maioria dos médicos imagina”.

Resista ao materialismo
“Não fique louco por acumular coisas materiais. Lembre-se: você não sabe quando estará embaixo da terra e você não pode levar seus bens para o próximo lugar”.

Busque inspirações
“Encontre um modelo e aponte para alcançar o que jamais imaginou que poderia fazer. Meu pai foi para os Estados Unidos em 1900 para estudar na Duke University, na Carolina do Norte. Ele foi um pioneiro e um dos meus heróis. Mais tarde, encontrei mais alguns guias de vida e, quando travo, me pergunto como eles lidariam com o problema. Minha inspiração é um poema de Robert Browning que diz para tentarmos desenhar um círculo tão grande que não existe nenhuma maneira de terminarmos enquanto estamos vivos. Tudo o que vemos é um arco, o resto está além da nossa visão”.
– Não subestime o divertimento

“A dor é misteriosa e se divertir é a melhor maneira de esquecê-la. Se uma criança tiver uma dor de dente e você começa a brincar com ela, imediatamente ela esquece a dor. Os hospitais devem atender às necessidades básicas dos pacientes: todos queremos nos divertir. No St. Luke (hospital que trabalhava), temos terapias de música e animais e aulas de arte”.

*Por Marcia Sousa

…………………………………………………………………….
*Fonte: ciclovivo

7 dicas para ter a melhor noite de sono da sua vida

Você já tentou de tudo: não tomou nada com cafeína antes de ir para a cama, não comeu nada pesado, evitou filmes assustadores e, mesmo assim, não consegue dormir direito?

Segundo a especialista em sono do Departamento de Medicina da Universidade de Chicago, Kristen L. Knutson, alguns hábitos que você tem podem estar sabotando o seu sono e você pode nem saber disso. Confira algumas dicas para dormir melhor:

1. Controle seus hábitos da tarde

Todo mundo sabe que tomar determinados tipos de chá ou café logo antes de dormir podem prejudicar o sono. Mas você sabia que beber esses líquidos de tarde pode causar o mesmo efeito? Até aquele chá de maça do seu emprego, que você bebe às quatro da tarde, pode não ser tão inocente. A dica é olhar a composição de cada bebida no seu rótulo. Deixe os drinks energéticos e as bebidas com cafeína para antes das duas da tarde – assim o efeito delas irá passar durante o dia e, na hora de dormir, seu organismo já não estará sob a influência do cafezinho da tarde.

2. Escolha alimentos propícios para o sono

Enquanto comer uma feijoada logo antes de dormir durante a noite não é uma escolha sábia, há alguns alimentos que podem ajudá-lo a ter um sono mais tranqüilo. Se você já passou por algumas noites seguidas dormindo mal, a dica dos especialistas para o jantar é um prato de macarrão com vegetais frescos e peito de galinha picado em pequenos cubos. Esse jantar contém uma combinação de proteínas e aminoácidos que aumentam os níveis de serotonina no corpo, para que seu sono aumente. Outras combinações como leite e bolachas leves ou iogurte com cereais também funcionam.

3. Tome seu gole de vinho mais cedo

Apesar de um gole de vinho poder te relaxar e fazer você cair no sono mais rápido, ele tornará a segunda parte do seu ciclo do sono mais agitada, com possíveis interrupções. O álcool diminui sua quantidade total de sono e aumenta o número de vezes com que você acorda durante a noite. Se você não dispensa seu vinho noturno, tome sua taça às seis horas e não às onze, para garantir um sono mais profundo.

4. Banhos

Sabe aquele mito de que tomar um bom banho quente ajuda a dormir? Surpreendentemente, mergulhar numa banheira muito quente antes de ir para a cama pode ter o efeito contrário. Qualquer atitude que aumente sua temperatura corporal próxima a hora de dormir pode tornar o sono mais difícil. Segundo especialistas, o corpo precisa ficar mais frio para que você consiga dormir. Isso não quer dizer ir para a cama sem tomar banho depois de um árduo dia de trabalho – tome seu banho algumas horas antes de dormir, não vá para a cama imediatamente depois de sair do chuveiro.

5. Alongue-se

Você provavelmente sabe que exercícios físicos antes de dormir não são a melhor idéia para quem quer um sono tranqüilo – qualquer atividade intensa deve ser feita seis horas antes. Mas uma sessão relaxante de yoga ou de outro alongamento pode ser de grande ajuda, principalmente se você sente dores quando vai dormir.

6. Fique no clima para a soneca

Deixar seu quarto escuro na hora do sono é muito importante, mas diminuir as luzes momentos antes de ir para a cama também é. Nosso relógio biológico reage à luz forte que mantemos em casa durante a noite e, de certa forma, pensa que é dia, tornando o sono uma tarefa mais difícil. Diminuir gradativamente a iluminação simula um anoitecer e o corpo compreende que está na hora de desligar.

7. Esqueça seu computador

Mandar um último e-mail logo antes de dormir? Ficar com o notebook na cama? Nada disso. Digitar pode te deixar agitado e o e-mail te mantém em contato com as atividades diárias, que não são sua prioridade na hora de dormir. Até a vibração de um celular próximo pode te despertar e interromper seu sono. Deixe todos os seus gadgets em outro quarto para controlar a vontade de dar uma olhada noturna no seu Orkut e use um despertador convencional em vez do celular.[CNN]

…………………………………………………………………….
*Fonte: viodaemequilibrio

6 dicas para turbinar a imunidade e acelerar o metabolismo

Muito tem se falado sobre precauções para que você esteja imune às infecções, principalmente neste momento que estamos vivendo, com a proliferação do Covid-19. Segundo a nutricionista Camila Buitoni, a prevenção começa com aquilo que ingerimos.

Uma alimentação rica em gorduras, açúcares, industrializados, ultra processados e conservantes, com não é o caminho ideal para fortalecer seu sistema imunológico e manter a saúde e o bem estar.

Uma alimentação balanceada, rica em alimentos naturais ajudar a fortalecer a imunidade. Pensando nisso, Camila separou algumas dicas:

Rotina e disciplina

“O primeiro passo é entender que você precisa se organizar e reprogramar seu cardápio, optando por alimentos in natura e que sejam preparados e temperados por você. Isso vale de frutas e sucos até as principais refeições. Evite consumir refeições prontas.”

Água não é um complemento

“Você precisa se manter hidratado. E, se agora, sua alimentação será mais rica em fibras, para que elas desempenhem suas funções, necessitam de muita água. O baixo consumo aliado ao aumento na quantidade de fibras ingeridas pode ocasionar uma paralização destas fibras no seu intestino, causando efeito rebote no organismo.”

Dê preferência aos tubérculos

“Além dos cereais, consuma alimentos vindos da terra, como mandioca, batata-doce, inhame, mandioquinha e cará, que são de baixo índice glicêmico e permitem que seu metabolismo trabalhe um pouco mais, para que sejam absorvidos, o que melhora o funcionamento do intestino, aumenta a saciedade e auxilia a absorção e excreção de gorduras.”

Frutas

“A dica é focar naquelas que contém maior concentração de vitamina C. Você pode escolher, por exemplo, maçã, acerolas, amoras, kiwi, uvas, ameixas e cerejas. Perceba que as listadas são também, em sua maioria, frutas vermelhas, que têm o poder antioxidante bem maiores que as outras. Frutas como mamão, melão, laranja, tangerina, caqui e abacaxi, que são do grupo das de cores laranja e amarela – provenientes dos fitoquímicos presentes nelas –, são muito ricas em betacaroteno, antioxidante que fortalece o sistema imunológico.”

Proteína

“O que importante é evitar que sejam fritas e imersas em muito óleo. Ao invés disso, escolha preparações que sejam cozidas, grelhadas ou assadas.”

Gorduras do bem

“O grupo das gorduras insaturadas, ou como são mais conhecidas, as ‘gorduras boas’ são facilmente encontradas em alimentos de origem vegetal como azeite de oliva, castanhas, nozes, amêndoas, linhaça, chia e abacate. Estes alimentos também estimulam a produção de serotonina, mais conhecida como hormônio do bem-estar, auxiliando para que você tenha menos crises de ansiedade.”
imunidade metabolismo

Seguir todas estas recomendações contribuirá com o processo de bem-estar, reforçará seu sistema metabólico e imunológico, e ainda, de quebra, mandará embora aquelas gordurinhas indesejáveis.

Para fechar a nutricionista separou uma receita de chá que pode ser tomado ao longo do dia, composto por ingredientes que têm alto poder contra infecções, ajudando assim a proteger nosso organismo.

Ingredientes

1 litro de chá – de qualquer sabor que você tiver ou quiser
2 rodelas de limão
1 pedaço pequeno de gengibre
4 cravos (ou um pedaço pequeno de canela em pau)
1 ponta da colherzinha de café de cúrcuma ou açafrão

Modo de fazer

Depois do chá pronto, já coado em uma garrafa ou jarra, acrescente as duas rodelas de limão – com a casca mesmo – acrescente o pedaço pequeno de gengibre, mais os quatro cravos ou o pedaço de canela em pau e uma ponta da colherzinha de café de cúrcuma ou açafrão. Misture levemente e pronto. Estes ingredientes ficarão dentro do chá, que pode ser tomado durante todo o dia, gelado ou em temperatura ambiente.

…………………………………………………………………………
*Fonte: ciclovivo

Dicas para acabar com o mofo no guarda-roupa

Com a umidade nos deparamos com o mofo no guarda-roupas e nas peças guardadas. Resolver essa questão é simples, veja as dicas abaixo e escolha a que se aplicar melhor ao seu caso.

– Sempre que possível, deixe as portas do guarda-roupa abertas para que entre ventilação.

– Coloque as roupas de frio no sol durante o verão ou lave-as.

– Pelo menos uma vez ao mês, tire as roupas e limpe o armário com água e vinagre para evitar fungos e retirar possíveis manchas de mofo.

– Coloque um pote com bicarbonato de sódio, cal ou gesso dentro do guarda-roupa. Troque-o a cada seis meses.

– Coloque pedaços de algodão embebidos em essência de terebintina nos cantos e gavetas.

– Use produtos antimofo durante a faxina.

– Para eliminar a umidade, deixe um pedaço de giz em cada prateleira.

– Faça sachês com cravo-da-índia: basta colocar os cravos em um tecido fino e fechar o saquinho utilizando uma fita. Renove o sachê a cada três meses.

– Uma receita simples e bem conhecida é misturar água com água sanitária ou vinagre branco, na proporção de um para um. Basta passar a composição com um pano nos armários, gavetas, paredes e cômodas.

Roupas já manchadas?

Há inúmeras dicas caseiras para evitar o problema, mas caso a sua roupa já esteja manchada veja duas formas de resolver, de acordo com a cor do tecido:

– Roupas coloridas: Mergulhe tecidos coloridos em leite fervente até a mancha desaparecer.

– Roupas brancas: Deixe o tecido de molho em água quente com sal.

 

…………………………………………………………….
*Fonte: ciclovivo

4 alimentos que ajudam a combater o estresse

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o estresse atinge 90% da população mundial. No Brasil, 70% das pessoas sofrem com esse mal. Apesar de muito comum, é necessário cuidado, pois a condição pode levar a uma série de doenças como câncer, depressão, diabetes, transtornos alimentares e hipertensão.

De acordo com Ione Leandro, nutricionista da ONodera Estética, um grande aliado no combate ao estresse é a alimentação. “Dentre os aminoácidos mais importantes para o bom funcionamento do organismo está o triptofano. Quando alimentos ricos nessa substância entram na corrente sanguínea, são transportados para o cérebro e o trato gastrointestinal se encarrega de produzir a serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar”.

Alimentos para incluir na dieta

Abaixo, a nutricionista separou outros alimentos que, além do triptofano, contêm vitaminas e minerais importantes para combater o estresse.

Banana – A fruta é rica em triptofano, Vitamina B6, Magnésio e Potássio, nutrientes que estimulam a produção de serotonina e ajudam a diminuir ansiedade e irritação.

Folhas verde-escuras – A deficiência de ácido fólico, presente na couve, brócolis e espinafre, pode provocar depressão. Procure consumir de duas a três porções por semana.

Frutas cítricas – A vitamina C presente nas frutas cítricas reduz a secreção de cortisol, hormônio liberado pela em resposta ao estresse e à ansiedade. Seu consumo promove o bom funcionamento do sistema nervoso e aumentam a sensação de bem-estar.

Chocolate – O cacau presente no chocolate é rico em antioxidante e aminoácidos percussores de serotonina. “Quanto mais cacau compor a fórmula do alimento, mais saudável ele é. Portanto, opte pelo amargo ou meio amargo e evite os chocolates brancos e ao leite, que são repletos de açúcar, aditivos e gordura hidrogenada. É recomendado de 25 a 30 gr dessa delícia diariamente”, finaliza Ione.

 

…………………………………………………………………….
*Fonte: ciclovivo

6 causas surpreendentes da dor de cabeça

Para alguns, chegar ao clímax em um encontro sexual nem sempre é sinônimo de prazer.

Para outros, comer um simples sorvete também pode causar problemas.

É que ambas as situações podem levar algumas pessoas a sentir uma forte dor de cabeça. Muitos, no entanto, não se deram conta da relação de causa e efeito nesses momentos.

Confira algumas situações que, a princípio, deveriam ser prazerosas, como as mencionadas acima, ou não tanto, como faxinas — que podem causar dores de cabeça.

1. Sexo

É comum ver com certo humor quando dores de cabeças são usadas por mulheres como desculpa para conter investidas indesejadas de um parceiro.

Mas, segundo a sexóloga australiana Margaret J. Redelman, autora do artigo “What if the ‘sexual headache’ is not a joke?” (“E se a ‘dor de cabeça sexual’ não for uma piada?”), publicado no periódico British Journal of Medical Practitioners, essas dores na cabeça associadas ao sexo “podem ser qualquer coisa, menos uma piada”.

A International Headache Society (IHS) é uma organização britânica sem fins lucrativos que ajuda as pessoas que sofrem de dor de cabeça. Segundo a entidade, a dor durante o sexo já recebeu alguns nomes diferentes na literatura especializada:

. Dor de cabeça sexual benigna ou dor de cabeça sexual vascular benigna
. Cefaleia coital ou dor de cabeça coital
. Cefaleia orgásmica ou dor de cabeça orgásmica

A organização descreve essa manifestação geralmente começando “como uma dor bilateral que aumenta acompanhando a excitação e que, de repente, se intensifica no orgasmo, mesmo sem qualquer distúrbio intracraniano (observado)”.

A intensidade da dor “abrupta e explosiva” pode ocorrer mesmo um pouco antes da chegada ao orgasmo.

Essa dor de cabeça pode durar de alguns minutos a 72 horas, com uma intensidade média.

De acordo com o Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS), “os médicos acreditam que as dores de cabeça sexuais se devam a uma pressão que se acumula nos músculos da cabeça e pescoço” conforme avança a relação sexual.

Embora o NHS reconheça que esse tipo de dor de cabeça é inconveniente, esclarece que elas “geralmente são inofensivas e não significam que o sexo deva ser evitado”.

Tomar um analgésico algumas horas antes pode bloquear essa dor intrusa. No entanto, solicitar ajuda especializada é sempre o melhor passo a seguir.

2. Sono

Se você costuma já acordar com uma forte dor de cabeça, pode ser que algo esteja acontecendo durante seu sono para acioná-la.

Muitas pessoas não sabem que sofrem de bruxismo noturno, um hábito involuntário de cerrar os maxilares ou ranger os dentes sem qualquer finalidade funcional. A contração dos músculos da mandíbula pode causar dor de cabeça.

O bruxismo em sua versão mais leve é mais frequente do que parece e afeta crianças e adultos. Segundo o cálculo de um estudo publicado em 2013, a prevalência de bruxismo noturno na população adulta é de aproximadamente 12%.

“Ranger os dentes é cerca de 40 vezes mais potente que mastigar”, explicou Nigel Carter, da fundação British Oral Health, à BBC.

A melhor maneira de resolver isso é ir ao dentista para colocar um protetor bucal que resguarde os dentes enquanto dormimos.

3. Faxina

Desta vez, não tem nada a ver com uma desculpa para a preguiça: é um fato que, para algumas pessoas, limpar a casa pode dar dores de cabeça.

“Os produtos de limpeza doméstica, bem como perfumes e purificadores de ar aromatizados, contêm produtos químicos que podem levar à dor de cabeça”, diz o NHS, recomendando que neste caso tais produtos sejam evitados.

“Se você é suscetível (…) a certos odores, evite perfumes, sabonetes, xampus e condicionadores com aromas fortes”.

“Se o perfume de um colega está incomodando, coloque um ventilador em sua mesa”, acrescenta.

O serviço de saúde britânico recomenda ainda, para pessoas assim, que as janelas sejam abertas durante a faxina.

Um estudo do Departamento de Ciências Clínicas da Universidade de Bergen, na Noruega, já indicou que o uso regular de certos produtos de limpeza pode ter efeitos prejudiciais nos pulmões.

4. Iluminação

Luzes muito fortes ou brilhantes, especialmente as que piscam, podem causar enxaquecas.

Isso ocorre porque elas acionam certas substâncias químicas no cérebro, que então “ativam o centro da enxaqueca”, explica o NHS.

O órgão de saúde recomenda que pessoas que sofram disso usem óculos de sol dentro e fora de ambientes internos. Lentes polarizadas também são uma opção.

“No trabalho, ajuste o monitor do computador ou coloque uma tela protetora antirreflexo. Você também pode desligar certas luzes ou movê-las. Se não puder, mude de lugar no escritório. As luzes fluorescentes tendem a piscar. Se possível, substitua-as por outro tipo de iluminação.”

Foi exatamente o que William, um jornalista da BBC, fez.

“No meu escritório, eles instalaram uma luz branca forte, intensificada pelo direcionamento do foco”, diz ele.

“Eu sofro de enxaqueca ocular e zumbido [nos ouvidos], duas condições relacionadas. A luz estimulou essas condições, especialmente a enxaqueca ocular que interfere na minha visão e diminui o meu campo visual.”

“Pedi que reduzissem a intensidade da luz ou mudassem a direção do foco. No fim, elas foram desconectadas completamente.”

5. Sorvete

“Você sente uma dor aguda e pulsante na testa quando come um sorvete? Então você é suscetível a dores de cabeça causadas pelo alimento frio que se move pelo palato e por trás da garganta. Picolés e bebidas geladas têm o mesmo efeito”, diz o NHS.

Segundo a Harvard Health Publishing, a publicação da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, quando o sorvete toca essas partes da boca, faz com que “pequenos vasos sanguíneos nessas áreas se contraiam e depois se expandam rapidamente”.

“Os receptores de dor [localizados] próximos aos vasos sanguíneos detectam desconforto e enviam a mensagem, através de pequenas fibras nervosas, para um nervo maior, que, por sua vez, envia o sinal para o cérebro.”

A boa notícia é que, segundo o NHS, as dores de cabeça surgidas quando se come sorvete não precisam de tratamento.

“Elas terminam em um instante, raramente durando mais de um minuto ou dois.”

6. Postura

Ainda de acordo com o NHS, a má postura causa “tensão na parte superior das costas, pescoço e ombros, o que pode gerar dor de cabeça”.

“Tradicionalmente, a dor é sentida de forma latejante na base do crânio e às vezes chega ao rosto, especialmente na testa.”

O principal conselho é evitar ficar na mesma posição por um longo tempo.

Sente-se em linha reta e verifique se a região lombar está bem sustentada, acrescenta o órgão de saúde.

E se você é daqueles que segura o telefone entre a orelha e o ombro enquanto escreve, o NHS recomenda que você pare com isso, porque essa posição causa tensão nos músculos.

Se você acredita ter problemas de postura, procure um profissional de saúde para identificar a melhor maneira de corrigir isso — porque uma dor de cabeça pode ser apenas uma das várias consequências disso.

………………………………………………………………………
*Fonte: bbc-brasil

3 truques para se manter calmo mesmo sob pressão

Vai fazer alguma prova? Uma entrevista de trabalho? Falar em público? Diante de tanta pressão você costuma ficar uma pilha de nervos?

Justamente quando precisa manter a calma, o seu coração acelera, as mãos suam, a voz fica estranha e trêmula e dá o famoso “branco” em sua cabeça.

Com um pouco de ajuda da neurociência, existem três técnicas fáceis e confiáveis que podem ajudar a se manter sereno e enfrentar essas dificuldades.

Claro, existem outras coisas que também podem ajudar a lidar com essas situações. Mas essas três dicas são importantes para trazer a calma rapidamente.

1. Respirar

O primeiro exercício é relacionado à respiração.

Inspire profundamente pelo nariz durante cinco segundos, suspenda a respiração por um segundo e solte todo o ar pelo nariz, lentamente, contando até cinco.

Repita esse exercício várias vezes e se sentirá mais tranquilo.

Durante séculos, praticantes de ioga e budistas usaram técnicas de respiração controlada como essa para dominar seu sistema nervoso. Agora, a ciência começa a entender como funciona.

Pesquisas identificaram uma rede específica de neurônios no tronco cerebral, denominada complexo pré-Bötzinger, que regula a respiração e se comunica com outras partes do cérebro.

Sob estresse, nosso corpo tem tendência a respirar muito rápido, enquanto se prepara para o perigo. Isso é útil se o que você precisa é fugir de uma situação de risco, mas não é o que deve acontecer quando você está, por exemplo, prestes a falar em público.

A boa notícia é que, respirando profunda e lentamente, você pode mudar a mensagem que seu cérebro recebe de “perigo” para “está tudo bem”.

Então, na próxima vez em que o pânico o invadir, use uma respiração profunda pelo nariz para forçar o corpo a se acalmar.

E a melhor parte é que ninguém notará, nem mesmo seu público.

Agora você está pronto para o próximo passo.

2. Cantarolar

Sim. Cantarolando, cantarolando… com uma única nota da sua música favorita… tudo dará certo.

Por quê?

Os estudos sobre como regulamos a frequência cardíaca mostraram que o zumbido pode estimular uma das partes mais importantes do corpo, uma sobre a qual quase nunca falamos: o nervo vago.

O nervo vago (em latim, nervus vagu) é assim chamado porque emerge do cérebro e serpenteia pelo corpo como uma via expressa de comunicação, conectando o cérebro a órgãos como coração, pulmões e estômago, caixa de voz e ouvidos.

Um estudo de 2013 com cantores mostrou que a música — cantarolar ou repetir notas musicais — ajuda a manter o ritmo do coração.

Então, na próxima vez em que sentir que seu coração está acelerado, cante uma música ou simplesmente cantarole um nota musical e deixe que seus nervos vagos restaurem a calma.

O conselho final é…

3. Se concentre

Quando você está ocupado, é tentador fazer muitas coisas ao mesmo tempo.

Mas se quiser continuar calmo e realmente cumprir sua tarefa, não se distraia.

Estudos mostram que o cérebro só pode fazer uma coisa de cada vez.

Quando fazemos muitas coisas ao mesmo tempo, o cérebro tem de fazer mudanças muito rápidas, ele se sobrecarrega e enche o seu corpo com hormônios do estresse.

Ao trabalhar de forma que seu cérebro esteja fazendo uma coisa de cada vez, você pode rapidamente passar de uma sensação de pressão para a calma.

Portanto, divida sua tarefa em pequenas partes ou etapas, marque o que você deve fazer a seguir e esqueça as outras tarefas até que chegue a hora.

Isso se chama “processo de pensamento” e é usado por treinadores esportivos para ajudar os atletas a se concentrarem.

Fazer uma coisa de cada vez com toda a atenção mantém a mente “aqui e agora” e é um costume que vale a pena desenvolver.

Agora, sim. A próxima vez que sentir que uma situação está desgastante, pare, respire, cantarole e se concentre.

……………………………………………………………………………..
*Fonte: bbc-brasil