Um palhaço no milharal

Por alguma razão, o dono do drone resolveu capturar algumas imagens sobre plantações de milho e, enquanto sobrevoava uma delas, avistou um sujeito muito sinistro vestido de palhaço. Seria uma armação? Teria o operador do equipamento descoberto alguém prestes a cometer um crime? Seja qual for a verdade, a cena mais parece saída de um filme de terror…

*Deve ser um amigo do piloto do drone, coisa planejada, mas ficou interessante… e assustador tbém, convenhamos.

Drone com sementes inteligentes refloresta 1.200 hectares em 5 horas

Um drone com sementes inteligentes está sendo usado para ajudar no reflorestamento de forma rápida, prática e eficaz.

A ótima ideia, diante do desmatamento maciço, está sendo colocada em prática pelo empresário espanhol Juan Carlos Sesma.

O aparelho voador dele é capaz reflorestar 100 mil árvores em apenas 5 horas. O empresário já fez isso em 1.200 hectares de um parque em Guadalajara.

“Estamos diante de um método eficiente para criar ecossistemas, através da criação em série, como se fosse uma fábrica de automóveis”, diz Sesma

Como

Juan Carlos Sesma usa uma seleção de sementes ‘iseed’, ou semente inteligente, que é introduzida em uma cápsula biodegradável.

Ela tem todos os elementos para torná-la viável em sua primeira fase de crescimento, a mais crítica, mas com 80% de chance de sucesso.

Mas não é tão simples como parece. Primeiro é feita uma análise.

O protagonista desta fase executa o projeto mais eficiente, otimizando todas as variáveis em seu banco de dados usando algoritmos para que o futuro ecossistema seja o mais completo, harmonioso e sustentável possível.

O Big Data está presente durante todo o processo antes do plantio. Ele é responsável por escolher o mais adequado para a criação de ecossistemas de sementes nativas.

Com as variáveis escolhidas e as sementes inteligentes criadas, o drone de CO2 entra em ação.

Drone em ação

Com ele é possível que uma zona afetada por um incêndio se recupere completamente.

“Este tem um mini-depósito anexado que lança a iseed, contando com os parâmetros estabelecidos pelo Big Data”, explica Sesma.

Outro ponto a favor da incorporação de drones no trabalho de reflorestamento é que as sementes liberadas podem alcançar lugares que não são facilmente acessíveis pelos humanos.

………………………………………………………..
*Fonte: sonoticiaboa

Veja laser militar derrubar um drone em pleno voo

O último teste da Lockeed Marton, fabricante de armas militares e satélites, aconteceu no mês de agosto e envolveu a destruição de cinco drones. A novidade da empresa é o Athena, arma de laser que é silenciosa, com mira precisa e custo de uso baixíssimo.

O Athena é um sistema de 30 quilowatts que está em desenvolvimento há anos. Em 2015, o Athena inutilizou uma caminhonete a 1,5km de distância. A Locheed também desenvolveu um sistema de 60 kW para as forças armadas dos EUA. Este segundo sistema foi testado em março e produziu um raio laser de 58kW, batendo todos os recordes existentes.

As armas laser têm enormes vantagens. Enquanto um míssil convencional pode custar milhões de dólares, cada disparo a laser do equipamento custa apenas US$1. Recentemente um míssil Patriot de US$3 milhões derrubou um drone de apenas US$200. A mira do laser é tão eficaz que é possível atingir apenas o motor de uma embarcação, sem atingir as outras partes e passageiros, por exemplo, enquanto mísseis convencionais causam maiores danos colaterais.

Por enquanto, o teste foi realizado no mar, com navios da marinha estadunidense, mas a empresa prevê que o sistema pode ser colocado em todo tipo de veículo, de aviões a tanques. Por enquanto, porém, o sistema ainda não está em uso.

…………………………………………………
*Fonte: hypescience