Beforeigners – Trailer (HBO)

Tái um seriado novo interessante – “Beforeigners”.
A série, estrelada por Nicolai Cleve Broch e Krista Kosonen, acompanha um novo fenômeno que começa a acontecer em todo o mundo. Poderosos flashes de luz ocorrem no oceano e pessoas do passado aparecem. Elas vêm de três eras diferentes: a Idade da Pedra, a Era Viking e o final do século XIX. Ninguém entende como isso é possível, e as pessoas do passado, chamadas de “Beforeigners”, não têm lembrança do que aconteceu. Apenas uma coisa é certa: elas continuam chegando e não há caminho de volta. Alguns anos depois, Alfhildr, interpretada por Kosonen e que veio da Era Viking, se une ao policial Lars Haaland, interpretado por Cleve Broch, como parte do programa de integração do departamento de polícia. Ao investigar o assassinato de um “Beforeigner”, eles começam a desvendar uma conspiração maior por trás da origem das misteriosas chegadas em massa.

*Fonte: tecmundo

Trailer:

Lições Para Toda Vida (Seconhand Lions) – trailer

Taí um daqueles filmes que nunca me canso de assistir outra vez. Um clássico para mim.
E uma grata surpresa, já no primeiro dia do novo ano, tá lá ele passando na TV por assinatura. É claro que embarco mais uma vez nessa viagem.

*Tentei encontrar um trailer dublado ou ao menos com legendas em português para postar, mas no way. De qualquer forma fica a dica.  Não é difícil encontrá-lo “full” na web. Mas já aviso, é um filme somente para pessoas de alma leve e sonhadores…. huahauaha.

Pai filma filhos por uma década e o resultado é um vídeo fantástico

Um emocionante e criativo vídeo time-lapse da infância à adolescência.

O fotógrafo e cineasta holandês Frans Hofmeester filmou seus filhos, um casal, uma vez por semana durante dez anos, desde quando eles eram ainda bebês até a adolescência. Sua filha, Lotte, ele filmou até seus 14 anos de idade. Já seu filho Vince foi filmado até seus 11 anos. Ele, então, editou os clipes num fantástico vídeo time-lapse, que mostra a infância de ambos. Confira!

*Por Rejane Borges

………………………………………………………………………….
*Fonte: obviousmag

‘The Beatles: Get Back’

Peter Jackson lança uma prévia exclusiva de seu próximo documentário “The Beatles: Get Back” para os fãs dos Beatles em todo o mundo.

Hora de deixar os Orcs de lado e apresentar uma das maiores bandas do planeta para uma nova geração, “The Beatles: Get Back” do aclamado cineasta Peter Jackson é uma experiência cinematográfica que quer levar o público de volta ao tempo às sessões de gravação íntimas dos Beatles durante um momento crucial na história da música.

Filmado em janeiro de 1969 e compilado a partir de mais de 60 horas de imagens inéditas e mais de 150 horas de áudio inédito, tudo restaurado de forma brilhante, “The Beatles: Get Back” é a história de como John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr planejam seu primeiro show ao vivo em mais de dois anos e ensaiam 14 novas canções, originalmente destinadas ao lançamento em um álbum ao vivo que o acompanha.

O filme apresenta – pela primeira vez na íntegra – a última apresentação ao vivo dos Beatles como um grupo, o inesquecível concerto no telhado em Savile Row de Londres, bem como outras canções e composições clássicas apresentadas nos dois álbuns finais da banda, “Abbey Road” e “Let Be”.

O doc “The Beatles: Get Back”, é apresentada pela Walt Disney Studios, Apple Corps Ltd. e WingNut Films Productions Ltd., é dirigido por Jackson, produzido por Jackson, Clare Olssen e Jonathan Clyde, com Ken Kamins e Jeff Jones da Apple Corps atuando como produtores executivos. Jabez Olssen é o editor do filme, e a música é mixada por Giles Martin e Sam Okell.

*Por Julio Moraes

………………………………………………………………………………………………………
*Fonte: updateordie

Documentário: A expedição de jipe ​​das Américas em 1978

Este filme cobre a Expedição de Jipe das Américas de 1978 (também conhecida como Expedicion de Las America), uma jornada notável do extremo sul da América do Sul, através da América Central e Darien Gap, e depois pela América do Norte antes de terminar no norte do Alasca .

A jornada levaria os 13 homens a 122 dias no total, cobrindo mais de 21.000 milhas usando uma série de Jeep CJs, um Jeep Wagoneer e uma picape da série J – pode ter havido veículos adicionais, no entanto, o filme é leve em detalhes.

Os CJ7s foram equipados com pneus largos de 31 polegadas, barras de proteção, gaiolas de proteção de 6 pontos, guinchos elétricos e cubos de travamento.

A expedição usou escadas de liga leve para ajudar com vários obstáculos, bem como os guinchos, a maioria do off-road aconteceu quando o grupo cruzou o Darien Gap – uma seção de 200 milhas de pântano e selva tropical na América Central. The Darien Gap ainda até hoje não tem uma estrada através dele, tal é a natureza difícil do terreno.

Os jipes chegaram à Terra do Fogo, no Chile, de navio e depois seguiram pela América do Sul cruzando os Andes três vezes e visitando o Lago Titicaca e Machu Picchu. A equipe então enfrentou Darien Gap, que foi de longe a parte mais desafiadora da jornada.

A expedição foi liderada por Mark Smith, um veterano do off-road com mais de 25 anos de experiência conduzindo viagens off-road em seu nome – principalmente jamborees de jipe ​​nas Américas do Sul e do Norte.

*Por Ben Branch

………………………………………………………………………………..
*Fonte: silodrome

O Filme All-Star do concerto em homenagem a Peter Green será lançado em 2021

No início deste ano, em 25 de fevereiro, Mick Fleetwood ofereceu um concerto de tributo de estrelas para seu ex-companheiro de banda do Fleetwood Mac, Peter Green.

O concerto – que aconteceu no London Palladium – contou com Kirk Hammett, Billy Gibbons, David Gilmour, Pete Townshend, Steven Tyler, Noel Gallagher, Jonny Lang, Bill Wyman, John Mayall, Neil Finn, Andy Fairweather Low, Christine McVie, Zak Starkey e muito mais.

O show ficou ainda mais comovente apenas alguns meses depois, em 25 de julho, quando Green faleceu aos 73 anos.

Agora, um filme e um álbum ao vivo documentando o show – Mick Fleetwood & Friends Celebrate the Music de Peter Green e os primeiros anos do Fleetwood Mac – foram anunciados. O filme será lançado nos cinemas em março de 2021, com exibições selecionadas nos dias 23 e 28 de março.

O álbum ao vivo estará disponível em gatefold 4LP, 2CD / Blu-Ray mediabook e conjuntos de áudio digital, e chegará em 30 de abril de 2021, via BMG.

“O concerto foi uma celebração dos primeiros dias do blues onde todos nós começamos, e é importante reconhecer o profundo impacto que Peter e o primeiro Fleetwood Mac tiveram no mundo da música”, disse Fleetwood em um comunicado.

*Por Jackson Maxwell

…………………………………………………………………………………
*Fonte: guitarplayer

Motörhead: vida de Lemmy Kilmister se tornará filme em formato cinebiografia

A vida e a carreira de Lemmy Kilmister, lendário vocalista e baixista do Motörhead falecido nos últimos dias de 2015, será tema de um filme em formato de cinebiografia, o mesmo utilizado em longas recentes como “Bohemian Rhapsody” (Queen) e “Rocketman” (Elton John), entre outros. A informação foi revelada pelo site “Deadline”, que trouxe mais detalhes sobre a produção.

De acordo com a publicação, o filme será intitulado apenas “Lemmy”. A direção será assumida por Greg Olliver, o mesmo que conduziu o documentário “Lemmy: 49% motherf**ker. 51% son of a bitch”, de 2010. O roteiro será assinado por Medeni Griffiths. O empresário do Motörhead, Todd Singerman, atuará como produtor executivo. Nenhum nome do elenco, nem mesmo o ator que fará Kilmister, foi revelado até o momento.

Ainda segundo o site, o trabalho de produção do filme terá início nos primeiros meses de 2021, a depender das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, por meio da VMI Worldwide. A ideia é apresentá-lo no mercado virtual do Festival de Cannes, um dos mais populares do ramo cinematográfico.

O longa-metragem vai narrar toda a trajetória de Lemmy, desde sua juventude em Stoke-on-Trent, passando pelo trabalho como roadie de Jimi Hendrix e como integrante da banda Hawkwind, até chegar ao Motörhead. O grupo liderado por Kilmister foi criado em 1975 e é tido como um dos nomes mais influentes da história do heavy metal, com discos clássicos e mais de 15 milhões de cópias vendidas por todo o mundo.

Lemmy Kilmister nos deixou em 28 de dezembro de 2015, aos 70 anos, em decorrência de uma série de problemas de saúde. Ele lidou com diabetes por anos e foi diagnosticado com câncer de próstata dois dias antes de falecer. O tumor foi listado como uma das causas de sua morte – ele também sofreu uma arritmia e insuficiência cardíaca.

*Por Igor Miranda

………………………………………………………………………..
*Fonte: whiplash

David Lynch lança curta-metragem no YouTube

‘Fire (Pozar)’, curta-metragem fruto da colaboração do cineasta com o músico Marek Zebrowski, já está disponível

Em meio aos seus boletins meteorológicos, o cineasta David Lynch lançou o curta-metragem ‘Fire (Pozar)’ diretamente no YouTube, de graça e disponível para todos assistirem. Projeto de 2015, o filme de 11 minutos nunca tinha sido disponibilizado online, apenas em circuito reduzido.

O curta é uma colaboração entre Lynch e o músico Marek Zebrowski, com quem já tinha trabalhado em 2007 no álbum ‘Polish Night Music’. Assim, ‘Fire (Pozar)’ foi animado, escrito e desenhado por Lynch, enquanto Marek escreveu e gravou a música sem quaisquer direcionamentos do cineasta.

Além disso, vale recordar: neste ano, a Netflix lançou outro curta de Lynch. No caso, um filme noir em preto-e-branco chamado ‘What Did Jack Do?‘.

David Lynch não divulgou, no seu canal no YouTube, se o curta ficará disponível por tempo ilimitado. Por isso, é bom aproveitar o quanto antes.

Abaixo, confira o curta-metragem animado de Lynch e Merek, ‘Fire (Pozar)’:

…………………………………………………………….
*Fonte: filmmelier

The Origins of Alien: veja trailer assustador do documentário de Alien

Documentário sobre a produção de Alien segue padrão estilístico e perturbador do filme original

O documentário “Memory: The Origins of Alien”, anunciado no ano passado, finalmente ganhou seu primeiro trailer. O longa é dirigido e escrito pelo famoso documentarista Alexandre O. Philippe – conhecido por sua análise minuciosa da cena do chuveiro de Psicose (78/52). Dessa vez, porém, o diretor olha para um clássico da ficção científica: Alien.

O filme focará em analisar a obra-prima de Ridley Scott e todo o processo que houve por trás do longa inovador.

“Memory: The Origins of Alien” não ficará restrito a uma cena específica, como foi o caso de 78/52, mas a toda a produção deste filme de 1979, revendo coisas como produção, temas ou como Scott conseguiu projetar as salas claustrofóbicas.

*O documentário foi lançado nos Estados Unidos em outubro de 2019.

*Por Clara Guimarães

…………………………………………………………………
*Fonte:

Assista o clássico “On Any Sunday” – (legendado)

Se você é fã de moto, seja a modalidade que for, antes mesmo de ter uma, você deveria assistir ao documentário Um domingo sobre moto, traduzindo o título do filme para português. Ainda mais agora, que graças ao espaço que o Mau me deu no site, o documentário está disponível com legendas em português. Só dar play lá no fim da página e assistir!

Mas antes, leia o que tenho a dizer sobre o filme:

Primeiramente, é de suma importância a existência dessa obra para o esporte. Não foi um filme apenas aclamado pelos fãs das motos, ele foi além de agradar um determinado público de um nicho seleto. A obra é admirada por fãs do cinema, assim como eu, que pude analisar e ficar muito feliz ao perceber ao longo de mais de 85 minutos de película, que o documentário foge da narrativa comum dos vídeos de esporte que estamos acostumados a ver no cotidiano de quem acompanha o motocross ou outras modalidades.

A narrativa do filme, com uma voz contando a história que segue a vida de três pilotos, Mert Lawwill, Steve McQueen e Malcom Smith, é interessantíssima neste caso, pois como não ouvimos relatos dos próprios pilotos (acho que por escolha de linguagem mesmo), criamos em nossa mente uma espécie de imaginário sobre eles, colando-os em posição de heróis de toda a história, e para mim, muitos dos pilotos que encaram esses desafios são verdadeiros heróis mesmo. Isso se confirma quando o narrador, na segunda metade do filme, faz uma pergunta: Que homens sãos esses que tanto se arriscam? – e segue questionando: Por que eles fazem isso?

O filme segue os três pilotos citados em diversas competições: motocross, motovelocidade, uma espécie de enduro que parece de fato o Six Days que temos até hoje, corridas no deserto e outras atípicas, mas que chamam muita a atenção de quem curte desafios sobre duas rodas. O documentário encanta muito, creio eu, ao público que nasceu nas décadas em que a história se passa, fim dos anos 1960 e anos 1970 – também gerações como a minha, que nasci no início dos anos 1990. Os trajes e as motos da época dão um ar poético ao filme, fazendo com que hoje, o doc. seja um verdadeiro clássico.

Somos levados o tempo todo ao passado, um filme nostálgico, uma obra de arte que conta a história de um esporte que a princípio, não parece ser tão artístico assim. Bruce Brown (o diretor), talvez fez isso sem querer, deixou um registro além das pistas e dos roncos das motos e outras peculiaridades das cenas comuns no esporte. Me encantam dois planos em específico. Uma tartaruga atravessa a pista no deserto, atrapalhando os pilotos, quando um deles sai da moto e coloca o animalzinho para fora do traçado. A outra, um piloto faz uma fogueira no deserto para chamar a atenção do resgate, e o fim é cômico e trágico, com a ajuda da trilha sonora, que é de ótima escolha durante todo o filme. Bom, não são spoilers, mas apenas desejo te deixar mega curioso pra assistir esse documentário, faça isso!

*Por Sérgio Azevedo

…………………………………………………………………
*Fonte: brmx

Filme contará a história de Ronnie James Dio com imagens inéditas

Nada mais justo para uma das maiores vozes da história do rock’n’roll. A BMG vai produzir um filme sobre a carreira do mestre Ronnie James Dio. O documentário ainda não tem título, mas vai reunir imagens raras e inéditas do arquivo pessoal de Dio, inclusive em eventos familiares.

O filme será dirigido pela dupla Don Argott e Demian Fenton, com produção executiva da própria Wendy Dio, esposa e empresária do mestre por muito tempo.

“Estou muito empolgada em poder trabalhar com a BMG nesse documentário tão aguardado sobre o Ronnie”, disse a própria Wendy Dio. “Ele amava os fãs e tenho certeza que eles adorarão essa viagem pela vida de Ronnie.”

Além da inigualável carreira solo, o documentário vai abordar com profundidade as passagens de Dio por grupos como Elf, Rainbow e Black Sabbath. “Tem uma enorme quantidade de material em Super 8 que ninguém nunca viu, encontrei caixas antigas com material até da infância dele”, disse Wendy.

Muitos fãs imaginam até que pudesse haver um filme sobre Dio, mais ou menos na linha que tivemos as recentes películas sobre Queen, Mötley Crüe e até Elton John. Mas Wendy refuta a ideia: “Não acho que vai rolar, pois ninguém poderia fazer o papel do Ronnie. Prefiro um documentário sobre a vida dele, com material real inédito, nunca visto pelos fãs”, completou ela.

Ronnie James Dio morreu em maio de 2010, aos 67 anos, por conta de um câncer no estômago. Um livro biográfico sobre Dio está ainda em fase de composição pelo jornalista Mick Wall em parceria com a própria Wendy Dio, porém, vale lembrar que ele começou a ser feito antes da morte do cantor.

………………………………………………………………………….
*Fonte: rockbrigade