Não coma alimentos sobre os quais formigas andaram. Elas carregam mais doenças que as baratas!

Quem nunca se deparou com uma formiga caminhando sobre um alimento? Ou foi pegar um biscoito e deu de cara com o inseto? Essas situações são bem comuns já que qualquer migalha é suficiente para atrair esses bichinhos. Muitas vezes pensamos “é só uma formiguinha” e ignoramos alguns fatos importantes.

Podemos encontrar as formigas em qualquer lugar que habitamos, há uma estimativa de que exista 10.000.000.000.000.000 (dez quatrilhões) de formigas no planeta, divididas em cerca de 12.585 espécies. Com fácil adaptação, esse grupo representa cerca de 15% a 20% da biomassa animal terrestre. Além disso, acredita-se que elas habitem o planeta há mais de 100 milhões de anos, enquanto o homem teria feito o mesmo há singelos 195 mil anos.

As formigas também habitam lugares sujos como fezes, feridas, animais em decomposição e lixo. Por esse motivo, ignorar a presença delas nos alimentos é uma alternativa perigosa. Por caminharem em variados locais, elas carregam microrganismos patogênicos, como vírus, bactérias e fungos. A formiga é um grande transmissor de doenças infecciosas, além de poder causar gripe, tuberculose, verminoses, intoxicações alimentares, vômito, diarreia e até lepra.

Segundo um estudo publicado na Revista de Saúde e Biologia (SaBios), as formigas podem carregar uma imensa variedade de bactérias em suas patas, além de conseguirem percorrer até três centímetros por segundo. Os pesquisadores buscaram bactérias nas patas dos insetos em ambientes hospitalares e encontraram sete tipos variados de patógenos.

De acordo com outro estudo publicado na Neotropical Entomology em 2010, as formigas podem estar relacionadas a outros tipos de incômodos presentes em hospitais: rejeição, irritações e lesões na pele. Além disso, elas podem falsear resultados laboratoriais, passando de uma placa de Petri para outra.

É pouco provável que alguém coma um alimento sabendo que uma barata tenha passado sobre ele, mas costumamos ignorar a presença de formigas na comida. O que muitos não fazem ideia é que os riscos trazidos pelas formigas são tão grandes – ou até maiores – quanto os oferecidos pelas baratas. Quando uma barata é morta, quem elimina todos os resquícios de seu corpo é a formiga. Uma dissertação de mestrado da USP descobriu que a presença de Salmonella aureus e de enterobactérias resultante de amostras de formigas propõe que esses insetos interfiram completamente na qualidade higiênica dos alimentos.

Temperaturas mais quentes são as melhores para a reprodução desses insetos, ou seja, é praticamente impossível livrar-se totalmente deles. Caso não haja infestação, é possível evitar o problema protegendo os alimentos, removendo migalhas e utilizando detergente e sabão nos espaços em que eles transitam. Caso a situação não possa ser solucionada com essas medidas, o aconselhável é chamar uma equipe especializada.

 

……………………………………
*Fonte: jornalciencia

formigas9998

Formigas em estranho círculo ao redor de celular

Tem tudo a ver com as forças magnéticas invisíveis da Terra que informam aos cães onde defecar e as formigas ao encontrar seu caminho de casa, o entomologista australiano Nigel Andrew, da Universidade de New England, disse à imprensa esta semana. Quando o telefone começa a tocar, as ondas de rádio bagunçam o senso de direção dos insetos. “Um monte de formigas usa o magnetismo para se orientar. [Elas] têm receptores magnéticos em suas antenas”, disse ele. “Se elas estão viajando longas distâncias, elas usam sinais magnéticos da Terra para saber se estão indo para o norte, leste, sul ou oeste.”

Mas mesmo se a vibração do telefone tocando parece irritar as formigas um pouco mais do que o habitual, formar círculos bem-organizados não é tão estranho quando se trata de organismos como este.

“Há muitas formigas que realmente começam a se formar em um círculo sem um telefone tocando”, disse ele. “É uma consequência inevitável de seus sistemas de comunicação. O telefone pode ter algo a ver com isso e a vibração pode deixá-las um pouco mais desnorteadas, mas um monte de formigas fazem isso, mesmo sem o telefone.”

 

Você pode ver uma similar – mas muito mais sinistra – exibição de círculos de formigas, também conhecido como “espiral da morte”. Quando formigas, que são naturalmente cegas, perdem a noção do perfume feromônio que as mantém em contato, elas começam a seguir umas as outras, formando um círculo que gira continuamente. Com nenhuma outra sugestão diz-lhes o que fazer, elas vão continuar nesse círculo até que morram de exaustão. [ScienceAlert]

 

*Fonte / Veja mais aqui: MistériosDoMundo