Vida que segue

Em tempos de pandemia por covid, distanciamento social e empatia para com o próximo, não tenho usado aqui o blog como uma ferramenta de divulgação ou incentivo para atitudes que venham a ser longe do ideal em termos de cuidados de saúde. Então tenho andado bem menos de moto do que andava antes e também não tenho feito fotos e nem divulgado por aqui os roteiros e lugares por onde andei. Mas como ficar trancado em casa também não é a melhor ou única solução, até mesmo para a saúde mental e espiritual – pegar a estrada de moto também é uma remédio e tanto. Faz um bem danado!
Hoje dei uma viajada por aí, fiz algumas fotos e vou postar abaixo. Nada de mais, apenas para dizer que a vida continua apesar dos pesares, dos cuidados da saúde e da adaptação aos novos tempos.

Ele tirou a foto mais detalhada possível das crateras da Lua

O fotógrafo norte-americano Andrew McCarthy fez um incrível trabalho e registrou do quintal de sua casa, em Sacramento, Califórnia, a foto mais detalhada possível das crateras da Lua. Com trabalho e mapeamento 3D e com suas câmeras super-potentes, ele conseguiu alcançar uma das imagens com a maior resolução possível das crateras lunares.

Durante duas semanas, McCarthy tirou fotos da Lua Crescente e da Lua Cheia, afim de encontrar o maior nível de contraste e sombras nas crateras. Depois de milhares de imagens registradas, ele passou a juntá-las para poder dar maior contraste e precisão para a imagem, com auxílio de diversas tecnologias. O resultado foi esse aqui:

Essa é a foto com mais detalhes sobre as crateras lunares já registrada na história

Com sua câmera ASI1600MM e a lente Celestron edgeHD 800, ele tentou captar o máximo de contraste possível na superfície lunar. Depois de alcançar todas as fotos, uniu inteligência artificial com mapeamento geográfico e conseguiu estabelcer uma imagem repleta de detalhes. A foto coincide também com o lançamento do mapa mais preciso da Lua, lançado essa semana pelo Serviço Geológico Nacional dos EUA.

Na postagem original do Instagram, McCarthy disse, “eu não posto faz tempo porque estava trabalhando nesse projeto INSANO. Essa Lua pode parecer um pouco bizarra pra você, mas é porque é um imagem impossível. Depois de 2 semanas de imagens da lua crescente, eu peguei a seção de cada foto com o máximo de contraste, alinhando e mesclando elas com as texturas ao redor de toda a superfície do satélite”.

O trabalho exaustivo do entusiasta das fotos astrológicas é divulgado em seu Instagram. Ele diz que pretende fazer isso com as luas minguantes também. “Foi cansativo para dizer o mínimo, especialmente porque a Lua não está sempre alinhada, então todas as imagens tiveram de ser alinhadas com uma esfera 3D para termos certeza da precisão. Eu talvez tente isso durante as outras fases da lua, a depender, é claro, do seu feedback.”

*Por Yuri Ferreira

………………………………………………………………..
*Fonte: hypeness

Criatividade sem limites: 10 fotografias históricas recriadas em lego

Algumas das imagens mais icônicas de toda a História são simplesmente inconfundíveis. Ver uma fotografia antiga como essa pode ser extremamente nostálgico. Outra coisa com um grandioso pode para despertar lembranças são brinquedos, as pecinhas de lego, por exemplo, encantaram gerações inteiras.

O fotógrafo inglês Mike Stimpson, famoso por criar belíssimas imagens a partir do lego, resolveu fazer uma releitura de fotografias que marcaram a História. Usando algumas peças de lego e muita criatividade, ele recriou diversos cenários históricos em um trabalho magnífico. Confira:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

…………………………………………………………………
*Fonte: historiailustrada

 

Metadados: suas fotos online revelam mais informações do que você imagina

frase “uma imagem vale mais que mil palavras” nunca fez tanto sentido quanto na internet. Isso porque os arquivos de fotos online armazenam metadados que revelam muitas informações, como data e horário em que a foto foi tirada, além da marca do equipamento utilizado na captura. Quando o dispositivo possui GPS, os metadados ainda informam a localização exata de onde a fotografia foi registrada.

É verdade que essa série de dados ajuda profissionais e usuários a organizar melhor seus álbuns. No entanto, essas mesmas informações podem ser usadas para expor a sua privacidade. Quem tiver acesso a elas pode saber qual é a sua rotina, os locais que você mais frequenta, o endereço da sua casa e por aí vai.

E a pessoa não precisa ter acesso direto ao dispositivo para ter conhecimento dos metadados. Se você publicar uma foto em algum blog sem ocultar essas informações, é possível que qualquer usuário acesse os metadados dela. Nesse sentido, antes de publicar ou enviar fotos para alguma pessoa na internet, procure limpar esses dados. Veja como fazer isso abaixo:

Acessando os metadados

Primeiramente, é importante saber o caminho para encontrar os metadados das fotos armazenadas em seu dispositivo. Em um computador Windows, por exemplo, basta clicar com o botão direito no mouse sobre o arquivo de imagem. Lá, vá até a opção “Propriedades” e, na sequência, “Detalhes”. Nessa seção é possível visualizar informações do equipamento, data, horário e até a localização de onde a fotografia foi capturada.

Nos dispositivos móveis, o processo pode variar um pouco conforme o modelo e o sistema operacional. Mas, basicamente, basta abrir o aplicativo de galeria de imagens do aparelho e localizar a opção “Detalhes” para ter acesso aos metadados de cada foto.

Por fim, existem serviços online que fazem esse trabalho. Em sites como Metapicz e AddictiveTips basta fazer o upload de uma imagem ou inserir a URL da foto para visualizar todas essas informações.

Ocultando os metadados

O processo para limpar os metadados das fotos é muito simples. Sem instalar nada em computadores Windows, você precisa ir a “Propriedades” > “Detalhes” do arquivo de imagem e clicar no botão “Remover propriedades e informações pessoais”.

Para fazer o mesmo nas fotos de smartphones e tablets, você pode recorrer a alguns aplicativos, como Exif Eraser (Android) e Metapho (iPhone).

Relação dos metadados e redes sociais

A empresa de segurança digital Kaspersky Lab realizou testes para saber quais redes sociais expõem os metadados das fotos dos usuários. Nesse experimento, chegou à conclusão que Flickr, Google+ e Tumblr não deletam as informações das imagens publicadas em suas plataformas.

Já Instagram, Facebook e Twitter apagam esses dados logo que o usuário publica uma foto. Aqui, é importante ressaltar que essas redes sociais limpam os metadados, mas conservam uma cópia dessas informações para uso próprio.

Portanto, o ideal é que você limpe todos os dados de uma imagem antes de publicá-la em qualquer plataforma. O mesmo vale para quando você for enviar uma imagem para alguma pessoa via e-mail ou WhatsApp, por exemplo.

……………………………………………………………………….
*Fonte: segurançauol

Jess Bonde e sua van

Confira as fotos de Jess Bonde e sua incrível trip numa van, vivendo uma incrível vida na estrada, livre, leve e solta.

*Discover Earth / @wyldebonde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cerro do Baú – (Venâncio Aires – RS)

Com o inverno indo embora e já dando o recado de que a nova estação e também junto dias de calor estão vindo por aí, a primavera já começou em bom estilo.

O meu dia já começou bem cedo com um rolê de moto no asfalto no começo da manhã, junto com o meu amigo Pretto, mas esse não vai ser o assunto deste post aqui agora. O tema é outro e o caminho também.

Há tempos que quero voltar até o cerro do Baú. No meu tempo de adolescência a minha turma curtia fazer algumas aventuras por lá. Acampávamos ou então apenas passávamos a tarde na função de ir de moto até o pé do morro e depois subir, fazendo tipo uma “escalada” se agarrando em pedras e raízes (nada de subir pela estradinha que dá a volta por trás do morro e chega perto do topo), na-na-nina-não. Naquela época a coisa era roots e fazíamos questão de subir na braçada mesmo. E vou te dizer, a subida sempre foi íngreme e perigosa como dá ainda para perceber no local, se for realizada hoje em dia. Vá lá e confira o que estou dizendo – vão me entender! Capicce!? E tem mais, arrisco dizer, pelo que pude notar, de naquela época a coisa era ainda mais intensa e perigosa, porque o mato era bem mais fechado, não limpo e ajeitado como atualmente. Mas enfim, isso também é uma outra história.

O Cerro do Baú fica aqui no interior da minha cidade, linah Tangerinas, em Venâncio Aires / RS, que não fica muito longe do centro da cidade. A aérea de terra inclusive pertence ao Marcolino Coutinho, que inclusive é pai de um de meus chefes. Nesses últimos anos ele se empenhou em ajeitar o topo do morro, sua propriedade, justamente para essa finalidade de receber visitantes que possam curtir e admirar a bela vista do local. Um belo gesto.

Marquei na moto hoje a distância de 30 km nessa trip de deslocamento de ida e volta, portanto, do centro da cidade até lá é tipo uns 15km. Cabe dizer, em estrada de chão. Saí na tardinha, já era passado das 17hs, foi proposital, é que esperei o sol dar uma diminuída e assim facilitar as coisas numa estrada de chão e com muito poeira um dia de forte calor. Me lembrava vagamente do caminho, então fui meio que na intuição mesmo no começo do trajeto. Deu certo. Logo depois começaram surgir algumas placas de indicação do local junto as margens da estrada, cruzamentos e pontos específicos – boa! Isso aliás, foi bem providencial, facilitou bastante a empreitada. Grato mais uma vez ao Marcolino, que pensou e agiu bem em divulgar o local, mais uma vez fazendo um belo “gol de placa”. Já que cabe mencionar de que as estradas aqui no interior de Venâncio Aires, são muito MAL SINALIZADAS – que conste em ata. Fica aqui a dica e a reclamação.

Cheguei no local ao pé do morro e claro não iria escalar como outrora, hoje sim subi só de boas e pelo caminho oficial de se chegar até o topo, que é pela tal estradinha que dá a volta no morro e se chega por trás (está sinalizada – é o caminho oficial agora). Uma subida legal, interessante e bem boa de se fazer de moto (chegou a me fazer lembrar dos bons tempos de trilheiro – subir hoje em dia ali “no gás”com a minha antiga moto seria muito bom! – mas deixa prá lá).

Chego no topo e claro encontro um local bem diferente do que eu tinha em minha memória. Tudo agora ajeitado, o mato foi limpo, tem vários espaços amplos sem árvores, um banheiro, sinalização, enfim, um local muito bom para se visitar. E daí vem o principal, a vista que se tem lá de cima da cidade, é incrível. Sem dúvida valeu toda essa empreitada. Deixo a moto e trato de caminhar pelo o local. Reconheço imediatamente por onde subíamos no passado, naquela aventura toda que fazíamos e olha que é coisa de dezenas de anos atrás isso! Também me lembrei do local em que naquela época acampamos e mesmo que nem esperava por isso, foi bom o sentimento de nostalgia que me ocorreu. Dou uma boa caminhada pelo local, vou até borda, faço algumas fotos, subo e desço aqui e ali, paro para curtir a paisagem. Até cheguei a entrar pelo o mato, mas isso fica para um outro dia. Já estava começando a escurecer. Cabe ainda dizer que em todo esse tempo estive sozinho por lá, não vi ou sequer apareceu mais alguém.

Ainda dei mais algumas voltas pelo outro lado do morro, mas daí já de moto. Resolvi voltar para casa, já tinha me dado por satisfeito. encontrei o lugar, gostei e com certeza irei voltar em breve, daí com mais tempo e levando alguns amigos.

Um sábado diferente, uma trip off-road curta mas bem interessante. Aliás, sempre menciono de que não é a distância percorrida que faz a viagem ser interessante, boa ou ruim, é simplesmente o quanto tu “aproveita ou curte” a empreitada, que sim determina se foi boa ou não. O resto é balela e coisa de gente gabola.

Fica então a dica para quem não conhece ainda o local, vale uma visita.

Thanks mais uma vez por esse ótimo dia.

 

*Abaixo como de costume, algumas imgs em sequência do trajeto dessa função toda:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova camisa do Grêmio (segunda camisa – 2018)

Novo manto do tricolor gaúcho – GRÊMIO. Esta é a segunda camisa do time, modelo 2018, lançada essa semana pela Umbro. Está sendo chamada de modelo: “alma charrua”.

*Mas aqui, como de costume, deve custar uma fortuna, então nem quero saber o preço. Uma pena, quando será que os times irão se ligar de que a torcida compraria mais seguido camisas de seus clubes se fossem de um preço bem mais acessível?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banjogirl Outubro de 2017

Outubro o mês que está passando voando no calendário tem como a sua Banjogirl da vez, a atriz americana Melissa Ivy Rauch, do seriado de TV “The Big Bang Theory”, onde interpreta Bernadette Rostenkowski, como a namorada de Howard Wolowitz.

Essa bela loira não poderia de modo algum ficar de fora do hall da fama banjogirlzesco. Então nada mais justo do que a chegada da hora certa dela iluminar com sua beleza esse maldito blog, assim Melissa Rauch recebe solenemente a honraria de ser a Banjogir de Outubro de 2017!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Festiva de 3 anos da Grillu

No sábado (ontem), foi dia de comemoração de 3 anos da skate shopp Grillu e por isso ocorreram várias atividades no espaço da Loja e consequentemente, no Anexo Pub Bar. A função começou na tarde  e se estendeu até por volta das 20 hs, quando então o espaço teve de ser ajeitado para um outro evento, o show da banda Just Blues, que ocorreria logo mais à noite.

Na festiva da Grillu do amigo Fabrício teve chopp artesanal, os famosos “panchos” do César, sorteio de alguns brindes e tatuagem, mas o melhor – espaço “palco livre”, para quem quisesse tocar. Tudo prontinho com microfones, amps e instrumentos para a galera que quisesse fazer um som. Como de costume vários músicos aparecerem e a coisa rola mais ou menos no esquema de se inscrever e quando chegar a sua hora, sobe lá no palco e toca o que tiver vontade e com quem quiser.  Tudo num clima bacana e descontraído, não é um show.

Já mais para o final da festa, depois de alguns chopps toquei algumas músicas num “ajuntento” musical com os amigos Thomás e Paulera. Foi divertido e melhor ainda com vários amigos presentes.

Valeu! Muito bom.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dia de pegar a estrada, andar pouco, fugir da chuva e se divertir

Hoje foi mais um final de semana daqueles de rolê de manutenção. A previsão do tempo apontava chuva para a tarde e a noite e mesmo depois de uma bela manhã de sol. O começo de tarde já dava mostras de que haveria uam mudança no clima, mesmo assim me aprontei para tirar a moto da garagem e pegar a estrada, mesmo que não fosse muito longe dessa vez.

Achei que andaria sozinho hoje, alguns amigos já haviam me avisado de que não iriam esse final de semana em função de compromissos já marcados (eu mesmo também teria de estar de voltar cedo na tarde) e no posto de gasolina encontrei o Luiz Carlos. Beleza, já tinha parceria para a empreitada. Resolvemos dar uma volta até  Santa Cruz do Sul, para chegarmos no autódromo local para assistir um pouco da prova de carros do Brasileiro e Gaúcho Dopamina de Endurance, que estava acontecendo por lá.

Até lá foi tudo tranquilo, um bom passeio, ainda sem sinal de chuva. No autódromo não estavam cobrando ingresso, tinha bem pouca gente assistindo (esse é aquele tipo evento que funciona na base de patrocínios, transmissão na TV/sites e portanto, a coisa rola independentemente de público). Chegamos até as arquibancadas e ficamos assistindo por um bom tempo a prova que acontecia. Muito bom vere aqueles carros com motores fora de série, o ronco e os estouros na reta, báh!

O tempo começou a escurecer e resolvemos então vir de volta, meu tempo livre também já estava acabando, precisava voltar logo porque tinha coisas ainda por resolver e uma festa de formatura para ir logo mais. Na volta pegamos um final de chuva, já na parte alta dos morros da saída de Santa Cruz, mas nos molhamos bem pouco. A estrada é que estava ainda bastante molhada e os respingos dos carros é que causaram um maior estrago na gente…rsrsrssr

Como o previsto, estava cedo em casa, resolvi minhas paradas e tudo certo. Mais um bom sábado de motocagem. Valeu!

*Imagens do rolê de hoje:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Kawasaki 250F e 450F – 2018 (lançamento)

Já virou rotina. Metade do ano as fábricas começam a lançar e distribuir os modelos do ano seguinte. A moto desta semana é a Kawasaki 250F 2018, que chega com mudanças sutis ao mercado norte-americano já neste mês ao valor de 7.749 dólares. No Brasil, deve chegar só em 2018 mesmo.

A marca continua apostando no slogan “a moto que constrói campeões” para apresentar o modelo 2018 da sua 250F e promete melhor potência em seu motor. As inovações passam por novo cabeçote (com menor taxa de compressão), mais pressão na bomba de combustível, melhorias no acelerador e cano de escape, além da manutenção do sistema com dois bicos injetores.

A Kawasaki ainda promete que o modelo 2018 vem com melhorias nas suspensões dianteira (nova mola e nova válvula) e traseira, o que deve facilitar a pilotagem nas pistas mais esburacadas. Gráficos mudaram pouco. Veja os vídeos e confira mais abaixo fotos da KX 450F 2018!

 

……………………………………………………………
*Fonte: brmx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ilustrador brasileiro invade fotos de desconhecidos no Instagram e interage com artes divertidas

O gaúcho Lucas Levitan é um designer e ilustrador brasileiro que em 2014 iniciou uma criativa união entre ilustrações e fotografias, o projeto Photo Invasion, onde seus desenhos divertidos interagem com fotos de desconhecidos. Inicialmente ele usava suas próprias imagens, mas depois começou a procurar no Instagram momentos bacanas de pessoas aleatórias.

……………..

*Fonte / Confira aqui neste link mais de suas divertidas criações: ftc

 

lucas-levitan-photo-invasion-10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-15

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

lucas-levitan-photo-invasion-05

Banjogirl Outubro de 2015

Estamos em outubro, mês das crianças, por isso a escolha da banjogirl da vez recai sobre uma atriz que já foi destaque em inúmeros filmes e seriados de TV quando ainda garota. Mas agora ela cresceu, é maior de idade e já chama atenção por seus atributos, além de sua atuação. A bela banjogirl deste mês, para dar um calor aqui no blog, é a americana Emma Roberts (10/02/1991). Um brinde e saudações a essa bonita mulher.

emma roberts eyes-14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-13

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-20

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-02

 

 

 

 

 

 

 

 

Christian Dior : Arrivals - Paris Fashion Week Womenswear

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-18

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-19

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

emma roberts eyes-22

Veloterra – Venâncio Aires

No belo sábado de muito sol e de bom público a prova de veloterra que anteriormente estava marcada para acontecer semana passada e foi transferida justamente por causa das chuvas, aconteceu ontem em Venâncio Aires (RS). Abaixo algumas imagens do evento.

Veloterra_VAires_set2014-05pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veloterra_VAires_set2014-09pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veloterra_VAires_set2014-16pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veloterra_VAires_set2014-04pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veloterra_VAires_set2014-14pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veloterra_VAires_set2014-08pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veloterra_VAires_set2014-10_Bpp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova coleção de fotos de Jimmy Page

Vem coisas novas de Jimmy Page (Led Zeppelin) por aí… Uma coleção de fotografias do famoso guitarrista produzidas em um alto padrão e sob rigorosa supervisão técnica, reveladas e impressas à mão. Uma colaboração única entre Jimmy Page e cinco fotógrafos lendários que capturaram imagens icônicas ao longo de sua carreira. As fotografias são estritamente limitadas a 50 cópias cada uma, assinadas uma a uma pelo próprio Jimmy Page e o fotógrafo da mesma.

*Veja mais em: www.jimmypage.com/news

 

jimmypage-2014-01

Banjogirl Março 2014

A escolhida como Banjogirl de março de 2014 é Jessica Biel, e o seu marido e ator Justin Timberlake que nos desculpe, mas admirar a beleza dessa atriz não faz mal algum. Americana nascida em 03/03/1982, fez vários filmes (Trinity, O Ilusionista, O Massacre da Serra Elétrica, O Homem das Sombras, Um bom Partido, etc) e agora, finalmente chegou a hora de ilustrar sua beleza também aqui neste blog. Em 2001, Jessica apareceu em um clipe do Aerosmith, da música “Fly Away From Here”. Já foi eleita a mulher mais sexy do mundo pela revista Esquire em 2005. Mazáh!

"The A-Team" Press Conference

jessica_biel_11

jessica_biel_08

jessica_biel_12

jessica_biel_09

jessica_biel_17

jessica_biel_23

jessica_biel_26

jessica_biel_25

jessica_biel_03

jessica_biel_05

jessica_biel_15

jessica_biel_24

Lez Zeppelin de papel

Mais uma bio então. Finalmente estão lançando no Brasil o livro de fotos e vários textos de resenhas de álbuns, datas de tours e muitos mais detalhes dessa banda chamada Led Zeppelin. O livro “Whola Lotta Led Zeppelin – A História Ilustrada da Banda Mais Pesada de Todos os Tempos”, do escritor Jon Bream, lançado lá fora em 2008, agora já está a venda por aqui, na faixa dos R$ 45,00. Um boa dica de Natal, hein!