Ninguém é por acaso

Alguns minutos de conversa são suficientes para reconhecer uma energia que combina com a sua.

É como se não estivéssemos apenas conhecendo uma nova pessoa, mas sim reencontrando alguém familiar.

Os assuntos batem, os sorrisos se complementam, a emoção é espontânea, o diálogo flui.

Gargalhadas, insights, sentimentos. Intensidade. Como explicar? Por que tão natural? De onde sai tanta afinidade?

Impossível entender. Nada nem ninguém é por acaso. Só nos resta sentir, explorar, aproveitar. Conexão pura. Encontros ou reencontros do destino? Só nos resta confiar em quem o escreveu.

*Por Amanda Fitas

…………………………………………………………………………………………….
*Fonte: @despertandobudas