O tal sábado bandido

Hoje foi dia de subir de moto até a serra gaúcha em Garibaldi, no Parque da Fenachamp, tudo para conferir de perto o evento “Sábado Bandido”. Um encontro que reúne muitos carros antigos, customizados e ainda alguns belos modelos V8. Ah! E é claro, tem bastante rock, chalaça e muito borrachão….rsrsrsrsr.

Saímos no começo da tarde, eu e o Pretto, dia de muito sol e calor por aqui – e não sei se perceberam, mas eu falei dia de MUITO CALOR. Tava um dia de derreter. Mas foda-se, o bom dessa coisa de andar de moto é que assim que tu gira a chave e arranca, tudo muda ao seu redor, daí nem esse calor desgraçado te incomoda. E tem mais, o legal dessa função da trip de hoje é que a medida que se vai subindo em direção a serra o clima também muda um pouco, o que já dá uma amenizada. Então tranquilo e de boas.

Em resumo, foi uma viagem tranquila tanto na ida como na volta, nenhum perrengue, um passeio divertido e sempre bacanudo pela Rota do Sol. E claro, sem dúvida alguma, com muito carro bacana por lá. Como já é de costume fica a dica de que esse evento é supimpa. Fiz muitas fotos, mas vou postar apenas algumas que selecionei, só para dar uma ideia geral do rolou por lá.

Flw

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ponte

Isso mesmo, sabadão de sol, dia de pegar a estrada com os amigos. Dessa vez não somente eu e o Pretto, como das últimas vezes, mas também com o Rafa e o Luiz Carlos, que voltaram a ativa depois de algum tempo. Só que ainda, com esses dois entrando na parada já no segundo tempo do jogo. Por pouco o Vladi não chegou na hora e foi junto com a gente. Mas OK, ele deve ter se entupido de comida boa no evento de “Truck Food” em Santa Cruz do Sul, hoje.

Combinamos sairmos hoje pela parte da manhã para seguirmos até Garibaldi, contando ainda com uma grande possibilidade de expansão no projeto. Por uma série de fatores como pressão atmosférica, cálculos da NASA, eventos esotéricos, ventos alísios e demais adversidades, o nosso comboio partiu somente comigo e o Pretto, os demais combinaram de se juntarem ao nosso grupo mais tarde.

Bem, nem sempre as coisas acontecem como o previsto ou o planejado. O Vladi que estava ainda em curso de sua viagem de POA para V.Aires quando saímos, meio que perdeu o trem da história e mesmo com nossas comunicações truncadas decidiu seguir o seu plano inicial, de ir para Santa Cruz. Já o Rafa que saiu mais tarde para nos encontrar mais tarde no caminho, levou junto o Luiz Carlos. OK, 4 é um bom número. Muita gente andando junto na estrada já vira procissão. Pode até parecer bonito você estar no seu carro ou na beira da estrada e ver passar um grande número de motos andando juntas, mas não é bem assim. Se não houver combinação e uma certa organização a coisa pode sair de controle e ficar perigosa, para todo mundo. Mas isso é conversa para um outro dia.

Já na estrada, seguimos para Lajeado passando por dentro da cidade (nossa nova diversão) e não como sempre fazíamos, passando por fora, somente pela 386. Depois fomes em direção à Teutônia e daí sempre em frente. Fizemos uma parada estratégica para filarmos um café no parador do pedágio. Com isso fizemos um tempo esperando o Rafa nos alcançar. O café se alongou demais e a conversa também e nada da imagem do Rafa em nosso horizonte. Mas tudo bem, o lance era pegarmos as motos e seguirmos em frente até o local combinado para o nosso almoço, que seria no La Cantinela. Lugar incrível e que curtimos fazer uma parada toda vez que por ali passamos, quer seja para um bom café, lanche ou abastecer as motos. Quem dera ter em Venâncio Aires um lugar tão bom assim…. (fica a dica)!!!

Em pouco tempo chegaram então o Rafa e o Luiz. Beleza. Coma fome resolvida, um sorvete para arrematar e era hora de darmos sequência na empreitada. Decidimos seguir até a ponte metálica de Nova Roma do Sul. O pessoal ainda não conhecia o lugar, do grupo, apenas eu que havia ido junto com o Vladi uma vez, não lembro direito quando mas foi no final do ano passado.

Mesmo que fazia calor tava bom o clima hoje, não era aquele caloréu infernal de outros finais de semana e tinha até um vento bom, o que ajuda bastante deixando mais tolerante essa função de andar de moto no verão usando jaqueta.

Passamos por Garibaldi (453) e depois entramos no trevo para Farroupilha (ou Caxias – como queiram), indo até o trevo de Nova Roma do Sul. Na real não chegamos até Nova Roma, fomos somente até a ponte de metal, que fica no meio do caminho até a cidade. Alias que caminho bonito. É outra coisa andar de moto por uma estrada de paisagens assim tão diferentes das que vemos aqui por nossa região. Interessante ver os vinhedos muito bem organizado e alinhados, formando linhas e traçados sinuosos ao longo dos morros. E por falar em sinuoso, que descida sensacional é essa do trajeto até a ponte. PQP!!! Que coisa boa andar de moto em lugares assim!

Ao chegarmos na ponte ficou evidente que essa viagem tinha sido de grande valia. Deu para perceber de que a galera curtiu muito esse rolê até lá. Valeu Vladi por ter mostrado esse caminho.

Hey! Você que estiver lendo isso agora, fica a dica. O lugar é muito bonito e é um passeio muito bom.

*Voltando ao papo furado.

 

Fotos na ponte e essa frescurada toda, calor batendo (agora sim a coisa tava forte). Encontramos novamente um grupo de trilheiros descansando e se abastecendo com cerveja e água gelada em um bar que havia junto ao outro extremo da ponte. Fomos lá também tomar uma água, porque o sol agora estava nos judiando.

A volta foi tranquila, outra vez contemplando o caminho por esse belo lugar e então era apenas fazer o trajeto todo de volta. Uma parada para abastecer e seguir em frente. Muito grato pelo dia de hoje e pelos parceiros nessa aventura.

*Já é costume ter fotos do referido rolê de moto aqui no final, então…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

img_7743pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

img_7744pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ponte

Véspera de eleições, momento de encontrar com os amigos que voltam à cidade para votar e também de aproveitar para dar um rolê de moto. Aliás, que dia para isso, esse de hoje!

Dessa vez o Pretto não pode ir junto, teve de cancelar de última hora por um problema de saúde na família, o Alexandre também estava de viagem, então sobrou apenas eu e o Vladi. Como já estava tudo combinado desde a noite de sexta-feira, fato raro em nossas empreitadas, não dava mais para cancelar, até porque na hora em que o Pretto me avisou de que não iria poder mais ir junto, o Vladimir já estava no caminho vindo de POA, para nos encontrar no trevo de Teutônia. Tranquilo! Saí sozinho no horário combinado e fui ao encontro do Vladi, no caminho.

Nessa parte inicial do trajeto já uma treta! Foi em Lajeado, um pouco antes do trevo para a Rota do Sol. Um motorista num Fiat Palio da empresa Wurth, me fechou e quase causou um acidente, claro que então mandei ele a merda, o cara não gostou e meteu o carro por cima de mim. O que tenho a dizer é… babaca grande F.D.P.!!! De boas, tinha na traseira o velho adesivo: Como estou dirigindo? Ligar para número tal...rsrsrsrs
Se fudeu!

Mas OK, seguindo em frente, me encontro com o Vladi, conto o ocorrido e ele me diz de um acontecimento parecido, que houve com ele, também no caminho. Risadas. Estamos bem. O negócio é seguir em frente sem olha prá trás.

O combinado era irmos até Garibaldi, almoçar no caminho. Assim fizemos, paramos numa lancheria de beira de estrada, num posto de gasolina que conhecemos – La Cantinella. Fica a dica, excelente! Feito a parada par ao almoço, hora de seguir viagem. Já estávamos bem perto de Garibaldi, eu queria mostrar para o Vladi onde era antigamente a famosa pista de ski, que hoje em dia está totalmente abandonada. Tentamos chegar lá, mas não deu. A estrada estava interrompida porque estão construindo um condomínio e uma empresa no local. Eu e o Pretto já estivemos lá, há mais de um ano atrás, quando ainda era possível chegar até o topo do morro, lembro até de que fiz algumas fotos para um post aqui no blog (interessado? Procurem aqui pelas tags – Garibaldi / pista de ski / rolê de moto Garibaldi – sei lá….).

Resolvemos então seguir até Nova Roma, para vermos uma famosa ponte de metal que há por lá. O Vladi conhecia o caminho e nos mandamos prá lá. Puêrra, que trajeto bonito esse. Muito legal, cheio de curvas numa descida quase sem fim (rsrsrsrs…), uma estrada na beira de um morro onde muitas vezes nem acostamento tinha. Incrível. Muito bom.

Claro que chegamos lá no local da ponte, ficamos boquiabertos de bonito que é o lugar “todo”, de verdade. Encontramos por lá até um grupo de trilheiros de moto, que estavam descansando na sobra de uma grande árvore, no outro lado da ponte. Em seguida chegou também um outro grupo, mas daí de ciclistas que estavam metendo um “pedal forte”, porque na descida tudo bem, mas queria só ver esses caras voltando no pedal, subindo tudo aquilo lá…. Ah! A estrada é tranquila e toda asfaltada (mas cuidado, muitas, muitas curvas mesmo). Fica a dica para quem ficar interessado em conhecer o lugar.

Depois resolvemos voltar, para chegar em casa ainda com dia claro. É o grand elance desse tipo de viagem de moto, evitar andar a noite, que é mais perigosos por causa da iluminação e da dificuldade então de se enxergar os “milhões” de buracos, nessas maravilhosas estradas que temos por aqui (sic!).

No mais tudo tranquilo na volta, apenas uma parada no mesmo posto da ida só que agora para abastecer o tanque da moto e também tomar uma água gelada. O bem vem agora – mais um sábado muito bom e bem vivido! Thanks.

*Abaixo algumas imagens do rolê de hoje.

 

dsc04451pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04454pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04459pp

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04463pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04482pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04483pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04487pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04488pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04490pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04500pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04502pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04504pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04509pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04515pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04516pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04517pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04528pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04526pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04538pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04540pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04559pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04558pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04564pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

dsc04565pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em direção a serra gaúcha

Meu querido diário…(rsrsrsrssr)
Uma hora dessas tinha de acontecer, um sábado com chuva. Foram vários finais de semana em que o céu cinza deu as caras, a metereologia previa chuva mas ela não veio, ou quando veio, não intimidou. Mas hoje bem no momento marcado para sairmos em mais um rolê de moto, percebi pingos de chuva na viseira do capacete. Carvalho. Putz!
Vamos nessa, nada de se afrouxar agora, eu e o Pretto seguimos assim mesmo em frente. Não é que a chuva sumiu repentinamente, assim como tinha chegado antes. “Lebeza”!

Seguimos para o lado da serra gaúcha, fazia tempos que não tomávamos essa direção. Ok. Simbora! Antes abastacer as motos, uma calibrada nos pneus, uma última olhada no material e pimba. On the road.

Como já mencionei, a chuva logo desistiu e foi tudo tranquilo, paramos em um posto de pedágio para um gole de água (às vezes deixam na salinha uma térmica de café preto – mas hoje não tinha), trocamos uma ideia rapidamente e seguimos adiante. A próxima parada era importante, já passava do meio dia e era mais do que na hora de um bom almoço. Um belo e farto sanduíche em uma lancheria sensacional que conhecemos já de outras empreitadas pela região, com direito a um belo pão caseiro na chapa, queijo e salamito colonial e mais alguns adereços. SHOW!!!

O plano inicial era de irmos até Bento Gonçalves, mas perto de lá um engarrafamento e o trânsito parado numa fila enorme por causa de manutenções na pista. Aguardamos um bom tempo e nada. Não deu outra, chega!
Meia volta e entramos em Garibaldi. Um rolê no centro da cidade, uma parada na praça central, olha aqui, olha ali. Um bar. Sim, precisávamos mais uma vez de líquido gelado!  Depois de saciada a sede e uma amenizada no calor (ar condicionado no bar – beleza!), hora de seguir o caminho de volta, mas antes mais uma voltinha pela cidade.

Poderia simplesmente terminar aqui e dizer que foi tudo legal, mas não foi. Quero deixar o meu olá! para um imbecil numa moto BMW F800 GS (branca), de Lajeado/RS (não gosto desses caras de Big Trail, não é de hoje – se julgam os reis da estrada), me ultrapassou perigosamente em alta velocidade num espaço de “meia metade de pista”, em plena faixa dupla amarela. PQP meu!
(Eu tinha aqui escrito mais coisas, dito alguns elogios para esse cara cuzão, mas apaguei. Deixa prá lá). Ele é de Lajeado, aqui do lado, vamos com certeza ainda nos encontrar novamente por aí. Daí CONVERSO (sic!) com ele direitinho, pode deixar…

Enfim, no mais tudo beleza. Depois no caminho ainda veio a chuva, molhou legal. Faz parte da aventura
De volta prá casa numa boa. Nada como um sábado animado e cheio de adrenalina.

IMG_4192ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03075ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03070ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03089ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03086ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03079ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4200ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4214ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4203ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03107ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03100ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03106ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03103ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03113ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03111ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

IMG_4210ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03124ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC03128ppx

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A turma do V8

Algumas imagens de carros do encontro de V8 que ocorreu ontem em Garibaldi (RS).

DSC02335pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02339pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02364pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02357pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02358pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02359pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02360pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02342pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02341pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02343pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02347pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02340pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02350pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02351pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02356pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02349pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02345pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02368pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02366pp

DSC02346pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02371pp

Sem ski e sem neve alguma

Em tempo de estradas trancadas por causa dos protestos, mesmo assim fomos fazer o tal habitual rolê de moto de final de semana. Não tivemos problema algum e nem muito menos fomos parada em algum destes locais. Desta vez o menor moto clube tava completo e ainda contou com a especial participação do amigo Fábio Gorck e sua Honda XRE 300. O destino era Garibaldi (RS) mas com direito a uma parada na praça de pedágio e logo mais adiante, ao meio dia, para um almoço muito bom em terra de gringo. E que almoço! Depois de uma enorme comilança, um café preto e um sagu com creme seguimos em frente. Em Garibaldi acontecia um encontro de carros V8 e de carros antigos. Demos um olhada nos carros e até em alguns dos “borrachões” (carro fritando os pneus) que acontecia numa quadra central do parque de eventos da Fenachamp. Depois passamos no local onde já foi um dia uma pista de ski – sim, isso mesmo,uma pista de ski, em Garibaldi. Uma visão estranha, se encontra totalmente abandonado o local, somente o mato tomando conta de tudo, restos de algumas estruturas da época e prédios desmoronados. Marcas de um passado, talvez nem tão distante, mas que deu para sentir de que ali já havia sido um lugar bacana e que provavelmente muita gente deve ter curtido e se divertido por lá. Não temos conhecimento do real motivo do fechamento/fim da tal pista de ski. Ficamos curiosos para saber o que aconteceu por lá para estar assim, hoje em dia tudo “largado”.
Enfim, depois dessa visita retornamos para casa. Mais uma vez (ainda bem), tudo tranquilo sem nenhum problema sequer, só mais um dia de bastante paz, liberdade e relax na estrada. Até a próxima.

DSC02323pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02327pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02332pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02328pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02346pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02334pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02338pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02374pp

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02383pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02399pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02386pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02385pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02387pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02393pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02395pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02381pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC02390pp

Motochamp – Garibaldi

Domingão caindo na estrada já pela manhã, eu com a minha moto e o meu colega de D-sign, Gabriel, com a sua. Fomos até Garibaldi em um encontro de motoqueiros na V- Motochamp. Viagem tranquila e muito bacana, foi aquela coisa de sempre, show de motos fazendo zerinhos, empinando e fritando pneus,  banda de rock tocando músicas clássicas para motoqueiros (Creedence, AC/DC, Steppenwolf, G&R, etc…), estandes com vendas de equipamentos e acessórios, muitas motos de tudo que é tipo, marca, cor e modelo, meninas gringas bonitas e bastante trago. Tá, dessa vez eu não bebi nada alcoólico, tava de pilotagem e daí não dá certo.  A serra gaúcha é um lugar muito bonito, tem um certo clima de Europa (sei, tô forçando, mas tem alguma coisa sim). Tenho a impressão que gostaria bastante de morar por aqueles lados, um dia quem sabe. Abaixo fotos da viagem, nenhuma de estrada, apesar dos inúmeros cenários arrebatadores, dessa vez não me pilhei muito em fazer fotos, quis mais é curtir a estrada.