Engenheiros criam sabre de luz capaz de cortar aço

O engenheiro James Hobson, do canal The Hacksmith, mostrou um sabre de luz real, do tipo usado pelos Jedis no filme Star Wars, poderoso o suficiente para cortar uma porta de aço. Incrível, não é mesmo?

Sobre o equipamento, o líder da equipe de engenheiros afirma que se trata do “primeiro sabre de luz retrátil baseado em plasma do mundo”. Seu punho, construído no estilo steampunk, é capaz de enviar um fluxo laminar de gás propano líquido comprimido e também de oxigênio, que queima a uma temperatura, pasmem, de 2,2 mil graus Celsius.

A queima, por sua vez, ocorre de forma concentrada através de bicos laminares utilizados pelos construtores de forma que permite o escape de um fluxo extremamente concentrado de gás, formando um feixe de plasma. Esses bicos são os mesmos utilizados na indústria para soprar o vidro incandescente e custam algo em torno de US$ 4 mil cada.

Mas como funciona o sabre de luz?

O primeiro efeito notável de um sabre de luz é a sua a cor. Ela é obtida por meio da adição de alguns produtos químicos à mistura. Exemplo: colocando cloreto de sódio – sal de cozinha, o feixe do sabre se torna amarelo, como o da Rey (Daisy Ridley) no Episódio IX: A Ascensão de Skywalker.

Ácido bórico torna o feixe verde, o cloreto de estrôncio deixa-o vermelho e o de cálcio traz uma cor âmbar.

O segundo item do sabre de luz, importante por sinal, é a energia, seria necessário uma usina nuclear para ser como a que vemos nos filmes, de acordo com Hobson. Na falta de uma usina disponível, o canal The Hacksmith adaptou uma mochila personalizada para servir de fonte, com um circuito que controla o fluxo de gás.

Para finalizar, quanto à força, o sabre artesanal mostrou-se supereficiente ao passar direto por uma porta de aço.

*Por Ademilson Ramos

………………………………………………………………………….
*Fonte: engenhariae

Paradoxo do tempo via universos paralelos é matematicamente possível, dizem cientistas

Vamos ignorar o “porquê”, mas se você voltasse no tempo para matar seus avós, você nunca teria nascido. O que significa que não existiria ninguém para matar seus avós.

Esses tipos de paradoxos do tempo de quebrar o cérebro têm nos intrigado para sempre, inspirando histórias que vão de “De volta ao futuro” ao seriado “Dark”.

Até discutimos isso de forma mais embasada na matéria “Dark e o Paradoxo de Bootstrap”.

Agora, a New Scientist relata que os físicos Barak Shoshany e Jacob Hauser, do Perimeter Institute, no Canadá, encontraram uma solução aparente para esses tipos de paradoxos que exigem um número muito grande – mas não necessariamente infinito – de universos paralelos.

O artigo de pesquisa deles descreve um modelo no qual uma pessoa poderia viajar teoricamente de uma linha do tempo para outra, atravessando um buraco no espaço-tempo, ou buraco de minhoca, de uma maneira que eles afirmam ser “matematicamente possível”.

“A abordagem de universos paralelos que sugerimos diz que existem universos paralelos diferentes em que as coisas são praticamente as mesmas e cada um deles é matematicamente uma variedade de espaço-tempo separada”, disse Shoshany à New Scientist. “Você poderia vagar entre essas variedades quando viaja de volta no tempo.”

Várias linhas do tempo permitiriam que você viajasse para uma linha do tempo diferente e matasse seus avós sem causar um paradoxo. Mas o número de linhas do tempo não precisa ser infinito para que isso funcione, calcularam os pesquisadores.

O modelo tem uma grande desvantagem, pelo menos para fins narrativos: viajar no tempo não fará nenhum bem para sua própria linha do tempo.

“O que significa viajar no tempo aqui é entrar entre essas histórias – isso é ainda mais esquisito”, disse à New Scientist o especialista em matéria de astrofísica e matéria escura Geraint Lewis, da Universidade de Sydney, que não participou da pesquisa. “Em algum nível, nem parece mais uma viagem no tempo, porque qual é o sentido de voltar e matar Hitler se a Segunda Guerra Mundial ainda ocorreu no universo de onde você existe?”

*Por Flávio Croffi

…………………………………………………………………..
*Fonte:

O DeLorean flutuante inspirado em De Volta para o Futuro II

Este é o DeLorean flutuante, inspirado no modelo do famoso carro do filme De Volta para o Futuro II. Com certeza fica na lista de qualquer geek para presentes ou sonhos de consumo!

Ele flutua de forma magnética em sua base, o que permite ele girar e também tem muitos detalhes que são revelados com mais de 10 luzes LED que se acendem.

A brincadeira, no entanto, não sai nada barata. Custa nada menos do que US$ 450 na Amazon gringa. Levando em conta a cotação atual do dólar, o preço vai até as estrelas. De qualquer forma, não deixa de ser legal.

*Por Flavio Croffi

………………………………………………………………..
*Fonte: geekness

 

Miniaturas pop de Game of Thrones

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_16

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

boneco-funko-pop!-game-of-thrones_09