Rob Scallon e Sweetwater quebraram o recorde mundial de maior pedaleira de efeito de guitarra

319 pedais. 34 pedalboards. 500+ pés de cabo. Na terça-feira, 9 de julho, a Sweetwater fez história ao montar a maior pedaleira de efeito de guitarra do mundo – um feito que foi oficialmente verificado pelo Guinness World Records.

A sensação do YouTube, Rob Scallon, estava disponível para tocar no tabuleiro do Clyde Theatre de Fort Wayne, acompanhado por um elenco de estrelas de gurus de pedais, incluindo Robert Keeley (Keeley Electronics), Josh Scott (JHS Pedals), Ryan Dick (Temple Audio) ) e Brian Wampler (pedais Wampler).

Como você pode ouvir abaixo, o som de cada pedal ligado ao mesmo tempo é bastante diferente de tudo que você já ouviu – é realmente aterrorizante.

A equipe da Sweetwater aderiu a diretrizes rígidas para quebrar o recorde, sem pedais duplicados, sem sistemas de comutação e pedais disponíveis apenas por fabricantes reconhecidos.

Incrivelmente, a lenda do Rush, Alex Lifeson, também apareceu para tentar tocar através da plataforma.

O recorde anterior foi estabelecido em 2008 com 142, e foi amplamente esmagado pelo esforço de Sweetwater, que custa US $ 90.000, possui 1.248 knobs, mede 70 pés de comprimento e requer 34 fontes de alimentação apenas para ligar.

Para mais informações sobre essa conquista surpreendente, visite a Sweetwater. Pelo menos até Kevin Shields presumivelmente arrebatar a plataforma para a próxima turnê do My Bloody Valentine …

*Por Michael Astley-Brown

 

……………………………………………………………………….
*Fonte: guitarworld

Morreu Neal Casal

O músico norte-americano Neal Casal morreu ontem, 26 de agosto, aos 50 anos.

Multi-instrumentista, compositor e fotógrafo, Neal Casal lançou numerosos álbuns a solo, gravando também com artistas como Lucinda Williams, James Iha ou Willie Nelson, entre dezenas de outros.

O nativo de New Jersey seria mais conhecido, porém, pelo tempo que passou com os Cardinals, uma das bandas de Ryan Adams, que integrou entre 2005 e 2009.

Ryan Adams foi, de resto, um dos primeiros a dar a notícia da morte do antigo companheiro, num post no Instagram.

Atualmente, Neal Casal tocava com os Circles Around the Sun e a Chris Robinson Brotherhood.

Depois de vários amigos fazerem publicações sobre a sua morte, surgiu uma mensagem na sua conta oficial de Twitter, confirmando o óbito.

“É com grande tristeza que vos dizemos que o Neal Casal faleceu. Como muitos de vós sabem, o Neal era um humano bondoso e cheio de alma que viveu a sua vida com arte e gentileza”, pode ler-se na mensagem.

No passado mês de agosto, Neal Casal havia pedido aos fãs que ajudassem a financiar um disco que estava a gravar com o cantautor Kenny Roby.

A causa da sua morte não foi revelada.

*Por Lia Pereira

 

 

 

 

 

 

 

 

…………………………………………………………………
*Fonte: blitz

Jimmy Page 75 anos

Na data de hoje o guitarrista Jimmy Page (Led Zeppelin), completa 75 anos de idade. Nossos votos de felicidades, muita saúde, lucidez e que ainda quem sabe, nos brinde com mais algum trabalho musical pela frente. E se não ocorrer nada disso, tanto faz, até porque sua carreira musical é incrível e de um enorme sucesso. Taí um cara que não precisa se justificar. Keep on rock!

Feliz aniversário Jimmy Page!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Stevie Ray Vaughan – “Couldn’t Stand The Weather” – 9/21/1985 – Capitol Theatre

Há um bom tempo eu de propósito não escutava mais o som do Stevie Ray Vaughan. Nada contra, sou seu fan e o cara é simplesmente um dos maiores guitarristas de blues da história sem dúvida alguma, mas acontece que já escutei demais e que também muita gente depois copiou o seu estilo numa determinada época, chegando num ponto em que coisa toda cansou. Precisava dar um tempo para a sua música, mas caraca, hoje escutando outra vez só para matar um pouco das saudades…. o cara era mesmo incrível, de outro mundo. Tinha a mão certa, a pegada e blues no espírito.

R.I.P. – S.R.V.

Morre o guitarrista Otis Rush, um dos maiores nomes do blues

Otis Rush, cantor de blues e guitarrista inovador que teve uma influência profunda não apenas em seus colegas bluesmen, mas também em guitarristas como Eric Clapton e Jimmy Page, do Led Zeppelin, morreu no sábado, 29. Ele tinha 83 anos.

Sua mulher, Masaki Rush, anunciou a morte no site do Rush, dizendo que a causa foi uma complicação de um AVC que ele sofreu em 2003. Ela não disse onde ele morreu.

Um cantor emotivo e um guitarrista de grande habilidade e imaginação, Rush estava na vanguarda de um pequeno círculo de inovadores do final dos anos 50, incluindo Buddy Guy e Magic Sam, cuja música, inspirada no R&B, anunciava uma nova era para o blues de Chicago.
Enquanto Muddy Waters e Howlin ‘Wolf, seus antecessores do lado sul da cidade, popularizaram uma atualização amplificada do som do Delta do Mississippi, a variante modernizada de Rush – que veio a ser chamada de som West Side devido à sua predominância em clubes noturnos, naquela parte da cidade – era ao mesmo tempo mais lírica e mais ritmicamente complexa.

“O som foi um afastamento radical dos discos caseiros que dominavam o mercado na época”, disse o produtor Neil Slaven, contrastando o som de West Side de Chicago com sua contraparte do South Side, nas notas de uma compilação das gravações de Rush dos anos 50 para o selo independente Cobra.

No Cobra, Rush, que nasceu em 29 de abril de 1935, no Mississippi, mostrou suas linhas de guitarras elétricas dilaceradas e vibrantes e seus vocais gritantes inspirados no gospel – gemidos no meio do registro, saltos emocionantes de falsete. Dominando Chicago, sua cidade natal adotiva, essa obra inicial serviu como um rico repositório de material para as bandas de blues-rock dos anos 60.

O grupo britânico John Mayall e os Bluesbreakers, que tinha Clapton na guitarra, incluiu uma versão do shuffle de 1958, All Your Love (I Miss Loving), em 1966, Blues Breakers. O Led Zeppelin reinventou o sucesso de 1956 de Rush, I Can’t Quit You, Baby, em seu álbum de estreia, Led Zeppelin; Os Rolling Stones atualizaram a mesma música em 2016 em seu álbum Blue and Lonesome.

O guitarrista Stevie Ray Vaughan nomeou sua banda após a turnê secundária de Rush, Double Trouble. Virtuosos guitarristas, incluindo Johnny Winter e Duane Allman, também citaram Rush como influência.

Em uma entrevista à revista Rolling Stone, em 1968, o guitarrista Michael Bloomfield disse que as bandas de blues brancas que esperavam se provar na década de 1960 “tinham que ser tão boas quanto Otis Rush”.

Em 2015, a Rolling Stone classificou Otis Rush com o número 53 em sua lista de “100 Melhores Guitarristas”.

*Por Bill Friskics-Warren, The New York Times 

 

 

 

 

 

 

 

 

…………………………………………………………….
*Fonte: estadao

Buddy Guy – The Blues Is Still Alive And Well (2018)

O lendário músico de blues Buddy Guy anunciou que vai lançar seu 18° disco de estúdio. O trabalho, intitulado “The Blues Is Still Alive And Well”, chega a público no próximo dia 15 de junho.

“The Blues Is Still Alive And Well” contará com participações especiais do vocalista Mick Jagger e do guitarrista Keith Richards, ambos integrantes dos Rolling Stones. Além da dupla, o também guitarrista Jeff Beck também estará no registro.

Mick Jagger contribuiu com vocais para a música “You Did The Crime”. Já Keith Richards e Jeff Beck tocaram na música “Cognac”. Outro nome que apareceu no álbum foi o cantor folk James Bay – mais precisamente, na faixa “Blue No More”.

*Abaixo o tracklist de “The Blues Is Still Alive And Well”:

“A Few Good Years”
“Guilty As Charged”
“Cognac” (featuring Jeff Beck & Keith Richards)
“The Blues Is Alive and Well”
“Bad Day”
“Blue No More” (featuring James Bay)
“Whiskey for Sale”
“You Did the Crime” (featuring Mick Jagger)
“Old Fashioned”
“When My Day Comes”
“Nine Below Zero”
“Ooh Daddy”
“Somebody Up There”
“End of the Line”

 

 

 

 

 

 

…………………………………………………..
*Fonte: whiplash

Warren Haynes – 58 anos

Ontem foi o aniversário de um dos maiores guitarristas de rock/blues de todos os tempos (sim, isso mesmo – sem falsa modéstia), até porque estamos falando de Warren Haynes. O cara é simplemnete muito phoda. Além de ter uma puta voz, toca muito e é um ótimo compositor.
Nem é preciso dizer mais nada. Aqui nesse blog ele ruleia!

Feliz aniversário Warren Haynes!