Into The Wild: ônibus icônico é removido de local no Alasca por segurança

Se você é fã de música e cinema muito provavelmente conhece o lendário ônibus do filme Na Natureza Selvagem (“Into The Wild”).

O veículo tornou-se símbolo do filme, baseado na história real de Chris McCandless, que se desconectou do mundo para viver no meio da natureza selvagem, no Alasca, e documentou o processo de idas e vindas.

Além de tudo isso, a trilha sonora de Into The Wild ainda foi assinada pelo incrível Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, e serviu como uma espécie de estreia solo do cara, como seu primeiro disco longe da banda realizado após convite do diretor e ator Sean Penn.

Como resultado, o álbum conta com 11 faixas entre composições próprias e a belíssima cover de “Hard Sun”, som entoado pelo músico até hoje desde o lançamento do longa em 2007.

Acontece que o famigerado ônibus que aparece no filme e tem um papel fundamental na trama estava localizado no meio de um lugar de difícil acesso no Alaska, causando uma série de problemas para as autoridades locais e gerando custos para a população.

Isso porque, para chegar até ele, os fãs do filme, de Eddie Vedder ou de ambos tinham que atravessar um rio e se jogar na floresta, e isso nem sempre saía bem. Para piorar, a cidade mais próxima fica a cerca de 50 quilômetros do local original do veículo.

Como a BBC aponta, em 2019 uma mulher da Bielorrússia que havia acabado de se casar morreu afogada na tentativa de chegar até o ônibus.

Outros casos que chamaram a atenção dão conta de um brasileiro que foi resgatado enquanto estava perdido em Abril, e um grupo de cinco italianos encontrados em Fevereiro, sendo que um deles teve sérios problemas com a baixa temperatura.

Segundo as autoridades, entre 2009 e 2017 foram 15 operações de busca relacionadas ao ônibus de Na Natureza Selvagem, e agora ele foi removido do local, como pode ser visto no vídeo acima.

Clay Walker, político local responsável pela área, disse que o ônibus havia se tornado “uma atração perigosa”, e afirmou que sabe como o símbolo é uma peça importante da cultura local, então há um sentimento “agridoce” por conta da sua remoção.

Ele ainda disse que o ônibus dos Anos 40 foi levado ao local há cerca de 60 anos e ainda não há informações a respeito do seu destino, já que as autoridades apenas disseram que ele será mantido “em um lugar seguro” até que uma decisão seja tomada.

Que triste!

*Por Tony Alex

…………………………………………………………………………..
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos