18/setembro – *47 anos “sem” Jimi Hendrix

Anúncios

CHExp – “Show de Fraldas” no Anexo

Ontem foi a noite da banda Cavalo Horse Experience sair de seu estado de hibernação de 5 anos sem apresentar ao vivo suas “rudes versões” de músicas do Jimi Hendrix com a  formação original (Duda, Sandoval e Dudu).

Tudo na realidade por uma boa causa em um evento muito bacana, o “Show de Fraldas”, no Anexo Music Garden (Venâncio Aires – RS). Este evento comemorativo foi uma noite especial em prol do músico/guitarrista Dudu Peiter (Maquinados / Mastodonte / Cavalo Horse Exp), que muito provavelmente ainda essa semana deve se tornar pai.

A noite fria desse sábado foi aquecida na base de muito rock com a apresentação de várias bandas locais, todas de amigos do Dudu. Assim tivemos no palco a presença das bandas: Dozeduro, Locomotiva Elétrica, Mastodonte e Maquinados, além é claro, da CHExp!

\m/

 

*Abaixo algumas imagens da banda em sua apresentação / *Fotos: Alvin Haas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jimi Hendrix

Se não o maior de todos os guitarristas de todos os tempos, um dos mais phoda com certeza!
Sorry baby se você não concordar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Muito boa

Essa imagem já é bem conhecida, coisa de uma propaganda de algum tempo atrás e tal, mas cara, como eu curto!
Diz muita coisa se você prestar atenção nos detalhes.

S2 Jimi Hendrix!

 

Artes – cartazes shows de Jimi Hendrix

posterhendrix_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_03

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Royal Albert Hall 1871 Kensington, London, England, UK

posterhendrix_10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posterhendrix_07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jimi Hendrix estaria hoje completando 74 anos

James Marshall “Jimi” Hendrix (nascido Johnny Allen Hendrix; Seattle, 27 de novembro de 1942 / Londres, 18 de setembro de 1970) foi um guitarrista, cantor e compositor norte-americano. Em praticamente todas as listas já publicadas de melhores guitarristas da história, ocupa o primeiro lugar, e um dos mais importantes e influentes músicos de sua era, em diversos gêneros musicais.

Depois de obter sucesso inicial na Europa, conquistou fama nos Estados Unidos depois de seu desempenho em 1967 no Festival Pop de Monterey. Hendrix foi a principal atração, dois anos mais tarde, do icônico Festival de Woodstock e do Festival da Ilha de Wight, em 1969 e 1970 respectivamente. Hendrix dava preferência a amplificadores distorcidos e crus, dando ênfase ao ganho e aos agudos, e ajudou a desenvolver a técnica, até então indesejada, da microfonia. Hendrix foi um dos músicos que popularizaram o pedal wah-wah no rock popular, que ele utilizava frequentemente para dar um timbre exagerado a seus solos, particularmente com o uso de bends e legato baseados na escala pentatônica.

Foi influenciado por artistas de blues como T-Bone Walker, B.B. King, Muddy Waters, Howlin’ Wolf, Albert King e Elmore James, guitarristas de rhythm and blues e soul como Curtis Mayfield, Steve Cropper, assim como de alguns artistas do jazz moderno.

Em 1966, Hendrix, que tocou e gravou com a banda de Little Richard de 1964 a 1965, foi citado como tendo dito: “Quero fazer com minha guitarra o que Little Richard faz com sua voz.”

Como produtor musical, Hendrix também inovou ao usar o estúdio de gravação como uma extensão de suas idéias musicais. Foi um dos primeiros a experimentar com a estereofonia e phasing em gravações de rock.

Hendrix conquistou diversos dos mais prestigiosos prêmios concedidos a artistas de rock durante sua vida, e recebeu diversos outros postumamente, incluindo sua confirmação no Hall da Fama do Rock and Roll americano, em 1992, e no Hall da Fama da Música do Reino Unido, em 2005.

Uma blue plaque (placa azul) foi erguida, com seu nome, diante de sua antiga residência, na Brook Street, de Londres, em setembro de 1997. Uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood (Hollywood Boulevard, 6627) foi-lhe dedicada em 1994.

Em 2006 seu álbum de estréia nos Estados Unidos, Are You Experienced, foi inserido no Registro Nacional de Gravações, e a revista Rolling Stone classificou-o como o melhor guitarrista na sua lista de 100 maiores guitarristas de todos os tempos, em 2003.[16] Hendrix também foi a primeira pessoa a fazer parte do Hall da Fama da Música Nativo-Americana.

>> Se interessar a dica, uma bio mais completa d eJimi Hendrix [ AQUI: http://www.jimihendrix.com.br/biografia.asp ]  

………………………
*Fonte: wikipedia

jimih_2016_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_03_pp

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_12_pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_07_pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

jimih_2016_01

Stevie Ray Vaughan – tocando Jimi Hendrix

O mestre Stevie Ray Vaughan, um dos pouquíssimos guitarristas que consegue quase soar como Hendrix e assim faz a sua versão dos fatos. Importante é que aqui não me refiro ao timbre de guitarra ou amp, falo mesmo é na “vibe”, no tal do “feeling” (sentimento), no “mojo” – tive de apelar para estrangeirismo porque não consegui definir isso melhor de outra forma.

*Ô psit! Vem cá, se você não entender mesmo é porque a música de Hendrix não lhe toca a alma e então é melhor mesmo eu nem perder meu tempo “tentando” explicar isso para quem JAMAIS vai entender mesmo. Nem que eu desenhe aqui. Então…

Aliás, não tem coisa mais chata que do esses guitarristas virtuoses fritando músicas do Jimi Hendrix, resumindo a coisa a técnicas modernas usando two-hands, typing e velocidade, como se isso tivesse uma vibe que a música pede. Pura técnica mas zero de sentimento aplicado ao som. Uma lástima!

 

 

Artes – Jimi Hendrix

hendrix_artes_01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_05

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_03

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_04

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_06

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_08

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_09

 

 

 

 

 

 

 

hendrix_artes_10