Jimmy Page promete que documentário do Led Zeppelin vai “tocar corações”

O documentário que conta a história do Led Zeppelin, Becoming Led Zeppelin, estreou no último sábado (4) no Festival de Veneza, na Itália.

De acordo com o guitarrista Jimmy Page, que participou da première, o filme dirigido por Bernard MacMahon foi aclamado pela crítica e público. Em postagem no Instagram feita nesta quinta-feira (9), o lendário músico escreveu:

Recentemente, retornei do Festival de Cinema de Veneza, onde a estreia mundial de ‘Becoming Led Zeppelin’ foi realizada. Com Bernard MacMahon (o diretor), Allison McGourty (produtora do filme) e acompanhados por Scarlett Sabet, estávamos prestes a sentir o feedback do documentário.

Antes da exibição, segundo Page, houve uma recepção muito carinhosa. Conforme o tempo passou, o carinho virou aplauso, ele relata:

O público deu tanto carinho antes da exibição, foi muito impressionante. À medida que o filme avançava, o entusiasmo se intensificou e algumas sequências foram seguidas de aplausos. O público estava muito conectado e foi interessante testemunhar a comunicação e o entusiasmo que o evento e o filme estavam gerando. Após os créditos finais, o público se levantou e nos deu outra ovação de pé, um agradecimento que não consigo expressar em palavras, mas, cara, eu senti.

Para Jimmy, a imprensa mundial também se mostrou muito receptiva ao documentário:

Eles tiveram uma exibição privada, então, as perguntas eram totalmente relativas ao documentário. O filme claramente tocou os corações do público e da crítica. Obrigado ao Festival de Cinema de Veneza. Obrigado aos fãs. Obrigado por seu apoio leal ao longo dos anos. Só aguardando agora o anúncio do lançamento oficial do filme e o dia em que todos poderemos ver ‘Becoming Led Zeppelin’.

No Twitter, Page postou um vídeo mostrando toda a plateia de pé e aplaudindo a exibição, como você pode ver ao final da matéria. Aí sim, hein?

Led Zeppelin nunca havia autorizado um filme sobre a banda
Esta é a primeira vez em 50 anos que o Led Zeppelin aceita participar de um documentário, dando a MacMahon “acesso irrestrito” para buscar quaisquer materiais.

Além disso, novas entrevistas foram concedidas por Jimmy Page, Robert Plant e John Paul Jones. Também foram disponibilizados arquivos raros com entrevistas do saudoso John Bonham, falecido em 1980.

Becoming Led Zeppelin ainda não ganhou uma data de estreia em circuito comercial, mas esperamos poder conferir em breve!

>> Confira aqui o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=kCCvmdKs7Vo


*Por Gabriel Von Borell

…………………………………………………………………………………………………..
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos

Riff de “Whole Lotta Love”, do Led Zeppelin, é eleito o melhor de todos os tempos

O riff de “Whole Lotta Love”, faixa do álbum Led Zeppelin II, de 1969, foi eleito o maior da história pelos leitores das revistas Total Guitar e Guitar World (AQUI). O clássico do Led Zeppelin ficou à frente de “Crazy Train”, de Ozzy Osbourne, “Back In Black” do AC/DC, e “Smoke On The Water” do Deep Purple.

A Total Guitar escreveu em sua nova edição, que saiu nesta sexta-feira (via Blabbermouth): “Em 1969, ano em que Neil Armstrong pisou pela primeira vez na Lua, Jimmy Page lançou seu próprio salto gigante para a humanidade. ‘Whole Lotta Love’ levou apenas 2,7 segundos para tocar, mas imediatamente projetou a música na década seguinte. Enquanto todos ainda tocavam nos anos 60, o Zeppelin já estava tocando nos anos 70”.

O texto afirma que esse não foi o primeiro grande riff, mas o definitivo: “É por isso que os riffs se tornaram centrais para a música com guitarra, a razão pela qual as bandas buscam o gancho que pode impulsionar uma música inteira – ou até mesmo toda uma carreira”.

Aqui está o Top 10 dos maiores riffs de todos os tempos escolhido pelos leitores das revistas Total Guitar and Guitar World:

1- Led Zeppelin – “Whole Lotta Love”
2 – Ozzy Osbourne – “Crazy Train”
3 – AC/DC – “Back in Black”
4 – Deep Purple – “Smoke on the Water”
5 – Van Halen – “Ain’t Talkin’ ‘Bout Love”
6 – Metallica – “Enter Sandman”
7 – Black Sabbath – “Iron Man”
8 – Pantera – “Walk”
9 – ZZ Top – “La Grange”
10 – Jimi Hendrix – “Purple Haze”

………………………………………………………………………………………………
*Fonte: radiorock

Cachaça, lama e anonimato: vida de Jimmy Page no Brasil vira livro

Se você é fã de Jimmy Page, deve saber bem que o músico tem uma relação duradoura com o Brasil.

Apesar de ter tocado pouquíssimas vezes por aqui, o guitarrista do Led Zeppelin até comprou uma casa no país nos anos 90 — que ele tem até hoje — e passou bastante tempo em terras brasileiras. Agora, o livro Jimmy Page no Brasil, do jornalista e músico Leandro Souto Maior, vai entrar em maiores detalhes sobre essa relação.

A obra conta com relatos tanto de brasileiros, incluindo nomes como Pepeu Gomes e Margareth Menezes, como de ingleses e americanos que sabem várias histórias do cara aqui no país. Vale ressaltar inclusive que Menezes, cantora famosa por aqui, virou amiga bem próxima de Page.

No livro, o guitarrista é relatado como um cara tranquilo, que encontrou em Lençóis, na Bahia, uma vida longe da agitação e virou quase um anônimo. Isso porque, enquanto esteve aqui, conseguia andar pela cidade normalmente, interagindo com os locais como se fosse um também.

Jimmy Page no Brasil ainda conta sobre como Jimmy se vestia mal quando estava aqui — ficou conhecido até como “Jimmy Lama” — e também adorava beber uma cachaça escondido da então esposa, a argentina Jimena Gómez-Paratcha.

*Por Stephanie Hahne

…………………………………………………………………………………………..
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos

Led Zeppelin – “Good Times Bad Times”

*Essa é uma de minhas músicas preferidas do Led Zeppelin e tenho aqui de confessar uma coisa, que aliás, para mim é bem triste…rsrsrsrssr. Nunca conseguiu tocar ela “bonitinha” no baixo, como manda o figurino. Aqui falo em “bem tocada” mesmo! Sem embromação e atalhos. Um dia desses, quem sabe… (rsrsrssr)!!!

Feliz aniversário Jimmy Page!

Um dos guitarristas mais cool da história do rock, hoje está completando 77 aninhos. E convenhamos que não é qualquer um que toca com maestria uma Gibson Les Paul quase na altura dos joelhos, teve roupas com dragões bordados, foi um músico de mão cheia, criador de riff lendários, coisas que a mulecada toca ainda até hoje, além de que tocou em sua banda com outros amiguinhos com um talento que vou te contar – báh! E ainda fizeram todas as festas possíveis e mais um pouco, com sua banda em turnê. Duvida!? Basta pesquisar um pouquinho que seja sobre o Led Zeppelin! Sim, óbvio que estou falando de Jimmy Page, aquele magrelo genial da guitarra (entre outros instrumentos).

Uma das maiores e mais poderosas bandas de rock de todos os tempos. Os caras pararam em 1980 mas até hoje ainda são super influentes. Vida longa ao rock, suas histórias, suas lendas e a esse, que é um de seus maiores mitos na guitarra.

Feliz aniversário Jimmy Page!

Robert Plant anuncia coletânea dupla com três faixas inéditas

Robert Plant anunciou o lançamento de uma coletânea, chamada Digging Deep: Subterranea, para o dia 02 de outubro. O material duplo contará com 27 faixas de sua carreira solo, além de três canções inéditas.

O trabalho vai reunir músicas de seus 11 álbuns, com destaques para os singles “Shining All Around”, “29 Palms” e “Hurting Kind”. As faixas inéditas são “Nothing Takes the Place of You”, “Charlie Patton Highway (Turn It Up – Part 1)”, de seu próximo álbum Band of Joy Volume 2, e uma versão de “Too Much Alike”, de Charlie Feathers, em dueto com Patty Griffin.

A coletânea também contará com antigos colaboradores, como Jimmy Page, Phil Collins, Buddy Miller, Nigel Kennedy, Richard Thompson, entre outros. A pré-venda está disponível neste link.

Tracklist de Digging Deep: Subterranea:

CD1
01. Rainbow
02. Hurting Kind
03. Shine It All Around
04. Ship of Fools
05. Nothing Takes the Place of You
06. Darkness, Darkness
07. Heaven Knows
08. In the Mood
09. Charlie Patton Highway (Turn It Up – Part 1)
10. New World
11. Like I’ve Never Been Gone
12. I Believe
13. Dance with You Tonight
14. Satan Your Kingdom Must Come Down
15. Great Spirit (Acoustic)

CD2
1. Angel Dance
2. Takamba
3. Anniversary
4. Wreckless Love
5. White Clean & Neat
6. Silver Rider
7. Fat Lip
8. 29 Palms
9. Last Time I Saw Her
10. Embrace Another Fall
11. Too Much Alike (feat. Patty Griffin)
12. Big Log
13. Falling in Love Again
14. Memory Song (Hello Hello)
15. Promised Land

*Por Marcos Chapeleta

…………………………………………………………………….
*Fonte: ligadoamusica

Rolling Stones lançará música de 1974 com participação de Jimmy Page

Os Rolling Stones estão preparando um baita presente para os fãs — principalmente aqueles que também curtem um bom e velho Led Zeppelin.

Uma faixa do grupo gravada em 1974 com a participação de Jimmy Page e arquivada desde então fará parte da edição de luxo do disco Goats Head Soup que deve ser lançada ainda este ano, mais especificamente em Setembro.

Chamada “Scarlet”, provavelmente em homenagem à filha de Page, a canção é descrita pelo The Guardian como “contagiante e atrevida” como tudo que a banda fazia na época, já que essa fase viu o grupo lançar verdadeiros clássicos como Let It Bleed, Sticky Fingers e Exile on Main St.

Além dela, outras duas canções inéditas estarão no box set e você já pode ouvir uma delas, “Criss Cross”. A terceira faixa é chamada “All the Rage” e o veículo britânico a descreve como algo “pós-‘Brown Sugar’”. A edição especial ainda terá um disco ao vivo, intitulado Brussels Affair, em seu pacote.

Vale lembrar ainda que os Stones preparam o lançamento de seu mais novo álbum de inéditas e divulgaram de surpresa a faixa “Living in a Ghost Town” em Abril. A música chegou até a ganhar um remix assinado pelo DJ brasileiro Alok.

*Por Felipe Ernani

…………………………………………………………………………
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos

Jimmy Page mergulha profundamente na carreira no novo livro de sua “antologia”

Jimmy Page anunciou uma publicação assinada de um livro de 384 páginas, em edição limitada, que oferece uma espiada no material raro de seus arquivos pessoais. Jimmy Page: The Anthology é narrado inteiramente pela lenda do Led Zeppelin, com fotos de seis décadas.

“Neste livro, eu queria incluir itens do meu arquivo pessoal que fizeram parte da minha história geral, para dar os detalhes por trás dos detalhes”, disse Page em comunicado à imprensa.

Vários elementos-chave de sua coleção são retratados em Jimmy Page: The Anthology, entre eles suas guitarras (incluindo o “Dragon” Telecaster e “Number One” Gibson Les Paul), figurinos, pôsteres raros, pôsteres raros, prensas de vinil, correspondência e entradas de diário, bem como fotos de arquivo invisíveis.

Page coloca tudo isso em contexto com lembranças íntimas, levando os fãs a uma jornada musical notável, do amante do bliff-playing blues ao trabalho com os Yardbirds e o Zeppelin, às colaborações subsequentes com a Firm, Coverdale-Page e Robert Plant.

 

Jimmy Page: The Anthology será publicado em uma edição limitada de 2.500 cópias numeradas, cada uma assinada por Page. O livro é encadernado em couro preto, com bloqueio de folhas de ouro e bordas em páginas douradas. O design slipcase revestido a feltro foi inspirado no estojo Selmer da primeira guitarra elétrica de Page, uma Resonet Futurama de 1958.

 

Com preço de £ 395 (ou cerca de US $ 480), Jimmy Page: The Anthology já está disponível para pré-venda. O livro está programado para ser lançado em dezembro.

 

……………………………………………………………………….
*Fonte: ultimateclassicrock

Led Zeppelin lança série de vídeos para contar a própria história; assista ao primeiro episódio

O capítulo de estreia conta sobre a produção do primeiro disco da banda

Como parte de uma celebração contínua dos 50 anos de Led Zeppelin, a banda compartilhou o primeiro episódio de uma série de vídeos que vão contar sua trajetória e fatos interessantes sobre os discos.

Ao som do clássico “Babe, I’m Gonna Leave You”, e em pouco mais de um minuto, o capítulo de estreia fala sobre o início do grupo, em 1968, e a gravação do primeiro disco, que aconteceu em setembro do mesmo ano, uma semana e meia depois de sua formação, no Olympic Studios, em Londres.

Produzido e financiado pelo guitarrista Jimmy Page, o trabalho inteiro foi finalizado em apenas 30 horas.

Desde 2018, anos em que a banda completou meio século de existência, o Led Zeppelin já foi homeageado pela Fender, com réplicas das guitarras icônicas de Page, lançou um vídeo psicodélico em que o guitarrista conta a história mística por trás do instrumento, compartilhou entrevistas inéditas e ganhou até uma linha personalizada de tênis Vans.

 

…………………………………………………………….
*Fonte: rollingstone

Crie seu álbum personalizado do Led Zeppelin

Formado em 1968, o Led Zeppelin se estabeleceu como um dos grupos mais bem-sucedidos, inovadores e influentes da história da música. Em 2019 faz 50 anos que o primeiro álbum da banda foi lançado.

Em comemoração, a banda lançou um aplicativo que permite que os fãs e artistas criem seus próprios álbuns personalizados da banda por meio de playlists no Led Zeppelin Playlist Generator.

Se trata de um gerador de playlists que possibilita reunir qualquer faixa do catálogo da banda, inclusive álbuns de estúdio e ao vivo. O gerador ainda cria uma arte customizada com o nome do criador que pode ser compartilhada nas redes sociais.

O 50º aniversário da banda também foi celebrado através do lançamento do álbum digital Led Zeppelin x Led Zeppelin pela Warner Music e um livro Led Zeppelin By Led Zeppelin pela editora Reel Art Press, ambos lançados em 2018.

*Por Raquel Rapini

 

 

………………………………………………………………..
*Fonte: geekness