11 usos do vinagre e bicarbonato de sódio para limpar a casa

Ter uma casa sempre limpa e perfumada é uma delícia! E, se pudermos fazer isso sem usar produtos que podem fazer mal para a nossa saúde e para o meio ambiente, muito melhor. Para quem quer cuidar da casa de um jeito natural e eficiente, a combinação de vinagre com bicarbonato de cálcio é uma boa dica.

A reação química entre o bicarbonato de sódio, que é alcalino, e o vinagre, ácido, cria bolhas de dióxido de carbono que ajudam a remover a sujeira.

Antes de falarmos sobre os diferentes usos do vinagre e bicarbonato para a limpeza, é importante dar algumas dicas, começando pelo tipo do vinagre indicado: vinagre branco destilado.

A segunda dica é que sempre que for fazer uma mistura para usar, faça a quantidade necessária e use imediatamente, não deixe guardada. A terceira é não ficar com o rosto muito próximo ao misturar os dois ingredientes, pois a reação libera dióxido de carbono.

Existem também alguns materiais que não devem ser limpos com bicarbonato e vinagre – veja no final da matéria.

Receitar para limpar a casa com vinagre e bicarbonato de sódio
limpeza com bicarbonato de sódio e vinagre

1. Limpeza de ralo e encanamento
Esta mistura pode ser usada para tirar aquele cheiro ruim que está saindo de algum ralo e ajudar a desentupir pequeno bloqueios. As bolhas de gás dióxido de carbono podem ajudar a desalojar alimento ou resíduo que esteja criando bloqueios e odores.

Como fazer?
Polvilhe meia xícara de bicarbonato de sódio no ralo.
Despeje 1 xícara de vinagre. Deixe a mistura borbulhar.
Quando as bolhas pararem, jogue água quente por alguns minutos.
Em seguida, deixe escorrer água fria.

2. Limpeza de forno
Para limpar o forno sem usar produtos perigosos, conte com a ação borbulhante para ajudar a tirar manchas difíceis e a abrasividade suave do bicarbonato de sódio para uma limpeza sem arranhões. Para esta receita, também são necessários limões.

Como fazer?
Misture meia xícara de suco de limão com 1 xícara de vinagre branco em um borrifador.
Pulverize esta mistura sobre as superfícies internas do forno e deixe descansar por 10 minutos.
Polvilhe bicarbonato de sódio sobre o líquido e novamente, deixe por 10 minutos.
Limpe com um pano úmido.

3. Limpeza de chuveiro e torneiras
Cantar no chuveiro? Só se for uma música bem curtinha, enquanto ensaboa. Foto: iStock
Dependendo da água do local onde você vive é capaz que ela produza calcário que nas ferragens do chuveiro e torneiras, além de entupir a saída de água.

Este método ajuda a remover manchas difíceis porque o vinagre ácido ajuda a quebrar os depósitos minerais.

Limpeza das ferragens: como fazer?
Mergulhe um pano de prato ou toalha em vinagre e enrole a área que você está tentando limpar. Deixe isso no lugar por duas horas.
Pouco antes de remover o pano, faça uma pasta com partes iguais de bicarbonato de sódio e água.
Depois de remover o pano, espalhe a pasta sobre a área e esfregue com uma escova pequena.
Use outro pano limpo e úmido para remover quaisquer vestígios da pasta.
Desentupir chuveiro: como fazer?
Remova o chuveiro e coloque-o em um saco impermeável.
Despeje vinagre suficiente para que o chuveiro fique coberto. Deixe durante a noite.
Remova o chuveiro e polvilhe com bicarbonato de sódio.
Depois que as bolhas pararem, esfregue o chuveiro com uma escova pequena.
Enxaguar bem com água fresca.

4. Removedor de manchas de carpetes
Alguns produtos de limpeza para carpetes e estofados são tão tóxicos que removem até mesmo a cor. Para tirar manchas de um jeito mais suave, siga esta receita.

Antes de aplicar no carpete inteiro, faça um teste de remendo em uma área pequena e discreta para ver se funciona com aquele tecido específico.

Como fazer?
Coloque 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio em uma tigela pequena e adicione vinagre suficiente para fazer uma pasta grossa.
Enquanto a mistura ainda está borbulhando, aplique na mancha e esfregue a pasta nas fibras do tapete.
Deixe durante a noite.
Aspirar para remover a pasta seca.

5. Removedor de mofo
Se você tiver roupas e outros tecidos guardados, o mofo pode aparecer e causar manchas ou cheiro ruim. Para se livrar do cheiro de mofo, use bicarbonato de sódio e vinagre em sua máquina de lavar.

O bicarbonato de sódio ajuda a neutralizar odores, além de ajudar a ação do sabão para uma limpeza mais eficiente. Adicione vinagre no final do ciclo de lavagem como alternativa ao amaciante de roupas.

Como fazer?
Carregue sua máquina normalmente.
Adicione meia xícara de bicarbonato de sódio ao seu sabão em pó ou líquido regular.
Quando sua carga atingir o ciclo de enxágue, adicione 1 xícara de vinagre.

6. Limpeza do vaso sanitário
Embora uma mistura de bicarbonato de sódio e vinagre não possa matar todos os germes do vaso sanitário, ela pode ajudar a soltar as manchas e neutralizar os odores.

Como fazer?
Borrife vinagre por todo o interior do vaso sanitário.
Polvilhe a mesma área com uma quantidade generosa de bicarbonato de sódio.
Pulverize com mais vinagre, caso não veja muitas bolhas se formando.
Deixe por cinco minutos.
Esfregue a área com uma escova de vaso sanitário.

7. Neutralizador de Odor para Animais de Estimação
A gente ama nossos bichinhos, mas sabemos que suas camas podem começar a cheirar mal depois de um tempo. Você pode usar uma mistura de vinagre e bicarbonato de sódio para neutralizar os odores dos animais de estimação , uma técnica especialmente útil para camas de animais que não podem ser lavadas.

Como fazer?
Despeje o vinagre em um borrifador e esguiche sobre a cama do seu animal de estimação até que esteja úmido.
Polvilhe bicarbonato de sódio generosamente sobre a área que você borrifou com vinagre.
Deixe até que o vinagre seque.
Aspire bem a área.

8. Limpador de rejunte
O rejunte é aquela coisa famosa por ser difícil de limpar. Mas bicarbonato de sódio e vinagre podem tornar esse trabalho um pouco mais fácil. A ação abrasiva do bicarbonato de sódio pode ajudar a remover manchas difíceis, e as bolhas da combinação com vinagre significam que você precisa fazer menos força.

Como fazer?
Faça uma pasta grossa com bicarbonato de sódio e água.
Aplique isso no rejunte e esfregue com um pincel pequeno
Despeje o vinagre em um borrifador e esguiche sobre a mistura de pasta que você já aplicou.
Deixe por 10 minutos ou até que a mistura pare de borbulhar.
Esfregue com uma escova pequena antes de limpar a pasta com um pano úmido.

9. Limpador de Panelas
As bolhas produzidas com a mistura de bicarbonato de sódio e vinagre também podem ajudar a soltar a sujeira cozida, enquanto a ação abrasiva do bicarbonato de sódio pode ajudar na remoção desta sujeira.

Importante: não use bicarbonato de sódio em panelas de alumínio, pois pode arranhar a superfície e o alumínio pode oxidar e começar a ficar marrom.

Como fazer?
Polvilhe bicarbonato de sódio sobre quaisquer manchas em suas panelas.
Despeje o vinagre em um borrifador e borrife sobre o bicarbonato de sódio.
Deixe até que a mistura pare de borbulhar.
Use uma esponja de lavar louça para ajudar a remover manchas difíceis.
Lave as panelas em água quente e detergente.

10. Spray de limpeza de banheiro
Este spray de limpeza suave é ótimo para remover espuma de sabão, mofo e manchas. É perfeito para usar no banheiro, mas também funciona em outras áreas da casa.

vinagre bicarbonato de sódio limpeza
Foto: Precious Plastic Melbourne | Unsplash
Ingredientes
1 ⅓ xícara de bicarbonato de sódio
1/2 xícara de detergente líquido
1/2 xícara de água
2 colheres de vinagre branco
Suco de 1/2 limão (opcional)

Como fazer?
Misture com uma colher e certifique-se de que todo o bicarbonato esteja dissolvido.
Despeje a mistura em um borrifador e aplique nas áreas que deseja limpar.
Deixe por 10 minutos antes de limpar a mistura com um pano macio ou esponja.

11. Tirar manchas de xícaras e canecas
Nada como um bom café ou chá, certo? Mas estas bebidas acabam manchando as xícaras e canecas. Bicarbonato de sódio e vinagre podem ajudar a soltar essas manchas e deixar sua porcelana brilhante novamente.

Não use esta receita em canecas de plástico, pois o bicarbonato de sódio abrasivo pode causar pequenos arranhões que podem abrigar bactérias.

Como fazer?
Misture partes iguais de bicarbonato de sódio e vinagre e aplique nas manchas.
Deixe a mistura até que ela pare de borbulhar e, em seguida, limpe com um pano úmido.
Manchas teimosas podem precisar de alguns tratamentos repetidos.
Aplique esta mistura somente no interior das canecas e lave bem antes de usá-las novamente.
bicarbonato de sodio e vinagre limpeza

O que não limpar com bicarbonato de sódio e vinagre?
Apesar de serem ingredientes naturais e fáceis de usar, o bicarbonato de sódio e o vinagre não podem ser usados ​​em certos itens. Isso se deve principalmente à ação abrasiva do bicarbonato de sódio, que pode arranhar algumas superfícies. Evite o uso desta mistura nos seguintes itens:

Vidro
Alumínio
Mármore ou quartzo
Fogões de cerâmica
Móveis ou pisos de madeira
Talheres
Itens banhados a ouro


*Por Natasha Olsen

………………………………………………………………………………………
*Fonte:

Como limpar seus discos de vinil? Veja soluções!

Além de prestar atenção na hora de escolher o toca-discos que vai reproduzir as suas canções preferidas, o cuidado ao guardar os discos é essencial. Afinal, para que você possa ouvir plenamente cada uma das obras enfileiradas na sua estante, elas precisam estar limpas. A poeira acumulada, além de dificultar a experiência de ouvir o disco sem que as faixas “pulem”, também aumenta a pressão no braço do toca-discos — e isso impacta a vida útil do produto que você, com certeza, investiu um dinheiro para comprar.

Por isso, ao longo dos anos, vários métodos, que prometem milagrosamente resolver o problema, foram inventados: desde lavar o disco com álcool — o que pode deixá-lo ressecado e frágil — até arriscar a limpeza com cola de madeira. A última técnica, embora seja muito arriscada, tem seus seguidores. Mas, para longe das polêmicas e teorias, a Noize se concentrou em separar apenas as formas mais eficazes de lavar o seu disco, sem prejudicá-lo futuramente. Colecionadores, podem comemorar!

Primeiramente, antes de qualquer coisa, sempre limpe a poeira dos LPs usando uma escova de fibra de carbono. Caso esse cuidado não seja feito, há risco do pó entrar ainda mais nas ranhuras do disco quando a limpeza úmida for realizada. Com a escova nas mãos, retire a poeira que possa estar presente na superfície do disco — e também do toca-discos — todas as vezes em que ele for reproduzido. Antes e depois. Assim, o acúmulo de poeira é reduzido e isso mantém a vida útil dos produtos.

Depois de retirar o excesso, o método mais eficaz é a utilização de uma máquina de limpeza. Apesar de serem caras, os valores podem variar entre R$120 a R$990, as máquinas sugam toda a sujeira, não fazem barulho, e economizam muito tempo para quem tem grandes coleções. Mais um investimento (que vale muito a pena) na conta.

Agora, a técnica mais simples e prática de todas: detergente neutro de lavar louça e água fria. Em uma bacia plástica, coloque os dois componentes e mexa bem. Na sequência, molhe o LP com a mistura (com cuidado para que o rótulo não molhe) por alguns minutos. Depois, com as mãos bem limpas, esfregue suavemente o disco no sentido horário, do exterior para o meio. Na hora do enxague, coloque o disco delicadamente sob água abundante para que todos os resíduos de detergente sejam retirados, ainda com atenção ao rótulo. Para secar, o deixe em um aparador de plástico na sombra. Sem esquecer que o detergente precisa ser neutro devido ao corante, adicionais de cheiro e aditivos químicos presente nos outros produtos disponíveis no mercado.

Outro método que funciona — mas é bastante popular em outro ramo, o das joalherias —, é a limpeza ultrassônica. Com ondas sonoras de pressão em alta frequência, mini bolhas de líquido se formam e ajudam suavemente a limpar toda a sujeira presente na superfície dos LPs. Ainda que não seja tão acessível quanto uma escova de fibra de carbono ou água fria e detergente neutro, a técnica segue como uma opção que cumpre perfeitamente a limpeza.

*Por Nicolle Cabral

…………………………………………………………………………..
*Fonte: noize

Parque Nacional envia para casa de turistas lixo que eles deixaram no local

O Parque Nacional Khao Yai, na Tailândia está devolvendo o lixo que turistas “esqueceram” na unidade. O BangKok Tribune News, explica em sua página no Facebook que o Ministro do Meio Ambiente do país, Varawut Silpa-archa ameaçou entrar com uma ação judicial contra visitantes indisciplinados, os quais visitam os parques nacionais do país e deixam seu lixo para trás sem a coleta adequada.

A reportagem cita o caso de um pequeno grupo que alugou duas barracas de camping para passarem um final de semana no parque, no acampamento Pha Kluay Mak, mas deixou o parque devido a uma forte chuva. Os guardas da unidade encontraram garrafas plásticas, copos plásticos, embalagens de salgadinhos e outros tipos de lixo dentro das barracas alugadas (foto abaixo).

Ao saber do caso, o ministro instruiu os funcionários para que recolhessem o lixo e enviassem de volta aos proprietários dele por meio de um serviço postal (antes de entrar no parque, os visitantes deixam o endereço residencial e outros dados na administração). Os funcionários também registraram queixa na polícia, segundo o jornal.

“Lembre-se de que jogar lixo nos parques desordenadamente viola a lei dos parques nacionais e acarreta penalidades … Por favor, ajude a manter os locais limpos e comportados, pois a partir de agora vamos aplicar estritamente a lei contra os violadores.”, comentou.

O lixo deixado pelos visitantes causa vários problemas à vida selvagem, pois os animais comem os resíduos e morrem em conta das consequências da ingestão de plástico, por exemplo.

Em fotos publicadas no Facebook (acima), segundo o Bangkok Tribune, é possível conferir bilhetes dizendo “Você deixou algumas coisas no parque. Posso mandá-los de volta para você”. Ainda de acordo com a publicação, a decisão de convocar os infratores está com a polícia local.

 

…………………………………………………………………….
*Fonte: mochileiros

7 erros que você comete ao limpar aparelhos eletrônicos

Televisão, teclado do computador, controle remoto. Esses são só alguns dos aparelhos eletrônicos comuns do dia a dia, que acumulam sujeiras e bactérias, mas que precisam de certos cuidados na hora da limpeza. Será que você erra na hora limpar esses itens da sua casa? Descubra abaixo:

1. Você borrifa o produto de limpeza direto na tela da TV ou computador?
Não importa o que aconteça, nunca aplique o líquido de limpeza diretamente nas superfícies de LCD, plasma ou qualquer tipo de tela sensível de projeção. Adicione o produto – específico para esse tipo de aparelho – sobre um pano de microfibra e só então limpe o local.

2. Você esquece de bater as migalhas de teclado do computador?
Você pode até resistir, mas fazer um lanchinho em frente ao computador é inevitável. Acontece mesmo, não tem jeito. Na próxima vez que você for limpar o seu teclado, vire-o com as teclas inclinadas em direção à mesa e dê leves batidinhas. Aos poucos, você verá que as migalhas vão magicamente pular para fora. Se você tem uma torradeira em casa, a dica é a mesma. Outra boa tática é passar aspirador de pó entre as teclas.

3. Você não limpa as lâminas do liquidificador separadamente do copo?
Pode não parecer, mas é provável que depois de bater aquela vitamina e lavar o copo do liquidificador sem dar a devida atenção às lâminas, algum resquício de alimento tenha sobrado ali embaixo. Com o tempo, a sujeira fica acumulada e isso pode até comprometer a vida útil do seu aparelho. Por isso, lave cada parte do seu liquidificar com água morna e sabão e pronto, deixe-o secar bem antes de montá-lo novamente e guardar. O mesmo vale para processadores de alimentos, tá?

4. Você não limpa o controle remoto da televisão?

É simples, basta pensar em quantas pessoas, nos mais diversos momentos do dia, pegam o controle remoto. Pegue um desinfetante e aplique um pouco em cima de um pano. Depois é só esfregar, mas certifique-se de limpar bem entre os botões e em toda a extensão do aparelho. Repita essa operação, pelo menos, uma vez por semana, é rapidinho.

5. Você não higieniza a parte removível do seu fone de ouvido?
Os fones de ouvido que possuem uma capinha de silicone removível podem ser completamente higienizados. Descubra se o seu traz essa possibilidade e, se sim, lave a parte de silicone, onde fica o acúmulo de bactérias, usando detergente neutro e água. Certifique-se de enxaguar muito bem e secar completamente antes de encaixar as partes de volta.

6. Você só pensa na parte de fora da cafeteira?
Ou seja, não sobram manchas ou poeira à vista no seu aparelho, mas quando se trata de eletrônicos de cozinha, o interior é onde os sabores dos alimentos pode ser prejudicados. Lembre-se de limpar bem a parte do moedor de café após cada utilização e faça a descalcificação da máquina a cada mês (o processo correto para cada tipo de aparelho vem descrito no manual de instruções).

7. Você nunca desinfetou os telefones da casa?
Essa situação está um pouco ligada à questão do controle remoto. Muitas vezes compartilhados, esses aparelhos ficam em contato com diversas mãos e ouvidos. Para desinfetar telefones em geral, use um pano de microfibra com um pouco de álcool.

*Por Amanda Cruz

………………………………………………………………………………
*Fonte: casaejardim

 

Como limpar e organizar corretamente a geladeira

Guardar os alimentos na geladeira já se tornou algo tão automático que, frequentemente, não damos ao eletrodoméstico a devida atenção. Com uma função tão orgânica, limpar a geladeira semanalmente é essencial para afastar bactérias e odores desagradáveis. Além disso, a forma de colocá-la em ordem influencia, diretamente, na redução do desperdício, uma necessidade cada vez mais presente no nosso dia a dia. Confira a seguir um passo a passo!

1. Analise o que precisa ser descartado
Antes de mais nada, é preciso verificar o que pode ir para o lixo e o que continua na geladeira. “Tudo o que for voltar para o eletrodoméstico deve ser limpo de maneira adequada, com um pano úmido, ou, em casos de potes com sujeiras incrustadas, por exemplo, deve-se levá-los para a pia e lavar com esponja e lava-louça, de preferência, um que tenha ação antibacteriana”, ensina a influencer de limpeza Mônica Loureiro, parceira da Bettanin.

2. Higienize a parte interna da sua geladeira
Desligue a sua geladeira da tomada e coloque os alimentos em recipientes que preservem sua temperatura. As peças soltas devem ser higienizadas primeiro. “O ideal é lavá-las na pia, com o uso de uma esponja, do lado não abrasivo, para não riscar as peças, e com um lava louça que tenha o poder de eliminar as bactérias”, afirma Mônica. Depois, basta enxaguar as peças e deixá-las escorrendo enquanto é feita a limpeza da parte interna do eletrodoméstico.

Para isso, separe uma mistura de 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio e 1 litro de água quente. Lave com pano úmido e seque bem com outra flanela. Isso ajudará a eliminar os odores indesejáveis da sua geladeira. “Mas atenção: não use sabão ou detergente, pois eles podem deixar cheiro e, posteriormente, esse odor pode ser absorvido pelos alimentos”, aconselha a apresentadora americana e especialista quando o assunto é casa, Martha Stweart.

3. Limpe assim que algo derramar dentro da geladeira
O importante é limpar logo que algum líquido, especialmente, seja derramado dentro da geladeira. Isso porque, caso ele seque, fica muito mais difícil removê-lo. Outra dica é garantir que tudo esteja bem embalado ao ser armazenado no eletrodoméstico. Além disso, Martha sugere reforçar a limpeza das bordas de potes no geral, como os de geleia, frascos e recipientes de catchup, antes de guardá-los.

4. Mantenha a limpeza da parte externa em dia
A sugestão é dividir essa etapa da limpeza em duas categorias: semanal e sazonal. A primeira engloba a higiene das portas e bordas do eletrodoméstico. Para isso, use um pano umedecido com detergente neutro e água. Preste atenção nas áreas ao redor das alças, que podem abrigar impressões digitais pegajosas. Já nas higinizações sazonais, opte por dar mais atenção às vedações da porta, utilizando água quente e detergente neutro. Seque bem com um pano limpo. Verifique se as vedações encaixam corretamente.

5. Mantenha cada coisa em seu lugar
Cada coisa no seu lugar: para ter uma geladeira organizada é preciso aproveitar o espaço da melhor maneira possível (Foto: Pinterest/ Reprodução)

Com tudo limpo, é hora de começar a organização. As geladeiras mais novas são projetadas para que cada tipo de alimento seja guardado no local adequado. Isso porque, vários estudos mostram que, assim, preserva-se a comida por mais tempo, evitando que ela estrague antes da hora. Na porta da geladeira, por exemplo, priorize os produtos que tombam e são menos sensíveis à temperatura, como condimentos, molhos, refrigerantes e sucos.

6. Na prateleira mais alta
Essa é a área mais fria da geladeira, por isso, priorize ali alimentos que sofrem mais com a mudança de temperatura. “Dê preferência aos produtos que você usa com mais frequência e também às carnes e aos laticínios. E lembre-se, deixe os produtos mais altos ao fundo e os mais baixos à frente, ou aquele potinho pequeno não vai ser visto e vai acabar sendo esquecido”, alerta a personal organizer Carol Rosa.

7. Nas outras prateleiras
Já na segunda e na terceira prateleira, coloque os produtos industrializados ou prontos, como legumes cozidos e as sobras de refeições. “Nunca guarde os alimentos na panela em que foram preparados. O ideal é armazená-los em potes com tampa, o que economizará espaço dentro do eletrodoméstico”, sugere Mônica. Dê preferência a recipientes transparentes ou de vidro, assim, você sabe exatamente o que tem dentro e a quantidade.

8. Nas gavetas
As gavetas devem ser reservadas para verduras, frutas e legumes. Uma dica importante é sempre higienizá-los antes de colocá-los no refrigerador. “Depois de lavar as hortaliças, passe pela centrífuga e guarde-as em sacos bem fechados. Isso ajuda na conservação por mais tempo. As frutas, após higienizadas, também podem ser colocadas em potes plásticos com tampa ou vasilhas de inox cobertas com papel filme”, explica Carol.

9. Cheque sempre para ver se não há comida estragada
Alimentos que passam da data de validade exalam odores desagradáveis e ainda podem contaminar os que estão em bom estado. Por isso, crie o hábito de verificar se há alguma comida estragada na geladeira. E, caso você precise descongelar alimentos, use um prato em baixo dele, para que o líquido eliminado não suje a sua geladeira.

*Por Aline Melo

…………………………………………………………………….
*Fonte: casaejardim

Solarino Beach Cleaner, o robô coletor de lixo de praias

Este é o Solarino Beach Cleaner Robot, um robô coletor de lixo de praia que funciona mais ou menos como um roomba, mas ele é controlado por um controle remoto.

Ele resolve de forma mais prática e rápida um quesito importante na manutenção das praias: a mão de obra. Em vez de usar um exército de funcionários para vasculhar, varrer, coletar lixo da praia, as pessoas podem controlar alguns desses robôs, preferencialmente na sombra, para retirar o lixo do local.

Ele é feito de duas partes: A primeira é o próprio robô que fornece a mobilidade e a segunda parte é peneira de areia e sistema de coleta de detritos que recolhe o lixo, úmido ou seco.

Há um sistema de reboque atrás do robô que pode armazenar cerca de uma tonelada de lixo atrás dele.

O Solarino é equipado com trilhos de borracha para se movimentar por terrenos de areia e é totalmente elétrico, alimentado por uma combinação de baterias GEL e energia solar.

Ele também pode ser usado para remover algas e pode ser usado para transportar pequenos barcos, além de nivelar a areia para prática de vôlei de praia.

*Por Fabio Croffi

 

……………………………………………………….
*Fonte: geekness

6 dicas básicas para manter sua casa livre de baratas

O que dizer das baratas, esses bichos tão asquerosos e horripilantes que só aparecem para incomodar o sossego das pessoas? Mesmo que alguns cientistas americanos estejam tentando encontrar uma função nobre para esses insetos, a verdade é que a maioria das pessoas não gosta de baratas e apresenta rejeição.

E não é para menos. Quando aparecem, esses bichos, que são sinônimo de sujeira, ficam correndo por todos os lados e contaminando tudo o que tocam. Se você pensar por onde eles podem ter andado antes, então, aí é que a vontade de acabar logo com eles fica maior.

Nós já apresentamos aqui no Mega Curioso uma lista de curiosidades que até mostra que as baratas não são tão desprezíveis, além de publicarmos uma matéria falando como elas também podem ser “ingredientes” da sua barra de chocolate favorita. Mesmo assim, dificilmente você vai desistir de se livrar dessas criaturas quando elas aparecerem, e isso, dependendo da situação, pode ser uma tarefa árdua. Então confira estas seis dicas do site Mother Nature Network para eliminar esses bichos e a sua aflição.

1. Manter a limpeza

Em algumas situações, prevenir é o melhor remédio. Com as baratas, isso pode ser aplicado também, já que, se você mantiver um ambiente sempre limpo, dificilmente elas aparecerão. Na maioria das vezes, elas são atraídas por restos de comida, principalmente gordura; ou seja, evite deixar acúmulo de louça suja, conserve o chão limpo e o fogão em ordem, sem panelas usadas. Essas medidas devem ajudar a deixar as baratas longe de sua casa.

Louças sujas são um prato cheio para atrair baratas

2. Mantenha os buracos tapados

Qualquer rachadura e abertura pode ser uma porta de entrada de baratas e outros insetos. Portanto, certifique-se de que não há fendas em algum lugar da casa e, se houver, promova a manutenção desses locais. Se existir a possibilidade, por meio daqueles que possuem tampas retráteis, tente manter os ralos cobertos também.
3. Conserte os vazamentos

Outra coisa que atrai as baratas é a umidade e a água originadas por vazamentos, pias não muito secas ou excesso em vasos de plantas. Evitando essas situações, você tomará uma medida preventiva eficiente contra esses insetos. Lembre-se: baratas conseguem viver meses sem comida, mas apenas alguns dias sem água, por isso são tão atraídas por esse elemento.

4. Produza suas próprias iscas e armadilhas caseiras

Utilize uma medida de açúcar refinado para três de ácido bórico. O doce do açúcar atrairá as baratas, enquanto o ácido vai matá-las. O composto pode causar algumas irritações, mas não é tóxico para humanos e animais. De qualquer forma, é bom evitar espalhar o pó em locais onde pode haver contato de crianças e pets. Algumas indicações de aplicação são atrás e embaixo de geladeira, fogão, máquina de lavar louças, pia etc.

A terra de diatomácea é um inseticida natural que não prejudica animais e seres humanos

5. Procure uma empresa especializada

Dependendo do tamanho da infestação, você não terá como resolver sozinho, então a recomendação é procurar uma empresa especializada nesse tipo de serviço. Eles saberão como eliminar a grande quantidade de baratas, definindo como, onde e o que aplicar na sua casa. Uma sugestão do site Mother Nature Network é optar por equipes que utilizem “terra de diatomácea”, uma substância utilizada para vários fins, mas que é natural e mata os insetos sem o uso de elementos químicos.

6. Mate-as, simplesmente

Muitas vezes, a saída é pisar sem dó. Aliás, esse deve ser o recurso de muitos para matar baratas, mas há outra alternativa que dispensa a violência e o uso de inseticidas. Uma solução com um pouco de água e sabão para ser borrifada pode ser bem eficiente, já que o sabão vai sufocar as entranhas das baratas que, a exemplo da maioria dos insetos, respira por meio da pele. Essa mistura pode ser utilizada para manter limpos os cantos altos e os lugares mais complicados de se atingir.

 

 

 

 

 

…………………………………………………..
*Fonte: megacurioso

Sistema que promete limpar o Oceano Pacífico está prestes a entrar em operação

Uma fundação holandesa chamada Ocean Cleanup está preparando um sistema inédito que promete ser capaz de limpar a Grande Porção de Lixo do Pacífico, uma área de quase 1,4 milhão de quilômetros quadrados repleta de plástico poluindo o Oceano Pacífico há décadas.

O sistema criado pela fundação, apresentado em detalhes no ano passado, agora está prestes a começar a operar. A equipe da Ocean Cleanup já está desenvolvendo o primeiro protótipo das redes gigantes num porto em São Francisco, nos EUA. Ele deve ser colocado no mar até o fim do ano, segundo a rede CBS.

Todo o sistema começa com um tubo de 600 metros de extensão feito de um plástico maleável e ao mesmo tempo super resistente chamado HDPE (polietileno de alta densidade). Boiando no oceano em formato de “U”, ele serve de barreira para o lixo que navega pelas águas do Pacífico.

Barreiras em alto mar não são novidade, mas o segredo deste sistema é uma âncora móvel que serve para levar o tubo gigante de HDPE de um ponto a outro, sempre seguindo a correnteza e sempre um passo à frente do lixo, que também se move junto com as águas do oceano de forma imprevisível

A barreira fica apenas na superfície, de modo que não possa capturar peixes ou outras formas de vida marinha que passem por baixo dela, como redes convencionais fazem. Quando a barreira estiver carregada de lixo, é só colocar numa rede e tirar tudo da água.

O primeiro grande tubo de HDPE deve ser colocado no oceano até o fim do ano. Se funcionar, o plano é colocar mais 60 deles em operação, espalhados por todo o Oceano Pacífico. O objetivo final é coletar as 80 mil toneladas de plástico da Grande Porção de Lixo em cinco anos, e depois reciclar todo esse material.

*Por Lucas Carvalho

…………………………………………………………………
*Fonte: olhardigital

Por que você precisa adotar o Oosouji, tradição milenar japonesa da faxina de fim de ano

Se muitos rituais ou manias de fim de ano podem ser vistas como meras superstições, o tradicional ritual japonês de Oosouji não pode ser acusado do mesmo. Trata-se de um hábito milenar de realizar uma enorme e detalhada faxina, não só em suas casas, mas nos locais de trabalho, escolas, praças e até nas ruas. O ritual visa a higiene, ao mesmo tempo que serve como “purificador”, do ponto de vista espiritual, para o novo ano que se inicia.

Como as empresas costumam entrar em recesso alguns dias antes do ano novo, nos locais de trabalho o Oosouji acontece 2 ou 3 dias antes do réveillon. Para as residências, o ritual implica em realizar a faxina mais detalhada do ano, tirando todos os móveis de lugar, e limpando com afinco cada cantinho esquecido e principalmente jogando fora ou doando coisas que você não utiliza mais.

O Oosouji serve como perfeita oportunidade para trocar o tapete, o papel de parede ou qualquer outra parte velha da casa por uma nova e limpa.

Independentemente do sentido ou do efeito místico – se o ritual de fato joga fora o lixo espiritual e organiza nossas energias para o ano por vir – o fato é que uma bela faxina é sempre uma boa ideia.

O ritual demonstra também o compromisso com o espaço público e a comunidade que a população japonesa possui, e que seria muito bem vindo por aqui, além de literalmente organizar a vida e nos traz o prazer de cumprir uma dura tarefa – e a recompensa de se estar em uma casa tinindo de limpa, o que é necessariamente um bom espirito para entrar no ano que começa.

 

 

 

 

…………………………………………………….
*Fonte: hypeness

6 exemplos de hábitos de higiene ambiental para fazer na cozinha

O principal hábito para manter a higiene dentro da cozinha é manter o local limpo e desinfetado.

O conceito de higiene ambiental diz respeito a técnicas de higienização de ambientes para que eles se adéquem às condições sanitárias necessárias. Em outras palavras, este é um cuidado que garante que não haja prejuízo à saúde humana, já que ela impede a contaminação por bactérias, vírus, fungos e outros seres nocivos. Além disso, ela contribui para a redução dos riscos de transmissão de doenças por ar, água e solo.

Apesar de ser importante em todos os lugares, a higiene ambiental na cozinha merece atenção especial. Isso porque os hábitos de higiene neste local garantem que ele se torne mais seguro e saudável para os alimentos e, consequentemente, para as pessoas.
Exemplos de hábitos de higiene ambiental para a cozinha

Lavar legumes, verduras, vegetais e frutas

Para os alimentos folhosos, lave-os folha a folha em água corrente potável, além de retirar as partes estragadas e qualquer resíduo. Depois, tanto no caso dos folhosos quanto outros, emerja-os em uma solução clorada e, por fim, escorra as sujeiras que se soltarem e termine enxaguando bem com água corrente.

Separar o lixo

Utilize lixeiras com tampa e com sacolas plásticas para afastar possíveis roedores, baratas e outras pragas. Além disso, separe os resíduos orgânicos dos recicláveis e deposite-os nos lugares certos para a remoção.

Limpeza e desinfecção

A limpeza das bancadas e locais de preparo dos alimentos deve ser feita com atenção e, dependendo do caso, com produtos químicos específicos. Para começar, é preciso retirar toda a sujeira sobressalente — incluindo sobras, gorduras e poeira — e depois, para desinfetar, use detergente neutro e aplique uma solução clorada ou álcool sobre a superfície.

Proteção dos alimentos

Proteja os alimentos quando estiverem armazenados e quando estiverem no meio do processo de preparo. O melhor jeito de fazer isso é utilizando plástico filme para guardar os itens.

Atenção à validade dos alimentos

Sempre que possível, faça quantidades de comida suficientes apenas para as refeições do dia — ou, no máximo, para o dia seguinte. Isso porque os alimentos têm uma durabilidade limitada, especialmente depois de preparados, e o ideal é que eles sejam consumidos apenas algumas horas depois de prontos.

Contaminação cruzada

Usar os mesmos potes, panelas ou talheres durante o preparo da refeição pode levar bactérias e sujeiras de um produto para outro. Evite a contaminação cruzada separando os utensílios.

…………………………………………………………..
*Fonte: pensamentoverde

A maneira certa de limpar sua guitarra

Em um novo vídeo, Tyler Larson fala sobre um assunto que é de utilidade pública: como limpar sua guitarra. Na gravação, o guitarrista ensina o passo a passo para manter o instrumento limpo e bem conservado.

Tyler chama atenção para a importância de manter a guitarra limpa. Segundo ele, não é uma questão somente de se sentir melhor com o instrumento, mas de manter os cuidados sempre em dia.

Outra vantagem de deixar a guitarra sempre limpa, de acordo com Tyler, é que o músico fica sempre com a impressão de que tem um instrumento novo. Portanto, aquela vontade de comprar uma guitarra nova fica um pouco mais contida.

Confira o vídeo:

………………………………………….
*Fonte: guitarload

 

Estudante que desenvolveu projeto para limpar oceanos deve colocá-lo em prática em 2018

A Ocean Cleanup, empresa fundada em 2013 pelo jovem empreendedor de 22 anos, Boyan Slat, com o objetivo de ajudar no processo de limpeza dos oceanos, confirmou no último mês, dia 11, que as primeiras atividades do grande projeto de coleta e remoção de lixo dos mares começará em 2018.

Com foco na captação da grande quantidade de material plástico presente nos oceanos, a empresa ratificou também que algumas de peças do sistema de limpeza já estão em produção e devem ficar prontas a tempo das primeiras ações oficiais no próximo ano.

Vale destacar que, desde o ano passado, a empresa vinha realizando uma série de testes na costa do território holandês, utilizando uma grande barreira para impedir que toneladas de lixo fossem descartadas em alto mar.

Na época, o sistema criado pelo jovem ambientalista restringia-se a uma versão reduzida de “apenas” 100 metros de comprimento e cobertura de até 4500 metros de profundidade. Para oficializar o lançamento de sua invenção, o desenvolvedor aplicou uma série de melhorias que elevaram o design do sistema, assegurando-lhe uma nova performance que fará com que, em até cinco anos, metade da área das ilhas de lixo globais seja limpada.

“Na Ocean Cleanup, estamos sempre procurando maneiras de fazer a limpeza mais rápida, melhor e mais barata. Hoje é um dia importante para se mudar nessa direção. A limpeza dos oceanos do mundo está muito próxima de acontecer”, destacou Boyan no evento de apresentação do projeto, em Utrecht, Holanda.

Outro dado comemorado pela Ocean Cleanup é o fato de que o projeto será iniciado dois anos antes do tempo estimado. De acordo com o cronograma, a primeira fase de instalação e testes com a nova tecnologia começa ainda no fim de 2017, na costa oeste americana. As instalações nas áreas que integram a chamada “Great Pacific Garbage Patch” serão realizadas até o fim do primeiro semestre do próximo ano.

“Devido à nossa atitude de ‘testar para aprender’ até que a tecnologia seja comprovada, estou confiante de que – com nossos parceiros especializados – teremos sucesso em nossa missão” concluiu Boyan.

 

……………………………………………………..
*Fonte: pensamentoverde

Estudantes brasileiras criam solução com fibra de coco para vazamentos de óleo no mar

Um desafio em sala de aula virou um projeto, depois um sonho, e agora pode se transformar em negócio. A professora Patrícia Carbonari Pantojo, da Escola Técnica Estadual (Etec) de Caraguatatuba, estava incomodada com o volume de cascas de coco verde que vão para o lixo todo ano, especialmente no litoral.

Pensando em proposta para esta situação, ela desafiou seus estudantes do curso técnico de Logística a apresentarem sugestões. As alunas Nubia Marques da Silva e Aline Faustino Soares conseguiram enxergar naquela matéria-prima o que pode ser uma solução para vazamentos de óleo no mar.

O produto que as estudantes esperam lançar no mercado é um dos 210 projetos de alunos de Etecs, Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs), além de outras instituições públicas nacionais e internacionais que serão apresentados durante a Feira Tecnológica do Centro Paula Souza (Feteps), nos dias 19, 20 e 21 de outubro.

Com a proposta da professora em mente, as alunas fizeram uma visita técnica ao Porto de São Sebastião. Lá conheceram a turfa canadense, um pó usado para absorver o óleo que os navios despejam nos oceanos. “Na hora, eu percebi que aquele produto era muito parecido com a fibra de coco”, conta Nubia.

O próximo passo foi conseguir o óleo para realizar os testes. Em um tanque com água do mar foram colocados tanto óleo quanto a borra do petróleo, uma substância bem grossa, em estágio anterior à destilação para se chegar a combustíveis. A fibra do coco absorveu tudo.

Penas

Nubia e Aline testaram acrescentar penas de aves à fibra e concluíram que o resultado é ainda melhor. “As penas puxam o óleo para a fibra do coco”, descreve Nubia. “Os resultados são melhores que os da fibra canadense.” Para garantir que o que foi visto em laboratório tinha mesmo validade, as estudantes solicitaram a ajuda de um professor de Química, que encaminhou amostras da água para análise na Sabesp. De fato, a água estava limpa.

Após o uso da fibra de coco para recolher o óleo, forma-se uma biomassa, que pode ser usada como substituta do carvão, por exemplo. “Não adiantaria jogarmos a fibra suja no lixo. Por isso, testamos como usá-la até o fim, sem deixar resíduos”, conta Nubia.

Sonho

Como tudo deu certo, o que era um projeto se transformou no sonho de um empreendimento. “No Brasil só se usa essa fibra canadense e acredito que poderíamos oferecer um produto mais barato”, diz Nubia. A professora Patrícia também acredita no potencial do projeto. “É um produto único, uma ideia inovadora, totalmente sustentável”, afirma. O trabalho foi registrado em cartório e as autoras trabalham com a Agência Inova Paula Souza no processo para garantir a patente do produto.

Nubia se formou em 2015, mas segue estudando para aprimorar a ideia. Ela até já imaginou um equipamento que trituraria melhor o coco e melhoraria a qualidade da matéria-prima. “Se eu tiver oportunidade, gostaria de estudar engenharia e construir essa máquina.”

……………….
*Fonte: ciclovivo

fibra-de-coco

Como limpar o capacete em casa de forma simples e barata

Elimine as sujeiras e bactérias do seu capacete, sem usar nenhum produto especial…
*Fonte: siteRockRiders

Existem diversas técnicas que ensinam como limpar os nossos capacetes, com conselhos sobre produtos específicos, panos especiais, etc e tal.

Mas, segue uma forma prática e barata de lavar seu capacete, o qual pode conter inúmeras bactérias conforme seu uso e higiene com o mesmo. Não é nenhum bicho de sete cabeças limpar o capacete, operação que deve ser feita no mínimo 2 vezes por ano (ou mais), caso você use seu capacete diariamente.

Limpeza Externa

A melhor maneira de nos livrarmos da sujeira é limpar com água morna e sabão neutro, como por exemplo, o sabão azul. Pode-se usar a própria mão para esfregar a superfície, nada de esponjas. Para as ranhuras e orifícios de ventilação, podemos usar uma escova de dentes macia.

Quanto à praga dos mosquitos, é fácil. Depois de amolecer com o sabão e água, use papel de rolo de cozinha. Para secar, mais papel de cozinha, pois absorve bem a água. Nas ranhuras, assopre com força e a água sai toda. Para dar o último toque, um pano seco de microfibras, que dá brilho. Estes panos estão à venda em qualquer supermercado, comercializados em pacotes com 3 unidades. Se for necessário, lubrifique as engrenagens que fixam a viseira, com óleo de silicone ou um pouco de WD40 (bem pouco mesmo).

Limpeza Interna

Essa parte requer mais paciência, pois temos que retirar todo o interior do capacete… mas vale a pena. Na maioria dos capacetes, o forro é removível e lavável. Portanto, é retirar o interior e lavar em água morna com shampoo infantil, pois este não tem substâncias químicas que danificam o material interno. Depois de escorrer o excesso de água, deixe a secar à sombra. O resultado é um interior macio e cheiroso graças ao shampoo!

IMPORTANTE: Não use produtos em embalagens com aerosol, pois contêm substâncias que danificam os orifícios de ventilação e o visor. Nunca utilize a máquina de lavar, nem o secador de cabelo, pois o calor pode danificar a cola dos tecidos.

Dica bacana de uso de balaclava

A balaclava, além de proteger sua pele das intempéries do vento/ar/clima, ajuda também a manter seu capacete mais higiênico. Sem esquecer também de lavar esse acessório regularmente. A balaclava pode ser utilizada tanto no inverno, como uma proteção extra contra o frio e as bactérias, como durante o verão para evitar o suor excessivo e absorver o calor, dependendo do modelo de balaclava.