A filosofia por trás do lobo no provérbio siciliano

Desde o começo do Império Romano e até mesmo antes, vindo dos povos que vieram a fundar a cidade de Roma, a figura do Lobo sempre esteve presente.

Mas o que significa está imagem? O que ela representa? Por que nós sicilianos em nosso provérbio dizemos que Leões e Tigres são fortes, mas lobos não trabalham em circos?

A imagem da Loba amamentando Rômulo e Remo significa que aquele povo era como uma alcateia, tanto que os princípios da Gravitas Romana são princípios de alcateia.

“Um lobo é um animal que simbolicamente representa várias coisas, como a coragem, a disciplina, a honra, a fidelidade (principalmente pela sua família/alcateia), o respeito pelos seus semelhantes, e tantos outros valores tradicionais que deveriam preencher o homem. O “cão” é o homem que se perdeu em seus valores e foi amansado. Ainda continua fiel, mas sua fidelidade é doentia e cega a ponto de esquecer quem realmente é, tendo assim seus valores derrubados por ordens superiores. O “cão” é a representação fiel ao homem pós-moderno, onde está acomodado em sua vida, come o que colocam no seu pote e só ladra para aquilo que ameaça desconstruir a realidade dele.” – Bruno Formagio

O lobo em si, é uma visão diplomática do que o homem deveria seguir em relação a seus princípios éticos. O que vemos hoje, temo que seja simplesmente uma imagem dos homens que tornaram-se “cães”.

Homens deixaram há muito tempo de ser lobos, atualmente são meros “cães” adestrados e manipulados. “Cães” que andam abanando o rabo para qualquer novidade que julguem interessante. Só saem de coleira no pescoço, guiados pelo “dono” para andar em círculos ao redor do quarteirão, sempre tentando marcar seu território ilusoriamente e comendo ração de “qualidade”, que não passa de sobras do banquete principal.

Você pode ser um lobo, um tigre, um leão. Mas o que você tem que aprender é viver para proteger sua família, seus princípios e não ser adestrado para se tornar um “cão” ou um “gatinho” meramente criado para entretenimento. Use a cabeça, tenha suas ideias, seja cordial, honesto e ande na sua “matilha/alcateia/bando”, onde todos devem proteger um ao outro. Se você conseguir essa façanha, estará vários passos à frente desse grande canil que se tornou o mundo.

Um lobo nunca abandona seu irmão, um lobo nunca aceita ser subjugado por um estranho e defende com a vida seus valores, um lobo é fiel aos seus, o lobo não se vende.

E você é um lobo? Ou é um cão que tem até seus valores, mas se acovarda muitas vezes? Ou você é um leão forte imponente, mas ao estalo de um chicote age como um gatinho?

Nós sicilianos somos lobos, lutamos por nossa alcateia, nunca nos curvamos por mais forte que seja o inimigo, calmamente nós o cercamos, nossa união retira nossa momentânea desvantagem, e logo nosso inimigo está no chão a ser dilacerado, e aquilo que era forte e amedrontador virou nosso alimento.

Davvero amici seja em qual situação da vida que você esteja passando, pode escrever o que digo, se não tiveres espirito de lobo, você será subjugado, e acabará no circo sendo entretenimento de fracassados.

Il Lupo è coraggio, lealtà, fedeltà, onore, vendetta e Omertà.
Cent’anni a tutti!

*Por: Luigi Pallazzolo

…………………………………………………………
*Fonte: cosanostranews

Lobos fazem algo impensável e evitam uma catástrofe

O vídeo que vos trazemos hoje não tem qualquer tipo de influência humana, hoje trata-se da natureza no seu estado mais puro.

O vídeo mostra, essencialmente, como a simples existência de lobos na natureza pode influenciar todo um habitat, pois eles não se limitam a matar animais de certas espécies, acabando mesmo por dar vida a outros tantos. Ao caçar espécies que estão abaixo deles na cadeia alimentar, dão oportunidade a outras espécies, que estão abaixo da espécie das suas presas, de viver e reproduzir.

Pode parecer confuso, mas legendas e as imagens tornam tudo mais fácil de entender. É incrível a forma como funciona a natureza!

……………………………………..
*Fonte: tamesmobrutal

O Silêncio dos Lobos

Pense em alguém poderoso.
Essa pessoa briga e grita como uma galinha ou olha em calmo silêncio, como um lobo?

Os lobos não gritam.

Eles têm uma aura de força e poder. Observam em silêncio.
Somente os poderosos, sejam lobos, homens ou mulheres, respondem a um ataque verbal com o silêncio.

Além disso, quem evita dizer tudo o que tem vontade, raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas.
Exatamente por isso, o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos.

Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando, sem tempo para debates fúteis.

Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia e continua a trabalhar mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota.

Olhe… sorria… silencie… vá em frente.

Lembre-se de que há momentos de falar e há momentos de silenciar.

Escolha qual desses momentos é o correto, mesmo que tenha que se esforçar para isso.

Por alguma razão, provavelmente cultural, somos treinados para a (falsa) ideia de que somos obrigados a responder a todas as perguntas e reagir a todos os ataques.

Não é verdade. Você responde somente ao que quer responder e reage somente ao que quer reagir.
Você nem mesmo é obrigado a atender seu telefone pessoal.

Falar é uma escolha, não uma exigência, por mais que assim o pareça.
Você pode escolher o silêncio.

Além disso, você não terá que se arrepender por coisas ditas em momentos impensados, como defendeu Xenócrates, mais de trezentos anos antes de Cristo, ao afirmar:

“Arrependo-me de coisas que disse, mas jamais de meu silêncio.”

Responda com o silêncio, quando for necessário.

Use sorrisos, não sorrisos sarcásticos, mas reais, use o olhar, use um abraço ou use qualquer outra coisa para não ter que responder em alguns momentos.

Você verá que o silêncio pode ser a mais poderosa das respostas.

E, no momento certo, a mais compreensiva e real delas.
…………………………………………………………………………………..
*Fonte: osegredo/Aldo Novak