4 chás para acelerar o metabolismo no inverno

Para muita gente, o inverno é um momento em que comemos mais e podemos até engordar. Mas, para a nutricionista Viviane Scheifer é justamente o contrário: a estação é ideal para queimar gordura. Para aquecer o corpo, o organismo gasta mais energia e isso contribui para acelerar o metabolismo.

Mesmo com a “funcionalidade” natural do corpo, a nutricionista explica que é possível potencializar essa ação com algumas receitas de chás termogênicos, que auxiliam na queima de gordura.

“Existem excelentes opções para diminuir excessos de radicais livres, melhorar o rendimento durante a atividade física e, principalmente, ativar o metabolismo”, explica Viviane. A especialista sugere quatro receitas de chás gostosos e funcionais!

Chá para auxiliar na queima de gordura
1/2 maçã picada
1/4 de pêssego
Casca de tangerina
Romã
Faça infusão durante 15 minutos em 250 ml de água. Esse chá é termogênico, anti-inflamatório e antioxidante. É uma ótima bebida para ser consumida no pré-treino e pós-treino. É excelente para modular a dislipidemia (desequilíbrio de lipoproteínas LDL e HDL, além de triglicerídeos) e uma boa estratégia para diminuir excessos de radicais livres produzidos diariamente.

Chá para produção de óxido nítrico
1 colher (chá) chá verde em folhas
2 folhas de hortelã
1 colher (café) coco ralado grosso e sem açúcar
1 colher (café) de nibs de cacau
Ferva durante oito minutos com 250 ml de água. Aumenta a produção de óxido nítrico e melhora o rendimento durante a atividade física.

Chá Termogênico
1 pedaço pequeno de gengibre
1 pedaço de canela em rama (cerca de três centímetros)
4 cravos
Casca de meia laranja
Misture em 250 ml de água e ferver durante oito minutos. Ativa o metabolismo com a ajuda do gengibre.

Chá termogênico para diminuir a vontade por doces
1 colher (sopa) de hibiscus
1 colher (sopa) de chá matte
1 pedaço de gengibre (cerca de três centímetros)
1/2 limão siciliano
Ferva o gengibre ralado durante oito minutos em 250 ml de água, após esse tempo desligue o fogo e acrescente hibiscus e o chá matte. Deixe tampado durante cinco minutos. Só na hora de ingerir, esprema o limão. Se necessário adoçar com mel.

*Por Mayra Rosa
……………………………………………………….
*Fonte: ciclovivo

6 dicas para turbinar a imunidade e acelerar o metabolismo

Muito tem se falado sobre precauções para que você esteja imune às infecções, principalmente neste momento que estamos vivendo, com a proliferação do Covid-19. Segundo a nutricionista Camila Buitoni, a prevenção começa com aquilo que ingerimos.

Uma alimentação rica em gorduras, açúcares, industrializados, ultra processados e conservantes, com não é o caminho ideal para fortalecer seu sistema imunológico e manter a saúde e o bem estar.

Uma alimentação balanceada, rica em alimentos naturais ajudar a fortalecer a imunidade. Pensando nisso, Camila separou algumas dicas:

Rotina e disciplina

“O primeiro passo é entender que você precisa se organizar e reprogramar seu cardápio, optando por alimentos in natura e que sejam preparados e temperados por você. Isso vale de frutas e sucos até as principais refeições. Evite consumir refeições prontas.”

Água não é um complemento

“Você precisa se manter hidratado. E, se agora, sua alimentação será mais rica em fibras, para que elas desempenhem suas funções, necessitam de muita água. O baixo consumo aliado ao aumento na quantidade de fibras ingeridas pode ocasionar uma paralização destas fibras no seu intestino, causando efeito rebote no organismo.”

Dê preferência aos tubérculos

“Além dos cereais, consuma alimentos vindos da terra, como mandioca, batata-doce, inhame, mandioquinha e cará, que são de baixo índice glicêmico e permitem que seu metabolismo trabalhe um pouco mais, para que sejam absorvidos, o que melhora o funcionamento do intestino, aumenta a saciedade e auxilia a absorção e excreção de gorduras.”

Frutas

“A dica é focar naquelas que contém maior concentração de vitamina C. Você pode escolher, por exemplo, maçã, acerolas, amoras, kiwi, uvas, ameixas e cerejas. Perceba que as listadas são também, em sua maioria, frutas vermelhas, que têm o poder antioxidante bem maiores que as outras. Frutas como mamão, melão, laranja, tangerina, caqui e abacaxi, que são do grupo das de cores laranja e amarela – provenientes dos fitoquímicos presentes nelas –, são muito ricas em betacaroteno, antioxidante que fortalece o sistema imunológico.”

Proteína

“O que importante é evitar que sejam fritas e imersas em muito óleo. Ao invés disso, escolha preparações que sejam cozidas, grelhadas ou assadas.”

Gorduras do bem

“O grupo das gorduras insaturadas, ou como são mais conhecidas, as ‘gorduras boas’ são facilmente encontradas em alimentos de origem vegetal como azeite de oliva, castanhas, nozes, amêndoas, linhaça, chia e abacate. Estes alimentos também estimulam a produção de serotonina, mais conhecida como hormônio do bem-estar, auxiliando para que você tenha menos crises de ansiedade.”
imunidade metabolismo

Seguir todas estas recomendações contribuirá com o processo de bem-estar, reforçará seu sistema metabólico e imunológico, e ainda, de quebra, mandará embora aquelas gordurinhas indesejáveis.

Para fechar a nutricionista separou uma receita de chá que pode ser tomado ao longo do dia, composto por ingredientes que têm alto poder contra infecções, ajudando assim a proteger nosso organismo.

Ingredientes

1 litro de chá – de qualquer sabor que você tiver ou quiser
2 rodelas de limão
1 pedaço pequeno de gengibre
4 cravos (ou um pedaço pequeno de canela em pau)
1 ponta da colherzinha de café de cúrcuma ou açafrão

Modo de fazer

Depois do chá pronto, já coado em uma garrafa ou jarra, acrescente as duas rodelas de limão – com a casca mesmo – acrescente o pedaço pequeno de gengibre, mais os quatro cravos ou o pedaço de canela em pau e uma ponta da colherzinha de café de cúrcuma ou açafrão. Misture levemente e pronto. Estes ingredientes ficarão dentro do chá, que pode ser tomado durante todo o dia, gelado ou em temperatura ambiente.

…………………………………………………………………………
*Fonte: ciclovivo

Por que engordamos quando ficamos mais velhos (e não tem a ver só com o metabolismo)

A guerra contra a balança é algo que atormenta muitos depois de certa idade… e certos quilos.

Quem já passou dos 30 anos sabe bem o que é isso: as calças que entravam com folga na década anterior estão apertadas ou já não cabem mais.

Envelhecer e engordar parecem andar de mãos dadas, embora alguns especialistas digam que o ganho de peso pode ser evitado com o avançar da idade.

A solução, dizem eles, é encontrar uma atividade física que faça você gastar muitas calorias.

Isso porque os quilos extras estão associados ao metabolismo, ou seja, a forma como o nosso corpo consome energia.

Um metabolismo lento é aquele que queima menos calorias em repouso do que o normal. Também é conhecido como metabolismo basal.

Quando envelhecemos, nosso metabolismo diminui por uma questão de sobrevivência. Ou seja, as células queimam os nutrientes mais devagar e tendem a se agarrar à gordura, preparadas para ter uma reserva em caso de necessidade.

Mas há outras causas menos conhecidas que nos fazem ganhar peso ao envelhecermos.

A seguir, os principais motivos do ganho de peso com a idade elencados pelo NHS, o sistema de saúde público do Reino Unido, e que não têm a ver com o metabolismo.

1) Medicamentos

Ao envelhecermos, sentimos mais dores. Às vezes, surgem doenças crônicas que exigem remédios por toda a vida. O ganho de peso pode ser um efeito colateral comum de muitos desses medicamentos.

Segundo o NHS, contribuem para o ganho de peso esteroides, antipsicóticos e insulina, entre outros.

Solução: Nunca ignore as recomendações do seu médico, mas fale com ele para saber se é possível substituir alguns remédios por outros.

2) Insônia

Dormir pouco não é bom para o nosso cérebro, para o nosso peso e para a nossa saúde em geral.

Segundo Neil Stanley, especialista em Medicina do Sono do Hospital Universitário de Norfolk e Norwich (Inglaterra), “há uma ligação muito forte entre a falta de sono e o ganho de peso”.

À medida que envelhecemos, costumamos dormir menos, então as chances de ganharmos peso crescem, diz o NHS.

Solução: Durma mais. Segundo Stanley, “o sono é vital para a nossa saúde física e mental”.

3) Televisão

Seja por prazer ou porque a nossa saúde não nos permite ter uma vida fisicamente ativa, assistir à TV por muitas horas contribui para uma vida sedentária.

Segundo estudos analisados pelo NHS, quando estamos na frente da tela, muitas vezes, consumimos calorias de que não precisamos.

A nutricionista britânica Anna Suckling explica: “As pessoas muitas vezes descobrem que, enquanto estão sentados na frente da televisão, consomem alimentos com alto teor de calorias, como batatas fritas e chocolate”.

Solução: Modere o número de horas em frente à TV e preste atenção ao que você come. Prefira lanches saudáveis aos petiscos industrializados.

4) Estresse

À medida que envelhecemos, nossas responsabilidades aumentam. Nos preocupamos mais e sofremos estresse. Uma maneira comum de lidar com essa situação é comer mais do que precisamos.

Nesse sentido, o açúcar acaba sendo um alimento recorrente.

Consumir lanches açucarados dá uma sensação temporária de bem-estar, mas pode ser fatal para a nossa saúde.

Solução: Além de tentar reduzir (ou eliminar) a causa do estresse, prepare lanches saudáveis e tente fazer algum exercício, aconselha Suckling.

Outras causas mais comuns e relacionadas ao metabolismo são a perda muscular, disfunção hormonal e aumento dos níveis de açúcar no sangue.Por que engordamos quanto ficamos mais velhos (e isso não tem a ver com o metabolismo).

…………………………………………………………..
*Fonte: bbc-brasil