Metallica Mondays – Metallica vai transmitir shows na íntegra toda segunda-feira

O Metallica veio para ajudar — e muito — os fãs durante essa quarentena.

A banda acaba de anunciar o projeto #MetallicaMondays (#SegundasDoMetallica). A ideia é transmitir, toda segunda-feira, um show histórico na íntegra para os metaleiros reviverem momentos icônicos da banda.

A iniciativa tem início de imediato, neste dia 23 de Março, e deve durar pelo menos até o fim da quarentena, pelo teor da postagem. Você poderá assistir tanto pelo canal oficial do YouTube ou pelo Facebook.

Você pode clicar no player logo a seguir que irá te redirecionar para a transmissão do show ou ao vídeo completo se o clique ocorrer após o fim do ao vivo.

Metallica Mondays

O afago vem em boa hora para os brasileiros, já que os shows por aqui acabaram de ser adiados para Dezembro. Apesar disso, o Greta Van Fleet e o Ego Kill Talent continuam na escalação das apresentações em território nacional.

Na publicação, disponível abaixo, as lendas do Metal escreveram:

Precisa de um descanso do Netflix antes de maratonar a biblioteca toda? Apresentamos a nossa novíssima série de shows: #MetallicaMondays, estreando hoje no nosso canal do YouTube e no Facebook!

Se ligue às 21h [horário de Brasília] para ver Metallica: Ao Vivo no Slane Castle de 8 de Junho de 2019!


*Por: Felipe Ernani
………………………………………………………………………………..
*Fonte: tenhomaisdiscosqueamigos

Vinnie Paul (54 anos) R.I.P.

Triste a notícia de hoje de manha, o falecimento de Vinnie Paul (ainda não anunciaram a causa da morte), excelente baterista e membro fundador do Pantera, uma das maiores e mais phoda das bandas americanas de metal. Cabe aqui mencionar, uma de minhas bandas pesadas favoritas de todos os tempos. Um som sem frescura, sem firulas, só rock porrada mesmo de verdade!

Descanse em paz Vinnie Paul, que aliás, agora deve estar junto de seu falecido irmão, Dimebag Darrel Abbot – que foi assassinado em pleno palco em 2004, por um fan inconformado com o final da banda Pantera. Um dos episódios mais inusitados e tristes da história do rock.

 

 

 

 

 

Rex Brown – Crossing Lines (áudio)

Sim, Rex Brown – baixista de uma das mais phoda banda de metal do planeta (Pantera), agora em carreira solo. A música “Crossing Lines” é do próximo álbum de Brown, Smoke on This, que será lançado em 28 de junho via eOne.

“Meu lema nos dias de hoje é ‘Agite um pouco de merda'”, diz Brown sobre o álbum. “Eu tive meus altos e baixos, como qualquer um neste negócio. Eu queria me sentir como um verdadeiro artista novamente, onde eu posso escrever e gravar músicas sem se preocupar com qualquer das besteiras.

“Nós não vamos atender necessariamente a fãs de metal, mas os caras que cresceram com Pantera, muitos deles adoram as mesmas coisas que eu cresci, também. Esta é apenas outra coisa que estou fazendo por diversão, cara. É liberdade musical. O divertimento – tem que se entrar nele ou eu não, eu estou indo fazê-lo.

“Eu tive uma carreira tremenda e agora eu sinto que tenho 30 anos de novo novamente. Esta carreira me deu a liberdade que eu precisava. Tenho muito mais em mim. Estou apenas começando a molhar os meus.”

 

“Smoke onThis”:

01. Lone Rider
02. Crossing Lines
03. Buried Alive
04. Train Song
05. Get Yourself Alright
06. Fault Line
07. What Comes Around…
08. Grace
09. So Into You
10. Best Of Me
11. One Of These Days

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

……………………………………………..
*Fonte: guitarplayerusa

This Is What Metal Sounds Like on a Standard Telecaster

Glenn Fricker, do canal YouTube do SpectreSoundStudio, tomou o assunto para este vídeo.

“Esta guitarra é conhecida por ser tocada por guitarristas de blues, jazz e rock”, observa ele, destacando que seus usuários incluíram Jeff Beck, Mark Knopfler e Stevie Ray Vaughan.

“Então, sabemos que essa guitarra é excelente para blues, rock e jazz”, “mas o seu brilhante som twangy se presta ao metal?”

Para demonstrar, ele traz Christian Vegh para tocar “metal” em um modo Telecaster, bem como em uma guitarra Jim Root Signature Telecaster com humbuckers EMG, para uma melhor comparação. As guitarras são sintonizadas para cair A e jogado através de um Revv Generator 120 MKII.

“Uma das guitarras mais ferozes que eu já vi foi um Tele com o Seymour Duncan Hot Rail”, diz Fricker. “Tentei encontrar essa guitarra, mas infelizmente não consegui localizá-la.”

……………………………
*Fonte: guitarplayer

Lemmy: edição revisada de autobiografia sairá no Brasil

A autobiografia de Lemmy Kilmistir, do Motorhead, lançada originalmente em 2003, e escrita em parceria com a jornalista Janiss Garza, ganhou uma revisão para atualizar a história do lendário músico até seu falecimento em 28 de dezembro de 2015, e o livro será lançado aqui no Brasil em setembro.

“Lemmy – A Autobiografia” traz, conforme diz o release da editora, “uma história escandalosa, hilária e altamente divertida”.

………
*Fonte: whiplash

lemmy_book

Nick Menza

Outra grande perda para o mundo do rock, faleceu na noite deste sábado (21/05) o baterista Nick Menza, ex-Megadeth, aos 51 anos, durante uma apresentação de sua atual banda OHM, em uma boate em Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos.
Nick que participou de uma das melhores fases da banda, permaneceu por 9 anos e gravou 4 álbuns de  estúdio com o Megadeth.

Nascido em Munique, em 1964, Menza se juntou ao Megadeth em 1989. Foi o titular das baquetas por quatro álbuns de estúdio da banda antes de deixá-la em 1998: “Rust in Peace” (1990), “Countdown to Extinction” (1992), “Youthanasia” (1994) e “Cryptic Writings” (1997). Os discos foram os mais aclamados pelo público e chegaram aos primeiros lugares nas paradas dos Estados Unidos e Reino Unido.

Em sua carreira pós Megadeth gravou um álbum solo e também tocou bateria em 3 álbuns solo de outro ex-colega de Megadeth, Marty Friedman.

Descanse em paz!