Motocross 2018-Is awesome(special edition)

Anúncios

Kiara Fontanesi é pentacampeã mundial de motocross feminino

A italiana Kiara Fontanesi conquistou seu quinto título mundial de motocross feminino no fim de semana passado, 16 e 17 de setembro, após temporada EXTREMAMENTE disputada.

A piloto da Yamaha fez 1-3 nas baterias finais e ganhou a etapa na França, em Villar Sous Ecot, sob muita lama.

A diferença no campeonato? Apenas UM PONTO sobre a francesa Livia Lancelot, que anunciou sua aposentadoria das corridas profissionais, deu o título para Fontanesi.

Outro detalhe: a diferença da vice-campeã para a terceira colocada, a neozelandesa Courtney Duncan, também foi de UM PONTO. E a holandesa Nacy Van de Ven ficou na quarta posição EMPATADA com Duncan.

Das seis etapas disputadas no ano, Fontanesi ganhou duas. A italiana faturou apenas duas das 12 baterias do campeonato. A consistência e a perseverança fizeram com que ela alcançasse mais um título e mantivesse a hegemonia na década (ganhou também em 2012, 2013, 2014, 2015).

………………………………………..
*Fonte: brmx

Eli Tomac é campeão do AMA Motocross 2017 na 450

Eli Tomac, 24 anos, é o campeão do AMA Motocross 2017 na 450 após 12 etapas realizadas. A final aconteceu neste sábado, 26, na pista de Ironman, estado de Indiana, Estados Unidos.

Tomac não precisava de vitórias na rodada final para ficar com o título, então fez corridas preocupado em manter a vantagem ao invés de cruzar a linha de chegada em primeiro.

Mesmo assim, largou na frente na bateria inicial e brigou com o estreante nos EUA, Jeffrey Herlings, que acabou faturando as duas corridas.

Na bateria final, Tomac não largou muito bem e apenas controlou a situação de longe, enquanto Blake Baggett e Marvin Musquin tentavam ganhar a prova e torciam para um problema em Tomac (só assim poderiam ficar com o título).

Com as coisas sob controle, Tomac fez 5-6 nas baterias e garantiu o troféu do ano, o primeiro de sua carreira na 450 do AMA Motocross. Nesta temporada, ganhou 9 das 24 baterias disputadas e subiu no lugar mais alto do pódio 4 vezes em 12 rodadas.

Marvin Musquin, com o mesmo número de vitórias em etapas e 7 vitórias em baterias, acabou com o vice-campeonato, apenas 2 pontos à frente de Blake Baggett.

………………………………………….
*Fonte: brmx

Alta inicia testes da moto elétrica em pista de SX com Darryn Durham

A Alta Motors aposta que pode começar a disputar o AMA Supercross com sua moto elétrica já em 2018.

Os testes no SX começaram faz tempo, claro, mas recentemente a marca norte-americana divulgou este vídeo com Darryn Durham provando a moto em uma pista de SX profissional.

Já é certo que a moto estará novamente no Red Bull Straight Rhythm, em outubro. É possível também que ela apareça em corridas na Europa.

……………………………………..
*Fonte: brmx

Definida a equipe brasileira para o MXDN

A equipe que representará o Brasil no Motocross das Nações deste ano está definida. Hector Assunção na MX1, Anderson Cidade na MX2 e Rafael Faria na Open foram os escolhidos. O chefe da equipe será Manuel Hermano, o Cacau, e os pilotos correrão de Yamaha.

Cacau aponta que essa equipe representará muito bem o Brasil, assim como o país esteve bem representado em 2012. A diferença deste ano, é que a equipe está mais experiente. “O Rafael Faria correu os Nações no ano passado, o Anderson Cidade defendeu o Brasil em 2010. Só o Hector Assunção que ainda não representou o país no MXDN, mas já tem experiência de mundial. Estamos muito confiantes. Tenho certeza que o time irá lutar até o fim para trazer bons resultados”, ressalta o chefe de equipe.

De acordo com o presidente da CBM, Firmo Henrique Alves, a participação do Team Brasil na competição já representa uma conquista para o motociclismo brasileiro. “Esses pilotos vão adquirir uma experiência no campeonato que ajudará o nosso esporte a crescer. Eles vão andar ao lado de grandes nomes do motocross mundial”, ressalta.

A competição será dias 28 e 29 de setembro, em Teutschenthal, na Alemanha. Os patrocinadores da equipe Brasileira são: Circuit, ASW, Rock Parts e Grupo Geração.

EQUIPE BRASILEIRA:

Hector Assunção (MX1)

Anderson Cidade (MX2)

Rafael Faria (Open)

 

…………………………………………………………………
*Fonte: crossclubebrasil