Arquivo da tag: motos

Into The Dust (Full Movie)


Biker girls #123

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


This is Supercross 2017


Motos e mais motos – 287

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Caminhos – #63

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Moto anfibia


2017 Last Dog Standing Hard Enduro


Zeke Lords of the Highway


Mountain Motorcycle Adventure Full Length


Biker girls #122

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Caminhos – #62

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Red Bull Minas Riders Official Video (visão dos pilotos)


Motos e mais motos – 285

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Homenagens para Nicky Hyden

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Capacete do Maverick Viñales #25 – atual lider do MOTOGP 2017 – com a sua homenagem a Nicky Hyden #69

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Nicky com a moto do atual campeão do AMA Motocross (EUA) – Ken Roczen #94

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Homenagem da Troy Lee Design

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Homenagem de Broc Tickle #20

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*homenagem da Honda Team

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Foto de Nicky quando de seu título da Moto GP2006

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Nicky Hyden -Um grande piloto desde pequeno!


Caminhos – #61

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Lords of Atlas – Alcan 5000


Motos e mais motos – 284

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Red Bull Minas Riders Official Video: Best Action clip


Nicky Hayden – 1981-2017 (R.I.P.)

Nascido em 30 de julho de 1981 em Owensbro, no Kentucky, Nicky Hayden é o último piloto norte-americano campeão mundial da MotoGP e vem de uma família de pilotos de motocicletas nos EUA, cuja trajetória teve início com seus pais, Earl e Rose Hayden, que corriam de moto na terra. Os irmãos Tommy, Jenny, Nicky, Roger e Kathleen também seguiram os passos dos pais e desde de muito cedo se aventuraram nas ruas rodas. Daí a explicação para a paixão pelo esporte. Além de Nicky, seus dois irmãos, Tommy e Roger, também se tornaram pilotos profissionais, além dos primos Frankie Lee Gillim e Hayde Gillim.

Inicialmente, a principal fonte de renda da família era uma concessionária de veículos usados de Earl. Porém, à medida que os meninos foram correndo atrás de novas oportunidades no motociclismo, a família passou a viajar atrás das competições. E Nicky acabou a adotando o icônico número 69 graças ao seu pai, que dizia: “Eu caía tanto que precisava de um número que desse para ver de ponta cabeça”.

Ao contrário de muitos pilotos que chegam à classe rainha por meio das categorias menores do próprio Mundial de Motovelocidade, Nicky construiu uma carreira nos campeonatos norte-americanos antes de aportar na Europa.

Aos 16 anos em 1997, quando pode se tornar profissional, Nicky seguiu a trajetória de seu irmão mais velho, Tommy, e ingressou no campeonato norte-americano de superbike, ganhando os holofotes por si próprio. Dois anos mais tarde, Hayden se tornou campeão do AMA Supersport 600 com a Honda.

Ainda nos Estados Unidos, Hayden foi campeão do AMA Superbike apenas três temporadas depois, em 2002, além de ter feito o início da sua carreira internacional com sua estreia no Mundial de Superbike, na rodada caseira de Laguna Seca. Era a transição para o Mundial de Motovelocidade. Contratado para defender a equipe de fábrica da Honda, o norte-americano fez sua estreia na MotoGP em 2003, tendo um primeiro ano bastante positivo, terminando em quinto lugar com a equipe de fábrica após conquistar dois pódios.

A carreira do americano evoluiu ao longo dos anos: em 2005, veio a primeira vitória na MotoGP, e logo em casa: com direito a pole em Laguna Seca, Hayden subiu ao topo do pódio pela primeira vez em 10 de julho. Além da vitória na Califórnia, o piloto faturou ainda outros cinco pódios e duas poles para terminar em terceiro lugar.

Mas o melhor estava por vir. 2006 foi o grande ano da carreira de Nicky Hayden. Em disputa direta com Valentino Rossi, o norte-americano conquistou o título mundial daquela temporada mesmo vencendo menos corridas em relação ao ‘Doutor’: foram dois triunfos de Hayden contra cinco de Rossi. No entanto, a consistência do americano da Honda e a regularidade foram decisivos para que ele conquistasse sua maior glória na carreira.

Nicky ficou mais duas temporadas na esquadra japonesa antes de, em 2009, assinar contrato com a Ducati de fábrica. Pela equipe italiana, o norte-americano disputou outros cinco campeonatos, tendo o italiano multicampeão do Mundial como companheiro em duas temporadas. Sem sucesso com a difícil moto de Borgo Panigale, Hayden ainda correr na pequena Aspar, satélite da Honda, entre 2014 e 2015, quando decidiu deixar o Mundial para competir pelo time da montadora japonesa no Mundial de Superbike. Antes, o norte-americano ganhou do Mundial o título de lenda da MotoGP.

No ano passado, Hayden encerrou um jejum que durava desde 2006 e voltou a vencer. Foi na segunda corrida da Superbike em Sepang, na Malásia. Nicky terminou aquele campeonato em quinto, com 248 pontos.

Também em 2016, o norte-americano fez sua participação derradeira na MotoGP. Primeiro foi chamado para substituir Jack Miller no GP de Aragão. E, depois, entrou no lugar de Dani Pedrosa, que se recuperava de lesão, no time de fábrica da Honda no GP da Austrália, em Phillip Island.

Neste ano, Hayden seguia com a Honda na Superbike. No último fim de semana, o piloto disputou a rodada de Ímola. Nicky não terminou a primeira corrida, mas completou a segunda em 12º. O #69 ocupava a 13ª colocação no campeonato, com 40 pontos.

Hayden ficou conhecido ao longo de sua carreira pelo apelido de ‘The Kentucky Kid’ e tinha muito respeito de seus colegas de grid e amigos. Era famoso por ter uma personalidade tranquila e amável. Nicky perdeu a vida depois de um acidente enquanto treinava de bicicleta na região de Rimini, norte da Itália. Um carro o atingiu, provocando diversas lesões.

A comunidade do esporte a motor no mundo lamenta a perda do campeão.

 

………………………………………………………….
*Fonte: grandepremio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


AMA Mx Hangtown 2017


Biker girls #121

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


37 coisas que acontecem em todos os episódios de Sons Of Anarchy

Vai começar mais um inédito episódio de Sons Of Anarchy…

1. RIDING THROUGH THIS WORLD ALL ALONE…
2. Jax quer sair do grupo
3. Gemma está no hospital
4. Gemma vai para a capela do hospital conversar com Wayne
5. Wayne cada vez mais na friendzone
6. Os membros da SAMCRO estão fazendo qualquer coisa, menos andar de moto
7. Jax sobe no telhado para ler as cartas do pai
8. Chibs diz “Jackie-Boy”
9. Jax continua querendo deixar o grupo
10. A mão de Clay está doendo
11. Alguém é baleado e Tara precisa correr para o clube
12. Uma super perseguição de motos, que aparentemente, não ultrapassam os 30km/h
13. Clay está fazendo algo de errado e Jax descobre
14. Então Jax resolve deixar o grupo
15. Gemma continua no hospital
16. Wayne também
17. Você começa a se perguntar porque um policial passa mais tempo em um hospital do que na delegacia
18. O diretor de fotografia tem um tesão pela bunda de Jax e pela tatuagem em suas costas
19. Jax diz “JESUS CHRIST”
20. Clay convoca uma votação
21. Os Mayans e a SAMCRO fazem as pazes
22. Os Mayans e a SAMCRO voltam a ficar de mau
23. Gemma continua no hospital e só deus sabe o porque
24. Opie continua sua jornada de ficar cada vez mais parecido com um Anão de O Senhor dos Anéis
25. “É pelo meu clube” – diz algum membro antes de se f*der
26. Tara acha que Jax deve deixar o clube
27. Jax concorda, e sobe no telhado para ler as cartas do pai
28. Aliás, porque Jax anda como se fosse um gangster do Brooklyn?
29. Alguém vai preso, mas não se preocupe, no próximo episódio ele estará solto
30. Stephen King fez uma ponta rápida e você nem notou
31. Um novo policial aparece para por um fim na SAMCRO
32. Mas surge um superior ainda pior
33. O policial vira amigo da SAMCRO
34. ESPERA AI, O JAX É O PILOTO DO GIPSY DANGER EM PACIFIC RIM?
35. Jax resolve que ficará mais um pouco no clube
36. Gemma vai pro hospital novamente
37. Uma música começa a tocar e mostra todos os personagens pensativos em suas camas

 

………………………………………………………..
*Fonte: amigosdoforum


Motos e mais motos – 283

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Red Bull Minas Riders


Herveiras

Desde cedo já pensando no rolê de moto, mas antes ainda tinha algumas coisas para resolver aqui na cidade e depois ainda ir até Lajeado (tudo pela manhã), para então estar de volta em tempo para poder andar junto com a rapaziada. Tudo certo, fui e voltei de boas apenas não deu tempo para almoçar. Quando cheguei já era perto do horário que havíamos combinado para a saída na tarde.

Chego no local combinado e encontro o Prof. Jeferson e o Luís Carlos já me aguardando. Tomo um café, como alguma coisa rapidinho enquanto converso com a galera e nesse meio tempo ainda aparece o Bolinha. Beleza! Time pronto e então já era hora de partirmos. Um dos caras percebe que esqueceu os documentos da moto e então tinha de passar em casa para pegar. Marcamos então um novo local mais adiante para nos encontrarmos. Nesse meio tempo surgiram mais outros conhecidos de moto que iriam para um encontro de motociclistas em Lajeado. Daí deu um bug geral na galera. Para onde vamos? Conversa vai, conversa vem,decidem ir no tal encontro. Eu não curto muito essas paradas (fui nos que eram de HD). Resolvi seguir em frente fazendo o meu caminho e eles foram para o encontro. Tudo de boa e sem mimimi. Cada um sabe o que faz e pronto. Simples assim.

Segui subindo o vale na direção de Herveiras. Cara, como gosto desse caminho, é muito bonito e curto bastante. Não sei explicar mas é até uma coisa meio relax esse trajeto nos finais de semana. Mesmo que já tenha ido lá inúmeras vezes, há anos, parece que cada vez curto mais ainda.

Como fui sozinho, pude aproveitar e parar onde e quando quisesse no caminho. Não tenho muito o que contar dessa vez, foi uma viagem solitária mas não menos interessante. Gosto de andar sozinho também.

Como seguimos sempre até um determinado ponto, que é um posto de gasolina com restaurante e lancheria, dessa vez encontrei pelo caminho um grupo de motociclistas de Vera Cruz (uns 12 caras), com suas motos esportivas. Também estavam fazendo esse mesmo roteiro que eu. Conversamos quando cheguei no posto, mas estavam num entrevero resolvendo um problema em uma de suas motos.

Fui tomar meu café e comer algo, afinal estava sem almoço algum até aquela hora. Fui bem atendido (como sempre), mas daí o garçom me alerta para o fato de que ali, naquela região, costuma chover quando o céu ficava com a coloração que estava tomando forma. Dou uma apressada no processo e logo estou na estrada novamente tomando o rumo de casa. Até lá são mais ou menos uns 90km, só que eu pretendia na volta dar uma espichada no caminho, passando pelo autódromo de Santa Cruz do Sul, para dar uma espiada nos treinos da Stock Car que tem prova amanhã. Mas com o tempo se fechando resolvi voltar direto.

A descida foi boa e acabei nem me molhando, consegui fugir da chuva. E no caminho à minha frente alguém dentro de uma SUV joga uma lata vazia de refrigerante pela janela. Porco!

Uma paradinha estratégia para tirar os óculos de sol, o tempo já estava mesmo escuro e só iria me atrapalhar. Ainda penso se daria para ir ou não até o autódromo. Resolvo voltar prá casa. Quando chego, encontro na rua o Pretto e o seu sogro tomando um chopp. Mazah! Parei.

O resto é história e lembrança para minha cabeça de mais uma bela tarde em função de andar de moto. Valeu!

*Abaixo algumas fotos do caminho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Red Bull Minas Riders 2017 – Prova CANCELADA! Saiba porque

Bom dia Brasil! É com  um enorme pesar, e um grande descontentamento, que dou essa péssima noticia, o Minas Riders foi cancelado!

Ate ontem estava tudo acertado para o evento acontecer hoje, mas ontem de noite, eu ja dormindo, recebi uma nota que hoje nos da imprensa estávamos liberados que nao ia mais acontecer o evento, acordei agora e levei esse susto muito grande!

Imagina um camarada com um sentimento de perda, uma dor no coração? Esse cara sou eu!  Nao estou vendo o hoje e o agora, estou vendo na frente, acredito que NUNCA mais teremos uma prova desse nível aqui no Brasil, e a repercussão que isso vai dar, ira acabar de ferrar possíveis outras eventos que poderiam vim. Imagina agora a dor dos fanáticos de MotoGP quando perderam o mundial, os fanáticos por Motocross quando perderam sua etapa do mundial, os fanáticos de Enduro FIM quando perderam o direito de realização do mundial de enduro aqui! Infelizmente vivemos no pais do futebol, nossos dirigentes sao péssimos, o motociclismo sempre estará em trigésimo plano.

Lamento sobre a noticia de ontem falando que a prova aconteceria, falamos com o prefeito da cidade, secretario de esportes e muitos outros, so que o problema nao veio daqui, veio de Ouro Preto, e de la que foi dada a cartada final! Pelo o que dizem, uma vereadora local (ouvi um video aqui agora, nao sabe nem falar direito), criou um caso gigante por fazer o evento na praça Tiradentes, e por isso, ela pediu o impedimento da prova junto ao ministério publico. Mesmo com todos os documentos, o ministério publico pediu a paralização do evento para fazer possíveis averiguações, mais uma grande PIADA brasileira, verificar o que? As licenças foram dadas! Agora imagina todo o investimento de varias pessoas em todos os cantos do mundo e quem vai arcar com esse prejuízo? A tal vereadora? O município de Ouro Preto? Quem? O problema é bem maior, com certeza iremos perder essa etapa, porque a credibilidade de realização de eventos de tal porte ja perdemos.

Bola para frente, estou sentindo que estou em um funeral, o negocio e pegar o carro e ir para OrangeBH ver as motos e participar de um encontro que eles fazem todos os sábados para a gente esfriar a cabeça.

Bom dia para todos, meus sentimentos para todos os pilotos e para o enduro brasileiro… Perdemos essa!

 

MINAS RIDERS – BURROCRACIA BRASILEIRA!

Em qualquer pais do mundo que tivesse um evento desse porte, o pais estaria envolvido diretamente para ajudar de alguma forma, seja ela na logística ou na rapidez de liberação de alguns documentos e licenças. Aqui nao, é tudo ao contrario, o governo nacional nao esta nem ai, o estadual idem e o municipal também nao ajuda.

Para completar, ontem, a policia florestal encheu o saco, eles ficaram o tempo todo arrumando problemas para multar, para cancelar, para nao deixar o evento acontecer, é tanta encheção de saco, que é bem possível que o evento nao acontece aqui ano que vem, raro as entidades que ajudam aqui no Brasil, perdemos o mundial de MOTOGP, mundial de Motocross e varias outras provas que poderíamos ter e nao temos por causa de BURROcracia, sempre falam que aqui no Brasil, eles criam as dificuldades, para nos pagarmos as facilidades, isso é realmente verdade!

 

……………………………………….
*Fonte: motoraid

http://www.motoraid.com.br/minas-riders-burrocracia-brasileira/

 

 


Red Bull Minas Riders 2017 – Cancelamento (Ministerio Público)

A segunda edição do Red Bull Minas Riders, que aconteceria entre os dias 17 e 21 de maio, acabou mais cedo – no sábado à noite, 19 – por causa de uma medida liminar do Ministério Público seguida de ação da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar Ambiental, que paralisaram a prova.

Na sexta-feira, 18, o MP de Minas Gerais apresentou ação contra os organizadores do evento alegando que a prova poderia causar danos ambientais, pedindo paralisação imediata das atividades, colocando a empresa organizadora sujeita a receber multa de 100 mil reais por dia de descumprimento da liminar. O juiz responsável aceitou a ação e pediu a paralisação do evento no sábado, 19.

– Estamos há um ano conversando com todas as autoridades ambientais e definindo o trajeto da prova e temos autorizações de todos os órgãos responsáveis. Infelizmente, no último momento, a polícia pediu para fazer mais algumas análises de risco e optamos por cooperar e antecipar o final da competição já que os pilotos não podem aguardar – afirmou o romeno Martin Freinamedetz, da empresa Xventure, responsável pela organização.

Assim, com apenas dois dias de provas realizadas na categoria Gold, o britânico Graham Jarvis, da Rockstar Energy Husqvarna, foi considerado campeão da edição 2017. O americano Cody Webb, da Red Bull KTM, estreante na prova, e o espanhol Alfredo Gomez, vencedor do evento no ano passado, completaram o pódio.

Entre os brasileiros, o melhor colocado na categoria principal, a Gold, foi Rigor Rico, que terminou na sétima colocação. As categorias Silver, Bronze e Iron participaram apenas do Prólogo, na sexta-feira.

Classificação final do Red Bull Minas Riders 2017

> Ouro
1º lugar – Graham Jarvis – GBR
2º lugar – Cody Webb – USA
3º lugar – Alfredo Gomez – ESP

>> Silver
1º lugar – Romulo Bottrel – BRA
2º lugar – Rogério Zortea – BRA
3º lugar – Renan Tonon – BRA

>> Bronze
1º lugar – Patrik Capila – BRA
2º lugar – Diego Baesso Collet – BRA
3º lugar – Marco Túlio Faria – BRA

>> Iron
1º lugar – Kelder Campos – BRA
2º lugar – Laurindo Zatorski – BRA
3º lugar – René Reist – SUI

 

………………………………………………………
*Fonte: brmx

 


Piloto de motos Nicky Hayden é atropelado por carro enquanto andava de bicicleta

O piloto americano de motos Nicky Hayden foi atropelado por um carro enquanto andava de bicicleta em Rimini, na Itália. Campeão mundial de MotoGP em 2006, o Hayden compete atualmente o Mundial de Superbike pela equipe Red Bull Honda.

O estado do piloto, que tem 35 anos, é grave, com o sofrimento de traumatismos pelo corpo, disse o jornal “Rimini Today”.

De acordo com a organização do Mundial de Superbike, o piloto foi levado para uma hospital local. O americano fazia o treinamento físico com bicicleta para a próxima corrida, marcada para este final de semana, em Rimini.

“Dedos cruzados para Nicky Hayden”, disse a MotoGP em seu Twitter oficial.

 

………………………………………..

 
A situação de Nicky Hayden está «estável», mas o piloto norte-americano mantém um quadro clinico de «extrema gravidade», de acordo com a última informação médica.

O Hospital Bufalini de Cesena fez um comunicado na manhã desta sexta-feira em que não regista evoluções relativamente à véspera.

«A situação é estável. O quadro clínico permanece de extrema gravidade e em relação ao dia anterior não há variações», relata a «Gazzetta dello Sport».

 

………………………………………..
*Fontes: G1  / autoportal

Banjoman: *Mais uma triste notícia dessa semana cinzenta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Salto com moto na piscina


Taste of Dakar – The Ride of My Life


Biker girls #120

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


RAW – New paths for King of the Hill – Hard Enduro 2017


Motos e mais motos – 282

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Motos e mais motos – 281

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Lone Rider MiniTent


ALWAY5 RYAN DUNGEY


Ryan Dungey anuncia sua aposentadoria aos 27 anos

Ryan Dungey anunciou sua aposentadoria da carreira de piloto profissional na tarde desta terça-feira, 16. Aos 27 anos (completa 28 em dezembro deste ano), o atleta da Red Bull KTM falou ao vivo na página de Facebook do Supercrossonline em um evento da KTM. Sua última corrida como profissional foi a final do AMA SX, em Las Vegas, no dia 6 de maio, quando conquistou o quarto título da 450 nesta competição.

No discurso, Dungey fez um resumo da sua carreira – que tem quatro títulos de AMA Supercross na 450 e três de AMA Motocross na 450 – e agradeceu patrocinadores, equipe, treinador, mecânico, família, imprensa e todos que fizeram parte da jornada de mais de 20 anos de piloto.

– A verdade é que nosso esporte é difícil, a temporada é longa e requer um bocado de sacrifício, trabalho duro e disciplina para se manter no topo. Por fim, agradeço a Deus por ter me guiado na direção correta. Esta temporada foi difícil. Me sinto no melhor momento da minha vida, fisicamente. Mas confesso que neste ano lutei muito mentalmente. Eu poderia apenas pegar o dinheiro e correr, mas não é o do jeito que eu sou. Se manter saudável e focado é difícil. Disse que este campeonato foi o mais difícil da minha carreira, não somente pela disputa dentro da pista, mas porque tive que lutar muito mentalmente – falou sobre a temporada.

– Estou pronto para seguir adiante. Apesar de me afastar das corridas, quero continuar envolvido com o esporte, onde fiz muito amigos e aprendi muito. Quero ver o que o próximo capítulo vai me trazer. Espero que eu tenha contribuído para o esporte, e quero continuar contribuindo – complementou.

Dungey deixou claro que vai tirar um período de férias e que ainda não sabe que tipo de cargo almeja para seu futuro no esporte. Falou que não tem a pretensão de ser chefe de equipe pois respeita muito Roger DeCoster e não se sente tão capacitado quanto seu mentor.

 

RYAN DUNGEY  – HIGHTLIGHTS (de sua carreira)
2009 AMA 250 West SX Champion…Ryan Dungey (Suz)
2009 AMA 250 National Champion…Ryan Dungey (Suz)
2010 AMA 450 National Champion…Ryan Dungey (Suz)
2010 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (Suz)
2012 AMA 450 National Champion…Ryan Dungey (KTM)
2015 AMA 450 National Champion…Ryan Dungey (KTM)
2015 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (KTM)
2016 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (KTM)
2017 AMA Supercross Champion…Ryan Dungey (KTM)
450 AMA National wins..46
450 AMA Supercross wins…34
Total AMA National/Supercross wins…80
AMA Rookie of the year…2007
Motocross des Nations winner…2009-2010-2011

…………………………………………………….
*Fonte: brmx

 

Banjomanbold:

Valeu Ryan Dungey!
Mesmo não sendo o preferido aqui da casa dentre os pilotos do AMA Mx e Sx, o que importa é que você é um grande campeão, um grande piloto e acima de tudo, um grande adversário. E essa sua aposentadoria precoce pegou a todos nós de surpresa, ainda mais depois de ter ganho recentemente (mais um) título de campeão. Mas com o dizem por aí, as pessoas sabem de seus motivos e suas escolhas.
Merecida essa sua aposentadoria de qualquer modo, cedo ou tarde, tanto faz. Talvez melhor assim mesmo, os grandes saem das luzes do palco em grande forma. Todo meu respeito. \m/
Thanks man!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Um tributo a Ryan Dungey – O Campeão que resolveu se aposentar essa semana aos 27 anos


Caminhos – #60

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Biker girls #119