Trump apoia boicote contra Harley Davidson em disputa tarifária

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apoiou neste domingo um boicote contra a fabricante norte-americana de motocicletas Harley Davidson, no mais recente episódio da disputa entre a companhia e Trump sobre as tarifas do aço.

A fabricante de motocicletas de Wisconsin anunciou um plano no início deste ano para transferir a produção de motocicletas para o mercado da União Europeia dos Estados Unidos para o exterior, com o objetivo de evitar as tarifas impostas pelo bloco comercial em retaliação às tarifas de Trump sobre as importações de aço e alumínio.

Em resposta, Trump criticou a Harley Davidson, pedindo impostos mais altos e ameaçando atrair produtores estrangeiros para os Estados Unidos para aumentar a concorrência.

“Muitos proprietários do @harleydavidson planejam boicotar a empresa se a produção mudar para o exterior. Ótimo! A maioria das outras empresas está vindo em nossa direção, incluindo concorrentes da Harley. Uma medida realmente ruim! Os EUA terão em breve condições de igualdade”, disse Trump em um post no Twitter.

A Harley Davidson se recusou várias vezes a comentar as observações de Trump ao longo da disputa. A empresa não pôde ser imediatamente contactada para comentar o assunto neste domingo.

A Harley prevê que as tarifas da UE custariam à empresa entre 30 milhões e 45 milhões de dólares para o restante de 2018 e entre 90 milhões e 100 milhões de dólares para o ano inteiro.

Trump se encontrou no sábado com um grupo de motociclistas que o apoiam, posando para fotos com cerca de 180 motociclistas em seu resort de golfe em Bedminster, Nova Jersey, onde ele está de férias.

Fabricantes de motocicletas baseadas fora dos Estados Unidos incluem as japonesas Honda Motor e Yamaha , as europeias BMW e Ducati, bem como as indianas Hero MotoCorp Ltd e Bajaj Auto, entre outras.

 

 

 

 

……………………………………………………
*Fonte: epocanegocios

Café de dia dos pais

Dia dos Pais também é dia de dar um rolê de moto mesmo que não muito longe. Eu e o Pretto resolvemos dar uma esticada até o Rancho América para um café e assim tirar as motos da garagem para dar um susto na bateria. Um rolê básico, ainda mais no entardecer de domingo quando nesse horário a fila de carros de ambos os lados da faixa parece não ter mais fim. Mas OK, faz parte. Basta ter paciência e rodar tranquilo.

Assim que chegamos encontramos um membro do Moto Clube dos Abutres que veio conversar com a gente. Um cara legal, trocamos uma ideia por um bom tempo e foi bem interessante a perspectiva deles de como M.C. com suas regras e disciplinas, encaram o mundo das motos.

Depois tomamos então o nosso café, daí aquela resenha, alguns planos para novas viagens e enquanto isso, lá fora já era noite. O tempo passa mesmo rápido quando a conversa está boa.

Tenham um boa semana!

 

 

 

 

 

Test drive na Africa Twin

Hoje foi dia de conhecer de perto a moto Honda CRF 1000 Africa Twin, que estava em um evento especial de exposição na revenda local da Valecross. Tive ainda a grata oportunidade de fazer um test drive com a moto.

Bem, não sou nenhum grande piloto ou sequer um grande entendido, mas fiquei com uma boa impressão. Logo de largada o tamanho meio que intimida e confesso que não estou acostumado a andar de big trail mas isso foi logo superado, já nas primeiras aceleradas. Não vou ficar comparando ela com os demais modelos big trails de outras marcas, achei uma boa moto, não me pareceu muito pesada e com uma boa situação de controle e pilotagem, um tanto mais fina do que as outras e talvez por isso mesmo com um manejo rápido, me ajustando rapidamente com a pilotagem.

Gostei bastante dela além é claro de ter um belo grafismo. O motor respondeu rapidamente aos meus comandos, senti firmeza e de motor cheio na mão foi bem legal – deu aquela emoção… Mas isso foi tudo num breve rolê (na real não tão breve assim) que dei com ela pela cidade. Claro que não a testei no modo off road nem também acionei algum de seus módulos especiais de pilotagem, tração ou alguma outra regulagem. Em resumo foi uma boa e breve aventura, já deu para matar sentir o gostinho e dizer que já andei com numa Africa Twin. Grato ao pessoal da Valecross e fico agradecido pela oportunidade deste test drive.

 

 

 

 

 

 

A Harley Davidson anuncia novos modelos para 2020

Plano “More Roads to Harley-Davidson” terá ainda novas custom e uma naked streetfighter

A Harley-Davidson surpreendeu e anunciou nesta segunda-feira (30) os planos da marca até 2022, incluindo a chegada de motos para explorar segmentos inéditos para a empresa. Trata-se do plano “More Roads to Harley-Davidson”, que tem como objetivo revigorar os negócios nos EUA e também acelerar o ritmo de crescimento internacional.

“As ações ousadas que estamos anunciando hoje alavancam as vastas capacidades e o poder de fogo competitivo da Harley-Davidson – nossa excelência no desenvolvimento e fabricação de produtos, o apelo global da marca e, claro, nossa grande rede de concessionárias”, disse Matt Levatich, Presidente e CEO da Harley-Davidson Inc.

Num mundo em rápida mudança e com novas demandas do consumidor, essas ações apoiam os objetivos da marca até 2027, incluindo novos produtos, acesso mais amplo dos clientes à marca e concessionárias mais fortes.
Harley-Davidson 2020 Harley-Davidson 2020

Entre as novas motos, o destaque fica para uma inédita plataforma modular para modelos de 500 cc a 1.250 cc, que dará origem à primeira big trail da Harley, a Pan America 1.250 (foto de abertura), além de uma naked Streetfighter 975 cc (acima à esquerda) e mais uma custom 1.250 cc (acima à direta), todas planejadas para lançamento a partir de 2020. Outras motos virão até 2022.

Já para os mercados emergentes, a Harley-Davidson anuncia uma aliança estratégica com uma fabricante da Ásia. A princípio, esta nova moto de baixa cilindrada (entre 250 a 500 cc) será desenvolvida somente para o mercado indiano, além de outros países asiáticos.

Por fim, a marca norte-americana segue com o plano de lançar em 2019 a LiveWire, a primeira Harley-Davidson elétrica. Ela será seguida por modelos adicionais até 2022, fazendo com que a H-D seja líder também na eletrificação de motocicletas.

2020 Harley-Davidson Pan America Adventure-Tourer

 

 

 

 

 

 

 

Harley-Davidson cooled 975cc Streetfighter

 

 

 

 

 

 

Harley Davidson 1250 Custom

 

 

 

 

 

 

Harley-Davidson LiveWire (moto elétrica)

 

 

 

 

 

 

…………………………………………………….
*Fonte: motor1