Ozzy Osbourne retorna aos palcos para performance especial com Tony Iommi

Ozzy Osbourne e Tony Iommi, respectivamente vocalista e guitarrista do Black Sabbath, se reuniram nesta segunda-feira (08) na cidade onde a banda foi formada, Birmingham, na Inglaterra, para apresentar o clássico “Paranoid” no encerramento dos Jogos da Commonwealth. A dupla foi acompanhada pelo baixista Adam Wakeman e o baterista Tommy Clufetos.

Embora tenha cantando apenas uma música, a performance marca o retorno de Ozzy aos palcos em cerca de quatro anos. A última apresentação ao vivo do lendário cantor rolou em 31 de dezembro de 2018, quando levou a sua No More Tours 2 ao The Forum, em Inglewood, na Califórnia.

Há alguns anos, Ozzy disse que estava aberto à possibilidade de uma reunião do Black Sabbath ou realizar uma performance ao vivo nesse jogos. “Seria fantástico realizar essa apresentação”, disse ele na época à ITV (via Balbbermouth).

No ano passado, Iommi foi questionado pelo The Mercury News sobre a possibilidade de iniciar uma outra turnê do Black Sabbath. Ele riu e respondeu: “Eu não acho que sim. Mas é uma coisa estranha com o Sabbath, porque quantas vezes pensamos que estávamos com Ozzy, então tivemos [Ronnie James] Dio, depois voltamos com o Ozzy, depois Dio novamente, e depois Ian Gillan e Tony Martin e Dio e de volta para Tony Martin. Foi para trás e para frente em diferentes estágios. Então, nunca se sabe”.

*Por
…………………………………………………………..
*Fonte: radiorock89

Ozzy – “Patient Number 9”

Confira “Patient Number 9”, a primeira faixa a ser lançada que também dá o nome ao novo álbum de Ozzy Osbourne – com o lançamento previsto para 09/09/2022. O álbum virá recheados com a participação especial de vários guitarristas famosos: Jeff Beck, Tony Iommi, Eric Clapton, Mike McCready e Zakk Wylde. Além de contar ainda com os baixistas Robert Trujillo (Metallica) e Duff McKagan (G&R) e o baterista Chad Smit (RHCP).

Ozzy Osbourne: o filme do Queen é para crianças, o nosso será para adultos, diz Sharon

Ao falar sobre a cinebiografia de Ozzy que está sendo produzida, Sharon Osbourne acabou criticando a extremamente bem-sucedida cinebiografia do Queen, “Bohemian Rhapsody”. A informação é do UOL.Sharon

 

“Entendo por que foi feito daquele jeito, foi para uma geração mais nova. Eles queriam que as canções vivessem para sempre e apresentaram as músicas para uma nova geração. Mas não achei um grande filme. Eles mudaram muita coisa, fizeram ser ‘agradável'”, e em seguida ela ainda complementa: “Nosso filme será bem mais real. Não quero nada brilhante e limpo, não estamos fazendo para crianças, é um filme adulto para adultos. Será uma história sobre sobrevivência, não sobre música”.

Ainda não se sabem maiores detalhes sobre esta produção. O filho do casal, Jack Osbourne, comentou que o filme vai se passar entre 1979 e 1996, no que é considerada a fase áurea da carreira solo do madman.

*Por Bruce William

…………………………………………………………………………………
*Fonte: whiplash

 

Ozzy Osbourne: ele chegou a ser internado na UTI, mas está melhorando

O site do tabloide britânico The Sun apontou, por meio de fontes não reveladas, que o vocalista Ozzy Osbourne chegou a ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por três dias, após dar entrada em um hospital de Los Angeles, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (4). Ele está em tratamento após sofrer de problemas respiratórios.

De acordo com a fonte do The Sun, Ozzy “não estava em sua melhor fase”. “Ele realmente está sofrendo com uma gripe que se tornou uma bronquite. Os médicos temem que ele pudesse contrair pneumonia, o que poderia ser fatal em uma pessoa com mais de 70 anos. Isso assustou os mais próximos a ele, mas os médicos garantiram que ele estava em boas mãos.”, afirmou.

Apesar da situação complicada, a fonte apontou que “o pior já passou”. “Ozzy é um batalhador e está melhorando dia após dia. O pior já passou. Ele está feliz novamente e mal pode esperar para voltar aos palcos”.

O plano é que Ozzy Osbourne receba alta hospitalar no fim desta semana. A informação é de que ele está se recuperando bem, apesar de nenhum boletim médico oficial ter sido divulgado até agora.

Vale destacar que a nova informação divulgada pelo The Sun tem o viés de desdobramento, não de novidade. Ou seja: Ozzy não foi transferido para a UTI nos últimos dias – ele já estava em terapia intensiva desde sua internação.

Os problemas com a saúde de Ozzy Osbourne já haviam feito o vocalista adiar, para setembro, toda a turnê que faria pela Europa ao lado do Judas Priest durante este mês. O motivo alegado na ocasião foi uma grave infecção respiratória que o acometeu – o diagnóstico poderia evoluir para pneumonia se os shows fossem mantidos.

Em comunicado divulgado ainda no fim de janeiro, Ozzy disse estar “arrasado” por ter que cancelar a turnê europeia, que faz parte da “No More Tours 2”, seu último grande giro pelo planeta. “Parece que, desde outubro, tudo em que toquei virou m*rda. Primeiro a infecção no polegar; agora, a gripe e a bronquite”, afirmou o Madman, que pediu desculpas a todos.

Nos últimos dias, a esposa de Ozzy, Sharon, e o filho do casal, Jack, tranquilizaram os fãs a respeito da situação. “Como vocês já devem ter ficado sabendo, Ozzy foi hospitalizado após algumas complicações com uma gripe. Os médicos acham que essa é a melhor forma de fazê-lo se recuperar rapidamente. Obrigado a todos pelo amor e preocupação”, disse Sharon, pelo Twitter. “Estou indo ver meu pai. Ele está muito melhor. Obrigado por todas as mensagens”, afirmou Jack, no Instagram.
1975 acessosOzzy Osbourne: cantor é internado para tratar complicação de gripe976 acessosOzzy Osbourne: ele está “muito melhor”, diz o filho Jack

A turnê europeia em questão não foi a primeira ocasião em que Ozzy Osbourne precisou cancelar shows por problemas de saúde na sua atual turnê, “No More Tours 2”. Em 2018, ele teve de adiar quatro datas nos Estados Unidos após uma infecção em sua mão direita.

Há algumas semanas, Ozzy também comunicou o rompimento de um vaso sanguíneo em seu olho. O problema ocorreu em situação curiosa: o Madman tossiu tão forte que o vaso estourou.

A “No More Tours 2” marca a despedida do Madman dos palcos – ou, como ele tem dito, das “grandes tours”, já que ele não pretende se aposentar por completo. Para a tour, que passou pelo Brasil em maio de 2018, Ozzy contou com o retorno do guitarrista Zakk Wylde.

*Por Igor Miranda

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

…………………………………………………………………..
*Fonte: whiplash

Rock, sempre o rock…

Alguns rockers famosos ilustrados pelo traçado do artista italiano Ivan de Lorenzo.

*Confira abaixo a sua versão para: Jimi Hendrix, Dire Straits, Slash, Ozzy, Lemmy, Eddie Wedder, Jaco Pastorius.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ozzy anuncia sua turnê de despedida

Ozzy Osbourne anunciou datas norte-americanas para sua turnê de despedida, com o Stone Sour administrando de abertura.


Nove meses depois de colocar seu amado Black Sabbath para descansar em sua cidade natal de Birmingham, na Inglaterra, Ozzy Osbourne anunciou sua própria “turnê mundial de despedida”. O passeio global do Ozzman o levará na estrada de meados de 2018 até 2020; o Crazy Train partirá do México em maio próximo, antes de acelerar a América do Sul, a Rússia, a Europa Ocidental e, eventualmente, a América do Norte. Ele será acompanhado por sua atual banda de apoio: o guitarrista Zakk Wylde, o baixista Rob “Blasko” Nicholson, o baterista Tommy Clufetos e o tecladista Adam Wakeman.

 

Enquanto Osbourne diz que a próxima tour será a como sua última, ao mesmo tempo não exclui o potencial de futuros shows. “As pessoas continuam me perguntando quando irei me aposentar”, disse o ícone de metal. “Esta será a minha última turnê mundial, mas não posso dizer que não vou fazer shows aqui e ali”.

 

Datas da turnê de Ozzy Osbourne:

27 de abril – Jacksonville, FL – Bem-vindo a Rockville
29 de abril – Fort Lauderdale, FL – FortRock
05 de maio – México – TBA
08 de maio – Santiago, Chile – TBA
11 de maio – Buenos Aires, Argentina – TBA
13 de maio – São Paulo, Brasil – TBA
16 de maio – Curitiba, Brasil – TBA
18 de maio – Belo Horizonte, Brasil – TBA
20 de maio – Rio de Janeiro, Brasil – TBA
01 de junho – Moscou, Rússia – Olympiisky
03 de junho – São Petersburgo, Rússia – Ice Palace (Ledovi Dvorets)
06 de junho – Finlândia – TBA
08 de junho – Solvesborg, Suécia – Festival de rock da Suécia
10 de junho – Donington, Inglaterra – Download Festival
13 de junho – Praga, República Tcheca – Airport Letnany
15 de junho – Paris, França – Download Festival
17 de junho – Itália – TBA
20 de junho – Halden, Noruega – Tons of Rock Festival
22 de junho – Copenhague, Dinamarca – Copenhell Festival
24 de junho – Dessel, Bélgica – Graspop Metal Meeting
26 de junho – Cracóvia, Polônia – Festival do Impacto
28 de junho – Oberhausen, Alemanha – Arena König-Pilsnet
30 de junho – Madri, Espanha – Download Festival
02 de julho – Lisboa, Portugal – Meo Arena
30 de agosto – Allentown, PA – PPL Center
01 de setembro – Syracuse, NY – Lakeview Amphitheater
04 de setembro – Toronto, ON – Budweiser Stage
06 de setembro – Boston, MA – Xfinity Center
08 de setembro – Wantagh, NY – Jones Beach Amphitheater
10 de setembro – Holmdel, NJ – PNC Bank Arts Center
12 de setembro – Camden, NJ – BB & T Pavilion
14 de setembro – Bristow, VA – Jiffy Lube Live
16 de setembro – Cuyahoga Falls OH – Blossom Music Center
19 de setembro – Clarkston, MI – DTE Energy Center
21 de setembro – Tinley Park, IL – Anfiteatro Casino Hollywood
23 de setembro – Noblesville, IN Ruoff Home Mortgage Music Center
26 de setembro – Dallas, TX – Starplex Pavilion
28 de setembro – Houston, TX – Cynthia Woods Mitchell Pavilion
30 de setembro – Albuquerque, NM – Anfiteatro Isleta
02 de outubro – Denver, CO – Pepsi Center
04 de outubro – Salt Lake City, UT – USANA Amphitheatre
06 de outubro – Mountain View, CA – Amphitheatre Shoreline
09 de outubro – Chula Vista, CA – Anfiteatro de colchão firme
11 de outubro – Los Angeles, CA – Hollywood Bowl
13 de outubro – Las Vegas, NV – MGM Grand Garden Arena

 

 

 

……………………………………………………..
*Fonte: revolvermag

Valeu Black Sabbath!

A banda Black Sabbath encerrou sua carreira com uma apresentação neste sábado, dia 4 de fevereiro de 2017, no Genting Arena de Birmingham, cidade natal da banda, onde tudo começou há quase cinco décadas. Então agora só resta agradecer pelo seu grande legado musical, que influenciou e ainda influencia tantas bandas pelo mundo afora e que agora os rapazes tenham uma ótima aposentadoria.

Muito obrigado Ozzy, Iommi, Butler e Ward!
Gracias.

 

blacksabbath_01bpp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

blacksabbath_13pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

blacksabbath_09pp

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

blacksabbath_07pp

Black Sabbath novamente no Brasil em 2016

A banda Black Sabbath recentemente anunciou a sua última turnê da carreira, a The End Tour, que vai inclusive passar pelo Brasil em 3 datas. As datas da turnê na etapa da América do Sul acontecem neste final ano (Chile, Paraguai, Argentina e Brasil.

Confira as datas abaixo:

  • 19/11 – Santiago, Chile
  • 22/11 – Asunción, Paraguai
  • 24/11 – Córdoba, Argentina
  • 26/11 – Buenos Aires, Argentina
  • 30/11 – Curitiba, Brasil
  • 02/12 – Rio de Janeiro, Brasil
  • 04/12 – São Paulo, Brasil

Ainda não há informações sobre os locais das apresentações. Os shows terão abertura do Rival Sons.

*Em tempo, apesar de muitos terem dito que esses podem ser os últimos shows da banda, o que faria da performance de São Paulo histórica, o guitarrista Tony Iommi já disse que pretende finalizar onde a banda começou, em Birmingham.

*Fonte: guitarload

O gigante Randy Rhoads

Várias vezes já parei para pensar como seria o cenário ou então a história do rock, se o garoto prodígio da guitarra, Randy Rhoads (25 anos), não tivesse falecido prematuramente num tolo acidente de avião (veja o segundo vídeo abaixo). Recentemente lendo a bio do Ozzy, isso me ocorreu novamente. Rhoads ficou mundialmente famoso ao ser escolhido para ser o guitarrista da banda de Ozzy, que estava iniciando então na época a sua carreira solo, pós Black Sabbath. O Randy, o baixinho magrela que era um gigante na música, um dos melhores guitarristas do rock pesado, cultuado até hoje, gravou apenas 2 álbuns com o Madman (“Blizzard of Ozz” – 1980 e “Diary of a Madman” – 1981), o que já foi o suficiente para causar um enorme impacto no universo da guitarra, tanto que na época já tinha dois modelos exclusivos de guitarra Jackson com sua assinatura no design do intrumento. Muitos guitarristas famosos do heavy metal sempre o mencionam como sua maior influência. Tinha uma técnica muita apurada e junto com Eddie Van Halan, revolucionaram a abordagem da guitarra no rock pesado dos 80’s, como Jimi Hendrix já havia feito no final dos 60’s. Rhoads, que também era professor de guitarra (sua mãe tinha uma escola de música), mesmo já estando na banda de Ozzy e em tournê pelos EUA, quando tinha algum tempo livre, procurava um professor de música clássica da local para lhe dar aulas. Dizem que era bastante educado, humilde, não bebia e nem muito menos consumia drogas, como se poderia imaginar ou esperar de um guitar hero. Sua morte prematura foi apenas foi caso do destino ou então puro azar, mesmo que tenha sido clara a imprudência do piloto do avião.  fato que acabou por nos privar de sua arte, sua música, que com certeza teria evoluído e sua participação no contexto mundial da guitarra teria sido ainda maior do que já é. Gracias, man!

Madbook

Chegou a vez de ler a biografia do Ozzy: “Eu sou Ozzy” (Ed. Benvirá – Chris Ayres) . Uma má impressão já de cara, um título super criativo e uma daquelas frases de merda marketeiral que estragam qualquer capa de livro – “Mais vendido na lista do New York Times. Tá, e daí? E eu com isso! Esse livro parou em minhas mãos meio que por acidente, dica do meu chapa Robson (thanks), não estava em minha lista de prioridades “bios-rockers”, mas enfim, não sou de arregar, vou encarar essa. E tem mais,  acredito que devo ler com um certo receio cada palavra desse livro, deve ter aí um dedo, não melhor, muita grana e a mão toda da dona Sharon Osbourne – essa entende de fazer dinheiro e patrolar tudo pela frente sem escrúpulos. Então nem toda verdade é uma verdade. Enfim, tudo em nome do excelente álbum “No More Tears” e de seu inesquecível vídeo que me deixava louco quando passava na MTV (bons tempos em que havia rock por lá), de  sua troupe de excelentes guitarristas, começando pelo pitoco Randy Rhoads (aquela Les Paul creme e a Flying V Jackson teriam falado alto se ele não fosse embora cedo demais – R.I.P.), depois o Jake Lee (eu curtia, apesar de muitos amigos não gostarem dele na banda) e então, finalmente o mestre da porra-louquice, tio Zacarias Selvagem. Por eles e pelo passado no Black Sabbath é que eu vou em frente com esse livro do Ozzy, até porque seus últimos álbuns não me agradaram nenhum pouco e mais aquele seriado na MTV, que baita decepção. Vídeo de música ou show na TV é uma coisa, chinelagem em família é outra. Bem que fez uma de suas filhas, escolheu não participar dessa porra de seriado.
Ainda este ano vem outra bio do Ozzy por aí e pela resenha do livro, me chamou mais a atenção. Bem, a sorte está lançada, espero que o Ozzy tenha boas histórias para me contar e me fazer mudar de idéia a seu respeito.