Arquivo da tag: Paul McCartney

Feliz aniversário Paul McCartney – 75 anos


The Faces – recapitulando essa sonzeira por aqui…


Olha onde o Macca está se metendo…


Hey Jude – Paul McCartney e Ringo Starr ( Grammy Salute to The Beatles) 27jan2014


Beatles: Ringo Starr e Paul McCartney se juntam para gravar novo material

Ringo Starr e Paul McCartney se reuniram neste final de semana que passou para gravar material que estará no próximo álbum solo do baterista, ainda sem data de lançamento. Paul McCartney fez contribuições com linhas de baixo.

A ultima vez em que os dois ex-BEATLES se juntaram para gravar algo inédito, foi no álbum Y Not de Ringo, lançado em 2010.

ROCK!

 

………………………………………………..
*Fonte: whiplash

ringomacca2017

 


A contrução do baixo “violino” Höfner – o baixo do Paul McCartney


Feliz aniversário Macca!

paul2016

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Desert Trip – festival

O festival Desert Trip, que reúne seis dos maiores artistas e bandas de rock em todos os tempos, adicionou um segundo fim de semana à sua programação. O anúncio foi feito nesta segunda, 9, mesmo data em que se iniciaram as vendas dos ingressos para – os agora seis dias de – evento.

O megaevento criado por organizadores do Coachella confirmou na semana passada as presenças de Neil Young, The Rolling Stones, Paul McCartney, Bob Dylan, The Who e Roger Waters. O Desert Trip acontece no Empire Polo Club, em Indio, na Califórnia (Estados Unidos)

A divisão do line-up por dia – que se repete no segundo fim de semana – também já foi revelada: Bob Dylan e os Rolling Stones tocam nas sextas (7 e 14), Neil Young (acompanhado pelo Promise of the Real) se juntará a Paul McCartney nos sábados (8 e 15) e o ex-Pink Floyd Roger Waters dividirá as noites com The Who, nos domingo (9 e 16).

*Fonte: rollingstone


Paul McCartney – Blackbird

Independentemente do que rolou na noite de ontem na celebração do Oscar, esse post já havio sido elaborado há mais dias. então por um mero acaso o tema é o mesmo, o som Blackbird dos The Beatles tocado por Paul. Mas então aproveitando o momento, segue anexado de última hora, a versão (muito bonita por sinal), de Dave Grohl ao violão.

………

Uma de minhas músicas preferidas dos Beatles (acho que já comentei várias vezes aqui antes, mas but), na verdade é uma música do Paul McCartney que nem “era” o meu Beatle favorito até então. Esse cargo pertencia ao George Harisson desde minha infância e o tal show no telhado que vi na TV. Mas depois de algumas bios lidas, a coisa mudou um pouco ao sabor do vento, o velho Paul sabe das coisas assim como o Jon snow também (não vem que não tem)…


O que houve Paul?

paul_emburrado


Paul McCartney e Ron Wood – Get Back


Tentando provar de que Paul McCartney morreu…


McDrum

maccadrum


Paul McCartney & Wings – Jet (ensaio)


Paul McCartney ‘Early Days’


Paul McCartney e Ringo Starr – Queenie Eye 2014


Paul McCartney

paul2013_s10_0119rt

paul_mc_022

paul_mc_023

paul_mc_024


Paul McCartney e Nirvana – 12.12.12. Hurricane Sandy relief Concert


Paul McCartney – 12.12.12. Hurricane Sandy relief Concert

Coincidência ou não, duas das melhores músicas da lavra daquela tal banda chamada Beatles quye eu mais gosto…


Paul na TV

O assunto Paul McCartney já está ficando recorrente demais por aqui, sei…sei… mas but, vamos lá. Finalmente assisti ao show do Macca, claro, na TV e pior – no open channel da Globo. Eu já imaginava mesmo que pelo padrão da emissora iriam fazer uma edição meio tosca e curta, de um show que na real tem quase 3 horas de duração e que muito provavelmente, minhas músicas preferidas do setlist ficariam de fora. Bem, quase isso, sem dúvida na TV o show foi curto e sim, as músicas mal escolhidas (ao menos sob meu ponto de vista), então nada fora do esperado. O que salvou a lavoura nesse curto espaço de tempo foi “Blackbird” (gosto muito dessa música!), “Let it Be” e “Get Back” do repertório Beatles, já da carreira solo do velho Macca foi mesmo a Gunszeificada “Live and Let Die”. Outra coisa que me chamou atenção foi a sua banda, tinham lá uma certa atitude hard rock mas respeitaram os climas  e timbres Beatles (coisa até sagrada e de vital importância nessa hora). Imaginei que seriam uns tiozinhos muito prafrentéx tipo Ibanezman-technology-axe-grinders ou coisa do tipo, o que seria uma grande m*%$#@, rock de plástico – mas não, era rockers de verdade…. ainda bem. Além de ter um Duff McKagan cover na banda (Brian Ray), o que reforça subjetivamente mais uma vez o meu conceito de banda hard, gostei bastante do batera (Abe Laboriel Jr.), que além de phodáceos na bateria cantava muito também. Sim, Beatles songs tem muitas vocalizações difíceis.
*Cabe aqui um baita parênteses – Sempre digo, batera bom não precisa de trocentos ton-tons ou um kit quilométrico de apetrechos para tocar muito. Ou a biba ae não reparou no kit básico e ao mesmo tempo marrento do batera do Paul!?
E tem mais…já disse, tem também aquele caso do batera que usa apenas 1 ton e se acha “Ô” malandro, quando na real o tal ton fica ainda naquele suporte normal em “T” acima do bumbo…humm…humm… Nah!!! Esse não é o cara. Batera que entende mesmo do babado tem 1 ton e esse ainda é separado do bumbo, fica em um outro suporte – daí sim. YEAH! Pode cuidar isso. Se você nunca prestou atenção nisso, deveria então voltar a disciplina do rock: “Bateria Básica True Macheza – I”.

Tá, de volta a banda do Paul. Tudo ok, bem melhor do que eu pensava. Aliás, eu já tinha conversado com meu chapa Henrique, que esteve no show de POA, sobre este assunto que era de meu interesse – “qual a vibe da banda do Paul, nessa tour”?
Enfim, perdi um belo show em POA e agora na TV mais uma vez pude sacar um pouco dessa vibe, mas nem de longe deve ter sido o barato de estar presente lá no estádio daquele time de vermelho no dia do show. Agora só resta me redimir e ficar ligado num próximo show afudélson que aconteça em POA. Que tal o do Ozzy, ano que vem?

 

 

 

 

 

 


Uma segunda chance para mim X Macca

Uma nova chance do destino para aqueles que como eu, não assistiram ao show do Paul McCarteny em Porto Alegre, por ratiação ou por algum outro motivo realmente justificável (ratiação, no meu caso). Hoje a dona Globo vai apresentar logo após o programa do Fantástico um desses shows de sua passagem pelo Brasil. Agora espero não perder!

 

 


Bem-vindo Paul

Está chegando a hora. Lamento Paul, mas não irei no seu show em Porto Alegre amanhã, não é por falta de vontade mas na real marquei bobeira, não me ativei em tempo para comprar o ingresso e deu no que deu, esgotaram logo e fiquei fora dessa. A vida segue mas assim mesmo fico contente com a sua visita ao nosso estado, sei que você será muito bem tratado por todos e da mesma forma estarei bem representado em toda minha euforia por esse momento, lá na hora do show – em pleno gramado do eterno adversário futebolístico. Enfim, a arte está acima dessa rivalidade. Uma pena que você, Paul, seja um vegetariano convitcto, senão eu lhe diria que está perdendo uma boa oportunidade de provar nosso delicioso churrasco, coisa de lambusar os bigodes do tempo do Sgt. Peppers, lembra? Também de ter um tempinho livre e passear pela capital num domingo de manhã, provar um mate, quem sabe até dar uma passada pela Feira do Livro, hein!? Enfim meu chapa, quero muito te agradecer pela sua obra, suas músicas, suas letras e os sonhos (não aquele do Inter “querer” ser Bi do Mundial – esse desde já é furado). Se hoje em dia eu sou um cara que gosta muito de rock, já estive em algumas bandas e sei o que sei sobre o assunto, grande parte dessa baboseira toda devo a ti e teus comparsas do “Fab Four”, porque a cena rock mais antiga de minha memória é a de chegar em casa antes do meio dia, direto do jardim de infância e assistir na TV aqueles quatro caras tocando ao vivo no telhado de um prédio (puxa!!!). Isso aconteceu inúmeras vezes. Acho que para mim essa é uma das cenas rocker mais fortes, me transporta no tempo, é cheia de significados e simbologias até hoje. Aquilo na época pode não ter feito tanto sentido sentido quanto hoje e eu nem compreendia direito, podes crer. Ah!, mas era legal, báh.. como era. E o som! Sim o piá aqui já curtia, fan dos Beatles sem sequer saber do que se ratava. Era a tal magia da sua música e de seus amiguinhos, John, Ringo e George. Outra coisa importante que nunca mencionei, a minha paixão pelo baixo tem a ver com você Paul, sim, isso mesmo, você foi a minha primeira referência e definição de baixista de banda de rock, aliás, dica do meu amigo Tuta. Contigo eu consegui entender enfim a diferença e a vital importância de um baixo numa banda, saquei na hora que era bem mais legal e diferenciado tocar esse instrumento. Se o Paul que era o Paul, era quem tocava baixo nos Beatles, puxa, então eu tam bém quero. Valeu por isso Paul!!!!…Huahuahuahua.
Gracias amigo! Posso não ser o maior fan dos Beatles do mundo, longe disso, até porque tenho outros como Jimi, os manos Robinson, Keith, Pete, Malcolm, Angus, Jimmy e Bonzo na minha listinha também, mas cara, reconheço toda a sua importância em minha vida rocker assim como sei que sua passagem por estes pagos agora, mesmo distante daquela fase de ouro dos Beatles, é no mínimo um marco para a história local.

Hey! Um grande e forte abraço Paul McCartney, agradeço por essa sua visita e digo, volte sempre!


Uncle Macca

Sir Paul McCartney deverá em breve dar o ar de sua graça aqui no sul, mais precisamente em Porto Alegre. Ainda não sei se vou nesse show, depende de uma série de fatores mas de qualquer forma será um acontecimento e tanto, ao menos 1/4 da porção dos “Fab Four” vem até nós, o que por si só já é um grande feito. Me tornei fan dos Beatles tardiamente apesar de minhas mais longínquas memórias a respeito de rock’n roll serem daquele derradeiro show dos Beatles, tocando no telhado da Apple. Antes tarde do que nunca.

Os ingressos para o show do ex-beatle em Porto Alegre começarão a ser vendidos no dia 7.

Confira o serviço do show:

PAUL MCCARTNEY
Cidade: Porto Alegre
Data: 7 de novembro
Horário: 21 horas
Local: Estádio Beira Rio.
Abertura dos portões: 17h30min
Pré-venda: a partir do dia 7 de outubro (quinta-feira), às 8 horas, para associados do Internacional e assinantes de jornais do Grupo RBS – na bilheteria do Beira Rio ou no site
http://www.ingresso.com
Venda público geral: a partir do dia 11 de outubro (segunda-feira), às 8 horas
Serão colocados à venda aproximadamente 50 mil bilhetes. O pagamento poderá ser em dinheiro ou cartão de crédito e débito. Não será aceito cheque.

Valores por setor:
Anel superior, cadeira numerada ímpar: R$ 210
Anel superior, cadeira numerada par: R$ 330
Gramado livre e anel inferior: R$ 220
Cadeira não numerada, anel superior: R$ 140
Gramado premium: R$ 520
Cadeirantes: R$ 140
Serão permitidos 6 ingressos por CPF

*Fonte: Whiplash